8

Fábio Gondim sob fogo cruzado no governo Roseana…

Gondim tem eficiência questionada no governo

O secretário de Planejamento e Gestão, Fábio Gondim, balança no cargo no governo Roseana Sarney (PMDB).

Setores do próprio governo apontam responsabilidades suas em erros na execução orçamentária e na elaboração do projeto da Lei de Diretrizes Orçamentárias.

A LDO, aliás, foi encaminhada incompleta para a Assembléia, em março, razão pela qual o secretário ganhou a  antipatia também dos deputados governistas.

Na visão dos parlamentares, é Gondim quem está por trás do bombardeio às emendas apresentadas na Assembléia Legislativa.  

O blog apurou que a governadora Roseana Sarney já teria sondado o secretário de Ciência e Teconologia, João Bernardo Bringel, para o posto de Gondim. Bringel tem experiência no setor.

Como trunfo, Fábio Gondim tem a simpatia do presidente do Senado, instituição da qual é servidor, e de outros setores influentes do governo Roseana Sarney.

Mas já não goza da confiança da própria Roseana.

12

Manoel Ribeiro: “Fábio Gondim entende é de ato secreto do Senado”

Ribeiro: "Gondim entende é de ato secreto"

O líder do governo na Assembléia Legislativa, deputado Manoel Ribeiro (PTB), partiu hoje pra cima do secretário de Planejamento, Fábio Gondim, a quem acusou de não entender nada de orçamento. Em discurso na tribuna, Ribeiro dá a entender que Gondim fraudou o projeto de Lei das Diretrizes Orçamentárias após já ter sido discutido na Casa.

– O secretário de Planejamento combina aqui conosco uma coisa, tentando acertar a LDO, porque questão de Orçamento do Estado ele não entende. Ele pode entender lá dos atos secretos de Brasília, do Senado, mas daqui não entende. Combinei com este moço que, no Projeto da LDO estavam faltando algumas coisas que não estavam dando poderes às nossas Casas Legislativas, ao Judiciário e até mesmo ao Executivo. Dava poderes exclusivamente a ele – revelou Ribeiro.

Segundo o deputado, o secretário, a quem chamou de forasteiro, conbinou de corrigir os equívocos, mas fez vista grossa.

Na verdade, a LDO já chegou à Assembléia marcada por irregularidades.

O forasteiro Gondim arponta mais uma

O próprio Gondim foi à Assembléia, ainda no mês de março, para entregar o documento, mas só liberou a mensagem, o que é irregular do ponto de vista legislativo. Só quase um mês depois a Lei propriamente dita chegou à Casa. A discussão com os deputados, da qual o próprio secretário participou, foi feita às escondidas, apenas com membros do governo.

Agora é o próprio líder governista quem revela que os acordos acertados com os parlamentares não foram cumpridos.

Segundo Ribeiro, Fábio Gondin manipulou o orçamento para impedir que os poderes Legislativo, Judiciário, o Ministério Público e a Defensoria Pública tenham autonomia para definir a execução dos seus orçamentos. 

Uma emenda que ele põe aqui, porque não foi combinado isso, a Defensoria Pública terá como limite na elaboração de sua proposta orçamentária para pessoal e encargos sociais o percentual entre 0,5 e 1,5. Se ele entender que é 0,5, vai ser só 0,5. Nós discordamos disso – revela o líder governista.

Para corrigir o problema criado pelo secretário, o líder do governo disse que irá fazer uma emenda à LDO. E pediu apoio aos colegas.

Ribeiro finalizou seu discurso com uma provocação:

– Esta Casa não será desmoralizada pelo forasteiro que veio de Brasília.