2

Roberto Costa mostra que MDB caminha para aliança governista…

Ao revelar sua tendência pessoal de votar em Flávio Dino para o Senado e que o partido tende a apoiar um aliado de Dino ao governo, vice-presidente da legenda sepulta pretensão de candidatura de Roseana, ela própria já comunicada pela cúpula do PT que a preferência é pelo senador  Weverton Rocha no Maranhão

 

A relação de Roberto Costa e Flávio Dino tem-se estreitado ao longo dos dois mandatos do governador comuno-socialista

No mesmo dia em que a ex-governadora  Roseana Sarney apareceu em primeiro lugar na pesquisa Econométrica sobre o Governo do Estado, com 24,6%, o vice-presidente do MDB, deputado Roberto Costa, assumiu publicamente a tendência de aliança do partido com o governo Flávio Dino (PSB).

– Eu, pessoalmente, tenho a tendência muito forte de votar no Flávio para o Senado uma vez que o partido [o MDB] já disse que não tem interesse na discussão ao Senado – afirmou o deputado, na quinta-feria, 29, ao jornalista John Cutrim.

A declaração sepulta de uma vez por todas qualquer debate em torno de uma candidatura de Roseana Sarney ao governo, uma vez que ele adiantou, ainda, que o MDB tende a seguir o candidato apoiado por Flávio Dino.

A própria Roseana Sarney já havia descartado candidatura ao governo, mas ainda não havia manifestado posicionamento sobre candidaturas a governador.

Parte do seu grupo tem mais simpatia pelo vice-governador Carlos Brandão (PSDB), mas Roberto Costa mostra-se mais alinhado ao o senador Weverton Rocha (PDT), que lidera as pesquisas nos cenários sem a ex-governadora.

A própria Roseana já foi comunicada pelo ex-presidente Lula e pelos ex-ministros Gilberto Carvalho e José Dirceu que o PT vai apoiar Weverton e quer – tanto ela quanto o MDB – apoiando o senador pedetista.

Mas esta é uma outra história…

3

José Dirceu conclui com Roseana agenda com aliados do PT

Ex-ministro, que está no Maranhão desde a semana passada – recebido pelo senador Weverton Rocha – já esteve também com o governador Flávio Dino e com militante do PCdoB e do PT

 

Mesmo em férias, José Dirceu, que pé o principal interlocutor de Lula, cumpre agenda política no maranhão com vistas às eleições de 2022

O ex-ministro e ex-presidente do PT, José Dirceu, cumprirá na tarde desta sexta-feria, 23, sua agenda de compromissos políticos com potenciais aliados do partido pára as eleições de 2022.

Ele vai se reunir com a ex-governadora Roseana Sarney, que preside o MDB maranhense.

No Maranhão desde a semana passada, Dirceu está hospedado em Barreirinhas, na casa do senador Weverton Rocha (PDT).

No Maranhão, ele já se reuniu também com o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, com o governador  Flávio Dino (PSB) e com líderes do PCdoB, a exemplo do deputado federal Márcio Jerry.

Principal interlocutor do ex-presidente Lula, o objetivo de Dirceu é encaminhar as costuras para a montagem da frente ampla de esquerda que pretende formar para as eleições presidenciais.

Além de PDT, PCdoB, PSB e MDB, o PT dialoga também com o PSOL.

O ex-ministro já havia se encontrado com Roseana Sarney, em Brasília, no início de junho, quando conversou sobre os caminhos do PT no Maranhão.

Na conversa de hoje, deve reforçar com a ex-governadora a posição de Lula em relação ao estado.

José Dirceu deve deixar Barreirinhas no início da próxima semana…

5

A conversa de Flávio Dino e Lula: “PSDB não!”, disse o ex-presidente…

Governador reuniu-se semana passada com o pré-candidato do PT a presidência, em conversa da qual pouco se falou nos dias seguintes, mas que tem significativa importância no contexto das eleições estaduais no Maranhão

 

Flávio Dino postou o encontro com Lula em suas redes sociais, mas não tratou dos aspectos políticos da reunião

Estariam em uma conversa do ex-presidente Lula (PT) com o governador Flávio Dino (PSB), semana passada, as explicações para uma forte pressão midiática de setores do PT e do Palácio dos Leões nos últimos dias. 

Desde a segunda-feira, 19, membros do PT empregados no governo e setores da mídia alinhados ao projeto de candidatura do vice-governador Carlos Brandão (PSDB) vêm tentando construir uma narrativa de apoio do PT ao PSDB no Maranhão.

Essa possibilidade não é cogitada nem por Lula, nem pela cúpula petista.

A conversa de Dino com Lula ocorreu na sexta-feira, 16, e foi tratada nas redes sociais pelo próprio Dino, que minimizou os aspectos políticos do encontro.

Segundo apurou o blog Marco Aurélio D’Eça, porém, o ex-presidente deixou claro ao governador que a aliança nacional do PT – a se repetir nos estados – é com os partidos da esquerda: PDT, PSB, PCdoB e PSOL, preferencialmente.

– PSDB não! – disse textualmente Lula, fala testificada pelo próprio ex-presidente a pelo menos três interlocutores dele e do governador nos dias que seguiram ao encontro.

O próprio PSDB também rechaça aliança com o PT; e defende uma alternativa a Lula e Bolsonaro, como pregam os governadores João Dória (SP) e Eduardo Leite (RS), pré-candidatos tucanos à presidência.

O apoio do PT à candidatura do vice-governador Carlos Brandão, que é o candidato tucano no estado, vem sendo defendida apenas por petistas que têm cargo no governo Flávio Dino, a exemplo do presidente estadual Augusto Lobato.

Nesta narrativa, eles tentam desqualificar, inclusive, vozes mais autorizadas do PT, como o ex-ministro José Dirceu, que está no Maranhão desde o final de semana passada.

A decisão petista, porém, passa pelo comando nacional, atendendo aos interesses nacionais, e com a posição pessoal do próprio Lula.

E este já disse o que quer no Maranhão…

1

“Construindo de forma correta”, disse Weverton, sobre projeto 2022

Senador participou do encontro do governador com o presidente do PDT, Carlos Lupi, para tratar das eleições de 2022, em evento classificado por ele como “dentro do cronograma” da pré-campanha

 

Weverton conversa com Lupi e Dino após reunião no Palácio dos Leões para tratar do processo eleitoral de 2022

O senador Weverton Rocha (PDT) declarou-se “animado” após reunião da qual participou, com o governador Flávio Dino (PSB) e o presidente nacional pedetista, Carlos Lupi.

Para Weverton, o encontro com Dino está dentro do cronograma da pré-campanha a governador, que, segundo ele, está sendo construída seguindo as regras do pacto assinado por toda a base no início de julho.

– Construindo de forma correta [a agenda de campanha] – afirmou o senador.

A reunião entre Lupi e Dino – da qual participou também o secretário de Cidades Márcio Jerry – tratou da formação de uma frente ampla para as eleições presidenciais e suas implicações nas eleições estaduais.

PDT trabalha a formação de uma aliança que inclua também o PT, o PSB, o PCdoB e o PSOL; Segundo o presidente Lupi, o objetivo agora é fazer de Weverton o candidato “do coração de Flávio Dino”.

O secretário Márcio Jerry confirmou que o encontro tratou da relação eleitoral entre “os partidos do campo democrático”.

No sábado, Jerry esteve com Weverton Rocha em Barreirinhas, na conferência municipal do PCdoB; é pra Barreirinhas que segue Carlos Lupi, onde se reúne nesta quarta-feira, 21, com o ex-ministro José Dirceu, eminência parda da campanha do ex-presidente Lula.

Após reunião com Lupi, é Dirceu quem vem a São Luís, para encontro com Flávio Dino, o que deve ocorrer nesta quinta-feira, 22.

Mas esta é uma outra história…

6

Weverton recebe petistas, comunistas e pedetistas em Barreirinhas…

Senador e pré-candidato a governador teve agenda agitada no fim de semana, ao receber o ex-ministro José Dirceu, o comunista Márcio Jerry e o vice-governador do Distrito Federal, Paco Brito, um dos líderes do Avante

 

Com Márcio Jerry e lideranças do PCdoB, Weverton participou, sábado, da conferência estadual do partido em Barreirinhas, onde mora

Os dias têm sido agitados na agenda do senador maranhense Weverton Rocha, pré-candidato do PDT ao Governo do Estado.

Com o ex-ministro José Dirceu “passando uns dias” em sua casa, em Barreirinhas, Weverton também se reuniu no último sábado, 17, com o presidente estadual do PCdoB, secretário Márcio Jerry, durante conferência municipal do partido.

Ele também almoçou com o vice-governador do Distrito Federal, Paco Britto, um dos principais líderes do Avante.

Com todos, discutiu, a formação de alianças para as eleições de 2022 e a repercussão nos estados.

O petista márcio Jardim divulgou esta foto, com José Dirceu, em Barreirinha,s o ex-ministro é recepcionado pelo senador Weverton Rocha

Na quarta-feira, 21, o presidente nacional do PDT, Carlos Lupi, também será recebido por Weverton, em um almoço com José Dirceu, que é o principal interlocutor do ex-presidente Lula e uma das principais lideranças do PT.

Nesta terça-feira, 20, Lupi almoçará com o governador Flávio Dino (PSB), com quem vai tratar sobre as eleições de 2018; Rocha deverá participar também deste almoço.

Mas esta é uma outra história…

5

Líderes de PT e PDT passam semana em articulação no MA…

Principal interlocutor do ex-presidente Lula, ex-ministro José Dirceu desembarcou ontem no estado; presidente nacional do PDT, Carlos Lupi tem encontro com o governador Flávio Dino na próxima terça-feira

 

Principal voz do PT na articulação do ex-presidente Lula, José Dirceu já está desde ontem no Maranhão

O Maranhão virou um dos principais pontos de articulação das eleições presidenciais de 2022 e suas influências nas eleições estaduais.

Já está no estado, desde esta sexta-feira, 16, nada menos que o ex-ministro chefe da Casa Civil do governo Lula, José Dirceu, uma das mais influentes personalidades do PT.

Já o presidente do PDT nacional, ex-ministro Carlos Lupi, desembarca em São Luís na próxima terça-feira, 20.

Dirceu trouxe a família para curtir uns dias de férias nos Lençóis Maranhenses.

Carlos Lupi, por outro lado, tem reunião oficial com o governador Flávio Dino (PSB), exatamente na terça-feira.

Carlos Lupi é o presidente nacional do PDT; e vai se reunir com o governador Flávio Dino na próxima terça-feira, 20

Lupi e Dirceu devem se reunir em almoço na próxima quarta-feira, 21, para discutir as eleições presidenciais de 2022 e suas implicações nos estados, inclusive o Maranhão.

Mas esta é uma outra história…

2

Oficialmente no PT, Felipe Camarão entra no jogo da base dinista

Visto como preferido de Flávio Dino para a disputa de governador – e já lançado por documento oficial da categoria dos professores – secretário de Educação é espécie de coriga do governador

 

Felipe Camarão é o prefeito de Flávio Dino para uma eventual candidatura ao governo

Não é segredo para ninguém que, se pudesse decidir sozinho, o governador  Flávio Dino (PSB) apontaria o secretário Felipe Camarão como seu candidato a governador.;

Quando Camarão se filiou ao PT, ganhou força entre os professores como opção para o governo; tanto que a categoria protocolou um documento no Palácio dos Leões indicando-o como candidato.

 Nesta quinta-feria, 8, Camarão recebeu a homologação de sua ficha de filiação ao partido do ex-presidente Lula, o que o credencia definitivamente como opção de Flávio Dino.

No PT, ele figura como nome mais forte para a eleição majoritária, embora a banda local petista insista em dizer que não há garantias para sua indicação ao governo.

O secretário de Educação goza da influência da cúpula nacional do PT, aquela que realmente decide.

E pode, mesmo ser a opção de Dino para uma futura composição.

É aguardar e conferir…

1

“No mesmo time e do mesmo lado”, diz Camarão, sobre Weverton…

Secretário de Educação do governo Flávio Dino – também cotado como opção para o governo – exaltou o trabalho do senador em live no município de Igarapé Grande, comandando por Erlânio Xavier

 

Camarão e Erlânio participaram de evento em Igarapé Grande, em que Weverton foi destacado

O secretário de Estado de Educação, Felipe Camarão (PT) destacou nesta quinta-feria, 1º, em, live ao lado do presidente da Famem e prefeito de Igarapé Grande, Erlânio Xavier (PDT), o trabalho do senador  Weverton Rocha (PDT) pelo município.

Ao destacar obras do governo na cidade, o secretário fez questão de exaltar a figura de Weverton, ressaltando aos presentes que ambos fazem parte do mesmo time político.

– Quero reconhecer a liderança do senador Weverton, também um grande parceiro do município. Estamos no mesmo time, do mesmo lado, lutando pelo Maranhão – disse Camarão.

Também participou da live o governador Flávio Dino, em transmissão direta São Luís/Igarapé Grande.

O discurso de Camarão destacando as ações de Weverton no município

Recém-filiado ao PT, Felipe Camarão é cotado para disputar uma vaga na Câmara Federal; ele também aparece como opção de Flávio Dino para o governo. 

O PT deve homologar semana que vem a sua ficha de filiação, mesmo período em que as lideranças petistas devem participar de agenda no maranhão ao lado de Flávio Dino e Weverton.

Mas esta é uma outra história…

Com informações do Blog de Clodoaldo Corrêa

7

PT já comunicou a Flávio Dino: no Maranhão, vai com Weverton…

Posição externada pelo ex-presidente Lula – que quer juntar governador e senador no mesmo palanque – já foi reafirmada pelo Grupo de Trabalho Eleitoral do partido e será ratificada em encontro futuro entre a cúpula petista e a base do governo maranhense

 

É esta a formação de chapa que o ex-presidente Lula quer no Maranhão, com Weverton e Flávio Dino dividindo o palanque

A posição do PT maranhense nas eleições de 2022 já foi comunicada ao governador  Flávio Dino: o partido vai apoiar a candidatura do senador Weverton Rocha (PDT) ao governo.

Essa posição já foi externada diretamente ao próprio Flávio Dino pelo ex-presidente Lula, e tem sido reafirmada em todos os encontros do Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE), instância petista que trata da eleição nacional e suas implicações nos estados.

Segundo apurou o blog Marco Aurélio D’Eça, além de dizer que quer a aliança PT/PDT, Lula disse a Flávio Dino que o quer junto a Weverton no mesmo palanque no Maranhão.

Na semana passada, em novo encontro do GTE, o coordenador do grupo, deputado federal José Guimarães (PT-CE) reafirmou aos líderes petistas locais o encaminhamento de apoio a Weverton.

A cúpula petista já tem, inclusive, encontro marcado com Flávio Dino e agenda direta com Weverton para reforçar o projeto de aliança entre o PT e o PDT.

A aliança com o PT é um dos principais trunfos de Weverton Rocha na montagem de seu palanque para as eleições de 2022, que já tem – além do PDT – o DEM, o PSB, o PRB, o Cidadania, o PP e o PSL.

E consolida o projeto das esquerdas desejado por Lula…

2

PT prefere Weverton Rocha governador…

Tanto a cúpula nacional quanto as principais lideranças locais do partido veem no senador do PDT uma maior afinidade ideológica com a legenda e uma postura histórica de defesa do ex-presidente Lula

 

Weverton e Lula entre a cúpula nacional do PT e a bancada no Congresso: preferência pela aliança com o PDT no Maranhão

As recentes manifestações do deputado estadual Luiz Henrique Sousa e do ex-vereador Honorato Fernandes sobre a identidade ideológica entre o PT e o senador Weverton Rocha (PDT) não foram simples loas jogadas à plateia.

A postura das duas lideranças petistas tem a ver com um encaminhamento do partido em relação às eleições de 2022: no Maranhão, o PT e o seu candidato a presidente, Luiz Inácio Lula da Silva, preferem apoiar Weverton, pelas razões apontadas acima.

O chamado Grupo de Trabalho Eleitoral (GTE) – instância oficial do PT que reúne a cúpula nacional e as executivas estaduais para traçar táticas e estratégias – já pontuou que a aliança preferível no Maranhão é com o PDT.

Essa afinidade ideológica entre Weverton, o PDT, Lula e o PT – passando também pelo próprio governo Flávio Dino (PSB) – foi apontada pelo blog Marco Aurélio D’Eça ainda em 12 de maio, no post “Pauta de centro-esquerda aproxima agendas de Weverton e Flávio Dino…”

O próprio Lula recebeu o senador, em maio, em um jantar com a cúpula do PT, para dizer que atuará pelo apoio à sua candidatura no Maranhão.

Desde então, cada vez mais lideranças petistas têm manifestado simpatia por Weverton, incluindo as que atuam diretamente no governo Flávio Dino.

Após o jantar com Weverton, na cúpula nacional petista e no GTE do partido, a aposta, inclusive, é que o ex-ministro Ciro Gomes nem vire o ano como candidato do PDT a presidente.

Mas esta é uma outra história…