4

Destinos na reta final…

O fim do prazo para que os interessados nas eleições de 2016 possam trocar de partido termina na próxima sexta-feira, 2. E a movimentação ontem aumentou fortemente nos bastidores partidários, sobretudo na capital maranhense. E o troca-troca deve atingir não apenas pré-candidatos, mas também lideranças políticas interessadas no reposicionamento partidário.

Entre os candidatos, é quase certo que buscarão novos partidos o ex-secretário Ricardo Murad – que deve trocar o PMDB pelo PTN – e a vereadora Rose Sales, que estuda ir para o PV ou para o PEN. Mas há a possibilidade, também, de que a própria deputada Eliziane Gama deixe o PPS. Não se descarta a sua filiação ao Rede Sustentável, partido da ex-ministra Marina Silva.

Outro ainda sem rumo partidário definido é o deputado federal João Castelo, que não tem a garantia do PSDB de que poderá ser candidato em 2016. Mas Castelo não tem qualquer noção de para onde ir se precisar mesmo deixar o ninho tucano.

 

A mudança partidária dos pré-candidatos – sobretudo uma eventual mudança de Eliziane – mexerá também com políticos que, aparentemente, nada têm a ver com as eleições do ano que vem.

 

A mudança partidária dos pré-candidatos – sobretudo uma eventual mudança de Eliziane – mexerá também com políticos que, aparentemente, nada têm a ver com as eleições do ano que vem. O deputado federal José Reinaldo Tavares, por exemplo, deve mesmo deixar o PSB. Seu destino mais provável é o Partido Novo (PN), criado recentemente.

A caminho do mesmo partido estaria também o deputado estadual Wellington do Curso (PPS).
Para a mesma Rede Sustentável está sendo cogitada a entrada do deputado Cabo Campos (atualmente no PP).

E até o presidente da Assembleia Legislativa, Humberto Coutinho (PDT) pode trocar de legenda.

Como se vê, a movimentação partidária deve ser intensa durante toda esta semana, com mudanças significativas – relacionadas direta ou indiretamente às eleições de 2016.

0

Flávio Dino já admite mudanças pontuais em seu governo…

Do blog de Diego Emir

dinoAo contrário do que foi disseminado, Flávio Dino (PCdoB) afirmou que ainda este ano podem ocorrer mudanças pontuais em seu governo.

A informação foi publicada por blogueiros aliados ao Palácio dos Leões, que em suas próprias postagens publicizaram a possibilidade do governador realizar trocas nas secretarias que achar necessário.

Como já dito aqui anteriormente, Flávio deseja fazer mudanças em alguns cargos, mas como ele não gosta de passar a impressão de que erra, resiste as trocas e o outro motivo é o próprio vazamento de informações, que o irrita profundamente.

Flávio Dino pode até negar, mas o nome de Paulo Matos foi indicado sim para substituir o nome de Ester Marques na secretaria de Cultura.

Leia também:

Eles estão na corda bamba...

O comunista vai dizer que é mentira, mas também anda insatisfeito com o trabalho de Marcelo Coelho na Secretaria de Meio Ambiente, só não tem coragem de exonera-lo, pois sabe que seria um rompimento prematuro com o senador Roberto Rocha.

É o próprio Flávio Dino que faz cobranças por resultados da SEMA, que nunca apareceram. Continue lendo aqui…

 

1

Reeleição e tempo de mandato hoje na pauta da Câmara…

Deputados decidem hoje se presidente, prefeitos e governadores podem ou não concorrer a novo mandato; e seu puderem, se podem continuar no cargo durante a campanha

 

pauta oficial da reforma política na Câmara

Pauta oficial da reforma política na Câmara

A Câmara Federal deverá votar hoje o dispositivo que permite a reeleição de presidentes, governadores e prefeitos, no segundo dia da análise da reforma política.

Também serão discutidos o tempo dos mandatos eleitorais e a coincidência das eleições.

Neste caso, há três propostas em pauta:

1 – apenas dois ano de mandato para quem for eleito em 2016;

2 – seis anos para quem for eleito em 2016

3 – dois anos para quem se eleger em 2020.

Mas, a julgar pelo primeiro dia de votações, que manteve o atual e ultrapassado sistema eleitoral, nada deverá mudar também nestas questões.

E a reforma política caminha para o arquivamento…

5

Entenda a reforma política…

A Câmara dos Deputados começa a votar hoje a reforma política. os deputados optaram para votar as questões diretamente no plenário, praticamente ignorando o relatório apresentado pela Comissão Especial. Até sexta-feira, eles pretendem encerrar os temas mais polêmicos. Abaixo, uma mostra do que muda com a reforma:

 

202ter

4

TJ autoriza transferência de juíza do caso Décio…

Juíza Alice nega pressões…

O pleno do Tribunal de Justiça decidiu hoje pela manhã transferir da 1ª Vara do Tribunal do Juri a juíiza Alice de Souza Rocha.

Esta Vara é a responsável pelas ações do caso Décio Sá.

Em nota, a juíza afirma que não recebeu pressão e que o pedido de transferência já estava feito antes mesmo da morte do jornalista.

Alice de Souza Rocha foi a responsável pela prisão de todos os envolvidos no assassinato de Décio.

Ela vai assumir a 5ª Vara Cível de São Luís. Para seu lugar, o Tribunal de Justiça ainda não definiu nomes.

Até que os prazos sejam cumpridos para os interesseados em preencher a vaga, o TJ deve noemar um juiz para responder pelo 1°  Tribunal do Juri.

10

Mudanças movimentam bastidores do governo Roseana…

Roseana ainda estuda montagem de sua nova equipe

A governadora Roseana Sarney (PMDB) afirmou ontem estar “encaminhada” a mudança na Secretaria de Educação.

Ela não quis confirmar oficialmente o nome do deputado Pedro Fernandes, mas disse que “pode ser ele”.

E afirmou que todas as mudanças serão efetivadas até o início de junho.

Roseana considera “um problema a resolver” a eventual substituição de Pedro Fernandes na Secretaria de Cidades. O primeiro nome ventilado foi o do deputado federal Sétimo Waquim (PMDB).

Ontem, surgiram também o já secretári0 João Alberto de Souza e o empresário João Guilherme Abreu.

A posse de Waquim resolveria o problema do suplente de deputado federal Paulo Marinho Júnior (PMDB).  Ontem, seu pai, o ex-prefeito Paulo Marinho, anunciou no facebook que “nos próximos dias Caxias terá um deputado federal”.

Estaria relacionada à saída de Sétimo Waquim?

Além dele, o suplente Ricardo Acher já confirmou para o dia 30 sua posse na Câmara. Ele deve substituir Cléber Verde (PRB), que será secretário da Pesca.

São muitas mudanças.

E Roseana mostrou ontem a dificuldade que é resolvê-las…

16

O São João de Olga Simão…

Olga, da Sectec para a Cultura: peixe-fora-d'água

A secretária Olga Simão assume o comando da Secretaria de Cultura em um dos momentos cruciais da pasta – o início das discussões para os fetejos juninos, ponto forte da cultura maranhense.

Olga chega ao posto pelo fato de ser gente de confiança da governadora Roseana Sarney (PMDB).

Mas só isso não basta para tocar projeto tão importante.

Não se questiona aqui a correção pessoal e a lealdade da secretária, mas não se pode negar sua absoluta desambientação no setor cultural do estado.

Aliás, desde que deixou a secretaria particular de Roseana, Olga Simão virou “peixe-fora-d’água” em todas as pastas por onde passou.

Foi assim na Secretaria de Educação e, sobretudo, na de Ciência e Tecnologia.

Ouve-se que Olga recebe de Roseana missões específicas para cada setor por onde passa. Seria uma espécie de auditora pessoal da governadora.

Proposta interessante, mas a perda de tempo com estas “investigações” só atrasa ainda mais o desenvolvimento da gestão.

Além do mais, a adjunta da Cultura, Marlildes Mendonça, é uma auditora de carreira do próprio estado, que poderia muito bem se incumbir da missão proposta.

Obviamente que ninguém precisa entender tecnicamente de comunicação, de Saúde ou de Educação, por exemplo, para ser secretário destes setores, assim como na Cultura.

Mas a eficiência de gestão é fundamental em qualquer área…

11

As pendências no secretariado de Roseana…

Roseana ainda estuda montagem da nova equipe

A governadora Roseana Sarney (PMDB) precisa corrigir as pendências de sua equipe administrativa, anunciadas por ela mesma no mês passado.

Até agora, da reforma que pretendia fazer com a desincompatibilização de alguns secretários, ela só consolidou a Secretaria de Combate à Pobreza, para onde foi o engenmheiro Fernando Fialho.

A Secretaria de Cultura está sem titular desde o dia 5 de abril.

Roseana também deve anunciar nos próximos dias a Medida Provisória com a separação da Secretaria de Administração da de Planejamento, e a que cria a Secretaria da Pesca.

Com a divisão da primeira, precisará encontrar nome para o Planejamento, já que Fábio Gondim ficará com a Administração.

Se optar por João Bernardo Bringel, aí precisará encontrar um nome para a Secretaria de Educação.

Além disso, Roseana deve criar a Secretaria da Pesca, com objetivo também de arranjos políticos em sua base de apoio.

18

Roseana quer mudar, mas a política não deixa…

Gondim: blábláblá sem efetividade

É de difícil implantação o projeto de reforma administrativa que a governadora Roseana Sarney (PMDB) pensa para o Maranhão.

A concepção no papel está pronta – e os resultados são plenamente perceptives num horizonte próximo.

Mas ela precisará enfrentar a classe política para fazer as mudanças.

O secretário de Planejamento, Fábio Gondim, por exemplo, julga-se mais do que realmente é;  e cometeu barbeiragens outras na gestão do Planejamento.

Roseana quer forçá-lo a ir embora, mas ele se gaba de ter as bênçãos do presidente do Congresso.

Outro que não vingou é João Bernardo Bringel, da Educação.

Técnico dos números, está no lugar errado. É dele o lugar de Gondim no Planejamento.

João Bringel: desambientado na Educação

Mas quem irá desarmar a bomba chamada Educação, controlada por um esquema de corrupção enraizado há décadas? 

Até agora, os secretários que saíram, saíram por deficiência técnica, demonstrada nos estudos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

É o mesmo estudo que atesta a incompetência de Gondim, a desambientação de Bringel e a ineficiência de Olga Simão.

Coordenador do estudo, o pesquisador Ricardo Paes de Barros já disse a Roseana o que tem que mudar e quem deve sair.

Mas a política não deixa…

10

As mudanças no secretariado de Roseana Sarney…

Failho deve tocar projeto contra a pobreza

Este blog publicou em 19 de janeiro, post sobre rumores de mudanças no secretariado da governadora Roseana sarney (PMDB). (Leia aqui)

Estas mudanças começam a ser efetivadas agora, sob a orientação do consultor Reinaldo Paes de Barros, da Secretaria de Projetos Especiais da presidência da República.

É o que revelou hoje, com exclusividade, o jornal O Estado do Maranhão, em matéria assianda pelo titular deste blog e pelo jornalista Gilberto Léda, em esforço de reportagem que durou uma semana.

O assunto também já havia sido tratado, em primeira mão, às 16h de ontem, pelo blog do jornalista Jorge Aragão.

Os secretários Chico Gomes (Desenvolvimento Social), Israel Ferreira (Articulação de Políticas Públicas) e Alberto Franco (Assuntos Estratégicos), por exemplo, devem deixar o governo.

Roberto Costa pode trocar Assembleia pela Juventude

Suas pastas serão fundidas para formar uma superpasta, que cuidará exatamente do projeto de combate à pobreza, elaborado pelo chefe da Casa Civil, Luís Fernando Silva.

Para o posto, deve ir o ex-presidente da Agência Nacional de Transportes Aquaviários, Fernando Fialho. Um problema: ele pode ser candidato a vice-prefeito na chapa de Washington Oliveira (PT).

Neste caso, o indicado poderá ser o secretário de Planejamento, Fábio Gondim, que também pode ir para Brasília, representar o governo maranhense no mescritório da capital federal.

Exatamente como o blog disse em janeiro.

João Abreu pode voltar ao governo

Se isso ocorrer, o Planejamento será desmembrado da Administração. A primeira será ocupada pelo secretário de Educação, João Bernardo Bringel, e a outra pelo ex-chefe da Casa Civil, João Abreu.

Para o lugar de Bringel na Educação ainda está sendo estudado um nome de Brasília.

Roseana quer fundir também as pastas do Esporte e da Juventude, para onde pretende levar o deputado estadual Roberto Costa (PMDB). Objetivo: garantir vaga a Chico Gomes (PSD) na Assembléia.

Neste caso, André Campos deixa a Juventude para ser candidato a vereador; Joaquim Haickel, por sua vez, pode ir para a Cultura.

O processamento das mudanças se dará até o dia 7 de abril…