9

Caso Pires, da Caema: sinais de uma manipulação corporativista…

Sob comando de Castelo Branco, policiais espancam trabalhador

Do blog de Jorge Aragão

Para muitos o dia 15 de julho de 2011 pode não significar mais nada, mas para o funcionário da CAEMA, José Raimundo Ribeiro Pires, seus amigos e familiares, esse dia jamais será esquecido.

Pires de 44 anos, sendo que mais de 20 anos trabalhando na CAEMA, foi preso e agredido covardemente por volta das 11h por um delegado e dois policiais civis quando estava trabalhando, realizando uma recuperação de esgoto no bairro da Ponta D’Areia.

A agressão desnecessária e a prisão arbitrária foram filmadas e ganhou notoriedade em todo o Brasil e teria sido motivada pelo fato do funcionário Pires não ter permitido a passagem da viatura policial, pois estava realizando o serviço no local.

Processo de Pires não anda; já o contra ele...

A ação foi comandada pelo delegado da Delegacia de Costumes, Castelo Branco, que pelas informações permanece afastado do seu cargo.

Entretanto, passados dois meses, o processo de Pires contra o Estado, vai caminhando a passo de cágado.

Pelas informações que o Blog obteve o registro de ocorrência foi feito pelo trabalhador no dia 20 de julho, mas até o momento o inquérito não foi enviado à Justiça, mesmo a autoridade policial tendo o prazo de 10 dias para a conclusão.

O que causa ainda mais estranheza é que no sentido contrário, a queixa de desacato do delegado Castelo Branco, já se transformou em inquérito e inclusive já aconteceu até a primeira audiência de conciliação no Juizado Especial Criminal. Continue lendo aqui…

75

Procurados…

A polícia procura estes delinquentes da imagem abaixo.

O bando estava na Pajero de placas NHN-4343 e agrediu violentamente o técnico Álvaro Júnior, funcionário da TV Mirante, em plena manhã.

Certamente filhinhos-de-papai, pitboys desmiolados e bombados, podem ser encontrados nas bagaceiras da São Luís Rei de França, para onde vão, em profusão, aqueles com muitos músculos e pouco cérebro.

Quem souber do paradeiro da gang pode informar à própria Mirante ou na 9ª Delegacia de Polícia, onde foi registrada a ocorrência.

E, pior de tudo: veja só que camisa veste um dos boçais?!?

Só podia ser…

26

Policial???

Nem a argumentação usada pela assessoria da Secretaria de Segurança Pública justifica a atitude do delegado Castelo Branco, da Delegacia de Costumes, hoje ela manhã na Ponta d’Areia.

A agressão ao funcionário da Caema foi truculenta e animalesca.

Ah, o delegado foi agredido!?!

Deveria estar preparado para enfrentar este tipo de coisa, afinal, foi treinado para isto.

Agredir um servidor público no pleno execício do seu trabalho é covardia. Demonstra incapacidade de viver em sociedade.

Nem sendo secretário de Segurança ele teria autoridade para obrigar os trabalhadores a retirar o carro para que passasse.

O delegado Castelo Branco demonstra estar despreparado para o comando de uma delegacia.

O secretário Aluísio Mendes tem obrigação de dar resposta a sociedade.

E pôr Castelo Branco na geladeira – pelo menos uns tempos.

Quem sabe assim ele esfrie a cabeça…

9

Questões tácitas do Ministério Público…

O BO da servidora, obtido por Itevaldo

Mais duas notícias envolvendo o chefe de Comunicação do Ministério Público, bacharel em Direito Tácito Garros, tomaram conta da mídia eletrônica nesta quarta-feira.

Uma das notícias, publicada por Itevaldo Júnior, dá conta de que Garros teria assediado moralmente uma servidora concursada do Ministério Público, após ela descobrir irregularidades em um contrato da assecom ministérial com a empresa Equipar.

A servidora, inclusive, registrou denúncia por injúria na Delegacia Especial da Mulher.

Documento comprova diárias de Tácito Garros

A outra notícia é do blog de Gilberto Léda. Segundo a denúncia, Tácito Garros teria recxebeido diárias para uma viagem ao interior sem que tenha se deslocado ao município.

De acordo com Léda, das audiências, que ocorreram em Timon, Imperatriz e Santa Inês, Garros só foi à de Imperatriz, onde ficou menos da metade de um dia.

Tanto Itevaldo Júnior quanto Gilberto Léda publicam documentos para comprovar o que dizem – também reproduzidos nesta página.

Não é a primeira vez que o jornalista (?) Tácito Garros vira notícia por irregularidades no MP.

Este blog publicou, em março deste ano, matéria mostrando o conflito entre os interesses com assessor do Parquet e sua assessoria no Sindicato de Revendores de Combustíveis, investigado pela instituição.

Nenhuma providência foi tomada pela Procuradoria Geral de Justiça.

Também não há nenhuma informação da PGJ sobre as novas denúncias.

Evidências de complacência tácita nos bastidores do Minsitério Público…

1

O lado ruim da festa….

A parcial divulgada pela Polícia Rodoviária Federal, nesta segunda-feira, apo0nta 129 mortos nas estradas federais no feriadão de carnaval.

No Maranhão, o balanço registra apenas uma morte, em 50 acidentes registrados.

O acidente fatal ocorreu na cidade de Porto Franco, no Sul do Maranhão.

O número no estado é menor que o registrado no ano passado, quando ocorreram três mortes em 58 acidentes relacionados ao carnaval.

Ainda não há levantamentos sobre o número de ocorrências policiais – assaltos, roubos e assassinatos.

É o lado ruim da festa, que também precisa ser mostrado…

3

O toque de recolher na Cidade Olímpica…

SL já é grande mercado consumidor de drogas - boa parte a partir da Cidade Olímpica

Ninguém circula na Cidade Olímpica a partir das 22 horas.

Os chefes do tráfico de cocaína e crack impõem toque de recolher a moradores e visitantes.

A partir deste horário, só motos autorizadas pelo tráfico – que deixam e buscam drogas, a serviço de compradores e traficantes – podem circular pela área.

Políciais sabem do controle do tráfico na Cidade Olímpía, hoje a maior favela da América Latina, superando a Rocinha, no Rio de Janeiro. Alguns são até coniventes com o tráfico.

É da Cidade Olímpica que sai a droga que abastece bairros como Barreto, Liberdade e Vila Conceição, no Calhau, considerados pela polícia como antros do tráfico de drogas na capital maranhense.

policial acompanha queima de pés de maconha em São Luís

O controle absoluto da vida de usuários e moradores, nos moldes do Complexo do Alemão, garante a vida boa dos chefes do tráfico e o transporte a droga por toda cidade.

Quando a polícia vai agir é a pergunta…

8

Graça Paz e o sonho de ver o país livre do tráfico…

Graça Paz lamenta a força do tráfico no país

A deputada Graça Paz (PDT) revelou hoje na tribuna o sonho de ver o estado brasileiro poder de assumir o controle do patrimônio dos barões do tráfico no Brasil, afim de revertê-los em favor da população..

Lembrando a ação policial no Rio de Janeiro, a parlamentar frisou que muitos destes traficantes possuem patrimônio em nome de laranjas e familiares e que, infelizmente, continuam com eles por que o estado não tem acesso.

Após a sessão, a deputada defendeu a edição de uma lei, na Câmara Federal, garantindo aos governos que possam confiscar os bens de traficantes, familiares e até de advogados do tráfico, a fim de garantir o aniquilamento de suas ações.

– Todo esse patrimônio que a gente sabe que são deles, que estão em nomes de laranjas, principalmente em nome de suas esposas foi conquistado à custa de muitos sofrimentos das famílias brasileiras e podem ser revestidos em favor da própria população – destacou a parlamentar.

Ela frisou ainda que esta situação não é exclusiva do Rio de Janeiro, mas de todo país, inclusive no Maranhão, onde o tráfico mantém estruturas.

Graça Paz lamentou as notícias de que alguns policiais que participaram da operação nas favelas cariocas teriam recebido propina de traficantes para facilitar a fuga. Mas ela vê esperança de recuperação também neste aspecto.

– Com os bens confiscados dos bandidos o estado pode investir na própria polícia, melhorando o salário desses policiais, equipando as secretarias de segurança pública, para que esses policiais pudessem trabalhar com mais dignidade, pudessem trabalhar com salários melhores, para não serem de repente conquistados por esses traficantes – desabafou.

A parlamentar reconheceu ver isso como um sonho, um desejo, mas disse que, sonhado junto, com todos, todo sonho acaba se tornando realidade.

– Todos nós sabemos que o sonho sonhado por uma pessoa só é difícil de ser realizado. Mas o sonho quando se junta, e isso não é pensamento meu, quando é sonhado por muitas pessoas termina se tornando realidade – frisou a deputada.

41

Two Towers perde o glamour…granfinos frustrados com a chegada de novos moradores

Lançado como o que de mais luxuoso e moderno São Luís teria em matéria de moradia, o Edifício Two Towers, na Península da Ponta D’Areia perdeu o glamour, menos de um ano após sua inauguração.

Pelo menos é o que pensam os seus primeiros e abastados moradores – com cacife para pagar até R$ 4 milhões por um apartamento.

Moradores abastados começaram a se decepcionar com a chegada do polêmico Alessandro Martins, dono (ou ex-dono) da Euromar, concessionária da Volkswagen, recentemente preso por crimes contra a ordem tributária.

A gota d’água, no entanto, foi a chegada de ninguém menos que José Gerardo Abreu, ex-deputado, que passou uma temporada na Penitenciária de Pedrinhas. Ele é o mais novo morador do 3º andar do Edifício – e foi um dos poucos a pagar à vista pelo imóvel.

Recém-beneficiado com a condicional, Gerardo ganhou recentemente R$ 18 milhões de uma ação contra a CEF – e tem outra ação de R$ 40 milhões contra a Volks.

Comprou o apartamento à vista e contratou ninguém menos que a arquiteta Fernanda Andrade para decorá-lo.

Para o abastados e novos ricos que compraram apartamentos no local, acabou-se o requinte do prédio.

E como diria Lady Kate, dinheiro José Gerardo tem, “só lhe falta-lhe o glamour”.

Mas ele tá pagaaandooo!!!…