0

Pinheiro: parceria visa à recuperação de Parque Ambiental…

A mais nova parceria entre Universidade Estadual do Maranhão – UEMA e Prefeitura Municipal de Pinheiro foi selada em reunião com o prefeito Luciano Genésio, do secretário de Meio Ambiente Municipal, Zé Maria, do secretário de Governo, Milton Sá e do reitor da UEMA, Gustavo Pereira da Costa.

A proposta é uma ação conjunta para atuação numa nova gestão do Parque Ambiental do Rio Pericumã. A gestão anterior deveria trabalhar na proteção ambiental do Parque mas, no entanto, desde que as obras iniciaram somente agrediu o meio ambiente.

Os professores Universitários da UEMA pretendem desenvolver projetos de recuperação do ecossistema que foi destruído com a construção do Parque, para que assim essa área passe a ser de fato, um local de preservação do meio ambiente.

Além de estudos, alunos e pesquisadores poderão realizar plantio de espécimes e visa também a implantação de um Ecoponto, um projeto que recolhe resíduos de forma correta e da um retorno para sociedade em forma de auxílio à famílias carentes.

“Parcerias que agregam e promovem principalmente retorno expressivo a sociedade são muito empolgantes para nossa gestão. Somos parceiros da UEMA desde o início do mandato incentivando e promovendo educação para os pinheirenses. Essa agenda é muito importante para nós pois temos uma política preocupada e voltada para questões ambientais. Agradecemos e parabenizamos o reitor Gustavo, os professores e alunos que com muito empenho e competência estão contribuindo para a construção de uma nova história em Pinheiro pautados na educação e preservação ambiental”, disse o prefeito Luciano.

0

Imperatriz: Projeto Torcida Cidadã, realiza 15ª edição com alunos da Escola Pedro Abreu

Estudantes entraram em campo com jogadores do Imperatriz e Pinheiro em jogo do Campeonato maranhense

 

Nesta quinta-feira, 7, foi realizada mais uma edição do Projeto Torcida Cidadã, foram contemplados 30 alunos da Escola Pedro Abreu, da rede municipal de ensino, Vila Fiquene. Empolgados, entraram em campo com os jogadores do Imperatriz e Pinheiro, no jogo pela 4ª rodada do Campeonato Maranhense 2019.

Gestora da unidade escolar, Maria José Morais, agradeceu pela oportunidade dos alunos terem ido pela primeira vez ao Estádio Frei Epifânio da Badia para assistir a partida de futebol entre dois times profissionais.

“Só temos de agradecer ao prefeito Assis Ramos, que criou esse projeto, que vem proporcionando a crianças e adolescentes se aproximar mais do esporte, especialmente o futebol”, destacou.

Coordenado pela Secretaria de Esportes, Lazer e Juventude, Sedel, a Torcida Cidadã visa a inclusão social de crianças de baixa renda em eventos esportivos, além de elevar a auto estima e ajudar a construir uma consciência cidadã. No início da partida, os estudantes são devidamente uniformizados e conduzidos a tribuna de honra, acompanhado por pedagogos, cuidadores e professores bilíngues. Equipe devidamente preparada para dar total suporte durante o jogo.

Segundo o secretário, Eudes Feitosa,  a “ideia é consolidar o projeto, para que possamos contemplar o máximo possível de crianças e adolescentes durante todo o campeonato. Até agora, 560 crianças e adolescentes da zona rural e urbana participaram. É saldo muito positivo”.

A 16ª edição do projeto será realizada na próxima terça-feira, 12, com o jogo entre Imperatriz x Náutico, pela primeira fase, da Copa do Brasil dessa temporada. Assim, como os outros jogos do Campeonato Brasileiro da série C. Serão contempladas nessa etapa, crianças e adolescentes da Escolinha de Futebol SIPDK, sob a responsabilidade do professor Carlito Silva.

Parcerias

Foi firmada parceria com a empresa River, que irá fornecer refrigerantes para os alunos do projeto, como também para outros eventos esportivos promovidos pela Prefeitura.

De acordo, com o gerente de marketing da empresa, Wanderson Oliveira, “contribuir para que essas crianças realizem o sonho de conhecer seus ídolos de perto, é motivo de muita honra, além de que estamos também incentivando a prática de esporte e a valorização dos produtos da terra”.

1

Juscelino Filho busca parceria internacional para pós-graduação em medicina…

O presidente da Comissão de Inovação Tecnológica da Saúde da Câmara dos Deputados (Cetecsau), Juscelino Filho (DEM), está em missão oficial nos Estados Unidos, onde em visitas à órgãos governamentais e empresas do setor de saúde, busca parcerias e adquirir experiências e contribuições para melhorar a legislação e as políticas públicas de saúde no Brasil.

Na tarde desta quarta-feira, 11, o parlamentar, junto ao presidente da Comissão de Seguridade Social e Família (CSSF) e relator da Cetecsau, deputado federal Hiran Gonçalves (PP-RR) e da secretária de Gestão Estratégica e Participativa do Ministério da Saúde, Gerlane Baccarin, estiveram na Havard Medical School (HMS), a faculdade de medicina da Universidade Harvard, em Boston. Em reunião com o diretor do Programa de Ciências Médicas e Investigação Clínica, Ajay K. Singh, trataram de parceria com universidades brasileiras para desenvolver um programa específico e qualificado para pós-graduação.

“Tratamos de uma possível parceria da HMS com universidades brasileiras e em breve receberemos uma comissão da universidade no Brasil para dar prosseguimento no assunto em reunião no Ministério da Educação. Com certeza uma parceria como essa beneficiará muito a formação de nossos médicos, uma vez que os Estados Unidos por serem um país de primeiro mundo, usam tecnologia e conhecimento de ponta. Saímos otimistas da reunião e já acertamos que o Consulado nos auxiliará nesse processo também. Estive com a embaixadora Glivânia Oliveira para adiantar o tema”, comemorou Juscelino Filho.

A comitiva da missão oficial é composta também pelo deputado federal Marcelo Álvaro Antônio (PR-MG), e já visitou o Congresso Americano e se reuniu com deputados da Comissão de Saúde de lá, esteve com membros da UnitedHealth Group, um dos maiores grupos de saúde do mundo, visitaram fábrica de medicamentos da Sanofi, uma das maiores na indústria de vacinas mundialmente, Amgen, a maior fábrica bio-farmacêutica.

2

A união que vem fazendo a força…

Moradores conversam com técnicos sobre o serviço de requalificação da via

Moradores conversam com técnicos sobre o serviço de requalificação da via

Moradores do bairro do Cohajap, em São Luís, representados pela Associação dos Moradores, conquistaram na ultima semana, na Prefeitura de São Luís, por meio do Instituto Municipal da Paisagem Urbana, IMPUR, a requalificação do canteiro central da Avenida principal do Jardim Primavera, no Cohajap.

O serviço, que já foi iniciado, consiste nesta primeira etapa, intervenções em cerca de 500m de extensão.

De acordo com a presidente da Associação de Moradores do Cohajap, Maria José Lineares, o serviço chega em boa hora e é fruto de parceria envolvendo comunidade e poder público.

– É preciso aproximar cada vez mais a população da Prefeitura e principalmente tornar saudável essa convivência. Cada um fazendo a sua parte o resultado e a satisfação de ambas as partes aparecem, a exemplo do nosso bairro que hoje tem atendido o pedido da reconstrução do canteiro central – disse a moradora.

Operároos do Impur trabalham na limpeza e recuperação do canteiro

Operároos do Impur trabalham na limpeza e recuperação do canteiro

O canteiro central da Avenida principal do Jardim Primavera, no Cohajap vai receber cerca de 50 mudas de Ipês.

Antes do plantio, o local ainda deverá passar pelo processo de coveamento e preparação do terreno para receber o chamado “plantio consciente”, que agora obedece às diretrizes do Plano de Arborização que esta sendo concluído e segundo a Prefeitura de São Luís será apresentado até o final do mês de Dezembro.

Esse mesmo Plano norteará nos próximos dez anos o plantio realizado nos logradouros públicos bem como tipos e espécies.

5

Aliados perdem o medo de Flávio Dino e aumentam o tom das críticas…

Cada vez mais deputados e prefeitos têm feito ressalvas à relação que o governador mantém com a classe política, falam de egoísmo do PCdoB e sentem-se “abandonados no meio do caminho”

 

Dino tentou se impor pelo medo: e agora paga por isso

Dino tentou se impor pelo medo: e agora paga por isso

Em menos de três dias, exatos três membros da base do governo Flávio Dino (PCdoB) – dois deputados e um prefeito – expuseram publicamente os problemas na relação com o governador.

Os deputados Josemar de Maranhãozinho (PR) e Paulo Neto (PHS) criticaram Dino pela falta de parceria do governo com as prefeituras; o prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves (PSB), por sua vez, fez questão de ratificar sua ajuda na eleição do comunista, revelando sentir-se hoje “abandonado no meio do caminho”.

As reclamações, mais do que uma crítica pessoal, revelam que a classe política parece ter começado a perder o medo de Flávio Dino.

Sentimento que este blog já havia relatado, no post “É pelo medo que Dino se impõe…”

De fato, ao vencer as eleições de 2014, oriundo de uma carreira na Justiça Federal, e com um irmão procurador da República, o comunista impôs um medo na classe política que assustava até os mais experientes.

Afinal, quem seria louco – além do titular deste blog – de questionar um cidadão com tanta influência no Judiciário?

Mas o próprio Dino tratou de derrubar este mito.

À frente de um governo fraco, sem resultados efetivos em nenhum setor e com relações frágeis na classe política, aos poucos, o governador foi mostrando ser apenas mais um entre os mais medíocres chefes de governo que já passaram pelo Maranhão.

Leia também:

Edilázio Jr.: “Ditador é quem prefere ser temido a ser amado…”

Medo e perseguição…

O absolutismo de Flávio Dino…

E a fraqueza do governo inspira a força de aliados insatisfeitos.

Como Maranhãozinho, que revelou o abandono dos hospitais de 20 leitos no interior, uma das referências do governo Passado. (Releia aqui)

Ou Paulo Neto, que mostrou o desinteresse do governos nas parcerias para reforçar o beach soccer em Chapadinha.

E sobretudo Ribamar Alves, que viu dedo do governo comunista até na ação que o levou à prisão sob acusação de suposta prática de estupro.

Pior é que Flávio Dino inspira críticas muito cedo para quem se propõe liderança história no Maranhão.

Afinal, são apenas 18 meses de governo…

4

Parceria ameaçada…

Quem acompanha a execução dos programas “Mais Asfalto” e “Interbairros”, parceria do governo Flávio Dino com várias prefeituras maranhenses – incluindo a da capital, São Luís – pode perecer nas últimas semanas uma redução considerável no volume de obras.São centenas de obras de asfaltamento, tapa-buracos e construção de

equipamentos públicos, que, de uma hora para outra, ficaram a deus dará nos grandes centros. Aos gestores, o governo alega falta de recursos para dar continuidade e tenta empurrar a manutenção dos programas para 2016.

Em São Luís, por exemplo, as máquinas que embalaram um crescimento do prefeito Edivaldo Júnior nas pesquisas sumiram de vários bairros. Foram vistas pela última vez na região do Barramar, mas, por lá, deixaram obras inacabadas.

O governador Flávio Dino tem tentado evitar que a paralisação de obras gere chateação nos prefeitos – e acabe por chamar a atenção da mídia – mas sabe que a crise financeira impede a continuidade. Tenta garantir, por exemplo, a liberação de emendas de aliados no Congresso Nacional para que possa chegar, pelo menos até o Natal, com as obras em andamento.

 

O maior problema é quanto ao fechamento do orçamento de 2015, o que deve ocorrer até o fim de novembro. A partir daí, tudo será paralisado para que possa entrar no sistema de restos a pagar. E o que ficar para trás só será retomado em 2016.

 

Também sem dinheiro, as prefeituras recorrem ao governo para realização de obras. E cobram dos deputados estaduais as emendas parlamentares, que serviriam de alento até a retomada dos programas de parceria governamental. Mas os deputados também não têm muito o que fazer, por que a falta de dinheiro é a desculpa recorrente do governo para o pagamento das emendas.

O maior problema é quanto ao fechamento do orçamento de 2015, o que deve ocorrer até o fim de novembro. A partir daí, tudo será paralisado para que possa entrar no sistema de restos a pagar. E o que ficar para trás só será retomado em 2016.

Em pleno ano eleitoral.

Da coluna EstadoMaior, de O EstadoMaranhão
3

Pacto: se depender de Jerry e Dino…

Flávio Dino e Márcio Jerry: um reflete o pensamento do outro...

Flávio Dino e Márcio Jerry: um reflete o pensamento do outro…

O secretário de Articulação Política do governo Flávio Dino (PCdoB), jornalista Márcio Jerry, manifestou-se respeitosamente à defesa do deputado federal e ex-governador José Reinaldo Tavares (PSB) por um “Pacto pelo Maranhão”.

Mas deixou claro ao blog o jornalista Ribamar Corrêa discordar de “alguns pontos” da proposta, embora não tenha deixado claro quais.

Segundo Corrêa, a resistência de Jerry se dá pelo fato de Tavares defender o envolvimento no pacto do ex-presidente José Sarney, “que faz oposição cerrada ao governo estadual”.  (Leia aqui)

A este blog, Jerry confirmou que o que foi expresso por Ribamar Corrêa “é parte do que penso sim”.

Mas não respondeu – ainda – a outra parte do seu pensamento.

E Jerry reflete, em grande parte, o pensamento do próprio Flávio Dino…

4

Júnior Marreca discute parceria da Famem com Governo do Estado e CEF

Marreca, Gondim e demais diretores da Famem

O presidente da Federação dos Municípios do Maranhão, Júnior Marreca (PV), reuniu-se ontem com representantes da Caixa Econômica Federal, com os quais discutiu medidas para diminuir a burocracia na liberação de convênios federais com os municípios.

– Há uma sala específica para prefeitos nas dependências da Caixa. Um atendimento diferenciado para os gestores melhoraria a relação – disse Marreca. O superintendente da Caixa, Valdemilson Nascimento, garantiu que irá buscar a melhor forma de diminuir as dificuldades enfrentadas pelos prefeitos.

À tarde, o presidente da Famem reuniu-se com o secretário de Planejamento e Gestão do Governo do Estado, Fábio Gondim. Ficou definido que a pasta irá auxiliar a entidade na realização de treinamentos aos prefeitos para montagem de projetos, principalmente.

Gondim revelou que o Plano Plurianual do governo Roseana Sarney e a Lei de Diretrizes Orçamentárias irá se adequar às necessidades dos municípios.

Este assunto deverá ser tema de encontro técnico, entre o governo e a Famem, no próximo dia 28.

Na reunião com o representante do governo, Júnior Marreca ouviu também que o governo poderá auxiliar a entidade na construção da sua sede própria.

Há um terreno doado pelo Governo, em 1997, cuja doação já está aprovada. Marreca propôs e Gondim asumiu realizar estudos técnicos para elaboração do projeto.

A construção da sede própria é uma das metas de Júnior Marreca na Famem.