7

Bacabeira lidera ranking em excelência de gestão no estado…

Venâncio: excelência em gestão reconhecida nacionalmente

O município de Bacabeira alcançou o primeiro lugar no ranking IFGF (Índice FIRJAN de Gestão Fiscal).

O índice, criado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro, é reconhecido em todo o país como a principal unidade de avaliação da qualidade da gestão fiscal dos municípios brasileiros.

Os dados, auditados e liberados pela Secretaria do Tesouro Nacional, são equacionados para que os municípios pontuem entre 0 e 1.

– Quanto mais próximo de 1, melhor a gestão fiscal do município no ano em observação – diz o site do índice.

Para efeito de comparação, a capital, São Luís, aparece em 89º lugar na relação estadual e 3.281º lugar entre todos os municípios da União no ranking de gestão fiscal.

Cinco indicadores são usados para avaliação das gestões municipais: Receita Própria, Pessoal, Investimentos, Liquidez e Custo da Dívida.

Fatores como o equilíbrio das finanças, saldo positivo em caixa, novos investimentos e a chegada de grandes empreendimentos ao município, fizeram o indicador Receita Própria, único que estava na laterninha, subir para 0,5067 pontos, um salto de mais de 0,2 pontos no índice.

Bacabeira tem crescido com perspectiva de investimentos

Um aumento respeitável na escala desde que o prefeito de Bacabeira, José Venâncio Corrêa Filho (DEM), o Venancinho, assumiu o município.

A edição 2012 do IFGF tem como ano base 2010.

Bacabeira obteve um escore próximo de 1, com 0.7984 pontos, apenas a 0.2 décimos de atingir o conceito A de Excelência em Gestão Fiscal pública.

Apenas 2% das prefeituras do Brasil atingiram esse patamar, sendo cerca de 80% delas nas regiões Sul e Sudeste.

Na contramão, as regiões Norte e Nordeste têm 93 munícipios entre os 100 piores quanto à eficiência da gestão fiscal.

No Maranhão, 79,4% dos municípios estão classsificados como gestão fiscal difícil ou crítica e 17 estão entre os 100 piores do ranking no país.

O Brasil possui 5.565 municípios. A pontuação média foi de 0.5393 pontos…

2

Edivaldo Júnior se encaixa no perfil da Metodológica…

Edvaldo Júnior: perfil desejado pelo eleitor

Em dezembro passado, o blog teve acesso a um relatório qualitativo do Instituto Metodológica, ligado ao publicitário Duda Mendonça, que estabelece o perfil desejado pela população para o próximo prefeito de São Luís.

– O prefeito precisa ser independente, mas não hostil ao Governo do Estado – definiu, em síntese, o levantamento.

Além disso, Duda Mendonça estabeleceu que há um vácuo formado pelo altíssimo índice de rejeição ao prefeito João Castelo (PSDB)  e a provável desistência do ex-deputado Flávio Dino (PCdoB) que pode ser ocupado por qualquer um que se encaixar no perfil desenhado pelo Metodológica. (Leia aqui)

Leia Mais:

Castelo perde até para Edivaldo Jr.

O deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC) tem este perfil.

Ele é independente do governo, mas não hostil; ele representa as novas lideranças políticas sem a pecha de aventureiro, uma vez que tem a trajetória consolidada por uma história famíliar; e demonstra preparo suficiente para encarar a gestão de uma cidade como São Luís, sem se vender como Messias ou Salvador da Pátria.

Numa disputa que tem, de um lado, grupos tradicionais da política maranhense – como os do prefeito João Castelo e o da governadora Roseana Sarney (PMDB) – e, do outro, aventureiros que forçam chegar ao poder, de qualquer jeito, o nome de Holanda Júnior surge como uma verdadeira terceira via.

Basta que ele manifeste o interesse real na disputa…

9

Duda Mendonça vê espaço para alternativa entre Dino e Castelo…

O Instituto Metodológica, do publicitário Duda Mendonça, desenha uma espécie de vácuo eleitoral entre o candidato Flávio Dino (PCdoB), primeiro colocado nas pesquisas, e o prefeito João Castelo (PSDB), que apresenta desgaste significativo.

Este vácuo é formado exatamente pelo total de cerca de 50% de eleitores que ficarão sem opção, caso Dino desista de concorrer, e os quase 80% que já declararam não acreditar na opção por Castelo.

Aquele que souber capitalizar este espaço no eleitorado de São Luís conseguirá até vencer a eleição – avaliam os documentos apresentados pela Metodológica aos analistas do governo Roseana sarney (PMDB).

A equação é simples: Flávio Dino tem a preferência de mais da metade dos eleitores, mas não demonstra interesse na disputa. Castelo é o atual prefeito, mas o eleitor não demonstra interesse em renovar seu mandato.

Uma opção nova, independente, sem ranços e com relações políticas acima das ideologias seria a alternativa a este conjunto de eleitores.

Mas quem apresenta este perfil dentre os pré-candidatos já lançados???

1

Pesquisa vai mapear cenário da sucessão em São Luís…

Tadeu Palácio e Flávio Dino são dois dos nomes avaliados

Uma pesquisa que será divulgada até meados de novembro vai mostrar a primeira panorâmica do quadro sucessório de 2012 na capital maranhense.

Realizada pelo grupo formado por PSB, PCdoB, PP, PSB, PPS e PTC, vai analisar diferentes cada um dos pré-candidatos destas legendas, em cenários formados ainda pelo prefeito João Castelo (PSDB), pelo secretário Max Barros (PMDB) e pelos candidatos da ultra-esquerda.

Este grupo tem como pré-candidatos os ex-deputados federais Flávio Dino (PCdoB) e Roberto Rocha (PSB), o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP), a deputada estadual Eliziane Gama (PPS) e o deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC).

Roberto e Flávio podem estar juntos em 2012

O desempenho de cada um servirá de base para a escolha do candidato escolhido pelos cinco partidos, em comum acordo com os demais. Sairá deste grupo, também, o candidato a vice.

Além de levantar dados quantitativos sobre a preferência do eleitorado maranhense, a pesquisa vai analisar qualitativamente o pleito, com informações sobre perfil de candidatos, influência de outras lideranças no processo e avaliação das administrações estadual e municipal.

Será o mais completo levantamento sobre a atual campanha municipal de São Luís…

 

23

Amostragem: os números contra João Castelo…

Castelo: pesquisa revela mais que posições...

O levantamento eleitoral feito pelo Instituto Amostragem revela alguns dados que precisam ser analisados com cuidado pelo prefeito João Castelo (PSDB) – independente das suas intenções de voto.

De acordo com a pesquisa, divulgada semana passada, nada menos que 60,67% dos eleitores ludovicenses declararam não votar no prefeito nem que a vaca tussa.

Para os especialistas, quando este índice alcança o patamar de 40%, fica praticamente irreversível uma recuperação do candidato. O tucano está, porrtanto, 20 pontos acima do limite aceitável.

Outro dado assustador contra Castelo: 70,5% dos eleitores acham que Castelo não deveria ser reeleito. Outros 65% reprovam sua administração.

Muito mais do que sua colocação nas pesquisas, o prefeito corre riscos sérios de não se reeleger por causa destes dados, mais qualitativos, que demonstram a pouca confiança e a absoluta antipatia da população em relação à sua gestão – e precisa corrigir os rumos.

Antes que as coisas se tornem irreversível…

6

“Vasco da Gama” é uma das marcas mais valiosas do futebol brasileiro, diz pesquisa…

Milhões de torcedores fazem do Vasco uma marca milionáia

A marca “Vasco da Gama” vale R$ 162,5 milhões, segundo estudo da empresa de consultoria BDO RCS.

O levantamento, que mediu as doze maiores marcas do futebol brasileiro foi divulgado na última quinta-feira.

A marca Corínthians, que desbancou o Flamengo pelo segundo ano consecutivo, é a primeira do ranking, com valor de R$ 867 milhões.

Mesmo após oito anos sem título, a marca “Vasco da Gama”, segundo o estudo,  é uma das que mais cresceram nos dois últimos anos – é hoje a oitava marca mais valiosa o futebol.

– O Vasco tem um potencial gigantesco. Acredito que o título da Copa do Brasil o ajudará muito. O Fluminense, por exemplo, cresceu substancialmente após ser campeão brasileiro – disse o pesquisador Amir Somoggi, um dos coodenadores do estudo.

Segundo Somoggi, o título da Copa do Brasil é combustível para que o Vasco mantenha a tendência de crescimento no ranking.

Entre 2009, quando disputou a 2ª Divisão, e 2011, a maca do Vasco da Gama cresceu nada menos que R$ 40,7 milhões, subindo quatro posições.

Veja aqui a matéria completa sobe as marcas mais valiosas do futebol brasileiro
6

Max Barros, Roberto Rocha e Fernando Filaho estreiam em pesquisa…

Max Barros passará a ser av aliado em pesquisas

A governadora Roseana Sarney (PMDB) já encomendou nova rodada de pesquisas sobre a sucessão do prefeito João Castelo (PSDB).

Nesta nova etapa, serão incluídos, pelo lado governista, o secretário de infra-estrutura, Max Barros (DEM) e o presidente da Antaq, Fernando Fialho (PMDB); e pelo oposicionista, o ex-deputado Roberto Rocha, que está trocando o PSDB pelo PSB.

O levantamento deve medir a tendência do eleitorado diante da intensa movimentação pré-eleitoral registrada na capital maranhense nas últimas semanas –  e também das atuais ações do prefeito, comparadas com o caos administrativo que ele vivia em abril.

Fialho também entrará no jogo

Na primeira rodada, o governo mediu a densidade eleitoral do prefeito João Castelo (PSDB) e dos adversários dos dois lados do espectro político.

João Alberto, Tadeu Palácio, Roberto Costa (todos do PMDB) e Isaias Pereirinha (PSL) foram os representantes da base aliada.

Flávio Dino (PCdoB), Edivaldo Júnior (PTC), Bira do Pindaré (PT) e Eliziane Gama (PPS) representaram a chamada opsoição de esquerda.

15

Dr. Tema lidera corrida pela Prefeitura de Tuntum, diz Exata…

Dr. Tema lidera corrida pela Prefietura de Tuntum

O ex-prefeito e ex-presidente da Famem, Cleomar Tema Cunha (PV), lidera a disputa pela Prefeitura de Tuntum. Faltando pouco mais de um ano para o pleito, ele tem 66% das intenções de voto, segundo pesquisa do Instituto Exata.

Pires Léda é o segundo colocado, com 13% das intenções de voto. O atual prefeito do município, Chico Cunha, registra apenas 8% dos votos, empatado com a candidata Maria Isabel.

A pesquisa Exata encontrou ainda 4% de eleitores que optaram pelo candidato Alan, 2% de brancos, nulos ou que não votariam em nenhum dos candidatos apresentados, e 1% de indecisos.

O Instituto Exata ouviu 471 pessoas em Tuntum, entre os dias 18 e 19 de junho. A margem de erro da pesquisa é de 4 pontos percentuais, para mais ou para menos.

Ainda de acordo com a pesquisa, na disputa direta apenas com o prefeito, Tema Cunha venceria as eleições com 84% das intenções de voto, contra 10% de Chico Cunha.

Se a disputa fosse apenas com Pires Léda, a diferença cairia: 78% para Tema contra 20% do adversário.

A análise dos números mostra que Tema Cunha é o favorito para ganhar a Prefeitura de Tuntum, mas mostra que seus adversários principais são Pires Léda e Chico Cunha, nenhum deles descartado da disputa.

A eleição em Tuntum acontece em 7 de outubro de 2012…

8

Transparência na prefeitura…

Do blog de Itevaldo Júnior

A Prefeitura de São Luís segue descumprindo a legislação de transparência pública. Um estudo do Instituto de Estudos Socioeconômicos (Inesc) revela que o nível de transparência da gestão João Castelo (PSDB) é ruim.

De acordo com a pesquisa do Inesc as 27 prefeituras das capitais brasileiras ainda patinam para apresentar de forma transparente seus orçamentos.  Em vigor desde maio de 2010, a Lei da Transparência obriga a apresentação detalhada das contas públicas em tempo real na internet.

A Prefeitura de São Luís ocupa a 22ª posição entre as capitais brasileiras. A pesquisa utilizou 58 variáveis, quando foi possível construir um índice para classificar o nível de transparência das capitais.

A soma das capitais nas categorias “péssima”, “ruim”, “medíocre” representou 70,4% dos resultados. Continue lendo aqui…