0

Roberto Costa e Edvan Brandão entregam 20 toneladas de peixes em Bacabal

O deputado estadual Roberto Costa (MDB), o prefeito Edvan Brandão (PSC), o deputado federal João Marcelo (MDB), secretários e vereadores entregaram 20 toneladas de peixe em Bacabal, durante a Semana Santa. A tradição beneficiou milhares de bacabalenses dos bairros Trizidela I e II, Mangueira, Presídio, Areia, Novo Bacabal, Boa Vista, Brejinho, Vila São José, Pantanal Vila da Paz, Vila São João, Alto Bandeirantes, Vila das Almas e Bela Vista.

O prefeito Edvan Brandão disse que o povo de Bacabal sempre será lembrado por ele.

“Esta é uma ação  que já vem sendo realizada há anos pelo deputado Roberto Costa e também gosto de ajudar o próximo. Tenho a certeza de que todos os anos irei participar desta ação. Nossa cidade completou 99 anos e temos muito o que comemorar e a fazer. Quero aproveitar e destacar que, assim como pude ver o sorriso no rosto dos bacabalenses ao receber o peixe, verei nos próximos meses, quando asfaltarmos todas as ruas da nossa cidade e melhorarmos ainda mais a saúde, educação e segurança”, disse o prefeito Edvan Brandão.

O deputado destacou que a entrega dos peixes é um ato de amor ao próximo.

“Como já é tradição essa entrega, todos os anos as nossas expectativas são superadas. Desta vez, quando Bacabal completa 99 anos, fazemos uma ação em conjunto com o prefeito Edvan Brandão e o deputado João Marcelo. Andamos por todos os bairros e povoados entregando os peixes. Foram 20 toneladas de pescados entregue e o que mais me anima debaixo desse sol, desde às 6h na rua, até o fim de tarde, é que milhares de pessoas poderão seguir a tradição de comer peixe na Ceia de Páscoa. Para mim, isso é mais que significativo, é um ato de amor. Por isso, estamos fazendo a nossa parte da pastilha que Jesus nos ensinou”, disse o deputado.

O parlamentar ainda destacou que este ano deu início à entrega de ovos de chocolate para as crianças.

“Nós entregamos todos esses pescados com muita alegria e paz no coração. Com o pescado, atendemos às família na hora da ceia e pensamos em alegrar as nossas crianças também, pois muitas delas não têm condições de comprar e comer um ovo de chocolate no Domingo de Páscoa. Mas este ano, estamos dando início a mais esta ação, que se tornará uma tradição em Bacabal”, disse o deputado.

0

Fartura de peixe…

Por Sarney Filho

Os peixes têm enorme importância na cultura cristã. Multiplicados por Jesus, alimentaram multidões, representando, até hoje, a fartura e a comunhão da fé. No Maranhão, a pesca está entre as atividades mais tradicionais e tem papel econômico fundamental para a vida de uma parte significativa da população.
Cerca de 15% da proteína consumida no mundo vêm da pesca. Mas a fartura dos peixes, camarões e mariscos está ameaçada. Como ocorre com todos os recursos naturais, é preciso dar tempo à natureza para repor aquilo que dela é retirado.

Os oceanos são ricos em diversidade e oportunidades para a promoção do desenvolvimento. Sofrem também, no entanto, forte pressão, devido à exploração irracional. No Ministério do Meio Ambiente, baixei uma portaria estabelecendo cinco meses de defeso para conservar o camarão no nosso Estado. Criei, como ministro, unidades de conservação marinho-costeiras e oceânicas numa proporção que nunca tinha sido alcançada, fazendo o Brasil saltar de 1,5% para 26,3% de áreas marinhas protegidas.

Entre as unidades criadas, estão três reservas extrativistas no litoral do Maranhão, que atendem reivindicações das comunidades pesqueiras locais. A intenção é compatibilizar a conservação da natureza com o desenvolvimento econômico e social dessas comunidades.

Instituímos, em agosto de 2017, o Plano de Manejo da Reserva Extrativista Marinha de Cururupu, unidade que surgiu em minha primeira gestão no Ministério. Dessa maneira, estamos ajudando a população local a proteger espécies, como a pescada amarela, da sobrepesca e desenvolver projetos que gerem renda, de forma sustentável, nessa que é a maior área de manguezais preservados em unidades de conservação do Brasil.

Na Câmara, um projeto de lei de minha autoria, o PL 6.969/2013, que institui a Política Nacional para a Conservação e o Uso Sustentável do Bioma Marinho Brasileiro (PNCMar), tem por objetivo garantir a efetiva proteção e gestão, de forma participativa, transparente e com controle social.

A proposta foi construída ouvindo os diversos setores interessados. Mais de 70 especialistas, representantes da pesca artesanal e industrial, governo, academia, setor privado e sociedade civil participaram das discussões que resultaram no texto.

O mar é fonte de energia, com a exploração de óleo e gás, e também a incrível capacidade, limpa e renovável, da força das marés. Tem um potencial turístico imenso, e ainda é responsável por absorver grande parte do gás carbônico da atmosfera, o que é essencial para o equilíbrio climático do Planeta.

Conhecido como Lei do Mar, o projeto está em tramitação no Congresso Nacional. Com ele, pretendemos manter as condições para o desenvolvimento das atividades produtivas, de forma sustentável. Combatendo a sobrepesca e a poluição marinha, vamos garantir a segurança alimentar e o sustento de milhares de pessoas.

No Senado, teremos oportunidade de avançar no caminho que tenho percorrido de aprimorar a legislação brasileira, para que o País nunca mais dê as costas para o mar.

José Sarney Filho é deputado federal e ex ministro do Meio Ambiente.

0

Qualidade da água em Nina Rodrigues e Vargem Grande preocupa Fábio Braga…

Parlamentar também demonstrou preocupação com a mortandade de peixes na região, sobretudo as espécies do rio Iguará, que também abastece as duas cidades

 

Braga mostrou preocupação com a água de sua região

O deputado Fábio Braga (SD) mais uma vez usou a tribuna, na sessão desta terça-feira, 19, para registrar a sua preocupação em relação à escassez e à qualidade da água que é fornecida pela Caema à população de Vargem Grande. 

A captação da água que abastece os municípios de Vargem Grande e Nina Rodrigues é feita dos rios Iguará e Preto.

“Esta água é de suma importância para o consumo humano das duas cidades. Nós temos feito uma incansável busca para que se melhore as duas estações de tratamento de água de Vargem Grande e de Nina Rodrigues. Nos últimos anos, aqui nesta Casa, contra o voto de muitos, nós aprovamos financiamento por meio do BNDES para que pudesse ser feito através da CAEMA a implementação, a melhoria e a revitalização do sistema de abastecimento de água dessas duas cidades”, afirmou Fábio Braga.

Mortandade de peixes

Outra preocupação do deputado é em relação à grande mortandade de peixes que está ocorrendo principalmente no Rio Iguará. Ele afirmou que as primeiras chuvas que caíram neste mês ocasionaram um fenômeno que há muito não se via na região, que é grande quantidade de peixes boiando na água e uma mortandade acima do normal.

“A preocupação dos filhos de Vargem Grande, de Nina Rodrigues e de toda região é saber o porquê e como parar essa mortandade de peixes na região do Iguará, bem como saber da qualidade da água que é captada no rio Preto e que vai às torneiras das cidades de Nina Rodrigues e de Vargem Grande. Fica aqui a preocupação, a espera de um laudo conclusivo para sabermos o que realmente provocou a mortandade dos peixes”, finalizou Fábio Braga.

0

A festa pascal de Hilton e Fernanda Gonçalo em Santa Rita e Bacabeira…

Cerca de quinze toneladas de peixes foram distribuídas na manhã da quinta-feira santa pelo prefeito Hilton Gonçalo e pela prefeita Fernanda Gonçalo.

Os peixes foram entregues em diversos povoados dos municípios de Santa Rita e Bacabeira, respectivamente.

– Esta era uma das propostas do meu governo e da Fernanda Gonçalo e aqui estamos fazendo questão de cumprir – disse Gonçalo.

No total, mais de 5 mil famílias foram beneficiadas nos dois municípios e além da tradicional entrega do peixe.

Outros alimentos foram distribuídos a população como arroz e feijão, garantindo a complementação alimentar da população da região.

0

Caminhão do Peixe beneficia ribamarenses e movimenta economia da cidade…

O caminhão do peixe está em várias comunidades

O caminhão do peixe está em várias comunidades

Esta semana, feira itinerante estará nos bairros da chamada região limítrofe. Em quase seis anos de funcionamento, projeto já beneficiou milhares de consumidores e comercializou mais de 530 toneladas de pescados e mariscos.

O Caminhão do Peixe, projeto itinerante implantado pelo prefeito Gil Cutrim (PDT), continua percorrendo os bairros de São José de Ribamar beneficiando pescadores e consumidores; gerando novos empregos e renda; e movimentando a economia da cidade.

Esta semana, o veículo estará na chamada região limítrofe com a capital São Luís, nos bairros Parque Jair (segunda-feira), Parque Vitória (terça), Alto do Turu (quarta) e Parque São José (sexta). A exemplo do que vem ocorrendo desde o ano passado, na quinta-feira (14) o Caminhão participará de mais uma edição da Feira do Agricultor Familiar, promovida pela prefeitura no Viva Outeiro, na região da sede.

As famílias têm aproveitado para comprar pescado

As famílias têm aproveitado para comprar pescado

O horário de funcionamento em todos os locais será das 16h às 20h30.

O Caminhão do Peixe de São José de Ribamar funciona como uma feira itinerante que leva aos consumidores produtos variados a preços bem abaixo dos praticados nos mercados e feiras da Grande Ilha.

É uma iniciativa que beneficia o consumidor e centenas de profissionais da cidade que vivem da pesca, uma vez que eles têm a oportunidade de comercializar seus produtos diretamente com o cliente, afastando a figura do atravessador.

O veículo, adquirido através de parceria com o Governo Federal, é totalmente adaptado para transportar, armazenar e comercializar até 3,5 toneladas de pescado e mariscos por dia.

Em uma semana de atividades, o Caminhão comercializa, de acordo com a Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Agricultura, Pesca e Abastecimento, cerca de três toneladas de alimentos.

De 2011 até o momento, o projeto itinerante da prefeitura já comercializou em toda cidade mais de 530 toneladas de pescados e mariscos.

0

Paço do Lumiar: Feira do Peixe entra na 3ª edição…

Projeto garantido pela Prefeitura Municipal durante a Semana Santa comercializa peixes com preços até 30% abaixo do mercado

 

Moradores de Paço poderão comprar pescados com 30% de desconto na Semana Santa

Moradores de Paço poderão comprar pescados com 30% de desconto na Semana Santa

A Prefeitura de Paço do Lumiar, através da Secretaria Municipal de Pesca e Abastecimento (SEMAPA), comercializará nesta quinta (24), peixes a preços 30% mais baratos que os praticados pelo mercado local. O Caminhão do Peixe ficará à disposição da população no Viva Maiobão, das 14h às 20H, oportunidade em que também estará funcionando a Feirinha Livre do Pequeno Produtor, no mesmo local.

Conhecida como “Feira do Peixe”, o objetivo é ofertar pescados a preços mais acessíveis e estimular o consumo de peixe no período da Semana Santa.

“Nesta época, há uma grande procura pelo produto, o que resulta no aumento dos preços cobrados nas feiras e supermercados. Acredito que esse projeto traga reais benefícios à comunidade, que poderá garantir o consumo do peixe nesse período”, observou o prefeito Josemar Sobreiro.

Durante 6 horas, serão comercializadas diversas variedades de pescados, além de frutas, verduras e legumes diretamente do produtor a preços inferiores dos praticados em mercados de bairros e supermercados. O Caminhão do Peixe ficará ao lado da Feira Livre do Pequeno Produtor de Paço do Lumiar, que já virou rotina para os luminenses.

Este é o 3° ano que a Prefeitura realiza a ação, em parceria com o município de São José de Ribamar, que cede o veículo para o acondicionamento dos produtos.

Feira Livre do Pequeno Produtor

As Feiras do Pequeno Produtor são realizadas nas quartas, quintas e sextas-feiras, no Pau Deitado, Tambaú e Maiobão, sempre no final da tarde.

Atualmente, 100 produtores estão cadastrados no programa, que vem contribuindo para o fortalecimento da cadeia produtiva, renda familiar e movimentação da economia do município.

Desde que implantada, há aproximadamente 1 ano, a Feirinha contabiliza um saldo positivo, pois tornou-se um canal de escoamento e comercialização da produção agrícola e pesqueira do município.

3

População de Bacabeira recebe peixe de graça da prefeitura…

Funcionário da prefeitura distrinui pescado a gestante

A Prefeitura de Bacabeira garantiu ontem cerca de oito toneladas de pei´xe ás famílias carentes do município.

A distribuição dos peixes da Semana Santa é feita todos os anos na cidade, para que as famílias que não têm como adquirir o alimento tradicional do período possam recebê-lo da prefeitura. 

Para garantir o direito ao pescado, as famílias são cadastradas nos postos de saúde e ganham uma senha, que trocam pelo alimento.

Foram cerca de oito toneladas de pescado, segundo a Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Social.

A quantidade garantiu o benefício para cerca de 2,5 mil famílias.

Centenas de pessoas foram beneficiadas pela prefeitura

Após a entrega para famílias carrentes, o que sobrou foi distribuído aos que não tinham senha, com prioridade gestantes, idosos e pessoas com necessidades especiais.

Cada família recebeu Tambaqui e um menor número de Tilápias, Peixe Pedra e Pescada…