3

Escutec mostra consolidação de Neto Evangelista na base governista…

Único candidato do grupo de Flávio Dino e Edivaldo Júnior com viabilidade política e partidária já garantida, deputado estadual polariza o segundo lugar e tem ainda a vantagem de ser um dos menos rejeitados

 

COM PARTIDO FORTE GARANTIDO, NÚMEROS CONSOLIDADOS E MENOR REJEIÇÃO, EVANGELISTA É O CANDIDATO GOVERNISTA mais bem posicionado na disputa pela Prefeitura de São Luís

Se a pesquisa do Instituto Escutec divulgada nesta terça-feira, 14, pelo blog de Neto Ferreira, mostrou um patamar de mais de 70% de votos para os candidatos oposicionistas, também consolidou o deputado Neto Evangelista (DEM) entre os aliados do governo Flávio Dino (PCdoB) e da gestão de Edivaldo Júnior (PDT).

O democrata, que já tem o aval do partido para a disputa, mantém-se sempre entre os principais candidatos, polarizando o segundo lugar com Wellington do Curso (PSDB) na maioria dos cenários.

E ainda é o menos rejeitado dentre todos os nomes postos, com apenas 3,5% de eleitores que dizem não votar nele em nenhuma hipótese.

Em apenas um cenário pesquisado, Evangelista aparece atrás de um governista, o também deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB), que fica em segundo, com 11,6%.

A questão é que, diferentemente do candidato do DEM, Duarte não conta com o apoio partidário necessário para se viabilizar.

Em todos os demais cenários, Neto Evangelista fica tecnicamente empatado com o segundo colocado, Wellington do Curso – e à frente dos demais candidatos da base holandinista.

No cenário sem Duarte Júnior, o pré-candidato do DEM chega a 9,2% dos votos, empatado tecnicamente com Wellington e à frente de Bira do Pindaré (7%), Rubem Júnior (2,8%) e Osmar Filho (1,8%).

Quando são retirados da disputa tanto Duarte Júnior quanto o pedetista Osmar Filho e o comunista Rubem Júnior – preferido do Palácio dos Leões – Neto se aproxima ainda mais da segunda posição, chegando a 9,4%, contra 9,8% de Wellington.

Este terceiro cenário é o mais provável de se consolidar, com dois principais candidatos oposicionistas – Eduardo Braide (PMN) e Wellington do Curso – e dois governistas: o próprio Neto e Bira.

A pesquisa Escutec aponta os cenários atuais para uma disputa que só se dará em um ano e meio; mas é equívoco afirmar que ainda é cedo para discutir o assunto.

Tanto que é exatamente os candidatos já consolidados em suas legendas – Eduardo Braide e Neto Evangelista – os que se mostram mais competitivos.

E esta competitividade também tende a se consolidar no decorrer do tempo.

É aguardar e conferir…

2

Wellington do Curso é a surpresa da pesquisa Escutec…

Mesmo sem se anunciar candidato a prefeito, deputado chega a alcançar quase 9% das intenções de votos em alguns cenários da disputa pela prefeitura, o que o coloca como opção em São Luís

 

Wellington em campanha: ousadia e coragem para o enfrentamento

Wellington em campanha: ousadia e coragem para o enfrentamento

O deputado estadual Wellington do Curso (PP) aparece como a maior surpresa na pesquisa do Instituto Escutec, divulgada nesta segunda-feira, 11.

Seus índices de intenção de votos variaram de 5,5% a 8,6%, dependendo do cenário.

Para efeito de comparação, os números – mesmo sem se anunciar candidato – estão no mesmo patamar dos de Rose Sales (PMB), que age como candidata há pelo menos quatro anos, e aos de Bira o Pindaré (PSB), que movimenta estruturas políticas fortes na capital.

No cenário mais provável, sem um candidato do PSDB  sem Bira do Pindaré, Wellington já figura em terceiro lugar. (veja quadro)

O desempenho de Wellington no cenário mais provável: terceiro lugar

O desempenho de Wellington no cenário mais provável: terceiro lugar

Wellington tem uma vantagem adicional: circula bem em todos os segmentos sociais, seja como professor de curso preparatório, seja como parlamentar ou patrocinador de grandes eventos culturais.

O problema: ele precisa superar uma desconfiança que o presidente do seu partido, deputado Waldir Maranhão, gera na classe política maranhense: a de que não dará legenda para sua candidatura.

Se conseguir convencer o PP, Wellington desponta como forte alternativa aos projetos já postos na disputa.

É aguardar e conferir…