0

Imperatriz: Recomposição da malha asfáltica e drenagens avançam nos bairros

Obras de recomposição da malha asfáltica das ruas e avenidas dos bairros são realizadas em ritmo acelerado pela Prefeitura de Imperatriz, através da Secretaria Municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Sinfra.

Nesta segunda-feira, 13, quatro equipes trabalham simultaneamente na recuperação da marginal direita da BR-010 (sentido Vilinha-Rodoviária); Avenida Principal de acesso ao Sebastião Régis; Avenida Jacob (BR-010 a Avenida Pedro Neiva de Santana) e Avenida Ceará (Juçara à Nova Imperatriz).

De acordo com o secretário de Infraestrutura, Zigomar Filho, a orientação do prefeito Assis Ramos é para que o serviço de manutenção das vias beneficie todos os bairros, principalmente os chamados corredores de transporte coletivo de passageiros, visando reduzir os impactos causados pelas primeiras chuvas.

“Também colocamos uma equipe de manutenção durante o período noturno que realiza a recomposição asfáltica da Rua Benedito Leite, no Centro. Ação contribui para melhoria da mobilidade urbana”, reitera.

Drenagem

A Prefeitura de Imperatriz começou também nesta segunda-feira, 13 de janeiro, nova frente de drenagem profunda na Avenida Principal, no Parque Alvorada II. Medida visa resolver problema de ponto de alagamento na via que chega a dificultar o tráfego de veículos.

“Nós deslocamos máquinas, homens e tubos de concreto para o início de mais uma frente de drenagem profunda em Imperatriz”, afirma.

 

0

Imperatriz recebe oficina para elaboração do Plano de Recursos Hídricos

A cidade de Imperatriz recebe na quarta-feira, 15, a oficina regional de elaboração do Plano Estadual de Recursos Hídricos do Maranhão. Encontro acontece das 8h às 13h, na Universidade Aberta do Brasil, UAB, Rua Dom Pedro II, Praça União, com a participação da Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Semmarh.

“O acontecimento faz parte de um processo essencial para o planejamento de uso sustentável dos recursos hídricos, em especial da bacia do Rio Tocantins, umas principais do país. O plano será importante por que visa dar diretrizes para o ordenamento da água, seja no processo industrial, no crescimento agropecuário ou até mesmo no abastecimento para consumo humano”, destacou Rosa Arruda, secretária do Meio Ambiente de Imperatriz.

O Plano Estadual de Recursos Hídricos do Estado do Maranhão, elaborado pela equipe técnica da empresa IBI Engenharia Consultiva, tem objetivo de desenvolver material completo com diagnóstico, prognóstico, planos e projetos para o aproveitamento integral e racional dos recursos hídricos no estado. Iniciativa traz a proposta de enfrentar as adversidades de enchentes, de forma participativa com as principais instituições envolvidas com o setor.

0

Imperatriz: Vereadores põem em risco folhas da Prefeitura e da Câmara

Orçamento de 2020 até agora não foi votado; “moeda de troca” seriam recursos inconstitucionais do município, que os parlamentares querem transformar em emenda impositiva

 

Até o dia de ontem, 8 de janeiro, o orçamento do município para 2020 não havia sido votado. Um grupo de vereadores liderados pelo presidente José Carlos vem protelando uma obrigação que já era para ter sido cumprida, buscando um privilégio que não é contemplado pela lei: eles querem, cada um, uma verba impositiva de R$ 1 milhão.

O que querem os vereadores é uma prerrogativa de senadores e dos deputados federais, porque isso consta na Constituição Federal. Mas nem na federal e muito menos na Constituição do Estado do Maranhão está previsto que vereador pode ter direito a emenda impositiva.

E ainda que a Assembleia do Estado viesse a alterar essa carta, mesmo assim não seria possível a implantação em Imperatriz, visto que na LDO, Lei de Diretrizes Orçamentárias, esse gasto nunca foi previsto.

Na prática, o que querem os vereadores é imobilizar a gestão municipal num ano eleitoral.

Tecnicamente eles não encontraram nenhuma falha no projeto de orçamento encaminhado pela Prefeitura, mas com a desculpa de que querem alterar a LDO e injetar as tais emendas impositivas no orçamento deste ano, deixaram que se finalizassem todas as sessões ordinárias do exercício passado sem que a matéria fosse apreciada.

Para se reunirem na terça-feira passada e fazerem a encenação da derrubada do veto à lei da divisão do dinheiro do FUNDEF, os vereadores se utilizaram de um subterfúgio que pode ser questionado na Justiça: na ata está escrito que trata-se de uma sessão como se fosse do ano passado, muito embora já estivessem no sétimo dia de 2020. Pé O presidente sabe que não pode deliberar nada antes de oficialmente votar o orçamento seguinte para, aí sim, abrir o período legislativo do ano subsequente.

Toda e qualquer despesa deste ano até agora está travada pela Câmara Municipal: tapa-buracos, coleta de lixo, remédios para o Socorrão, folhas do Vale Alimentação e a dos salários dos servidores. Ficam suspensos, também, os repasses para a Câmara, sem o que Pé de Pato não tem como pagar os quase mil funcionários do Palácio Dorgival Pinheiro de Sousa.

Da assessoria, com edição do blog

0

Prefeitura conclui instalação de câmeras de videomonitoramento em ITZ

A Prefeitura de Imperatriz, através da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes, Setran, concluiu a implantação da primeira etapa do sistema de videomonitoramento. Dispositivo que inicialmente dispõe de 30 câmeras de alta definição, passa a ser utilizado no auxílio da fiscalização de trânsito e na segurança pública em pontos estratégicos dos bairros e centro da cidade.

De acordo com o secretário de Trânsito, Leandro Braga, a segunda etapa prevê a instalação de câmeras com radar eletrônico para controle de velocidade e do tráfego de veículos com a implantação também das lombadas eletrônicas em pontos estratégicos. “Medida visa reduzir os acidentes de trânsito com vítimas, como tivemos há duas semanas na cidade”, justifica.

Ele assinalou que os técnicos concluíram a instalação das 30 primeiras câmeras de monitoramento, mas ainda falta ser finalizada a capacitação dos agentes de trânsito que irão trabalhar no Centro de Monitoramento e Controle de Trânsito, na Setran. “Benefício já começou a auxiliar a segurança pública, pois já temos solicitação de imagens da Polícia Civil para identificação de alguns crimes”, frisa.

De forma estratégica, foram instaladas câmeras de videomonitoramento nos bairros Vila Lobão, Parque do Buriti, Vila Nova e Entroncamento, entre outros. Objetivo foi verificar os pontos de congestionamentos de trânsito e equipamentos públicos que ficam nas proximidades para inibir a criminalidade.

Leandro Braga explica que o sistema de videomonitoramento funciona em tempo real, via internet, com transmissão direta para a Central de Monitoramento e Controle de Trânsito que, embora ocorra alguma falha de sinal continuam gravando normalmente, sem prejuízo de registro de imagens. “Temos um dos melhores equipamentos do Brasil, inclusive que funciona com ausência de sinal de internet”, garante.

Ele reitera que, gradualmente, o sistema de videomonitoramento abrangerá a grande maioria dos bairros de Imperatriz, conforme orientação do prefeito Assis Ramos. “Nós teremos inicialmente de 120 a 130 câmeras de videomonitoramento nesta fase do projeto, depois a meta é instalar câmeras de 360 graus em tempo real”, concluiu.

0

Imperatriz: Público lota Beira Rio no Reveillon A Gente Faz…

A noite de atrações do Réveillon A Gente Faz 2020, organizada pela Prefeitura, por intermédio da Fundação Cultural de Imperatriz, FCI, foi aberta com a dupla sertaneja Bruno Sampaio e Josué, na concha acústica da Beira Rio. Dando continuidade ao grande show da virada, nos embalos dos clássicos de rock e MPB, a banda A Resistência agitou o público com nostalgia.

Já o cantor Wellington Tigrão fez a galera dançar bastante ao som de axé e forró. A terceira atração do evento fez o público sair do chão até a contagem regressiva para o ano novo, com a tradicional queima de fogos. Além de artistas locais, com ritmos diversificados para todas as idades, o paraibano Aldair Playboy foi a atração principal da noite, com hits do brega e funk ostentação. 

O presidente da Fundação Cultural José Carneiro Buzuca, destaca que além do fomento cultural, o evento também segue a proposta da gestão Assis Ramos da valorização dos artistas locais.

“Em nossa tradicional festa da virada, não poderíamos deixar de dar destaque aos nossos cantores, e a garantia de que fizemos a escolha certa foi ver o público imperatrizense cantando todas as letras com nossos artistas”.

A programação trouxe diversão e entretenimento saudável para todo o público presente. Para a vendedora Eucimar Santos, que levou sua família para apreciar o show e ver a queima de fogos, a organização está de parabéns. “É uma oportunidade muito boa estar na Beira Rio e poder assistir essas apresentações maravilhosas de graça. Trouxe meu pessoal de casa, estamos todos animados para começar o ano que se aproxima da melhor forma possível”, comentou.

A festa teve um preparo único em sua organização, contando com policiamento reforçado, estrutura de som e iluminação, além de banheiros químicos dispostos em pontos estratégicos da Beira Rio, o Réveillon A Gente Faz foi pensando especialmente para receber as famílias de Imperatriz e região.

“E a prova de que a nossa tradicional festa de réveillon é para todos, é vermos em todos os lados pessoas de todas as idades, com suas famílias e amigos, todos comemorando a chegada do novo ano com muita animação e harmonia”, destacou Buzuca.

Além do incentivo cultural, com a divulgação e valorização dos artistas imperatrizenses realizando a animação do público que lotou a Beira Rio para recepcionar 2020, durante grande parte das comemorações, os comerciantes locais também foram beneficiados com esse grandioso evento.

“É inegável o potencial econômico dessa iniciativa, tanto para os vendedores que estão aqui com suas barracas de comidas e bebidas, quanto para a cidade como um todo, pois sabemos que muitas pessoas vem de localidades vizinhas para prestigiar nosso show da virada”, conclui Buzuca.

0

Portal da transparência de Imperatriz está entre os melhores do estado

217 municípios do Maranhão foram analisados, Imperatriz ficou com média de 9,0 estando entre as cidades com melhores resultados no que diz respeito à transparência dos gastos públicos

 

O Ministério Público do Maranhão, por meio do Centro de Apoio Operacional de Defesa do Patrimônio Público e da Probidade Administrativa (CAOp-Proad), analisou os Portais de Transparência  de 217 municípios do Maranhão, entre eles da Prefeitura de Imperatriz e Câmara de Vereadores.

Imperatriz ficou com média de 9,0 estando entre as cidades com melhores resultados no que diz respeito à transparência dos gastos públicos. 

É direito de todo cidadão ter acesso aos dados gerados e mantidos pelas entidades públicas. Para a engenheira Ingride Azevedo, o Portal da Transparência tem uma finalidade essencial.

“É o meio pelo qual nós cidadãos podemos ter conhecimento da aplicação do dinheiro público, das folhas de pagamento, licitações e tantas outras informações primordiais que a plataforma apresenta”, comentou.

1

Imperatriz: convocados beneficiários dos residenciais Juscelino Kubitschek e Canto da Serra

Os titulares devem comparecer na Secretaria de Desenvolvimento Social com documentos originais e xerox; as pessoas beneficiadas devem ficar atentas quanto ao prazo de comparecimento 

 

Os beneficiários dos residenciais Juscelino Kubitschek e Canto da Serra, do programa Minha Casa Minha Vida, devem comparecer na Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social, Sedes, das 8h às 14h, para fins de verificar e atualizar a situação cadastral dos titulares.

O prazo, estabelecido em edital pela Sedes, corresponde aos dias 15 a 20 de janeiro de 2020.

A Sedes fica localizada na rua Hermes da Fonseca, 49, no Centro. Todas as pessoas convocadas, em caso de não comparecimento, no prazo estipulado, podem ser eliminadas do programa, dando a possibilidade para que a Prefeitura chame os selecionados que estão no cadastro de reserva.

Para a secretária de Desenvolvimento Social, Janaína Ramos, “é importante que todas as pessoas compareçam na data prevista, pois como consequência da não apresentação dos documentos, os convocados podem ser eliminados do programa”, esclarece.

Documentação

Os documentos exigidos são: Identidade (do titular e do cônjuge); CPF (do titular e do cônjuge); Certidão de nascimento (se solteiro); Certidão de casamento (se casado); Certidão de óbito (se viúvo); Atestado Médico com número do CID (Pessoas com deficiência); Certidão de Casamento com Averbação do Divórcio (se divorciado); Comprovante de residência (conta de energia atual).

Também é exigido a folha resumo do CadÚnico devidamente atualizada (solicitar nos CRAS); Procuração Pública (se analfabeto, modelo em anexo); Comprovante de escolaridade; Comprovante de Renda (Mês atual).

1

Imperatriz: Empresa que cobra com outdoor pode ter que devolver milhões à prefeitura

Cobranças indevidas vinham da outra gestão; 42 Pessoas, em 5 dias, passaram pelos mesmos 10 procedimentos; R$ 900 mil por ano por plantonista que não comparecia; Depois de descobertas, faturas foram “corrigidas”

 

Documentos que apontam para problemas com prestação de contas da clínica

O imbróglio entre a prefeitura e a Clínica Cirúrgica de Imperatriz, que foi parar em outdoors clandestinos em formatos de cobranças condenadas pelo Código de Defesa do Consumidor, não se resume a atraso de pagamentos.

Documentos que já passaram inclusive pelo Ministério Público demonstram que valores indevidos inflaram em
milhões de reais as faturas apresentadas pela prestadora de serviços.

Em junho deste ano, técnicos da Secretária de Saúde, Alair Firmiano, detectaram cobranças indevidas feitas pela Clínica Cirúrgica. Por exemplo, o contrato exigia a presença 24 horas por dia de dois cirurgiões no Hospital Municipal; ao invés disso só um comparecia e o outro, segundo a prestadora, “ficava de sobreaviso, em casa”.

Isso não vale, mas por essa manobra era cobrado a mais do município cerca de R$ 900 mil por ano.

Esse foi um dos itens que a Clínica Cirúrgica se viu obrigada a extirpar da conta apresentada, mas havia outros erros muito mais grosseiros, glosados e subtraídos da fatura: um dos associados praticava até 10 procedimentos por dia em até 12 pacientes diferentes, só que esses procedimentos eram exatamente os mesmos, como se isso
fosse plausível.

E mais: de 42 pacientes “atendidos”, somente 10 foram identificados; os 32 a mais não se materializaram nas buscas da auditoria feitas via Cartão SUS – documento de identidade dos usuários. No dia 13 de fevereiro deste ano, conforme relatório anexado na fatura de cobrança, um único médico praticou, em 12 pacientes diferentes, rigorosamente os mesmos 10 procedimentos; portanto 120 mini cirurgias no mesmo dia.

Se cada mini cirurgia durou 20 minutos, entre anestesia e tudo mais, ele teria se ocupado por 1.440 minutos, ou 40 horas, sem considerar que entre uma coisa e outra sempre há um intervalo, e entre um paciente e outro a necessidade de muito mais tempo, até para cuidados antissépticos.

Curiosamente, os mesmíssimos procedimentos ele fizera em 8 pacientes no dia 6 daquele mês; repetiu isso em 7 pacientes no dia 19; em 5 pacientes no dia 26, e em mais 3 pacientes no dia 27.

Mais curioso é que muitos desses procedimentos repetidos em 42 pacientes não são compatíveis com a finalidade do ambulatório da unidade dos Três 3 Poderes, como, por exemplo, sutura de lesão na boca. Chama a atenção, além da repetição, o fato dessas 42 pessoas terem passado por “extrações de unhas e calos”.

Outras aberrações se notam nos valores cobrados em diferentes meses para o item “urgência geral”; R$ 190 mil para o mês de março, quando teriam sido feitas 1.383 intervenções, e quantia igual (R$ 190 mil) para o mês de fevereiro, sem nenhuma intervenção descrita.

Ainda no mês de fevereiro de 2019, a Clínica Cirúrgica cobrou por 200 “cirurgias de pequeno porte” feitas em 44 pessoas, sem que esses pacientes e procedimentos tenham sido cadastrados no SISREG, Sistema de Regulação do SUS, o que caracteriza uma ação fantasma.

Essas inconsistências invalidaram as notas de 5 meses. A Clínica Cirúrgica deu ciência de que estava errada emitindo outras notas, anulando os itens glosados pelo município. De todo o remanescente, restam duas notas, uma delas do mês de junho.

“Não estamos atrasados em seis meses; há uma nota que tem esse tempo de espera, tudo porque
vamos esmiunçar tudo para não incorrermos no erro de pagar o indevido depois de descoberta essa prática. E vamos auditar todo o passado, inclusive do que foi pago antes dessa observação”- esclarece uma fonte da Secretaria de Saúde.

Pelo que se projeta em cima dos cinco meses já auditados, é provável que a Clínica Cirúrgica, ao final de tudo, ao invés de um crédito de R$ 500 mil, tenha que devolver alguns milhões, de tudo que foi faturado de maneira inconsistente desde a época da gestão passada.

Da assessoria

0

Imperatriz CAPS promove confraternização com distribuição de cestas básicas

A Secretaria Municipal de Saúde, Semus, por meio da Coordenação de Saúde Mental, realizou nesta terça-feira, 17,  a confraternização natalina de usuários e familiares do CAPS III – Renascer, com objetivo de promover integração entre funcionários e colaboradores.

O evento foi realizado na sede do Centro de Atendimento Psicossocial, CAPS, onde foi realizada a distribuição de mais de 120 cestas básicas doadas por instituições parceiras e apresentação peça teatral e cantata.

A secretária adjunta da Semus, Mariana Jales, explica que, “o secretário municipal de saúde, Alair Firmiano juntamente com a gestão do prefeito Assis Ramos, se preocupa com toda a Rede de Saúde Mental. Durante este ano, várias atividades e ações foram realizadas envolvendo usuários dos serviços e familiares. Em comemoração às datas festivas de final de ano, a Prefeitura distribuirá cestas básicas a todos os pacientes, afim de contribuir de alguma forma com suas famílias”. 

No enredo da peça teatral, a temática retrata o nascimento do menino Jesus e o figurino característico é produzido com material reciclável.

De acordo com a oficineira, Meiry Souza, “o trabalho é realizado com a doação de produtos recicláveis como rolos de papel higiênico, garrafas e cartela de ovos. Na oficina é possível perceber aprendizagem sobre coordenação motora e outros detalhes repassados com o intuito de trabalhar ou identificar fatores que possam contribuir para a recuperação do paciente. Para esse momento contamos com a participação de alguns usuários dos serviços, que de forma espontânea ensaiaram diariamente e hoje se apresentam ”.

0

Imperatriz: Assis Ramos enrega moderna usina de asfalto

Com capacidade para produção de 80 toneladas de massa asfáltica, equipamento foi adquirido com recursos articulados pelo deputado federal João Marcelo; e estará imediatamente em operação

 

O prefeito Assis Ramos (DEM) entregou nesta sexta-feira, 13, uma moderna Usina de Asfalto, novo equipamento que vai ajudar a melhorar ainda mais a infraestrutura urbana das ruas e avenidas de Imperatriz, reivindicação de toda a cidade, em especial dos moradores dos bairros periféricos.

Segundo ele, a aquisição é resultado das viagens realizadas à Brasília, quando em 20 de fevereiro em reunião com o deputado federal João Marcelo (MDB), conseguiu viabilizar recursos na ordem de R$ 1,5 milhão para aquisição da usina de asfalto, além de equipamentos no valor de R$ 1,4 milhão.

O convênio foi celebrado junto à Superintendência de Desenvolvimento da Amazônia, Sudam, totalizando o valor de R$ 2,9 milhões.

O secretário municipal de Infraestrutura e Serviços Públicos, Sinfra, Zigomar Filho, explicou que a usina possui uma capacidade de produzir 80 toneladas de massa asfáltica, além de ser composta por dois tanques, sendo um com 35 toneladas e outro com capacidade de armazenamento de 15 toneladas de óleo combustível.

O equipamento entrará imediatamente em operação.