4

Ao 30 anos de polícia, coronel desabafa sobre situação da tropa…

Coronel Sá diz que burocracia e falta de estrutura na PM impede a corporação de fazer o ciclo completo do trabalho na área. ele cobra também promessas feitas desde o governo Luiz Rocha

 

Coronel Raimundo Sá: 30 anos de dedicação à PMMA

Em artigo-desabafo publicado no blog do Professor Caio, o coronel PM Raimundo Nonato Sá fez uma espécie de histórico da carreira na Polícia Militar.

O oficial é da chamada turma “barra 87”, que completa 30 ano de serviços prestados em 2017.

– Infelizmente, muitos de nos tombamos e outros ficaram incapazes para o serviço ativo, mais tudo isso, não fez com que nos deixássemos de trabalhar com afinco, dedicação, abnegação e compromisso com a proteção da comunidade, apesar de muitas das vezes não sermos reconhecidos – desabafa o coronel, que chegou as er sub-comandante da corporação.

Em seu artigo, coronel Sá diz ainda que a PM maranhense atua apenas como meia-polícia, por que é impedida de fazer o ciclo completo do seu trabalho.

– Não concordamos, por isso criamos outras atividades para apoiar e combater a criminalidade, para melhorar ainda mais eficiência da corporação, tipo o SERVIÇO DE INTELIGÊNCIA, ROTAM, COSAR, UTC, etc. Para não deixar os crimes sem soluções. Algumas vezes estamos sozinho, olhamos que a PM, sociedade e o estado nos abandona; mesmo assim continuamos trabalhando , superando nossas dores, mágoas e obstáculos – desabafa.

Além de agradecer agentes da Assembleia, do próprio governo e da imprensa, o coronel Sá ressalta a importância de investimentos na PM, tanto no que diz respti9o a equipamentos quanto na formação da força humana.

– Esperamos que sejam cumpridas as promessas que nos foram feitas desde quando entramos na corporação, na época o governador LUIS ROCHA. E atualmente é o governador FLAVIO DINO e todos disseram que iriam valorizar o recurso humano (podemos colocar aqui projeção e ascensão profissional, planos de Cargo carreiras e salários dignos, moradia, saúde, acompanhamento psicológico etc) – concluiu.

Leia a íntegra do artigo do coronel aqui…

 

0

Juiz acolhe denúncia contra Lucas Porto…

Clésio Coelho Cunha, da 4ª Vara do Tribunal do Júri recebeu a peça encaminhada pelo promotor Gilberto Cunha e analisará o autos para decidir se pronuncia ou não o réu a Júri Popular

 

Lucas Porto poderá ser pronunciado a Júri Popular

Lucas Porto poderá ser pronunciado a Júri Popular

O juiz Clésio Coelho Cunha, da 4ª Vara do tribunal do Júri acolheu neta quinta-feira, 1], os termos da denúncia contra o empresário Lucas Ribeiro Porto, acusado de matar a cunhada Mariana Costa.

– Recebo a denúncia formulada pelo Ministério Público Estadual contra LUCAS LEITE RIBEIRO PORTO, pois se encontram presentes os requisitos de admissibilidade, ou seja, indícios de autoria e prova da materialidade do crime – despachou o magistrado.

A denúncia foi formulada pelo promotor Gilberto Câmara França Júnior, com base nas informações da polícia.

Clésio Coelho irá decidir agora se pronuncia o acusado a Júri Popular…

2

Sem viatura, polícia em Paulo Ramos fica a mercê de bandidos…

Assaltantes estão invadindo casas com tranquilidade e sem a preocupação de abordagem policial, que, além do município, precisa dar conta da criminalidade também em Marajá do Sena

 

Em foto de 2015, do blogo do Carlinhos Filho, é possível ver o carro sem penus e os buracos na parede; a situação não mudou

Em foto de 2015, do blog do Carlinhos Filho, é possível ver o carro sem pneus e os buracos na parede; a situação não mudou…

O clima de insegurança é total e absoluto no município de Marajá do Sena.

Sem viatura e tendo que cuidar também do município de marajá do Sena, a delegacia de policia local fica a mercê da ação de bandidos, que fazem a festa na cidade.

A falta de segurança gera situações como a do assalto à casa de um empresário de Paulo Ramos, em que os bandidos levaram o que quiseram e ainda tranquilizaram a família sobre onde deixariam os veículos usados na fuga. (Leia aqui)

E a realidade de Paulo Ramos é a mesma  de vários outros municípios maranhenses.

Onde a propaganda do governo não condiz com o que se vê no cotidiano…

3

Em vídeo, homem põe dúvidas sobre versão da polícia para execuções no Maiobão…

Casal foi alvejado por tiros na manhã do domingo, resultando na morte da mulher, grávida, e de um motoqueiro também atingido; Secretária de Segurança diz que tratou-se de acerto de contas, mas vítima aponta para ação do serviço velado

 

Um crime brutal ocorrido na manhã do domingo, 20, na região do Maiobão, pode ter novos rumos com a revelação de um vídeo em que uma das vítimas aponta o serviço velado da Polícia como responsável pelos assassinatos.

Homem chora ao saber da morte da mulher, que está no carro

Homem chora ao saber da morte da mulher, que está no carro

Jackson Dutra, 35, e sua mulher, Hariedna da Silva Melo, 31, foram perseguidos na estrada da Maioba e alvejados com tiros, por homens em um veículo não identificado.

Desesperado, o homem seguiu para a delegacia do Maiobão, onde sua mulher já chegou sem vida. Outro homem, que estva em uma moto, também foi atingido e teria sido morto.

Em nota, a Secretaria de Segurança Pública afirmou que as investigações apontam para uma certo de contas.

Aos prantos, na porta da delegacia, no entanto, Jackson acusa diretamente o serviço velado da polícia.

A revelação aina não foi comentada pela cúpula da SSP…

0

Polícia quer reconstituir assassinato de Mariana, mesmo após confissão…

Empresário Lucas Porto revelou que matou a cunhada por causa de uma “paixão incontida”, segundo secretário Jefferson Portela

 

Lucas Porto confessou assassinato após evidências

Lucas Porto confessou assassinato após evidências: horário mostra que ele esteve no apartamento

O secretário de Segurança Pública, Jefferson Portela revelou na manhã desta quarta-feira, 15, que pretende fazer a reconstituição do assassinato da publicitária Mariana Costa.

Para o secretário, a confissão do assassino Lucas Porto confirma o que já vinha sendo investigado pela policia,  mas é preciso entender as circunstâncias do crime.

– O problema é que só terá o autor. Mas é fundamental entender o que aconteceu no apartamento, até para embasar o processo e a pena – disse Portela.

Após ser ouvido novamente nesta quarta-feira, Lucas Porto confessou que matou Mariana motivado por uma “paixão incontida” e não correspondida por ela.

A polícia espera concluir o inquérito, , com todas as provas técnicas até terça-feira, 22…

0

Marido de Mariana foi quem descobriu marcas no pescoço da mulher…

José Marcus Renato chegou ao hospital com a mulher já morta e percebeu sinais de estrangulamento em seu pescoço, ainda não percebidas sequer pela equipe médica que a atendeu

 

O casal Renato e Mariana: tragédia

O casal Renato e Mariana: tragédia

O testemunho de um enfermeiro do Hospital São Domingos revelou à polícia que foi o próprio marido da publicitária Mariana Costa, o empresário José Renato, quem descobriu as marcas de tentativa de estrangulamento no pescoço da mulher, já morta.

– Ele chegou gritando “minha mãe, minha mãe!” (…) e quando entrou, percebeu a marca no pescoço. Nem a gente tinha percebido ainda. Foi aí que ele disse que sua mulher tinha sido matada (sic) e iria contratar o maior investigador, mas iria descobrir o assassino – contou o enfermeiro, segundo apurou o blog.

Foi a partir desta percepção de Renato que a polícia passou a trabalhar na hipótese de assassinato, chegando ao cunhado da vítima, o também empresário Lucas Ribeiro Porto, apontado como o principal suspeito.

A perícia já retirou material orgânico das unhas de Mariana para exames de DNA, que podem confirmar se houve reação dela ao ataque do assassino.

Os primeiros exames devem ser divulgados no fim de semana…

6

Zé Inácio repudia ação da polícia contra MST…

foto

O deputado Zé Inácio (PT) criticou a ação da polícia contra o MST, na última sexta-feira, 4, em São Paulo.

– O MST é um movimento que luta incansavelmente pela democratização do acesso à terra no Brasil, e a forma como agiu a polícia na manhã de hoje (4) só reforça o Estado de Exceção que vive o país – afirmou o0 deputado.

Leia a íntegra da nota:

Manifesto publicamente o meu REPÚDIO à ação violenta da Polícia Civil contra o MST – Movimento dos Trabalhadores Sem Terra – na manhã de hoje (04), em Guararema, SP.

Os policiais invadiram (sem mandado judicial) a Escola Nacional Florestan Fernandes (ENFF) e efetuaram disparos contra as pessoas que se encontravam naquele local. Os estilhaços de balas encontrados comprovam que elas não eram de borracha, e sim letais.

O MST é um movimento que luta incansavelmente pela democratização do acesso à terra no Brasil, e a forma como agiu a polícia na manhã de hoje (4) só reforça o Estado de Exceção que vive o país. É a criminalização dos movimentos sociais, a forma mais autoritária de reprimir e silenciar quem luta contra os desmandos deste governo ilegítimo e golpista de Michel Temer.

LUTAR É UM DIREITO!
RESISTIR É NECESSÁRIO!

Deputado Zé Inácio

2

Para Andrea Murad, em Flávio Dino só falta o bigode…

Deputada acusa governador de agir de forma ditatorial em Coroatá, com o apoio, inclusive, da juíza e da promotora da comarca,  “que mais pareciam funcionárias do governador”

 

andreaO governador Dino, a quem só falta um pequeno bigode e se chamar Adolf para ser o ‘Hitler do Maranhão’, comandou pessoalmente a ocupação policial que Coroatá foi palco nos últimos dias de campanha e onde a lei, a ordem pública e as regras democráticas foram escandalosamente subvertidas, ao arrepio da constituição e com a conivência de uma promotora e uma juíza que mais pareciam funcionárias do governador. O que se passou de fato na eleição em Coroatá ultrapassou todos os limites do que é razoável e é um exemplo claro da forma déspota, irracional e ditatorial como alguém insano e desequilibrado governa um estado, recorrendo à força, à arbitrariedade e à descarada compra de votos. Tivemos um resultado fruto do maior abuso de poder econômico, político e policial jamais visto na história do Maranhão. O resultado eleitoral de domingo em Coroatá não reflete a soma dos votos. Reflete, isso sim, o despudor, a vergonha, o desrespeito total pelas regras democráticas e o ódio que, desde o palácio dos Leões, um desequilibrado que necessita urgentemente de rápidos cuidados médicos a nível psiquiátrico, nutre por quem se atreve a lhe fazer frente e a se opor a que ele destrua ainda mais o nosso Maranhão. Governador Flávio Dino, me ouça: o seu tempo acabou, a sua hora é de cruzar a porta da rua e não mais voltar. Já fez demasiado mal ao nosso povo e ao nosso estado para que as pessoas do Bem possam assistir, impávidas e serenas, aos seus desvarios e irresponsabilidades.”

Deputada Andrea Murad nesta terça-feira, 4 ao relatar os abusos praticados pelo governador em Coroatá, município que mais sofreu com ação ditatorial e insana de Flávio Dino

6

Décio Sá: quatro anos de um silêncio eterno…

Amigos próximos, ex-aliados políticos e colegas de profissão parecem ter feito um pacto para evitar o assunto, que levou 12 para cadeia, mas deixou dúvidas sobre dezenas de outras pessoas

 

Décio Sá m plena atividade: ousadia e persistência na busca da notícia

Décio Sá m plena atividade: ousadia e persistência na busca da notícia

Um silêncio paira no ar a cada vez que se tenta engatar uma conversa sobre o assassinato do jornalista Décio Sá com políticos que o tiveram entre aliados mais ferrenhos  e colegas de profissão que o tinham nas relações mais íntimas.

E o silêncio só aumenta o ecoar das dúvidas sobre as circunstâncias, motivos e autores de sua morte, cruel e covarde, ocorrida na noite de uma segunda-feira, 23 de abril de 2012.

Décio Sá foi, para muitos desses “aliados”, o maior e melhor jornalista da história recente do Maranhão.

Décio Sá era para os colegas de profissão, o mais completo profissional que exerceu a carreira no estado.

Mesmo assim, todos estes que o rodeavam preferem o silêncio.

Um silêncio que parece revelar muito mais do que supõe esconder.

o supostos envolvidos: resposta rápída para um clamor popular

o supostos envolvidos: resposta rápida para um clamor popular crescente

Este blog sempre questionou, questiona, e vai questionar em todas as instâncias da Justiça, o resultado das investigações que apontaram, não os executores, mas os supostos mentores e pagadores do crime.

E o vácuo imposto após as investigações por quem exaltava o jornalista contribui ainda mais para este questionamento nestes quatro anos de silêncio.

O fato é que, há quatro anos, o Maranhão perdia, de forma abrupta e covarde, um dos seus maiores profissionais do jornalismo.

Uma covardia que nem o silêncio vai conseguir abafar…

5

“Mais um crime nas costas do governo Flávio Dino”, diz Hildo Rocha, sobre rapto e execução de presos…

Deputado federal diz que é responsabilidade do estado garantir a vida de quem está sob sua custódia,  aponta mais uma violação dos direitos humanos no governo comunista e alerta: “não é a primeira vez”

 

Para o deputado federal Hildo Rocha (PMDB), o governo Flávio Dino (PCdoB) e seu sistema de Segurança devem ser responsabilizados pelo sequestro e execução de dois presos da delegacia de Buriti, no interior maranhense.

Em discurso na Câmara Federal, Hildo disse que caberia ao governo dar garantia de vida aos dois homens, mas o que houve foi uma facilitação da invasão da Delegacia de Buriti, para rapto dos dois homens – depois executados e jogados em um algo no Piauí.

– Mais um crime nas costas do governo Flávio Dino por que o estado facilitou o sequestro. É uma obrigação do estado dar proteção à vida. E não é a primeira vez. Nesta tribuna eu já subi dezenas de vezes, reclamando a violação dos direitos humanos no Maranhão – declarou Hildo Rocha.

Assista o vídeo acima…