3

Por que Flávio Dino quer um bolsonarista contra Brandão?!?

Ex-governador sabe que o seu sucessor – de origem coronelista – não tem nenhum vínculo com a esquerda, com os movimentos sociais e com os segmentos mais populares do estado, situação que o deixará fragilizado na disputa direta com o senador Weverton Rocha, historicamente ligado a esses campos

 

Tutor do agora governador, Flávio Dino sabe que Brandão não tem nenhuma chance na disputa com Weverton pelos campos populares e segmentos sociais

Ensaio

O agora ex-governador Flávio Dino (PSB) tem feito das tripas coração para tentar escolher um adversário bolsonarista em um eventual segundo turno com o atual governador Carlos Brandão (PSB).

Dino sabe que um enfrentamento direto com o senador Weverton Rocha (PDT) – com forte vínculo nos segmentos de esquerda, movimentos sociais e nas camadas mais populares – tornará Brandão presa fácil, pela sua própria história coronelista do interior maranhense.

Brandão perde para Weverton até mesmo na preferência do ex-presidente Lula e do PT nacional, ainda que o partido confirme a indicação de um vice e se mantenha empregado no Palácio dos Leões.

Flávio Dino sabe disto; e por isso, antes de deixar o governo, tentou transformar a corrida eleitoral em uma disputa entre sua base e um candidato bolsonarista, buscando a qualquer custo o esvaziamento de Weverton.

Na avaliação do Palácio dos Leões, a presença de um bolsonarista no segundo turno daria a Brandão a condição – ainda que artificial – de “candidato da esquerda”, atraindo Lula e seus eleitores ao seu palanque.

Com Weverton, isso será impossível, uma vez que a identidade do senador com campo esquerdista é legitimamente mais sólido que a do agora socialista Brandão.

O Palácio dos Leões já escolheu até o adversário ideal para Brandão; o ex-prefeito de São Pedro dos Crentes, Dr. Lahésio Bonfim (Agir36).

Bolsonarista desde as eleições de 2018, Lahésio é diretamente identificado como anti-Lula, mas não tem articulação política com capilaridade no interior; para Flávio Dino e seus estrategistas, seria uma presa fácil para a máquina do governo Brandão.

O Palácio e o ex-governador só não contavam com o poder der articulação de Weverton, tanto local quanto nacionalmente; força que o mantém na dianteira da disputa

Mesmo diante de todos os ataques do ex-governador…

2

Governo Flávio Dino insiste em estimular candidatura bolsonarista no MA

Palácio dos Leões usa auxiliares do governador e agentes na imprensa alinhada à candidatura do vice-governador Carlos Brandão para promover unidade entre os candidatos da direita no estado; objetivo é tentar escapar do segundo turno contra o senador Weverton Rocha

 

Flávio Dino usa agora seus agentes na mídia para tentar convencer Lahésio Bonfim a buscar entendimento com outros candidatos bolsonaristas

O governo Flávio Dino (PSB) tem usado de todos os tipos de estratégia para tentar forçar uma unidade entre as diversas candidaturas do chamado campo bolsonarista no Maranhão.

Agora, usa agentes da imprensa ligados ao Palácio dos Leões para tentar promover a composição entre o senador Roberto Rocha (PSDB), o deputado federal Josimar Maranhãozinho (PL), o ex-prefeito de São Luís Edivaldo Júnior (PSD) e o prefeito de São Pedro dos Crentes, Dr. Lahésio Bonfim (Agir).

Flávio Dino sabe que seu candidato, o vice-governador Carlos Brandão (PSDB) terá fortes dificuldades em um confronto direto com o senador Weverton Rocha (PDT) em um eventual segundo turno; por isso tenta estimular bolsonaristas, para tornar mais fácil a vida da sua escolha pessoal.

Juntos, os candidatos bolsonaristas somam no Maranhão 34% das intenções de votos, segundo a última pesquisa Escutec/Grupo Mirante. Dino e seus agentes acham que basta unir todos eles para que consigam superar Weverton e chegar ao segundo turno.

O problema é que há outros fatores a serem analisados na pesquisa.

Entre os dados a serem analisados a “percepção de vitória” do eleitorado em relação aos candidatos – independente da manifestação de votos – é um fator em que o senador do PDT tem índice consolidado de mais de 60%. 

Além disso, Weverton é o candidato mais identificado com o ex-presidente Lula, o que reforça a manifestação do eleitorado a seu favor.

Diante de todos esses números, a movimentação do governo Flávio Dino – e de seus agentes no Palácio dos Leões e na imprensa – soa, portanto, como mera manifestação de desejo.

E até mesmo de desespero anunciado…

0

Dr. Lahésio deve disputar eleição pelo PTB…

Prefeito de São Pedro dos Crentes é candidato a governador e estava em um partido já com encaminhamento de alianças no maranhão; ele pretende concorrer pela base bolsonarista no estado

 

O prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahésio Bonfim, já definiu o partido pelo qual tentará se eleger governador do Maranhão.

Fora do PSL, partido pelo qual reelegeu-se gestor municipal, ele agora está filiado ao PTB.

A informação foi confirmada por Rômulo Arruda, vice-prefeito da cidade, que também deixou o PSL. Ele é primo de Dalton Arruda, pré-candidato a deputado estadual pelo PSD.