2

PDT começa a dar volume à campanha de Neto Evangelista…

Partido do senador Weverton Rocha conduz caminhadas, carreatas e reuniões do candidato democrata nos bairros de São Luís, mostrando a força da militância que atua com capilaridade em toda a região metropolitana

 

O volume de campanha demonstrado por Neto Evangelista é um dos trunfos do PDT para chegar ao segundo turno em São Luís

A campanha do candidato democrata a prefeito de São Luís, Neto Evangelista, começou a mostrar volume já no último domingo, 28, com a entrada efetiva do PDT na mobilização de rua.

Liderados pelo senador Weverton Rocha – que participa pessoalmente da campanha – os pedetistas mostraram a força da militância com grande volume de campanha de Neto nos bairros de São Luís.

O PDT é o partido mais organizado e com maior capilaridade nos bairros de São Luís, onde atua desde 1989.

Essa militância começou a sair ás ruas com um objetivo: garantir a presença de Neto no segundo turno das eleições em São Luís; de preferência com a menor diferença em relação ao primeiro colocado, Eduardo Braide (Podemos).

Esse volume de campanha começará a ser visto mais intensamente a partir do início da campanha…

0

“A igualdade feminina está na efetivação de direitos”, afirma Braide

No Dia Internacional da Igualdade Feminina, o pré-candidato a prefeito de São Luís, Eduardo Braide, destacou a importância da data, comemorada no dia 26 de agosto, em todo o mundo.

“Essa data é um marco representativo da luta das mulheres por empoderamento e, mais que isso, igualdade de direitos. Mesmo com toda a popularização do debate sobre feminismo nos últimos tempos, ainda existem muitos problemas a serem enfrentados, dentre eles, a violência e as desigualdades no mercado de trabalho”, afirmou Braide.

Como deputado estadual, Eduardo Braide, dedicou atenção especial à luta pelos direitos das mulheres, buscando ampliar não apenas o debate sobre a questão, como também garantindo a efetivação dos direitos assegurados à mulher.

Braide é autor da Lei n° 10.763/17, que instituiu o dia 11 de março como Dia da Mulher Maranhense. A data é uma homenagem ao dia de nascimento da escritora maranhense Maria Firmina dos Reis, romancista pioneira no Brasil.

Outra importante conquista para as mulheres maranhenses, também de autoria de Eduardo Braide é a Lei n° 10.289/15, que estabeleceu o Regime Assistencial de emprego e renda para as vítimas de violência.

Por meio da lei, mulheres vítimas de maus tratos praticados por seus maridos ou companheiros, têm direito a uma reserva especial de 20% nas vagas anuais de cursos de qualificação e capacitação profissional, promovidos por instituições públicas vinculadas diretamente ou conveniadas em todo Estado.

“As conquistas alcançadas pelas mulheres são inegáveis, mas ainda há muito a ser feito para que haja, de fato e de direito, igualdade de oportunidades dentro de nossa sociedade. Essa luta sempre terá minha atenção e meu apoio”, concluiu Braide.

0

Neto Evangelista fará convenção itinerante inédita em São Luís…

Prevista para o dia 12 de setembro, encontro partidário que definirá a chapa do candidato a prefeito irá percorrer vários bairros, a partido do Centro, até a Zona Rural, numa demonstração de envolvimento de toda a cidade na campanha

 

Neto Evangelista reunirá caminhadas, passeatas e carreatas na mesma convenção, que pretende mobilizar toda São Luís em torno de sua candidatura

O deputado estadual Neto Evangelista, pré-candidato do DEM a prefeito de São Luís, decidiu fazer uma inédita convenção para definição de sua chapa às eleições de novembro.

O encontro que reunirá DEM, PDT, PTB e PSL será iniciado no Centro de São Luís e seguirá por vários bairros, reunindo militantes ao mesmo tempo em que mostrará a construção da capital a partir das gestões pedetistas, que culmina com o mandato do prefeito Edivaldo Júnior.

Depois da peregrinação pelos bairros, Evangelista chegará à Zona Rural, onde o candidato democrata reunirá lideranças de várias comunidades.

O formato inédito da convenção democrata simbolizará a chegada da campanha às ruas, a partir de quando toda a militância de PDT, DEM e PTB sairá para a busca dos votos.

Neto disputa a segunda posição nas pesquisas com o candidato do Republicanos, Duarte Júnior.

E entende que a mobilização da militância nas ruas será fundamental para a sua chegada ao segundo turno…

1

Era disto que se falava…

Quando este blog apontou que o deputado federal Weverton Rocha chegaria forte à reta final da disputa pelo Senado – por conta da lição de casa que ele fez lá atrás – muita gente atacou; agora, as pesquisas começam a mostrar quem tinha razão

 

Weverton partiu bem antes dos adversários para montar uma base que lhe fizesse chegar melhor

O deputado federal Weverton Rocha (PDT) foi o candidato que mais cresceu em todas as pesquisas divulgadas nas últimas semanas.

No último Ibope passou de 11% de intenções de votos para 20% entre uma pesquisa e outra do mesmo instituto.

Mas este blog apontou esta possibilidade bem lá atrás, quando falava da estrutura político-partidária montada pelo parlamentar pedetista.

E foram sucessivos posts, desde 2017, apontando que a corrida pelo Senado era de chegada, e não de partida. (Relembre aqui, aqui, aqui e também aqui)

Muito “analista político” atacou o titular do blog por fazer este prognóstico; a pesquisa Ibope mostrou, agora, quem tinha razão.

Weverton está hoje em condição de empate técnico com todos os demais principais candidatos a senador.

E lidera em alguns levantamentos.

A tendência é que a estrutura de Weverton Rocha – prefeitos, deputados federais e estaduais, vereadores, líderes comunitários e a indestrutível militância pedetista – comece a falar mais alto nestes últimos 10 dias de campanha.

E o candidato ainda conta com o apoio de outra estrutura, a do governo Flávio Dino, o que leva este blog a um outro prognóstico: o de que ele pode liderar a disputa pelo Senado.

É aguardar e conferir…

3

A militância itinerante de Flávio Dino…

Para onde vai, governador comunista leva uma equipe de aplausos para fazer número, a exemplo do que ocorreu em Raposa, com militantes carregados pela campanha de Duarte Júnior

 

Os “milhares” de Dino na Raposa; duartzet’s, Jerret’s, marcelet’s e outros et’s importados

O governador Flávio Dino tem feito campanha eleitoral em São Luís com seguidores itinerantes.

Explica-se: as mesmas pessoas que estão em São Luís, vão também à Raposa, a Paço do Lumiar e a São José de Ribamar, levadas pelos candidatos a deputado pela coligação comunista.

O maior volume é feito pelo ex-diretor do Procon-MA, Duarte Júnior, que carrega “militantes” em ônibus.

As “duartzets” que estavam quinta-feira, 16, pela manhã, na rotatória o Calhau, também participaram, à noite, da caminhada de Flávio Dino na Raposa.

Segundo a assessoria do candidato comunista, “Flávio Dino levou milhares” para as ruas de Raposa.

O release só não diz que este “levou” é literal…

3

O fator PDT na eleição para o Senado…

Deputado federal Weverton Rocha tem em torno de si uma das mais orgânicas legendas partidárias do Maranhão, com militância que atua de manhã, de tarde e de noite, independentemente do período eleitoral

 

Weverton com a militância pedetista na festa junina do partido: unidade e força de vontade

Único candidato ao Senado que já reuniu lideranças políticas, prefeitos, vereadores e deputados, mesmo em encontros desvinculados do governo, o deputado federal Weverton Rocha tem outro trunfo para se consolidar como principal opção de 2018.

Seu partido, o PDT, é o mais orgânico e a militância a mais efetiva do Maranhão.

– O PDT é partido de manhã de tarde e de noite;  em época eleitoral ou não. Os movimentos vinculados estão sempre organizados. Somos o único, por exemplo, a ter um movimento de Diversidade totalmente organizado, com diretoria e tudo – orgulha-se o parlamentar, que participou, na noite de sexta-feira, 7, do arraial pedetista, na sede da legenda.

Leia também:

“Sem o PDT não estaríamos na prefeitura”, diz Holandinha…

O arquiteto da virada de Edivaldo Júnior…

A militância do PDT na campanha de Holanda Jr…

Na campanha de Edivaldo, Weverton mobilizou o PDT dia e noite; e agregou outros atores

Um dos exemplos recentes da força eleitoral do PDT pôde ser visto nas eleições municipais do ano passado, sobretudo em São Luís: a militância pedetista foi fundamental na virada do prefeito Edivaldo Júnior (PDT), dado como “morto” no início da campanha.

– O PDT vestiu a camisa do prefeito Edivaldo, foi às ruas, trabalhou de manhã, de tarde e de noite, incansavelmente, e conseguimos virar uma eleição dada por perdida até por nossos próprios aliados – relembra Weverton.

A façanha garantiu ao deputado a gratidão de Edivaldo, hoje um dos seus principais cabos eleitorais na disputa pelo Senado.

A candidatura de Weverton ao Senado não é apenas dele, mas do PDT.

E o fator PDT, como já mostrado, é fundamental em uma eleição.

Simples assim…

5

Ibope acende luz amarela na campanha de Edivaldo Júnior…

Dianteira de Eduardo Braide levou lideranças do PDT  a chamar reunião de emergência para este sábado, na tentativa de manter o ânimo da militância, uma das mais profissionalizadas na capital maranhense

 

O convite do presidente Weverton Rocha: mais luta

O convite do presidente Weverton Rocha: mais luta

Apesar da fleuma de aliados comunistas nas redes sociais, a pesquisa Ibope que apontou o candidato do PMN Eduardo Braide oito pontos à frente do prefeito Edivaldo Júnior (PDT) acendeu a luz amarela na coordenação da campanha do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Enquanto o secretário comunista Márcio Jerry preferiu replicar pesquisa proibida da Econométrica para contrapor o Ibope, a direção do PDT preferiu convocar a militância para uma reunião neste sábado, 15, em que vai pregar o “arregaçar de mangas” para evitar a derrota, cada vez mais iminente.

A militância pedetista é considerada uma das mais profissionais e organizadas entre todos os partidos de São Luís.

A ordem é partir para cima na campanha, em todos os seus aspectos.

Embora neguem publicamente, os líderes sabem que o momento eleitoral não é favorável ao prefeito, e vão dobrar o trabalho para evitar que a virada de Braide se consolide.

E ninguém pode negar o profissionalismo do PDT…

4

Edivaldo faz caminhada na Cidade Operária…

Holandinha com Weverton, Pavão Filho e o vice, Júlio Pinheiro

Holandinha com Weverton, Pavão Filho e o vice, Júlio Pinheiro

O prefeito Edivaldo Júnior (PDT) reuniu militância e aliados, na tarde desta quinta-feira, 1º, em uma caminhada pelas ruas da Cidade Operária.

Foi a primeira caminhada já coma participação do deputado estadual Bira do Pindaré.

Apesar de pertencer ao PSB, que está na coligação de Wellington do Curso (PP), Pindaré optou pelo apoio ao prefeito.

Coordenada por candidatos a vereador que militam na região, a caminhada percorreu as ruas recentemente asfaltadas pela prefeitura.

Militantes do PDT e dos partidos que compõem a coligação de Holandinha levantaram bandeiras e gritaram palavras de ordem, ao som de músicas tocadas por uma fanfarra.

As caminhadas de Edivaldo têm seguido um padrão idealizado pelo PDT, especialista neste tipo de agenda de campanha.

Nesta sexta-feira, Edivaldo faz caminhada na Liberdade…

6

Flávio Dino, o militante…

Derrota da presidente Dilma Rousseff no impeachment parece ter levado o governador maranhense a perder o senso de realidade e agir como membro de movimento estudantil, com protestos inúteis e palavras de ordens sem sentido

 

Dino com a bandeira do PT: como na faculdade

Dino com a bandeira do PT: como na faculdade

A derrota da (ainda) presidente Dilma Rousseff (PT) no processo de impeachment parece ter tirado do eixo o governador Flávio Dino (PCdoB).

Desde antes do desfecho anunciado na Câmara Federal, Dino já agia como militante estudantil, esbravejando “contra tudo isso que está aí”, mas sem nenhuma ação efetiva em favor da presidente.

E o fracasso de sua articulação política o deixou ainda mais fora da realidade.

Ex-juiz federal, advogado formado para impor sua opinião, o governador nunca foi um expert em articulação. Tem dificuldades para ouvir, e dá sinais de autoritarismo e centralismo a cada vez que se vê obrigado a negociar posições.

Mas sua militância está passando dos limites.

Leia também:

Atitude estudantil de Flávio Dino repercute na Câmara…

Eles não conhecem o poder…

Flávio Dino precisa voltar a governar o Maranhão, abandonado a própria sorte desde o início do seu mandato, e com um futuro nada promissor no pós-impeachment.

O comunista militante estudantil quebrou todas as lanças com o Judiciário, com a imprensa e, principalmente, com o futuro governo, ao tachar Michel Temer (PMDB) de golpista, antes, durante e depois da votação na Câmara.

Flávio Dino chama para ato inútil contra o impeachment; pra quê?!?

Flávio Dino chama para ato inútil contra o impeachment; pra quê?!?

A chamada para um ato de “homenagem aos que votaram contra o impeachment” é uma tolice digna dos grêmios secundaristas e imaturos em eleições de departamentos de escolas.

Este blog não consegue sequer imaginar deputados que votaram contra a deposição de Dilma, como um Aluisio Mendes (PTN), um Pedro Fernandes (PTB), um Júnior Marreca (PEN) – e muito menos um Waldir Maranhão (PP) – esbravejando em praça pública um “fora Temer!”.

Eles não são tolos de gritar conta quem dará as cartas no país até 2018.

Este ato de Dino deve ser marcado por presenças imberbes como as de Rubens Júnior (PCdoB) e alguns militantes petistas e comunistas recém-saído das fraldas ideológicas.

Fora do eixo da realidade – e com conselheiros também distantes do cotidiano – Dino esqueceu que é um governador de estado eleito para cuidar do estado.

E sua militância estudantil só trará mais problemas para o Maranhão…

5

Weverton Rocha precisa provar que tem o apoio da militância do PDT…

Militância vai ou não vai ao encontro do PDT?

O encontro do PDT, neste sábado, será o primeiro grande teste para o agora deputado federal Weverton Rocha.

Para provar que tem liderança interna no PDT, ele vai precisar reunir a militância do partido, que os antigos aliados dizem estar em outro projeto.

– Eles estão fazendo tudo isso para levar a legenda para o deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC). Apenas a sigla PDT, mas não a militância, pois essa ficará com o prefeito João Castelo – é o que afirma o castelista Júlio França.

Rocha: hora de provar liderança

Alçado à condição de deputado federal ao mesmo tempo em que será presidente municipal do PDT, Rocha ainda é visto como incógnita pelos militantes.

Se não conseguir reunir boa parte deles no encontro de hoje, mostrará que seus adversários internos têm razão.

É um desafio para o parlamentar mostrar que está levando para o grupo de oposição ao prefeito não apenas a legenda, como acredita o ex-aliado França.

Mas, sobretudo, a militância…