0

Juiz acolhe denúncia contra Lucas Porto…

Clésio Coelho Cunha, da 4ª Vara do Tribunal do Júri recebeu a peça encaminhada pelo promotor Gilberto Cunha e analisará o autos para decidir se pronuncia ou não o réu a Júri Popular

 

Lucas Porto poderá ser pronunciado a Júri Popular

Lucas Porto poderá ser pronunciado a Júri Popular

O juiz Clésio Coelho Cunha, da 4ª Vara do tribunal do Júri acolheu neta quinta-feira, 1], os termos da denúncia contra o empresário Lucas Ribeiro Porto, acusado de matar a cunhada Mariana Costa.

– Recebo a denúncia formulada pelo Ministério Público Estadual contra LUCAS LEITE RIBEIRO PORTO, pois se encontram presentes os requisitos de admissibilidade, ou seja, indícios de autoria e prova da materialidade do crime – despachou o magistrado.

A denúncia foi formulada pelo promotor Gilberto Câmara França Júnior, com base nas informações da polícia.

Clésio Coelho irá decidir agora se pronuncia o acusado a Júri Popular…

0

Polícia quer reconstituir assassinato de Mariana, mesmo após confissão…

Empresário Lucas Porto revelou que matou a cunhada por causa de uma “paixão incontida”, segundo secretário Jefferson Portela

 

Lucas Porto confessou assassinato após evidências

Lucas Porto confessou assassinato após evidências: horário mostra que ele esteve no apartamento

O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela revelou na manhã desta quarta-feira, 15, que pretende fazer a reconstituição do assassinato da publicitária Mariana Costa.

Para o secretário, a confissão do assassino Lucas Porto confirma o que já vinha sendo investigado pela policia,  mas é preciso entender as circunstâncias do crime.

– O problema é que só terá o autor. Mas é fundamental entender o que aconteceu no apartamento, até para embasar o processo e a pena – disse Portela.

Após ser ouvido novamente nesta quarta-feira, Lucas Porto confessou que matou Mariana motivado por uma “paixão incontida” e não correspondida por ela.

A polícia espera concluir o inquérito, , com todas as provas técnicas até terça-feira, 22…

1

Mariana: um crime, uma vítima, um suspeito e milhares de acusadores e juízes…

Assassinato da sobrinha-neta do ex-presidente José Sarney revela o quão perigosa pode ser a geração “redes sociais” sempre a primeira a divulgar fatos sem a necessária checagem profissional

 

Mariana e Lucas Porto: protagonistas de uma tragédia familiar

Mariana e Lucas Porto: protagonistas de uma tragédia familiar

Por Udes Filho

O crime que teve como vítima a sobrinha-neta do ex-presidente José Sarney, a publicitária Mariana Costa, revelou o comportamento perigoso da “geração facebook” ou “geração twitter”, ou mesmo, “geração redes sociais”. Não sei como classificá-la.

Logo que a morte de Mariana começou a ser noticiada, em primeira mão, através das redes sociais [sem os devidos cuidados de apuração profissional], as especulações proliferaram na rede.

O primeiro passo, foi a busca por culpados, já que se tinha uma vítima. Sem respaldo técnico, algumas pessoas espalharam nas redes sociais que o marido da vítima seria o principal suspeito. Informação que foi derrubada, após divulgação dos primeiros dados de fonte técnica e confiável, apontando o cunhado de Mariana, Lucas Porto, como o real principal suspeito da autoria do crime.

Enquanto não se tinha o suspeito oficial, o marido da vítima [que não deixa de ser, também, uma vítima] foi julgado, xingando e condenado pela “sociedade das redes sociais”, que age ao estilo “detono primeiro; pergunto depois”.

O próprio cunhado, Lucas Porto, que figura como principal suspeito de ter estrangulado e asfixiado a publicitária até a morte, mesmo ainda como suspeito, já recebeu o veredito de culpado, julgado pela “sociedade das redes sociais”.

Bom! Antes de continuar, quero deixar claro que tenho tendência a entender que o principal suspeito, Lucas Porto, de fato, seja o autor do crime, por conta das evidencias preliminares, que já tiveram ampla divulgação. Entretanto, não posso afirmar que seja ele o autor.

E ninguém pode, neste primeiro momento do caso. Seria de extrema irresponsabilidade tal afirmação. Continue lendo aqui…

0

Marido de Mariana foi quem descobriu marcas no pescoço da mulher…

José Marcus Renato chegou ao hospital com a mulher já morta e percebeu sinais de estrangulamento em seu pescoço, ainda não percebidas sequer pela equipe médica que a atendeu

 

O casal Renato e Mariana: tragédia

O casal Renato e Mariana: tragédia

O testemunho de um enfermeiro do Hospital São Domingos revelou à polícia que foi o próprio marido da publicitária Mariana Costa, o empresário José Renato, quem descobriu as marcas de tentativa de estrangulamento no pescoço da mulher, já morta.

– Ele chegou gritando “minha mãe, minha mãe!” (…) e quando entrou, percebeu a marca no pescoço. Nem a gente tinha percebido ainda. Foi aí que ele disse que sua mulher tinha sido matada (sic) e iria contratar o maior investigador, mas iria descobrir o assassino – contou o enfermeiro, segundo apurou o blog.

Foi a partir desta percepção de Renato que a polícia passou a trabalhar na hipótese de assassinato, chegando ao cunhado da vítima, o também empresário Lucas Ribeiro Porto, apontado como o principal suspeito.

A perícia já retirou material orgânico das unhas de Mariana para exames de DNA, que podem confirmar se houve reação dela ao ataque do assassino.

Os primeiros exames devem ser divulgados no fim de semana…

0

Celular de Lucas Porto já está com a polícia…

Perícia técnica pretende recuperar dados supostamente apagados pelo suspeito de assassinato da publicitária Mariana Costa, que podem revelar motivos reais do crime

 

Lucas mexe no aparelho celular dentro do elevador do prédio de Mariana

Lucas mexe no aparelho celular dentro do elevador do prédio de Mariana

A polícia maranhense recolheu nesta terça-feira, 15, o aparelho celular do empresário Lucas Ribeiro Porto, suspeito de assassinar a publicitária Mariana Costa, no último domingo, 13.

Técnicos do Instituto de Criminalística tentam recuperar dados supostamente apagados por Lucas, para tentar estabelecer – ou consolidar – a motivação do assassinato.

Imagens divulgadas nesta terça-feira mostram o empresário no elevador do prédio de Mariana, mexendo freneticamente no seu celular.

Para a Polícia, neste momento, Mariana já estava morta, e Lucas tentava apagar dados.

Mas a própria polícia já havia afirmado que Lucas desceu – correndo – pelas escadas, não pelo elevador.

A expectativa é que a perícia divulgue as primeiras informações sobre o celular já nesta quarta-feira, 16…

2

Relacionamento extraconjugal de Lucas Porto teria motivado assassinato de Mariana Costa…

Programa Brasil Urgente, da Band, diz ter ouvido de fontes policiais que o suspeito estaria mantendo caso homossexual, que foi descoberto pela cunhada e gerado a fatídica discussão entre os dois

 

Lucas e Mariana: tragédia em família

Lucas e Mariana: tragédia em família

A polícia maranhense não divulga publicamente, mas atua em uma linha de raciocínio que aponta um relacionamento extraconjugal do empresário Lucas Porto como motivação do assassinato de sua cunhada, a publicitária Mariana Costa.

Essa versão foi levantada nesta terça-feira, 15, pelo programa Brasil Urgente, da Band, com base em fontes policiais, segundo o apresentador José Luiz Datena.

Este relacionamento, segundo Datena, poderia ser, inclusive, homossexual.

Na versão apresentada no programa, Datena frisou que só não ficou claro se a reação de Mariana foi em defesa da irmã, Carolina – mulher de Lucas – ou se dela própria, que manteria um relacionamento com o cunhado e se irritou com a terceira pessoa no caso.

A polícia maranhense nada fala sobre a relação da vítima com o suposto assassino.

E ainda tenta montar este quebra cabeça…

1

Lucas Porto se diz agredido em Pedrinhas e juíza determina corpo de delito…

Alegação do acusado de matar a publicitária Mariana Menezes foi corroborada pelo Ministério Público, que também comunicou suposta violência policial e pediu o novo exame

 

Lucas Porto aguardando a audiência de custódia, já com a cabeça raspada e com roupa de presidiário

Lucas Porto aguardando a audiência de custódia, já com a cabeça raspada e com roupa de presidiário

A juíza da Central de Inquéritos Andrea Maia determinou, em audiência de custódia nesta segunda-feira, 14, que o empresário Lucas Ribeiro Porto seja submetido a novo exame de corpo de delito.

A magistrada atendeu a requerimento do Ministério público, cujo representante na audiência,  Norimar Gomes Nascimento Campos, alegou ter ouvido do acusado relatos de agressão na Central de Triagem, em Pedrinhas.

– Por fim, requer este Órgão Ministerial que o autuado seja submetido a novo exame de Corpo de Delito, porquanto o autuado declarou haver sido agredido fisicamente na Central de Triagem de Pedrinhas, fato ocorrido após a primeira perícia realizada, conforme fundamentação oral registrada em áudio – diz o requerimento do Ministério Público.

Lucas Porto foi preso na manhã de ontem, como principal suspeito de ter matado a publicitária Mariana Costa, crime ocorrido no último domingo, 13.

O empresário nega o crime.

O acusado foi transferido ainda ontem para Pedrinhas, onde teve a cabeça raspada.

Diante do relato do preso e do pedido do Ministério Público, a juíza determinou o novo exame de Corpo de Delito.

– Defiro, ainda, o requerimento ministerial, a fim de encaminhar o autuado para realização de novo Exame de Corpo Delito, diante da afirmação do autuado Lucas Leite Ribeiro Porto de maus tratos quando da sua entrada no Centro de Triagem nesta data – decidiu a juíza, que decretou também a prisão preventiva do acusado.

Lucas Porto deve continuar preso durante toda a duração do inquérito…