0

Maranhão terá armazenamento recorde de combustíveis…

A partir da articulação do secretário de Indústria e Comércio, Simplício Aráujo, empresa ganhará capacidade para movimentar mais de 1,5 bilhão de litros por ano, entre gasolina e diesel

 

O secretário de Indústria, Comércio e Energia (Seinc), Simplício Araújo, vistoriou esta semana a nova base de distribuição de combustíveis da Raízen.

As novas instalações, que começaram a operar ainda em 2020, representam a maior base privada já construída e operada pela empresa, prevista para ser o ponto primário de importação de derivados e de exportação de etanol, interligando refinadores privados do Brasil e do exterior.

“Após diálogos e ações conjuntas, nós autorizamos que a Raízen se instalasse em São Luís e garantisse esse avanço no desenvolvimento da produção de combustíveis no Estado. Agora, eles estão nos apresentando pela primeira vez este novo terminal. É com muita felicidade que podemos celebrar o crescimento dessa importante base de armazenamento de combustíveis no Maranhão”, ressaltou Simplício Araújo.

A partir do investimento na ordem de R$ 200 milhões, que contou com as tratativas do Governo do Estado, por meio da Seinc, a base tem capacidade de armazenagem de 80.000m³, com movimentação de 1,5 bilhão/litros por ano.

No novo terminal, a capacidade de movimentação é de 1,5 bilhão de litros de combustíveis por ano e pode armazenar até 80 milhões de litros de gasolina A, Diesel S 10 e S500.

 

0

Hildo Rocha aprova convocação do presidente da CNI, na Comissão de Fiscalização

A Comissão de Fiscalização Financeira e Controle (CFFC) da Câmara dos deputados aprovou requerimento do deputado Hildo Rocha que propõe a convocação do Presidente da Confederação Nacional da Indústria (CNI), Robson Andrade, para que o dirigente da instituição preste esclarecimentos acerca de investigações que apuram fraudes em convênios do Ministério do Turismo com entidades do Sistema S (Sesi, Senai, Sesc, Senac, Sebrae, Senar, Sescoop, Sest, Senat).

Há suspeitas de que um grupo de empresas, comandadas pela mesma família, teria desviado mais R$ 400 milhões oriundos dos cofres públicos. “Ora, vamos dar oportunidade para que ele esclareça os fatos, que prove a sua inocência, aqui nesta comissão que é o colegiado responsável pela fiscalização do uso de recursos públicos”, argumentou Hildo Rocha.

Operação Fantoche

Robson Andrade e os presidentes das federações das Indústrias de Alagoas (Fiea), da Paraíba (Fiep) e de Pernambuco (Fiepe) foram presos no dia 19 deste mês no âmbito da Operação Fantoche, deflagrada pela Polícia Federal em parceria com o Tribunal de Contas da União (TCU).

De acordo com a PF, a investigação começou em 2014, a partir de uma empresa que recebia grande parte dos recursos para eventos culturais em valores estavam superfaturados. A polícia também identificou que o dinheiro não era totalmente destinado para as produções culturais.

“Não podemos ficar de braços cruzados diante do estarrecedor avanço da corrupção. Temos que lutar contra essa situação, temos que fazer algo para ajudar a estancar a corrupção no nosso país. Creio que, em boa parte, isso depende muito desta comissão. Por esse motivo, fiz o requerimento para que o presidente da CNI venha se explicar porque alguns empresários dizem que ele é inocente”, destacou Hildo Rocha.

0

Imperatriz ganhará fábrica de tintas…

Em reunião com representantes da prefeitura e da Associação Comerical, diretor da indústria Maxvinil sinaliza a implantação  da unidade em breve

 

Representantes da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Sedec, a diretoria da Associação Comercial e Industrial de Imperatriz, ACII, e representantes de uma renomada fábrica de tintas do país, estiveram reunidos com membros do Governo no Estado na última sexta-feira, 22. A pauta discutida foi a implantação de uma fábrica da Maxvinil Tintas em Imperatriz. 

O secretário da Sedec, Josivaldo Melo, analisa como positiva a vinda da indústria para a cidade. “A instalação, com certeza trará geração de emprego e renda para nossa cidade e região. O prefeito Assis Ramos se coloca à disposição, no que for possível, dentro da legalidade, para que isto se concretize em tempo recorde”, pontuou. 

O potencial econômico da cidade foi demonstrado por meio de apresentação de slides, fotos e informações com ênfase no poder do comércio e na sólida economia de Imperatriz, que impressionou o diretor de departamento da indústria Maxvinil, Ewerton Santos.“Farei de tudo para que em pouco tempo, a empresa esteja instalada nesta região”, revelou o diretor. 

O presidente da ACII, Guilherme Maia, deu as boas vindas ao empresário e ressaltou a característica receptiva da localidade, que acolhe bem todos os cidadãos. 

3

Chiquinho Oliveira no seleto grupo da indústria no Brasil…

FC Oliveira, com Dino cumprimentando o filho,Nagib, no evento da Fiema

O empresário maranhense Francisco Carlos Oliveira, do grupo FC Oliveira, vai receber a Medalha do Mérito Industrial, da Confederação Nacional da Indústria, um dos principais prêmios da área industrial no Brasil.

A indicação de Chiquinho, aprovada em reunião da CNI, em 28/04 – feita pelo presidente do Sistema FIEMA, Edilson Baldez.

Edilson Baldez anunciou o prêmio durante o lançamento do Programa “Mais Empresas”, realizado na quarta-feira, 29, na Sede da Fiema. O presidente da FIEMA disse ainda que o ilustre codoense receberá o prêmio, numa data ainda a ser definida, em uma solenidade na capital federal onde estará representando o Maranhão.

Em atividade política com César Pires, um dos principais aliados

A indicação do empresário de Codó foi parabenizada pelo governador Flávio Dino (PCdoB), que destacou a força da indústria maranhense.

Criada em 1958, pelos empresários Roberto Símonsen e Euvaldo Lodi, a medalha da Ordem do Mérito Industrial da CNI tem objetivo de expressar o reconhecimento da indústria nacional a personalidades de todos os segmentos da sociedade brasileira.

Já receberam a comenda os ex-presidentes Juscelino Kubitschek, Fernando Henrique Cardoso e Luiz Inácio Lula Da Silva; além do ex-vice-presidente José de Alencar e dos industriais Jorge Gerdau, Antônio Ermírio de Moraes e Ivo Hering.

Chiquinho Oliveira entra agora neste seleto grupo…