7

Max Barros é o nome do consenso na Assembléia

Max Barros pode ser opção de consenso da base

O nome do deputado Max Barros (DEM) é defendido por todos os parlamentares alinhados ao governo Roseana Sarney (PMDB) como solução para a situação gerada após a desistência de Ricardo Murad (PMDB).

Ele tem o apoio de nada menos que 18 parlamentares, número que poderá crescer com as conversas envolvendo bloquinho e oposição.

Os líderes do governo, como o próprio Murad, pretendem esgotar todas as conversas antes do início da sessão de votação, nesta terça-feira.

Só então se decidirá se haverá ou não disputa em plenário pelo comando da Assembléia.

23

Há mais, mas dois já fazem a diferença…

Por Régis Marques

A possibilidade de Roseana vir fazer, como disse, “o melhor governo de sua vida” se sustenta sobre três pilares: o secretário de Infraestrutura, deputado Max Barros, o secretário de Esportes, deputado Joaquim Haickel e o futuro presidente da Assembleia Legislativo, deputado Ricardo Murad.

Por hora deixo de lado Ricardo, que sequer ainda foi eleito, embora não reste uma réstia de dúvida que será o ocupante do principal gabinete do Palácio Manoel Beckman.

Ricardo, com pulso firme e capacidade de liderar de fato o enorme leque de partidos que apoiarão a governadora a partir de fevereiro, dará o tom da tramitação e aprovação dos projetos de iniciativa do Palácio dos Leões e que terão o condão de transformar o Maranhão num estado mais justo e capaz de oferecer oportunidades iguais a todos.

Mas o que tem chamado-me a atenção é a disposição com que Max Barros e Joaquim Haickel se lançaram, a apenas poucos dias de suas posses, com denodado entusiasmo a missão que lhes confiou Roseana. Continue lendo aqui…

12

Max Barros: Força política e prestígio pessoal…

Max toma posse, observado por Luís Fernando, Murad e Milhomem

Único deputado estadual a voltar para o mesmo posto que ocupou no governo anterior de Roseana Sarney (PMDB), o secretário de Infra-estrutura, Max Barros (DEM), mostrou prestígio pessoal e força política em sua posse.

Na mesma mesa sentaram o todo-poderoso chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva (DEM), representando o governo, e o não menos poderoso e futuro presidente da Assembléia Legislativa, Ricardo Murad (PMDB).

Além deles, secretários já empossados, como Pedro Fernandes (PTB), das Cidades, Victor Mendes (PV), do Meio Ambiente, Chico Gomes (DEM), do Desenvolvimento Social e Olga Simaõa, da Educação, entre outros.

O cumprimento do amigo e aliado chefe da Casa Civil

Os deputados estaduais César Pires (DEM), Carlos Alberto Milhomem (DEM), Hélio Soares (PP), e prefeitos, muitos prefeitos… Não faltaram também representantes do Ministério Público, do TCE e do Judiciário.

Max Barros será um dos secretários mais fortes do governo Roseana, e com as maiores missões. Caberá a ele, por exemplo, tirar do papel os projetos roseanistas pra os 400 anos de São Luís.

Os requisitos para isso ele tem: prestígio pessoal e força política avantajada…

10

Max Barros de volta à Sinfra…

Max Barros vai voltar à Sinfra

Apontado como um dos mais corretos e produtivos auxiliares do governo Roseana Sarney (PMDB) na gestão passada, o deputado Max Barros (DEM) se prepara para reassumir, até o dia 15 de janeiro, a Secretaria de Infra-estrutura.

Engenheiro, o parlamentar foi responsável pela elaboração do Plano Rodoviário, que já asfaltou, recuperou ou construiu mais de 3 mil quilômetros de rodovias no Maranhão.

Foi em sua gestão, por exemplo, que começou a ser recuperada a Estrada da Maioba, abandonada desde o governo José Reinaldo Tavares (PSB).

Para Max, o retorno à Sinfra é natural, embora demonstre interesse nos embates políticos na Assembléia Legislativa.

Com ligações estreitas tanto com a governadora Roseana Sarney (PMDB) quanto com o chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva, Max Barros (DEM) se credencia a ser, novamente, um dos mais importantes secretários do atual governo.

9

Max Barros fala das “medidas de impacto” em São Luís…

O secretário Max Barros

O secretário de Infra-estrutura, Max Barros, afirmou ontem, após ser confirmado oficialmente no cargo pela governadora Roseana Sarney (PMDB), que a Via Expressa, avenida que ligará o Jaracaty, o Cohafuma, o Vinhais e o Maranhão Novo será a primeira medida de impacto da pasta.

– Provavelmente já em janeiro o processo de licitação deve ser iniciado. O proejto já está pronto e os estudos de impacto ambiental estão sendo analisados na Secretaria de Meio Ambiente – explicou o secretário.

Max Barros falou também da construção da Avenida Metropolitana, que vai ligar a Zona Rural ao Litoral, interligando vários bairros da capital. De acordo com o secretário, esta obra ainda está na fase da criação do projeto básico.

A terceita medida é exatamente a Ponte do Quarto Centenário.

– Esta ponte terá a função de ligar a cidade velha (o Centro Histórico) à cidade nova, desafogando o trânsito no Cais da Sagração. Seu projeto servirá também como mais uma inovação arquitetônica na ilha – explicou.

As três obras foram apresentadas pela governadora Roseana Sarney (PMDB) durante a campanha eleitoral e fazem parte dos projnetos para o aniversário de 400 anos da cidade, a serem comemorados em 2012.