1

Zé Inácio volta a cobrar abertura de CPI da Cyrela…

O deputado Zé Inácio voltou a cobrara na sessão plenária desta terça-feira (05) a instalação Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI, que vai investigar as denúncias de irregularidades nos imóveis que foram construídos pela empresa Cyrella no Maranhão.

“Já se passaram mais de 30 dias e a Mesa ainda não se pronunciou e Vossa Excelência (Othelino Neto) que tem conduzido de forma democrática esta Casa dando total apoio ao funcionamento das Comissões Permanentes, eu acredito que Vossa Excelência vai se manifestar a respeito deste Requerimento. E nós somos cobrados não só por alguns parlamentares como também pela sociedade. Há moradores que têm nos cobrado porque consideram importante a CPI da CYRELA. Eu queria que, com brevidade, a Mesa pudesse se pronunciar”.

O requerimento já aprovado pela Casa Legislativa conta com a assinatura de 21 parlamentares, dentre eles: Roberto Costa (PMDB), Edson Araújo (PSB), Rogério Cafeteira (PSB), Eduardo Braide (PMN), Vinicius Louro (PR), Fábio Braga (SD), Léo Cunha (PSC), Marco Aurélio (PcdoB), Cabo Campos (DEM), Sérgio Vieira (PEN), Junior Verde (PRB), Francisca Primo (PcdoB), Paulo Neto (PSDC), Valéria Macedo (PDT), Fernando Furtado (PcdoB), Andrea Murad (PMDB), Sousa Neto (PROS), Raimundo Cutrim (PcdoB). Além dos deputados Welligton do Curso (PP) e Bira do Pindaré (PSB) que também se manifestaram e reiteraram o pedido do deputado Zé Inácio para que a CPI tenha início o quanto antes.

Composta por cinco parlamentares a CPI possui o prazo de 120 dias para apurar as responsabilidades e irregularidades dos empreendimentos nos condomínios Jardim Toscana e Jardim Provence no bairro Altos do Calhau, Vitória no bairro Forquilha e Pleno Residencial no bairro Jaracati, que apresentaram vazamento de gás, irregularidades no sistema elétrico, hidráulico, revestimento cerâmico e infiltrações.

0

Empreiteiras terão que garantir construções por 10 anos…

Parecer do deputado maranhense Hildo Rocha na Comissão de Desenvolvimento Urbano foi aprovado na Câmara Federal

 

A Comissão de Desenvolvimento Urbano (CDU) aprovou parecer do deputado Hildo Rocha favorável ao Projeto de Lei que eleva para dez anos a responsabilidade dos empreiteiros pela solidez e segurança de prédios residenciais e comerciais.

A legislação atual estabelece o prazo de cinco anos.

Segundo o parlamentar, muitos proprietários de imóveis são obrigados a arcar com despesas de manutenção das edificações porque é frequente a ocorrência de problemas já a partir do quinto ano de uso.

– O projeto que relatei, com substitutivo, propondo a elevação do prazo, para dez anos é um grande avanço para os adquirentes de imóveis no país – afirmou. (assista o vídeo)