1

Com apoio de Weverton, Osmar Fillho avança projeto São Luís 2020…

Após declaração do presidente pedetista de que será o candidato a prefeito, Presidente da Câmara Municipal inicia articulações com vereadores e começa a receber apoio público dos colegas

 

WEVERTON ASSUMIU PUBLICAMENTE A PREFERÊNCIA POR OSMAR FILHO NO PDT, para a prefeitura de São Luís…

Pré-candidato do PDT a prefeito de São Luís, o presidente da Câmara Municipal, vereador Osmar Filho, de um salto importante em seu projeto com dois eventos consecutivos.

Primeiro, recebeu o apoio direto e público do presidente da legenda, senador Weverton Rocha.

“Osmar tem feito um grande trabalho [como presidente da Câmara]. Ele tem um grande potencial, é um jovem que vem sempre participando das lutas que o nosso partido, o PDT, acredita. É uma pessoa que eu tenho certeza que tem todas as condições de liderar um processo [eleitoral]”, afirmou, Weverton. (Leia à íntegra aqui)

O APOIO DO SENADOR PEDETISTA INFLUENCIOU TAMBÉM A DECISÃO DE OUTROS VEREADORES em prol de Osmar Filho

Imediatamente após as declarações do senador, o vereador recebeu apoio público de três colegas de Câmara: Barbara Soeiro (PSC), Nato Júnior (PP) e Paulo Victor (PTC) confirmaram que estarão juntos com pedetista na corrida eleitoral.

Além deles, Osmar deve ter o apoio de Raimundo Penha (PDT) e Concita Pinto (Patriotas).

Com essas movimentações, o presidente da Câmara vai aumentando consideravelmente seu cacife para as eleições de 2020.

2

Grupo de Dino e Holanda quer apressar escolha de candidato a prefeito…

Aliados do governador e do prefeito têm um consenso: quanto mais rápido o nome for definido, mais chances terá de reduzir a diferença para Eduardo Braide; o problema: muitos interessados na vaga, o que pode dificultar a formação de um bloco único

 

FLÁVIO DINO E EDIVALDO contam com a articulação de Weverton para definir logo o nome; mas a profusão de candidatos atrapalha definição

O governador Flávio Dino (PCdoB) e o prefeito Edivaldo Júnior (PDT) concordam em pelo menos uma coisa no que diz respeito à sucessão municipal de São Luís.

Para eles, quanto mais cedo o candidato do grupo for escolhido, mais chances terá na disputa que se desenha contra o deputado federal eleito Eduardo Braide (PMN).

Pelo menos é o que garantem tanto os aliados mais próximos de Flávio Dino quanto os de Edivaldo.

O problema é o número de interessados na disputa, de um lado e de outro.

Entre os candidatos mais próximos de Flávio Dino estão os deputados Bira do Pindaré (PSB) e Neto Evangelista (DEM), o secretário Felipe Camarão (DEM) e o deputado eleito Duarte Júnior (PCdoB), mas nenhum deles com trânsito suficiente com Edivaldo Júnior.

Já no grupo de Edivaldo surgem, principalmente, os nomes de Pedro Lucas Fernandes (PTB), Yglésio Moisés (PDT), que também não são tão próximos dos comunistas.

Entre eles está a senadora eleita Eliziane Gama (PPS), única capaz de juntar os dois grupos em só projeto.

O problema é que para os elizianistas não interessa que as coisas sejam definidas agora, com ela ainda iniciando sua trajetória no Senado.

Enquanto isso, Eduardo Braide segue sozinho e em silêncio, administrando o recall alcançado nas eleições de 2016 e de 2018.

E segue como favorito para 2020…