13

Castelo já mostra recuperação em pesquisa do PDT…

 

João Castelo recupera-se na disputa em SL

O prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB), foi o único a oscilar positivamente, acima da margem de erro, na pesquisa Escutec contratada pelo PDT maranhense.

Subiu de 17,3% para 20,4% na comparação entre esta e a última pesquisa, do mesmo instituto.

A pesquisa da Escutec foi publicada em primeira mão, hoje, no blog de Gilberto Léda.

Castelo ainda está atrás do ex-prefeito Tadeu Palácio (PP), o melhor colocado nos dois levantamentos. Mas, agora, a situação já é de empate técnico (21,3% contra 20,4%).

Detalhe, o candidato do PP caiu de 22% para 21,3%.

O terceiro colocado, segundo o escutec, é o deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC), com 17,9%.

A recuperação de João Castelo mostra que o prefeito ganha força na disputa à meida que a eleição via se aproximando do seu desfecho.

A pesquisa, contratada pelo PDT,  foi registrada no TRE sob o protocolo 23/2012 e ouviu 856 entrevistados entre os dias 18 e 20 de maio.

A margem de erro é de 3 pontos percentuais, para mais e para menos…

5

Oposicionistas vão realizar pesquisa para definir candidato…

Cada um destes terá uma pesquisa

Os partidos que compõem a “Frente de Oposição” em São Luís – incluindo o PDT – vão realizar pesquisas individuais para chegarem a um consenso sobre o candidato que representará o grupo na disputa pela prefeitura.

Cada um deles – PDT, PPS, PP, PSB e PTC – contratará uma pesquisa de intenção de votos, com o mesmo número de eleitores, mesmas perguntas, mesmo perfil do eleitorado e mesma área de abrangência.

Serão 800 entrevistas, entre os dias 18, 19 e 20 de maio.

O PDT, por exemplo, vai contratar o Instituto Escutec; o PCdoB, por sua vez, contratou o Amostragem e o PPS contratará um instituto nacional – apenas PPS, PTC e PSB ainda não definiram os institutos.

Além da pesquisa de intenção de votos, os partidos vão contratar uma pesquisa qualitativa, que será concluída no dia 28 de maio.

Cada um dos partidos indicará um especialista para analisar os dados da psquisa “quali”.

Após avaliação das pesquisas e seus dados, o grupo finalmente escolherá o candidato a prefeito.

Simples assim…

14

Pesquisa vai avaliar performance de Edivaldo Júnior…

Júnior aposta que já polariza com o prefeito...

Do blog de Jorge Vieira

Um grupo de empresários ligados ao deputado federal Edivaldo Holanda Junior (PTC) acaba de contratar uma pesquisa de opinião pública para avaliar a performance do candidato junto ao eleitorado de São Luís.
 
Fenômeno da eleição de 2010 quando foi o mais votado da capital para deputado federal, Edivaldo Júnior tem percorrido os bairros da cidade e seus apoiadores acreditam que a está altura da pré-campanha, já tenha ultrapassado o ex-prefeito Tadeu Palácio.
 
Um dos empresários patrocinador da sondagem junto ao eleitorado, informou ao blog que os números coletados serão registrados no Tribunal Regional Eleitoral para que a população de São Luís tenha um quadro real da corrida sucessória.
4

Com Flávio Dino, pesquisa Escutec perde em importância…

Flávio Dinio: Não dá mais pra avaliar quem não vai disputar

Perde muito da importância que deveria ter neste início de campanha a pesquisa Escutec. Incluir o ex-deputado federal Flávio Dino (PCdoB) não acrecenta nada no atual estágio do debate.

A menos que o próprio Dino esteja por trás da contratação do levantamento, sua presença em pesquisas de intenção de voto neste momento apenas atrapalha a real visão sobre o quadro eleitoral na capital.

Se Flávio não é candidato, não faz sentido incluí-lo entre os postulantes à prefeitura nesta altura do campeonato.

E se os dinistas reclamarem que ele precisa ser incluído por que ainda não definiu se entra ou não na disputa, isso apenas confirma a argumentação deste blog, de que os candidatos do seu grupo estariam guardando lugar para ele. (Leia aqui e também aqui).

A eleição caminha para uma disputa entre quatro candidatos – o prefeito João Castelo (PSDB), o vice-governador Washington Oliveira (PT), o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) e o deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC).

Também pode ter a candidatura da deputada estadual Eliziane Gama (PPS), e, mais remotamente, a do ex-deputado Roberto Rocha (PSB) – além dos tradicionais da ultra-esquerda.

Incluir Flávio Dino em levantamento é querer manter o quadro confuso…

12

Flávio Dino e Tadeu Palácio vencem Castelo em qualquer cenário, aponta pesquisa…

A pesquisa do Instituto BRVox, divulgada hoje, é o primeiro levantamento sobre a preferência do eleitorado da capital maranhense que não traz chancela de nenum partido ou grupo político.

E confirma que apenas os pré-candidatos Flávio Dino (PCdoB) e Tadeu Palácio (PP) têm potencial para disputar – e vencer – a disputa contra o prefeito João Castelo (PSDB).

Segundo o BRVox, que ouviu 500 eleitores, entre os dias 30 e 31 de março. O registro da pesquisa no TRE é  de n° 015/2012.

De acordo com o levantamento, no cenário com todos os candidatos já apredentados – à exceção de Eidvaldo Holanda Júnior (PTC), que não entrou no levantamento – Flávio Dino aparce com 36%,80; Tadeu Palácio com 17,20% e Castelo com 15,60%. 

Todos os demais candidatos têm índices abaixo de 10%.

BRVox também simulou segundo turno na capital maranhense. Na disputa entre Flávi Dino e Castelo, o comunista venceria por 60% contra 19%. 13,40% votariam nulo e 7,60% ainda estão indecisos.

Se o segundo turno for entre Tadeu Palácio e Castelo, o ex-prefeito vence o atual por 46,40% contra 26,60%. Neste caso, os que votam nulo são 19,80% e os indecisos 8,20%.

A margem de erro da pesquisa é de 4,3%, para mais ou para menos…

2

PDT encomenda pesquisa para avaliar a própria situação em SL…

Membros do PDT vão avaliar a própria legenda

O diretório regional do PDT acaba de encomendar uma pesquisa qualitativa para avaliar o desempenho da legenda em São Luís.

No levantamento serão analisados a força da legenda, lembrança do eleitro sobre seus líderes, relação com a direita e a esquerda e até pedetistas com potencial para disputar a prefeitura.

O resultado estará à disposição da cúpula do partido em 15 ou 20 dias, e norteará as decisões da legenda.

O PDT tem três caminhos a seguir no processo eleitoral de 2012.

1 – Candidatura própria a prefeito de São Luís;

2 – Aliança com o prefeito João Castelo (PSDB) a quem indicaria o vice;

3 – Apoio ao grupo formado por PP, PCdoB, PSB, PTC e PPS.

A pesquisa dirá qual o melhor caminho a seguir…

13

A força eleitoral de Tadeu Palácio…

Tadeu melhora nas pesquisas, mas precisa convencer Dino

O grupo ligado ao ex-deputado federal Flávio Dino (PCdoB) provavelmente não vai divulgar, mas já tem em mãos o resultado de uma nova pesquisa eleitoral em São Luís.

E os números são claros: o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) apresenta desempenho surpreendente e mostra-se como único capaz de vencer a disputa com o atual prefeito João Castelo (PSDB).

Queridinho dos comunistas, o deputado federal Edivaldo Júnior (PTC) não apresenta desempenho satisfatório, e só tende a crescer com a ausência de Palácio.

Por isso a insistência de Flávio Dino em forçar uma consolidação imediata de Júnior; Por isso a tentativa de isolar o ex-prefeito para que ele deixe a disputa.

A conclusão da pesquisa já havia sido revelada por este blog, no post  Grupo de Flávio Dino conclui nova pesquisa…

O blog apurou que Tadeu Palácio só tem desempenho menor que o do próprio Flávio Dino, que não deve mesmo ser candidato.

Os números dev em ser mais um forte argumento para o ex-prefeito convencer o grupo formado por PP, PCdoB, PPS, PTC e PSB a juntar-se em torno de sua candidatura.

Apesar do encantamento por Holanda Júnior…

7

Bacabeira lidera ranking em excelência de gestão no estado…

Venâncio: excelência em gestão reconhecida nacionalmente

O município de Bacabeira alcançou o primeiro lugar no ranking IFGF (Índice FIRJAN de Gestão Fiscal).

O índice, criado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, é reconhecido em todo o país como a principal unidade de avaliação da qualidade da gestão fiscal dos municípios brasileiros.

Os dados, auditados e liberados pela Secretaria do Tesouro Nacional, são equacionados para que os municípios pontuem entre 0 e 1.

– Quanto mais próximo de 1, melhor a gestão fiscal do município no ano em observação – diz o site do índice.

Para efeito de comparação, a capital, São Luís, aparece em 89º lugar na relação estadual e 3.281º lugar entre todos os municípios da União no ranking de gestão fiscal.

Cinco indicadores são usados para avaliação das gestões municipais: Receita Própria, Pessoal, Investimentos, Liquidez e Custo da Dívida.

Fatores como o equilíbrio das finanças, saldo positivo em caixa, novos investimentos e a chegada de grandes empreendimentos ao município, fizeram o indicador Receita Própria, único que estava na laterninha, subir para 0,5067 pontos, um salto de mais de 0,2 pontos no índice.

Bacabeira tem crescido com perspectiva de investimentos

Um aumento respeitável na escala desde que o prefeito de Bacabeira, José Venâncio Corrêa Filho (DEM), o Venancinho, assumiu o município.

A edição 2012 do IFGF tem como ano base 2010.

Bacabeira obteve um escore próximo de 1, com 0.7984 pontos, apenas a 0.2 décimos de atingir o conceito A de Excelência em Gestão Fiscal pública.

Apenas 2% das prefeituras do Brasil atingiram esse patamar, sendo cerca de 80% delas nas regiões Sul e Sudeste.

Na contramão, as regiões Norte e Nordeste têm 93 munícipios entre os 100 piores quanto à eficiência da gestão fiscal.

No Maranhão, 79,4% dos municípios estão classsificados como gestão fiscal difícil ou crítica e 17 estão entre os 100 piores do ranking no país.

O Brasil possui 5.565 municípios. A pontuação média foi de 0.5393 pontos…

2

Edivaldo Júnior se encaixa no perfil da Metodológica…

Edvaldo Júnior: perfil desejado pelo eleitor

Em dezembro passado, o blog teve acesso a um relatório qualitativo do Instituto Metodológica, ligado ao publicitário Duda Mendonça, que estabelece o perfil desejado pela população para o próximo prefeito de São Luís.

– O prefeito precisa ser independente, mas não hostil ao Governo do Estado – definiu, em síntese, o levantamento.

Além disso, Duda Mendonça estabeleceu que há um vácuo formado pelo altíssimo índice de rejeição ao prefeito João Castelo (PSDB)  e a provável desistência do ex-deputado Flávio Dino (PCdoB) que pode ser ocupado por qualquer um que se encaixar no perfil desenhado pelo Metodológica. (Leia aqui)

Leia Mais:

Castelo perde até para Edivaldo Jr.

O deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC) tem este perfil.

Ele é independente do governo, mas não hostil; ele representa as novas lideranças políticas sem a pecha de aventureiro, uma vez que tem a trajetória consolidada por uma história famíliar; e demonstra preparo suficiente para encarar a gestão de uma cidade como São Luís, sem se vender como Messias ou Salvador da Pátria.

Numa disputa que tem, de um lado, grupos tradicionais da política maranhense – como os do prefeito João Castelo e o da governadora Roseana Sarney (PMDB) – e, do outro, aventureiros que forçam chegar ao poder, de qualquer jeito, o nome de Holanda Júnior surge como uma verdadeira terceira via.

Basta que ele manifeste o interesse real na disputa…

9

Duda Mendonça vê espaço para alternativa entre Dino e Castelo…

O Instituto Metodológica, do publicitário Duda Mendonça, desenha uma espécie de vácuo eleitoral entre o candidato Flávio Dino (PCdoB), primeiro colocado nas pesquisas, e o prefeito João Castelo (PSDB), que apresenta desgaste significativo.

Este vácuo é formado exatamente pelo total de cerca de 50% de eleitores que ficarão sem opção, caso Dino desista de concorrer, e os quase 80% que já declararam não acreditar na opção por Castelo.

Aquele que souber capitalizar este espaço no eleitorado de São Luís conseguirá até vencer a eleição – avaliam os documentos apresentados pela Metodológica aos analistas do governo Roseana sarney (PMDB).

A equação é simples: Flávio Dino tem a preferência de mais da metade dos eleitores, mas não demonstra interesse na disputa. Castelo é o atual prefeito, mas o eleitor não demonstra interesse em renovar seu mandato.

Uma opção nova, independente, sem ranços e com relações políticas acima das ideologias seria a alternativa a este conjunto de eleitores.

Mas quem apresenta este perfil dentre os pré-candidatos já lançados???