0

Imperatriz: Prefeitura divulga cronograma de ações de Limpeza Urbana…

Arrastão da coleta de lixo promovido pela SLP chega à Vila Nova e Rua Dom Pedro I recebe pintura de meio fio

 

Na madrugada desta terça-feira, 11, foram realizadas as ações de Remoção de Lixo na Rua Paraíba, Mercadinho, e Arrastão da Limpeza na Rua Palmares, Vila Nova. Equipes da  Secretaria da Limpeza Pública (SLP) realizam atividades diurnas e noturnas para manter a cidade limpa e organizada.

E, na última segunda-feira, 10, foram desenvolvidos os seguintes serviços: pintura de meio fio na rua Dom Pedro I, limpeza na Beira Rio, remoção de ponta de lixo na Estrada da Praia do Cacau, Parque do Buriti, Arrastão na JK e BR 010.

Alan Jhones, secretário de Limpeza Pública, informou ainda o cronograma de serviços desta terça-feira.

“Nossas equipes realizam recolhimento de poda na Nova Imperatriz, Vila Nova e Vila Lobão; Cata-Treco no Parque do Buriti, Jardim São Luís, Centro e Vila Lobão e recolhimento de entulhos na Vila Lobão e Nova Imperatriz”.

0

Ivaldo discute otimização de ações ambientais em mercados e feiras..

Secretário municipal de Abastecimento reuniu-se com a presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana para atuação nesses locais

 

IVALDO COM CAROLINA ESTRELA discutindo as ações ambientais nas feiras e mercados

O secretário Municipal de Abastecimento, Ivaldo Rodrigues (PDT), prepara uma série de ações em feiras e mercados, para otimizar as ações ambientais nestes logradouros.

Ele se reuniu com a presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Estrela, para definir a parceria que irá resultar nos projetos.

– Parcerias permanentes entre as pastas municipais geram benefícios à população – definiu Ivaldo.

O secretário pretende melhorar a educação ambiental e o manejo de resíduos sólidos nos mercados e feiras livres.

– Assim, a gente favorece a saúde pública na cidade – afirmou…

0

Prefeitura de Paço do Lumiar reforça coleta de lixo e serviços de limpeza

A Prefeitura de Paço do Lumiar está intensificando os serviços de limpeza pública de áreas verdes e outros espaços em diversos bairros. O objetivo é, além de melhorar o aspecto visual dessas áreas, diminuir a possibilidade de doenças oriundas da falta de limpeza, eliminando assim criadouros do mosquito Aedes aegypti que causa uma série de enfermidades. Paralelo a isso, o serviço de coleta de lixo já está regularizado, o que também contribui para melhorar a qualidade de vida da população luminense.

Os serviços estão sendo realizados pela Sellix Ambiental, nova empresa de limpeza pública contratada pela Prefeitura de Paço do Lumiar, que desde o dia 3 de março está atuando no município com a limpeza de áreas verdes e a coleta de lixo.

Limpeza – A coleta de lixo em Paço já foi regularizada e está acontecendo de segunda-feira ao sábado em horários específicos. Ao todo, são 12 rotas (áreas) pelas quais os caminhões de limpeza da Sellix Ambiental passam para recolher o lixo, totalizado mais de 500 km de percurso.

As rotas incluem as regiões do Lima Verde, Epitácio Cafeteira, Vila São José, Maiobão, Vila Nazaré, Upaon-Açu, Pindaí, Abdalla I, Zumbi dos Palmares, Iguaíba, Vila Pirâmide e a área de condomínios. A coleta de lixo em cada área é feita três vezes na semana, em dias alternados, e em cada área está incluído mais de um bairro, garantindo que todo o município seja atendido pelo serviço. Além disso, existem ainda mais 25 quilômetros de ruas e avenidas principais em que o serviço de limpeza será realizado de segunda-feira ao sábado.

Para realizar o trabalho, a empresa dispõe de seis caminhões compactadores, quatro caçambas para áreas de difícil acesso e mais duas retroescavadeiras, além de roçadeiras e varredeiras. Em breve, outras máquinas começarão a atuar na cidade para reforçar o trabalho. Além do recolhimento de lixo, também estão sendo realizados os serviços de varrição em áreas públicas, podas de árvores e, em breve, pintura de meio-fio.

Todas essas atividades objetivam evitar o acúmulo de lixo em áreas da cidade que podem ser carregados pela água da chuva e entupir bueiros e galerias, causando transtornos para a população.

Desde o início da atuação da nova empresa de limpeza pública, já foram mapeados na cidade dezenas de pontos de descarte irregular de lixo, áreas estas que estão sendo limpas.

“Estamos fazendo ainda um plano de ação cujo objetivo é trabalhar com a conscientização da população para evitar que as pessoas façam o descarte de lixo em áreas inapropriadas”, destacou o gestor de contratos da Sellix Ambiental, Ernani Azevedo.

Mutirão – A Prefeitura também está reforçando os mutirões de limpeza em diversas regiões de Paço do Lumiar. Já foram realizadas ações no Portal do Paço, Maiobão e em regiões próximas à creches, escolas e Unidades Básicas de Saúde (UBS’s).

Nesses pontos, além do recolhimento de lixo e entulho, são realizados os serviços de raspagem e roçagem do mato. “O objetivo é tirar o mato para deixar o caminho livre para as pessoas passarem. Entendemos que isso também é qualidade de vida”, ressaltou Ernani Azevedo.

No último fim de semana, por exemplo, foi realizado o mutirão de limpeza no bairro Lima Verde, ação que foi muito bem recebida pela população do local. O prefeito Domingos Dutra acompanhou pessoalmente a realização dos serviços.

“Essa era uma reivindicação justa da população em decorrência ainda dos danos que as chuvas têm nos causado. O prefeito Dutra, sensibilizado com essa questão, deu atenção para a comunidade do Lima Verde e fizemos a limpeza da camada asfáltica e roçamos as áreas verdes, trazendo um ambiente melhor para todos”, pontuou o servidor público Paulo de Tarso Cordeiro, morador do Lima Verde.

Da assessoria

0

Municípios trocam experiências sobre projeto coleta seletiva de Imperatriz

Desenvolvido desde fevereiro de 2017, pela Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Semmarh, o projeto de coleta seletiva de resíduos sólidos vem atraindo visitantes de vários municípios da Região Tocantina interessados em conhecer como esse serviço bastante elogiado vem funcionando na segunda maior cidade do Maranhão.

“É uma grande satisfação recebermos pessoas de outras cidades. Poder repassar essa experiência para outros lugares é uma demonstração que Imperatriz está no caminho certo das boas práticas ambientais”, pontuou Rosa Arruda, titular da Semmarh.

Na quinta-feira, 11, uma comitiva de Açailândia, distante 75 quilômetros, formada pelo Ministério Público Estadual, secretários municipais do Meio Ambiente, Sininger Vidal, e Indústria, Comércio e Turismo, Heliomar Laurindo, assessores e diretores da Associação de Catadores de Materiais Recicláveis, esteve em Imperatriz para conhecer o processo metodológico implantado pelo município.

“Foi importante essa experiência que tivemos sobre a coleta seletiva de Imperatriz. Iremos levar seu conteúdo para a cidade de Açailândia. Umas das finalidades é proporcionar um espaço para implantação da sede da entidade e coleta seletiva no município”, disse Sininger Vidal, secretário de Meio Ambiente.

Os visitantes foram recebidos pela secretária do Meio Ambiente, Rosa Arruda, secretário adjunto, Flávio Oliveira, diretora do Departamento de Educação Ambiental e Projetos Socioambientais, Bárbara Brenda Soares, coordenador da Coleta Seletiva, Jairo Sant´Anna, assessor de projetos especiais, Fábio Batista, e, ainda pelo promotor da 3ª Promotoria Especializada em Meio Ambiente, Jadilson Cirqueira.

A visita foi organizada pela Cooperativa de Trabalho para o Desenvolvimento Sustentável, Coodesu, que vem desenvolvendo ações para implementação do Pró-Catador na região.

“A finalidade dessa visita é reforçar sobre a importância da implantação e funcionamento da coleta seletiva nas áreas social e ambiental. Importante que Prefeitura e Ministério Público estão empenhados neste projeto que conta com apoio do Pro-Catador”, relatou Claudia Balbino Lins, técnica da Coodesu.

Desenvolvido pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Estado do Trabalho e Economia Solidária (Setres), o Pró-Catador tem o objetivo organizar os grupos de coleta seletiva, em cooperativas para a geração de trabalho e renda para o seguimento. Dentre as ações do projeto estão treinamento, formação, assessoria técnica, aquisição de equipamentos, máquinas e veículos, implantação e adaptação de infraestrutura física e a organização de redes de comercialização e cadeias produtivas integradas por cooperativas e associações de trabalhadores.

Representando o Ministério Público, a promotora Letícia Teresa Sales, titular da 2ª Promotoria de Justiça da Comarca de Açailândia, destacou sobre as questões relacionadas à gestão de resíduos sólidos e inclusão socioeconômica de catadores.

“Pelo que estamos vendo na prática a coleta seletiva tem dado condições de trabalho adequadas, pagamento mais digno pelo trabalho desses pais e mães de famílias, além de ser um exemplo de desenvolvimento sustentável, equilibrando-se as questões econômicas, com justiça social e sustentabilidade ambiental. A prova é o que estamos vendo em uma cidade vizinha, Imperatriz”, enfatizou Letícia Sales.

0

Final de semana de limpeza nas feiras de Imperatriz

Na manhã deste domingo, 31 de março, a Prefeitura de Imperatriz por meio dos agentes da Limpeza Pública realizaram varrição manual nas feiras da Vila Lobão e do Bacuri. A ação tem o objetivo de manter a higiene e a organização dos espaços públicos onde se realizam a comercialização de produtos de diversos gêneros, inclusive alimentícios.

Assim que as atividades das feiras são encerradas, os agentes equipados com vassouras, pá de lixo, carro de mão e rastelo, retiram restos de alimentos, frutas e verduras estragadas e toda a sujeira que encontram. Além da equipe da Limpeza Pública; a Prefeitura conta com a colaboração dos feirantes e da população para que seja mantida a organização e limpeza.

“Não cuidamos apenas da coleta de lixo, varrição de ruas e coleta seletiva, no cronograma da limpeza da cidade, também mantemos equipes destinadas a todas as feiras públicas da cidade, em todos os bairros”, explicou o secretário Alan Johnes.

As ações da SLP incluem recolhimento do lixo, de entulhos, podas, varrição e até mesmo cata-treco, que evita descarte irregular de móveis, eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos em terrenos baldios, córregos e riachos, evitando enchentes, poluição ambiental e até acidentes nas ruas de Imperatriz.

0

Imperatriz: Prefeitura dinamiza serviço cata-treco e recolhimento de podas…

Atendimento gratuito é organizado através de agendamento telefônico na Secretaria Municipal de Limpeza Pública

 

Uma cidade mais limpa não depende apenas do Poder Público, mas também dos cuidados diários da população. O descarte irregular de móveis, eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos em terrenos baldios, córregos e riachos, pode causar enchentes, poluição ambiental e até acidentes. Por isso, a Prefeitura de Imperatriz criou e implantou desde 2017 o serviço Cata-Treco de responsabilidade da Secretaria Municipal de Limpeza Pública. 

Em entrevista à imprensa, nesta terça-feira, 19, o secretário Alan Jhones, explicou que a população pode acionar a equipe e agendar o atendimento por meio do telefone (99) 99162-6101, no horário de 8h às 18h, de segunda a sexta-feira. “Temos uma equipe que recebe diariamente dezenas de pedidos para recolhimento de poda, entulhos e resto de construções e também móveis, eletrodomésticos e aparelhos eletrônicos. Esclarecemos que o serviço é gratuito e, a cada dia, a Prefeitura tem dinamizado a oferta destes serviços”. 

Alan informou ainda outras ações realizadas pela SLP.

“Além da coleta de lixo diária, realizamos a coleta seletiva, varrição manual e mecanizada e lavagem de algumas ruas e avenidas. Tudo isso são inovações incorporadas na gestão do prefeito Assis Ramos”. 

A Prefeitura já iniciou também a implantação dos cinco ecopontos, instalados nos bairros Centro, Santa Rita, São José, Bacuri e Entroncamento.

0

Imperatriz é referência em coleta seletiva no Maranhão…

Prefeitura da cidade de Grajaú estuda modelo implantado no segundo maior município do Maranhão

A coleta seletiva é uma das marcas da gestão ambiental de Imperatriz

Com mais de 258 mil habitantes, segundo dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a cidade de Imperatriz tem se tornando uma das principais referências da coleta seletiva de resíduos sólidos do Maranhão.

O projeto vem sendo desenvolvido desde fevereiro de 2017, pela Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria Municipal do Meio Ambiente e Recursos Hídricos, Semmarh, alcançando em 2018 quase 263 toneladas de recicláveis, beneficiando cerca de 200 famílias que vivem em situação de vulnerabilidade social e têm na coleta de resíduos sua principal fonte de renda.

“A coleta seletiva de Imperatriz se tornou modelo no Maranhão por conta do processo metodológico implantado pelo município. Tendo como referências parceiros, Pontos de Entrega Voluntária, PEVs e o modelo porta-a-porta que aproximou ainda mais poder público da comunidade. Outros fatores de grande relevância são os ganhos ambientais e sociais”, disse Flávio Oliveira, secretário-adjunto de Meio Ambiente.

Os benefícios socioeconômico e ambiental a coleta seletiva vem chamando a atenção de outras cidades do estado. Nesta semana uma equipe da Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Grajaú, 17ª maior cidade do Maranhão, com quase 68.500 habitantes, esteve em Imperatriz para conhecer o projeto.

Gestores realizam reuniões sistemáticas para discutir o formato da coleta

De acordo com o secretário da pasta, Roberto Cleiton, o município está trabalhando para implantar a coleta no primeiro semestre deste ano.

“Embasados na experiência que estamos observando em Imperatriz, a intenção é implantar a coleta seletiva em até noventa dias. O que nos faltava era conhecer o projeto em execução. Já temos aprovados pela Câmara de Vereadores, o Plano de Resíduos Sólidos e o Código de Meio Ambiente, que fazem parte do processo. Hoje é uma preocupação mundial e nacional com as questões ambientais e, acreditamos que com a coleta seletiva nós podemos melhor a qualidade de vida das pessoas”, disse Roberto Cleiton.

A Lei Federal nº 12.305/2010, institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, PNRS, e impôs ao setor público e privado uma maneira de como lidar com a destinação final desses resíduos sólidos.

2

É preciso reconhecer: a prefeitura faz a sua parte…

Com o 11º Ecoponto implantado em São Luís, gestão do prefeito Edivaldo Júnior atua para melhorar as condições sanitárias e de limpeza na capital; mas é preciso que a população compreenda sua função

 

Funcionário das empresas de coleta orientam estudantes a fazer a coleta seletiva

 

O prefeito Edivaldo Júnior (PDT) entregou nesta terça-feira, 4, o 11º Ecoponto implantado em São Luís em sua gestão.

Os Ecopontos são equipamentos urbanos criados pela prefeitura para estimular a coleta seletiva na capital maranhense, com espaço destinado aos resíduos que não são recolhidos pela coleta regular.

O novo espaço, na região do São Raimundo, vai beneficiar mais de 30 mil moradores de 13 bairros do seu entorno.

– Na nossa gestão já implantamos 10 Ecopontos que estão em pleno funcionamento. Agora entregamos o do São Raimundo, que é parte do pacote de 10 novos equipamentos que anunciamos. Além de ser uma importante política de limpeza urbana, os Ecopontos também fortalecem a cadeia produtiva de resíduos sólidos em São Luís e fomenta a economia solidária – frisou Edivaldo Júnior.

As crianças são os principais alvos das campanhas educativas, para que se formem cidadãos conscientes

Com o novo Ecoponto, a Prefeitura de São Luís garante a um maior número de moradores acesso à coleta seletiva atingindo 104 bairros de São Luís.

É preciso reconhecer os esforços do prefeito neste setor da administração pública; com a implantação dos ecopontos e as campanhas educativas sobre a destinação do lixo, a prefeitura faz a sua parte no que diz respeito a uma São Luís cuidada, o que se completa com a limpeza regular, capina e cuidados em ruas e avenidas.

Mas é fundamental que a população faça sua parte, compreendendo a necessidade de destinação adequada de seus resíduos.

Para que não perca a razão na cobrança do poder público…

0

Pedro Lucas e a solução histórica para o lixo…

Presidente da Agência Metropolitana Estadual articulou com os gestores solução para um problema que parecia crônico na região da Grande São Luís

 

Pedro Lucas durante a assinatura do contrato para solução do lixo: avanço histórico

O presidente da Agência Metropolitana Estadual,  Pedro Lucas Fernandes, assinou contrato e ordem de serviço para a elaboração do plano que trará um diagnóstico completo obre a problemática do lixo na Grande São Luís.

O documento terá ainda indicação de soluções consorciadas, concepção tecnológica e de viabilidade para tratamento e disposição final dos resíduos, pelos próximos 20 anos.

– É um trabalho desafiador, integrar na mesma gestão, cidades com perfis tão diferentes e construir soluções que atendam aos interesses de todos e ao mesmo tempo soluções individualizadas – comentou Augusto Braga, gerente técnico que também assinou os documentos.

O lixo é um dos principais gargalos do desenvolvimento metropolitano

Os serviços serão realizados pela Floram Engenharia e Meio Ambiente, que terá sete meses para concluir esse primeiro Plano de Resíduos Sólidos da Região Metropolitana da Grande São Luís.

A empresa elaborou o mesmo tipo de documento para Maceió, capital do estado de Alagoas, e projetos específicos para os estados da Bahia e Pernambuco.

– O plano vem ao encontro das exigências da Política Nacional de Resíduos, que prevê, dentre outras ações, o fechamento dos lixões com a consequente implantação de aterros sanitários, incrementando a questão da coleta seletiva com aproveitamento de materiais para a reciclagem e a valorização do trabalho do catador, além de se pensar também na melhoria dos serviços de limpeza pública – concluiu.

5

Prefeitura reforça programa “mais limpeza, mais saúde”…

A Prefeitura de São Luís, por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana; Blitz Urbana, da Secretaria Municipal de Governo; e Guarda Municipal da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania, iniciou nesta semana uma campanha de adesão da sociedade ao programa “Mais Limpeza, Mais Saúde”.

“Com a colaboração de todos, a Prefeitura fazendo a sua parte e a sociedade colaborando, teremos como resultado uma cidade mais aprazível”, ressalta o secretário de Governo, Lula Fylho, que tem acompanhado a execução do programa “Mais Limpeza, Mais Saúde”.

De acordo com o secretário, esta é uma diretriz do prefeito Edivaldo de valorização permanente dos espaços públicos, tendo como consequência a melhoria da qualidade de vida da população.

A campanha consiste em provocar a colaboração de proprietários de imóveis em desacordo com a Lei de Muros e Calçadas e Código de Postura do Município de São Luís no sentido de melhorar o aspecto urbanístico da cidade, com ênfase na limpeza urbana e ordenamento público.

A ação conjunta, coordenada pelo Comitê Gestor de Limpeza Urbana, reunindo três órgãos da administração municipal, teve início Ponta da Areia na tarde da última quinta-feira, 13.

A ideia é expandir a ação em todo território do município com ações semanais.