4

Os riscos da liderança de governo para Marcial Lima

Vereador deixa a posição de principal cobrador das ações da prefeitura para se tornar uma espécie de avalista do novo prefeito entre seus pares; vai depender, portanto, do sucesso de Eduardo Braide no comando de São Luís

 

Ao lado do próprio Braide, Marcial esteve nas ruas cobrando resultados da prefeitura; agora terá que explicar também a eventual falta de resultado

Ao decidir assumir a liderança do governo Eduardo Braide (Podemos) na Câmara Municipal, o vereador Marcial Lima (Podemos) toma uma decisão de risco em seu segundo mandato.

Repórter combativo e atuante, âncora de forte influência popular nas comunidades – como cobrador de ações diretas das gestões, o que lhe valeu dois mandatos parlamentares – Lima passa agora a ser avalista das ações de Eduardo Braide.

Seu sucesso dependerá, portanto, do sucesso do próprio Braide.

A história recente da política maranhense mostra que, quase sempre, parlamentares pagam um alto preço ao assumir defender as ações de determinado governo.

A Assembleia Legislativa, por exemplo, não costuma reeleger líderes de governo, por mais destacado que seja esse governo.

Na própria câmara, um dos exemplos históricos e conhecidos é o do então vereador Pedro Celestino. 

Eleito com forte votação por sua postura combativa contra ações governamentais, Celestino aceitou, logo de cara, liderar o então governo Jackson, o que levou ao esvaziamento de suas ações.

Resultado: acabou nem se reelegendo.

Nestas eleições, o ex-vereador Ivaldo Rodrigues (PDT) também pagou o preço da defesa do prefeito Edivaldo Júnior (PDT), embora o próprio prefeito tenha tido sucesso incontestável.

Político promissor, com aberta carreira na política maranhense – potencial candidato a deputado estadual nas próximas eleições – Marcial Lima assume uma posição que pode dar a ele destaque político nos próximos dois anos.

Mas pode também cobrar um alto preço eleitoral…

6

César Pires bem mais próximo de Luís Fernando e Bringel…

Pires assina documento no interior, sob o olhar de Luís Fernando

O líder do governo na Assembleia Legislativa, deputado César Pires (DEM), “afinou a viola” com o chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva, e com o secretário de Planejamento, João Bernardo Bringel.

Pires, que já tinha ligação bem proxima com o secretário de Articulação política, Hildo Rocha, garante, assim, as condições para fortalecer a bancada de deputados no chamado núcleo do governo Roseana Sarney (PMDB).

É com Luís Fernando, Bringel e Hildo, que o líder governista está tratando da liberação das emendas parlamentares de 2012.

Com os secretários, criou-se uma espécie de força-tarefa para garantir que todos os projetos apresentados pelas prefeituras estejam aptos à contemplação até o dia 30 de junho, quando se encerra o prazo para celebração de convênios.

Afinado com o chefe da Casa Civil, César Pires reforça também sua presença na Assembleia, sendo interlocutor de todos os colegas aspirantes a pleitos no governo.

Pires foi escolhido líder pela governadora Roseana Sarney (PMDB) no início de fevereiro…

6

César Pires é o novo líder do governo: Manoel Ribeiro vai comandar a CCJ…

César Pires, postura de líder

A governadora Roseana Sarney (PMDB) deve encaminhar nesta quarta-feira à Assembléia Legislativa Ofício com a indicação do deputado César Pires (DEM) para liderar a bancada do governo na Casa.

Ele vai substituir o deputado Manoel Ribeiro (PTB), que deve ser eleito presidente da Comissão de Constituição e Justiça.

A informação foi dada em primeira-mão no blog de Jorge Aragão.

Escolha pessoal da governadora, César Pires é um dos mais preparados parlamentares da Assembléia Legislativa. É também um dos mais leais à Roseana Sarney.

Ribeiro: agora na CCJ

A escolha de César abre também uma nova correlação de forças na Assembléia, sobretudo nos embates com a oposição, agora formada por dois blocos distintos.

Outro papel que caberá ao novo líder governista é a interlocução privilegiada no debate sobre a sucessão do presidente Arnaldo Melo (PMDB), que deve ocorrer no mês de dezembro.

César Pires vai liderar 30 deputados estaduais, a maior bancada já registrada na Assembléia…