0

Prefeitos destacam conquistas da FAMEM e declaram voto em Cleomar Tema

“Voto no presidente Tema pela sua recondução ao cargo de presidente da FAMEM pelas conquistas que a entidade viabilizou para o municipalismo sob o comando dele. É um dirigente bastante empenhado no seu trabalho, um homem do diálogo e que agora acaba de abrir um importante canal de diálogo junto ao Governo Federal. Já esteve com o ministro chefe da Secretaria de Governo da Presidência da República, general Santos Cruz e com a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, viabilizando recursos para os nossos municípios”.

Estas foram as declarações do prefeito de Santa Luzia do Paruá, Plácido Holanda. Ao engrossar o bloco de apoio ao presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), Cleomar Tema, na disputa por ,mais um mandato à frente da entidade, cujo pleito acontecerá no próximo dia 30. Ele fez a afirmação na manhã desta quarta-feira (16), na sede da instituição, onde outros colegas seguiram a mesma linha.

Djalma Melo, prefeito de Arari, também manifestou seu apoio a Cleomar Tema, seguindo o mesmo raciocínio de Plácido Holanda. Afirmou que Cleomar Tema é o melhor para a Federação, uma vez que já mostrou serviço, cujos resultados estão transparentes, como a nova sede, a Escola de Gestão Municipal e outros avanços.

O prefeito de Mirador, Roni, foi outro que anunciou apoio a Cleomar Tema, acrescentando que as ações por ele desenvolvidas têm repercussão em todo o Estado. “Ele é muito organizado, muito trabalhador e um político de larga visão. Conta com meu voto e não tenho dúvidas de que será reeleito mais uma vez.

A exemplo de Cleomar Tema, o prefeito de Parnarama, Raimundo Silveira está no quinto mandato. Esteve na FAMEM para confirmar seu apoio ao colega, enfatizando que a entidade abre espaços e tem muitas conquistas sob a direção de Tema. “Ele é preparado, já mostrou sua capacidade e, por isso, voto com ele”, assinalou.

0

Sem interferência externa, prefeitos têm liberdade na eleição da Famem…

Com o anúncio de que o governador Flávio Dino e o senador eleito Weverton Rocha não vão atuar em favor de nenhum dos dois candidatos a presidente, associados poderão escolher com base no prestígio de cada um deles

 

Erlânio Xavier vão disputar prestígio próprio na eleição para o comando da Famem, em 30 de janeiro

O governador Flávio Dino (PCdoB) e o senador eleito Weverton Rocha (PDT) já anunciaram que não pretendem interferir na disputa pelo comando da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem).

Primeiro foi Rocha, que reafirmou sua relação partidária e de amizade com o prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier (PDT), mas reiterou não pretender pedir votos nem mesmo aos aliados de legenda.

– Quem vota são os prefeitos – afirmou o senador eleito, segundo o blog Atual7. (Leia aqui)

Ontem, foi a vez do próprio Flávio Dino – principal aliado do prefeito de Tuntum, Cleomar Tema (PSB) – anunciar que não pretende “interferir na eleição da Famem“, conforme noticiou o blog Marrapá. (Veja aqui)

Com o caminho aberto para os dois candidato, cada um usará seu próprio prestígio em busca dos votos dos 215 colegas prefeitos.

E quem tiver maior poder de articulação será eleito em 30 de janeiro…

Leia também:

Famem Livre, Famem forte…

Cleomar Tema reúne novos apoios na Famem…

Erlânio Xavier reunirá imprensa para mostrar propostas…

0

Erlânio Xavier reunirá imprensa para apresentar propostas à Famem…

Prefeito de Igarapé Grande concorre ao comando da entidade municipalista pela chapa “Humberto Coutinho”, que se reúne nesta quarta-feira, 16, no Rio Poty Hotel

 

O prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier (PDT), candidato a presidente da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem), convoca a imprensa para coletiva nesta quarta-feira, 16.

Segundo o comunicado, o prefeito vai apresentar as jornalistas as propostas da sua chapa para a Famem.

Além do encontro com a imprensa, Erlânio Xavier reunirá membros de sua chapa e prefeitos aliados.

A eleição na Famem acontece no dia 30 de janeiro…

0

Tema e Hilton Gonçalo debatem assuntos municipalistas no TCE

Acompanhado do prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo, o presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão (FAMEM), Cleomar Tema, foi recebido em audiência na manhã desta segunda-feira (14), pelo presidente do Tribunal de Contas do Estado (TCE\MA), conselheiro Raimundo Nonato de Carvalho Lago, com quem discutiu uma série de assuntos relativos ao municipalismo.

Um dos assuntos debatidos com o dirigente do órgão de fiscalização diz respeito à não inclusão de recursos provenientes de programas federais, na composição do percentual do limite de gastos com pessoal. De acordo com o presidente da FAMEM, tais programas não são permanentes e isso acaba por prejudicar os municípios.

Ele afirmou que os estados da Bahia, Minas Gerais e Mato Grosso já não contabilizam tais recursos nos limites de despesas com a folha de pagamento. Tema e Hilton Gonçalo também solicitaram ao presidente da Corte de Contas, que estudasse com atenção a solicitação da FAMEM com relação às instruções normativas.

Os dois prefeitos pediram que o TCE estabeleça medidas para que as instruções normativas venham a entrar em vigência somente no ano posterior, uma vez que a exigência de que tenha efeito imediato acaba provocando problemas para os gestores municipais.

Lembraram que, no ano passado, o TCE editou uma instrução que determinava ao governo estadual liberar recursos para o Carnaval somente para os municípios que não tivesse atrasado pagamento da folha de pessoal.

0

Famem livre, Famem forte!!!

Prefeitos precisam de unidade para escolher representante municipalista que atue diretamente no atendimento dos anseios da própria classe, sem nenhum tipo de influência externa

 

Editorial

A guerra surda que tem tomado a disputa pelo comando da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem) levanta um questionamento: até que ponto uma Famem tutelada terá condições de atuar em defesa dos prefeitos maranhenses?

A entidade municipalista chega a 39 anos neste 2019;  em sua história de vários presidentes – do ainda jovem Waldir Jorge ao irrequieto Paulo Marinho, passando por Hildo Rocha, Ricardo Acher e Cleomar Tema Cunha – ela só foi forte quando se fez livre.

Unificar a entidade significa unir os prefeitos em torno de um projeto; é a partir dos prefeitos que se faz a Famem.

A luta pelo municipalismo deve se dar em parceria com os demais entes federativos – desde o Governo do Estado, passando pelas prefeituras e bancadas na Câmara e no Senado.

Não significa, no entanto, que esta parceria deva ser sinônimo de atrelamento, subserviência, tutela.

A Famem precisa dialogar com governos, deputados e senadores, mas ter a capacidade de – quando o tema e o momento exigirem – saber se posicionar com firmeza.

É dentro deste conceito que prefeitos devem seguir os rumos da entidade no próximo pleito, que deve ocorrer até o fim de janeiro.

Porque a Famem livre é uma Famem também forte.

Simples assim…

0

Cleomar Tema destaca encontro de Temer com prefeitos…

Acompanhado de dezenas de  colegas, o presidente da Federação dos Municípios do Estado do Maranhão – FAMEM, Cleomar Tema, participou, nesta segunda-feira (19), em Brasília, do encontro com o presidente Michel Temer, na sede da Confederação  Nacional dos Municípios –CNM), autora do Movimento Municipalista que se estende até terça-feira(20). De acordo com Cleomar Tema, o evento teve pontos positivos no primeiro dia, por conta dos resultados obtidos.

De acordo com  o líder municipalista,  o presidente Temer anunciou o novo edital para o Programa Mais Médicos (PMM), além de destacar a edição de decreto regulamentando o comitê de revisão da dívida previdenciária municipal para otão esperado Encontro  de Contas de débitos e créditos dos Municípios e da União.

Tema assegurou ainda que a normativa que vai regulamentar o art. 11 da Lei 13.485/2017, referente ao Encontro, aguardava deliberação da Presidência e era um dos dez pleitos apresentados ao Executivo na XXI Marcha à Brasília em Defesa dos Municípios. O Encontro de Contas representa uma luta de mais de 15 anos do movimento e vai permitir aos Municípios conhecerem os reais débitos e créditos junto à União.

Conforme Tema, agora, a normativa vai permitir que os Municípios conheçam seus débitos e créditos com a previdência. A terceira medida assinada pelo presidente Temer foi a concessão de direito real de uso gratuito de imóvel da sede da Confederação.

Homenagem

Antes dos anúncios,gestores e autoridades assistiram a um vídeo com os avanços e as conquistas dedois anos de governo. A equipe abriu diálogo com gestores e lideranças do movimento municipalista, atualizou programas e incentivos financeiros federais que estavam defasados; prorrogou prazos, como os do Plano de Mobilidade Urbana;realizou repasses e compensações financeiras, a exemplo dos recursos hídricos;abriu possibilidade para o parcelamento previdenciário; e vetou medidas que impactavam negativamente a gestão local.

“Vocês falaram que sempre vinham de pires na mão, no meu governo vieram com prato fundo e conseguimos preenchê-lo, especialmente com essas três colheradas que demos hoje. Se o Município for forte, a União será forte”, declarou Temer. “Começamos a fazer descentralização, com a ideia de atender as postulações municipalistas,e o exercício democrático depende dessa descentralização. O autoritarismo concentra, e a democracia descentraliza”, defendeu.

Ao concluir seu discurso,Temer pediu uma salva de palmas “àqueles que têm contato direto com eleitorado,que, no dia a dia, são parados pelo eleitor no bar, na sua casa, onde esteja;àqueles que são os pilares da democracia, agentes públicos, prefeitos,vice-prefeitos e vereadores”.

Michel Temer destacou ainda que já havia cumprido pelo menos sete dos onze itens constantes na pauta da CNM. Com a garantia de mais dois itens nesta segunda-feira, ficam faltando apenas dois itens e ele afirma acreditar que até o final de seu governo deverá ter cumprido todas as reivindicações dos prefeitos.

Em reconhecimento,  Glademir Aroldi, presidente da CNM,  entregou placa alusiva às medidas adotadas em prol dos Entes municipais. Antes, porém, o presidente da CNM reforçou outro pleito, pelo qual a entidade deve continuar mobilizada.

“Devemos R$ 40 bilhões em precatórios e uma Emenda Constitucional prevê linha de crédito para Municípios e Estados pagarem com juros adequados. Estamos trabalhando nos últimos 90 dias com o governo e,marcando audiência com BB [Banco do Brasil] e Caixa [Econômica Federal],encontraremos alternativa para linha de crédito ser colocada à disposição dos Municípios”, disse Aroldi.

Para esta terça-feira (20), os prefeitos deverão se reunir com as bancadas de seus respectivos Estados, na busca de uma atuação sólida e unificada em benefícios dos municípios, acrescentou Cleomar Tema.

0

Eleição na Famem deve caminhar para o consenso…

Grupos que se preparam para disputar a eleição na entidade já admitem discutir a formação de uma chapa única, que possa unificar os prefeitos e manter a força do municipalismo

 

Prefeitos que articulam em torno de Erlânio Xavier

Aliados do atual presidente da Federação dos Municípios do Maranhão (Famem), Cleomar Tema Cunha (PSB) e do prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier (PDT), iniciaram tratativas para a unificação da disputa na entidade.

Tema Cunha pretendia disputar novo mandato; Xavier articula prefeitos para fazer uma chapa alternativa, mas as duas campanhas já admitem uma composição.

Atualmente com quase 200 prefeitos filiados, a Famem recuperou sua força política nos últimos dois anos, razão pela qual chamou a atenção dos prefeitos.

Tanto Tema quanto Erlânio defendem a unidade entre os prefeitos, evitando disputas pelo comando.

Caso este consenso ocorre, é possível que a eleição, prevista para janeiro, seja antecipada…

4

A salada mista da eleição de senador no Maranhão…

Prefeitos e lideranças do interior montam alianças de acordo com seus interesses, misturando num mesmo palanque candidatos de dois grupos políticos diferentes, numa esdrúxula apresentação de chapa ao eleitor

 

Nagib em dois momentos, em selfies com Weverton Rocha e com Lobão

A temporada de apresentação e pré-lançamento de candidaturas no interior tem gerado uma confusão na cabeça do eleitor que já começa a se envolver com a campanha eleitoral.

O que se vê nos municípios são prefeitos e lideranças apresentando candidatos a senador de diferentes grupos, numa espécie de salada mista de candidaturas.

Em Codó, por exemplo, foram apresentados no fim de semana pelo prefeito Francisco Nagib (PDT) os candidatos a senador Weverton Rocha (PDT), da chapa do governador Flávio Dino (PCdoB), e Edison Lobão (MDB), que concorre ao lado da ex-governadora Roseana Sarney (MDB).

O mesmo Weverton Rocha pode ser visto em Barra do Corda, Brejo, São Bernardo e outros municípios dividindo palanque também com Sarney Filho (PV).

A salada mista das eleições pode gerar situações inusitadas durante a campanha, como um comício em que podem estar tanto o governador Flávio Dino quanto o candidato a senador Sarney Filho. Ou outro, em que estejam Roseana Sarney e Alexandre Almeida ou José Reinaldo (ambos do PSDB), por exemplo.

A candidata do PSL ao governo, Maura Jorge, por exemplo, faz política no mesmo segmento evangélico que a candidata do PPS ao Senado, Eliziane Gama, aliada de Dino. As duas poderão estar juntas, portanto, em algum evento da Assembleia de Deus, embora sejam registradas em chapas diferentes.

O eleitor pode votar em dois candidatos a senador nestas eleições. E pode escolher nomes de qualquer chapa, sem obrigação de vínculo partidário ou de coligação.

Por isso as dobradinhas entre senadores devem prevalecer.

Independentemente dos interesses dos seus candidatos a governador…

1

Alexandre Almeida avança como opção de segundo voto ao Senado…

Pré-candidato do PSDB, deputado estadual consegue receber apoio de aliados de todos os grupos políticos, fortalecendo seu nome entre governistas e oposicionistas

 

O vídeo acima mostra o prefeito de Barão do Grajaú, Gleydson Rezende, do DEM.

Ele é da do governo Flávio Dino (PCdoB), parente dos deputados Juscelino Filho e Stênio Rezende (ambos do DEM), mas decidiu apoiar a candidatura do deputado estadual Alexandre Almeida (PSDB) para o Senado.

O apoio de Rezende – que leva junto também nove dos 11 vereadores da Câmara Municipal – reforça um fenômeno que marca a candidatura de Alexandre: ele é uma das principais opções de segundo voto para o Senado.

Nestas eleições, como são duas vagas de senador, o eleitor terá que dar dois votos para o Senado. Ao conseguir se viabilizar como segunda opção de todos os grupos, Alexandre Almeida reforça suas chances de eleição.

E a tendência é avançar também como primeira opção, a partir do início da campanha na TV.

É aguardar e conferir…

0

Câmara de Lago da Pedra aprova contas de Luís Osmani…

O ex-prefeito Luís Osmani teve todas as suas contas aprovadas pela Câmara Municipal de Lago da Pedra, com o voto dos 11 vereadores presentes na sessão de quinta-feira (21). Ele agradeceu pelo resultado da votação e já anunciou sua pré-candidatura a prefeito daquela cidade, nas eleições municipais de 2020.  

As contas foram aprovadas por 11 dos 13 vereadores de Lago da Pedra: o vereador Julyfran Catingueiro não estava presente e o presidente da Câmara, Ananias Bezerra, só votaria em caso de desempate.Com esse resultado, Luís Osmani está apto a disputar qualquer mandato, inclusive no pleito deste ano.

“Agradeço a todos os 13 vereadores por confirmarem que fizemos uma gestão correta. Moro em Lago da Pedra há 46 anos, tenho 37 anos de luta na política e dois mandatos de prefeito da minha cidade, onde todos conhecem o meu caráter e a minha conduta”, declarou Luís Osmani, após a votação na Câmara.

Ele aproveitou a ocasião para declarar que no momento oportuno apresentará à população lagopedrense as suas propostas e sua pré-candidatura a prefeito de Lago da Pedra.

“Nunca abandonei meu trabalho e se a maioria do povo acatar minhas propostas eu voltarei à prefeitura. Não ando com covardia, não tenho duas palavras e comigo o povo é quem sempre sairá ganhando”, finalizou.