7

Márcio Jerry ainda mais forte…

Projeto do governador Flávio Dino é concentrar em torno do principal auxiliar as principais pastas de sua administração, o que deve ocorrer com a reforma do secretariado

 

Dino quer Jerry com todo o poder...

Dino quer Jerry com todo o poder…

O secretário de Assuntos Políticos do governo Flávio Dino (PCdoB), jornalista Márcio Jerry, é o homem forte do atual ciclo de poder no Maranhão.

Jerry controla diretamente pelo menos cinco pastas; e influencia nomeações em todo o governo, na Prefeitura de São Luís e na maioria das demais prefeituras maranhenses.

Mas ele deve ficar ainda mais forte a partir da reforma administrativa a ser promovida pelo governador Flávio Dino – que deve anunciar as primeiras medidas na entrevista coletiva convocada para esta segunda-feria, 18, no Palácio dos Leões. 

Dino pensa em fundir as pastas da Comunicação, da Cultura e do Turismo em uma só, todas unidas na Seap, comandada por Jerry. Os titulares destas pastas seriam espécies de sub-secretários, adjuntos do lugar-tenente do governador.

Leia também:

O poderoso Márcio Jerry…

Todo o poder a Márcio Jerry…

Márcio Jerry será homem forte no governo Flávio Dino…

O projeto de poder do comunista implica o controle – ou pelo menos a influência direta – dos setores de mídia e cultura da maioria das prefeituras, o que seria feito a partir da Secom, sob a supervisão direta de Jerry.

Mas para consolidar o projeto, a dupla Dino/Jerry precisa garantir um outro passo, fundamental no esquema: devolver o radialista Robson Paz à comunicação da Prefeitura de São Luís.

Robson seria o que sempre foi: uma linha auxiliar de Márcio Jerry, agora em um dos setores mais importantes da prefeitura.

Falta apenas combinar com o prefeito Edivaldo Júnior (PDT), o que, diante das circunstâncias político-eleitorais, parece não ser empecilho algum.

Mas esta é uma outra história…

0

Deputados têm futuro incerto no governo Flávio Dino…

Bira do Pindaré e Neto Evangelista, que ocupam pastas como auxiliares do comunista não sabem se ficam ou se saem na reforma já prevista para o início de 2016

Neto nunca se consolidou como aliado de Dino; e o clima piorou após polêmica de Lago da Pedra

Neto nunca se consolidou como aliado de Dino; e o clima piorou após polêmica de Lago da Pedra

Às vésperas da virada do ano – e de uma já anunciada reforma administrativa no governo Flávio Dino (PCdoB) – os deputados estaduais Neto Evangelista (PSDB) e Bira do Pindaré (PSB) têm futuro indefinido no Executivo.
Eles ocupam, respectivamente, as secretarias de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes) e de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti).

O próprio governador já anunciou que fará mudanças em todos os escalões da gestão. Mas não antecipou em quais áreas.

Procurado por O Estado para falar sobre sua situação no governo – se deixa a pasta ou retorna ao mandato na Assembleia Legislativa – o deputado Neto Evangelista não deu garantias sobre seu futuro.

– Nada definido ainda – declarou.

Bira do Pindaré é uma espécie de coringa de Flávio Dino, e pode ter que cumprir missão na Assembleia

Bira do Pindaré é uma espécie de coringa de Flávio Dino, e pode ter que cumprir missão na Assembleia

No caso de Bira do Pindaré, o retorno pode ser forçado pelo mau desempenho do seu suplente na Assembleia, o deputado Fernando Furtado (PCdoB).

O comunista ganhou notoriedade em todo o país – e recentemente recebeu um “prêmio” internacional de “Racista do Ano” – após insultar indígenas durante um discurso na cidade de São João do Caru.

Com informações de O EstadoMaranhão
18

Roseana quer mudar, mas a política não deixa…

Gondim: blábláblá sem efetividade

É de difícil implantação o projeto de reforma administrativa que a governadora Roseana Sarney (PMDB) pensa para o Maranhão.

A concepção no papel está pronta – e os resultados são plenamente perceptives num horizonte próximo.

Mas ela precisará enfrentar a classe política para fazer as mudanças.

O secretário de Planejamento, Fábio Gondim, por exemplo, julga-se mais do que realmente é;  e cometeu barbeiragens outras na gestão do Planejamento.

Roseana quer forçá-lo a ir embora, mas ele se gaba de ter as bênçãos do presidente do Congresso.

Outro que não vingou é João Bernardo Bringel, da Educação.

Técnico dos números, está no lugar errado. É dele o lugar de Gondim no Planejamento.

João Bringel: desambientado na Educação

Mas quem irá desarmar a bomba chamada Educação, controlada por um esquema de corrupção enraizado há décadas? 

Até agora, os secretários que saíram, saíram por deficiência técnica, demonstrada nos estudos do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA).

É o mesmo estudo que atesta a incompetência de Gondim, a desambientação de Bringel e a ineficiência de Olga Simão.

Coordenador do estudo, o pesquisador Ricardo Paes de Barros já disse a Roseana o que tem que mudar e quem deve sair.

Mas a política não deixa…

5

Secretários-candidatos deixarão o governo quinta-feira…

Conceição pode voltar ás campanhas eleitorais

Termina quinta-feira, 5,  o prazo para que os secretários do governo Roseana Sarney (PMDB), que pretendem disputar as eleições de outubro, deixem os cargos que ocupam no primeiro escalão.

Já está certa a saída de Israel Ferreira (PSC), da secretaria de Políticas Públicas, e Conceição Andade (PMDB), da pasta do Desenvolvimento Agrário.

Ferreira será candidato a vereador de São Luís. Conceição, por sua vez, deve integrar a lista de nomes do PMDB para compor a chapa do vice-governador Washington Oliveira (PT).

Gomes voltará à Assembleia

Antes de quinta, deixam o governo o secretário de Juventude, André Campos, que disputará com Ruy Pires a indicação de candidato a vereador no grupo do deputado Roberto Costa (PMDB); e Chico Gomes (PSD), do Desenvolvimento Social.

A vaga de Campos será ocupada pelo deputado estadual Carlos Filho (PV). Com isso, abre-se uma vaga na Assembleia Legislativa, exatamente para Chico Gomes, que pode ser candidato a prefeito de Viana.

Ferreira vai disputar eleição

A pasta de Gomes se fundirá com a de Conceição Andrade, a de Israel Ferreira e também a de Alberto Franco (Programas Especiais), dando origem à uma supersecretaria, a ser comandada pelo engenheiro Fernando Fialho.

Mas a confirmação de Fialho se dará apenas em um segundo momento, já que as fusões e extinções de pasta terão que ser encaminhadas à Assembleia.

A reforma do governo Roseana deve ser efetivada até o final de abril… 

 

53

Nada definido com relação a Sectec…

Por Matias Marinho

O ainda deputado estadual, José Lima (PV), tem se movimentado mais do que “pinto no lixo” para emplacar seu nome na Secretaria de Ciência e Tecnologia (Sectec).

Tem como padrinho principal, o irmão da governadora, o deputado federal Sarney Filho (PV).

De acordo com informações palacianas, a governadora Roseana teria dito que não está muito animada para emplacar Lima como chefe da pasta, sobretudo, por conta de seu curriculum nada agradável.

Roseana teria repetido a negativa também a outro irmão, o empresário Fernando Sarney, que tenta emplacar outro deputado na pasta, o bem mais nobre Joaquim Nagib Haickel.

Este último, ao contrário de Lima, tem todo preparo intelectual, moral e político para ocupar o posto.

Porém, esbarra em dois problemas: o primeiro é pelo fato de seu principal padrinho, Fernando Sarney, já ser contemplado com uma das pastas mais fortes do governo, a Secretaria de Comunicação, comandada pelo jornalista e publicitário Sérgio Macedo.

Já o segundo empecilho de Haickel, é o fato da governadora querer utilizar a Sectec para manter alinhado os laços do governo com as academias.

E, para isso, busca alguém que tenha forte penetração nas áreas de conhecimento em extensão universitária.

Neste aspecto, por incrível que pareça, hoje, estaria com mais chance de emplacar na pasta, o atual comandante Lauro Assunção, tanto por ter fortes ligações com mestres e doutores da UFMA e UEMA como por agradar o deputado federal Waldir Maranhão.

Mas, esse é, antagonicamente, o grande dilema de Roseana: agradar Waldir Maranhão e ter que passar o tempo “de olho” nas ações da pasta.

6

Núcleo de decisão terá Casa Civil, Administração e Planejamento no novo governo Roseana

Roseana comandará o governo tendo como principal auxiliar o chefe da Cawsa Civil

A nova estrutura administrativa do governo Roseana Sarney (PMDB) terá a Casa Civil e uma pasta resultante da fusão entre Administração e Planejamento como núcleo de decisão.

Roseana embarcou agora à tarde para Brasília, onde terá reuniões com a presidente eleita, Dilma Rousseff (PT). A governadora retorna domingo da capital federal, o que adia por mais uma semana o anúncio da sua nova estrutura de governo.

Caberá a Casa Civil o gerenciamento das ações de governo e do secretariado. A pasta do Planejamento ficará responsável pela gestão dos recursos.

O núcleo de decisão funcionará nos moldes do Governo Federal…

24

Guerra de padrinhos…

Padrinhos servem para dar tranquilidade aos afilhados

A disputa por cargos no novo governo Roseana Sarney (PMDB) é também uma guerra-surda de padrinhos políticos.

Candidatos a cargos e gente que não pretende ficar esquecido buscam o auxílio de lideranças políticas para se viabilizar com Roseana Sarney (PMDB).

Entre os padrinhos mais cortejados estão o senador eleito João Alberto de Souza (PMDB),o ex-presidente do Tribunal de Contas, Edmar Cutrim, e o prefeito de São José de Ribamar, Luís Fernando Silva.

Os postulantes e secretariaveis apostam na influência e na proximidade deles com Roseana para viabilizar o projeto pessoal.

O problema é quando dois candidatos procuram o mesmo padrinho para o mesmo posto…

17

O papel de Luís Fernando Silva…

Luís Fernando, em recente palaestra para membros do governo e da classe política

Tem causado muitos comentários no meio político, a presença constante do prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva, no Palácio dos Leões.

Praticamente todas as tardes, é possível encontrar o prefeito entrando ou saindo do coração do poder estadual.  Ele tem sido um dos principais assessores da governadora na formatação da nova estrutura administrativa do Estado.

Mas qual o papel de Luís Fernando?

Alguns dizem que o prefeito de Ribamar seria o idealizador da nova reforma. para outros, ele é significativo colaborador do governo, assuma ou não cargo estadual.

No último dia 24 de outubro, num almoço que ofereceu aos integrantes da equipe de coordenação da campanha, Luís Fernando Silva informou, durante conversas com jornalistas, que havia descartado para a própria Roseana a possibilidade de renunciar ao mandato de prefeito de Ribamar para assumir alguma secretaria no governo.

Em virtude dos últimos movimentos políticos, no entanto, é possível que ele tenha mudado de idéia, embora continue negando essa possibilidade.

Luís Fernando pode até não assumir qualquer secretaria no governo de sua líder e amiga Roseana Sarney.

Mas terá papel significativo no desenrolar dos acontecimentos políticos do Maranhão…

48

Ciência e Tecnologia também na mira de Roseana…

A governadora Roseana Sarney (PMDB) vai decidir na próxima semana o destino da Secretaria de Ciência e Tecnologia,

Assim como as pastas da Educação e da Administração, a Sectec tem vários indicios de irregularidades.

Comandada pelo deputado federal Waldr Maranhão (PP) até abril deste ano, a secretaria passou a ser controlada pelo adjunto, Lauro Assunção.

Mas as informações que chegaram à governadora desde então não são nada lisonjeiras sobre a atuação da pasta.

Roseana não quer iniciar o novo governo – que pode até ser antecipado para antes mesmo da posse – auxiliada por secretários com pendências éticas ou legais, independente de quem sejam seus padrinhos políticos.

Por isso decidiu exonerar Anselmo Raposo e José Henrique Campos, que tinham comp apdrinhos, respectivamente, o vice-governador Washington Oliveira (PT) e o deputado federal Cléber Verde (PRB).

E pode fazer o mesmo com o secretário Lauro Assunção…

24

Olga Simão responderá pela Seduc até definição do novo secretário

Olga Simão (de lilás, enre os dois homens) vai comandar a Seduc

A chefe da Casa Civil do governo Roseana Sarney (PMDB), Olga Simão, vai responder pela Secretaria de Educação, pelo menos até a definição do novo titular da pasta.

O secretário Anselmo Raposo foi exonerado ontem à tarde, após uma série de desgates em sua gestão.

Hoje pela manhã, o vice-governador eleito Washington Oliveira (PT) reuniu aliados para definir nomes de substitutos de Raposo. Um dos nomes mais fortes é o do diretor do antigo Cefet, José Costa.

Roseana espera divulgar o nome do novo secretário de Educação até o final da semana que vem, provavelmente junto com todo o novo secretariado.

Até lá, é Olga Simão quem controla a pasta…

Leia mais no blog de Matias Marinho