0

Roseana deve compor executiva nacional do MDB…

Ex-governadora vai compor a chapa do deputado federal Baleia Rossi, que substituirá o ex-senador Romero Jucá no comando do partido; ela também fará parte do Conselho do MDB nacional

 

A ex-governadora Roseana Sarney vai ocupar posto na Executiva Nacional do MDB.

Ela deve compor a chapa do deputado federal Baleia Rossi, novo presidente da legenda.

Roseana tem voltado à ativa na vida partidária após as eleições de 2018.

Mas, como já adiantou ao titular do blog Marco Aurélio D’Eça, ela não pretende concorrer a cargos eletivos em curto prazo – nem mesmo em 2022.

Mas esta é uma outra história…

1

Roseana não cogita disputa em São Luís…

Ex-governadora é citada em levantamentos espontâneos sobre a disputa na capital maranhense, mas descarta a possibilidade de concorrer ao pleito, mesmo com a pressão do MDB por sua candidatura

 

APESAR DO BOM DESEMPENHO EM SÃO LUÍS, ROSEANA DESCARTA ENTRAR NA SUCESSÃO DO PREFEITO EDIVALDO JÚNIOR, e se prepara para as “próximas eleições”

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) não tem mostrado nenhum tipo de empolgação diante dos números de pesquisas que a incluem no páreo pela Prefeitura de São Luís.

Na mais recente destas pesquisas, ela aparece até em segundo lugar nos cenários espontâneos.

Os dados animam o MDB, que ainda busca um candidato de peso para entrar na disputa pela sucessão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Mas nas conversas pessoais que têm tido com o titular do blog Marco Aurélio D’Eça, a ex-governadora descarta totalmente a entrada na disputa.

– Deixa pra próxima – diz ela, diante a empolgação do interlocutor, sem explicar que próxima seria essa.

de qualquer forma, o MDB pretende continuar forçando pela aparição de Roseana nos levantamentos.

Quem sabe assim a próxima não seja a próxima…

1

Gesto de Adriano busca unidade no grupo Sarney…

Deputado estadual acerta em esforço de diálogo com as forças que sobraram no sarneysismo após as eleições de 2018 – notadamente o MDB, o PV e o PSD – embora enfrente resistências pela dificuldade de relacionamento interno

 

ADRIANO SARNEY MOSTRA ESFORÇO DE ENTENDIMENTO COM AS FORÇAS REMANESCENTES DO SEU GRUPO, notadamente o MDB, o PV e o PSD

É preciso ser entendido como um esforço de diálogo o artigo em que o deputado Adriano Sarney conclama forças do MDB, do PV e do PSD a uma unidade nas eleições de 2020 que resulte na consolidação de uma vitória em 2022.

Embora tenha envolvido no discurso, publicado no jornal O Estado no último domingo, 15,  também as forças oposicionistas vinculadas ao presidente Jair Bolsonaro – lideradas pelo senador Roberto Rocha (PSDB), pela ex-prefeita Maura Jorge (PSL) e pelo deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) – Adriano mirou mesmo a base remanescente do sarneysismo, formada pela trinca PV/MDB e PSD. (Leia a íntegra aqui)

Tanto que, no artigo, ele não se põe como opção definitiva de candidato a prefeito em 2020, citando o deputado federal Edilázio Júnior (PSD) e nomes do MDB e da própria oposição bolsonarista.

Mas está exatamente na incapacidade de relacionamento a dificuldade de convencimento do neto do ex-presidente José Sarney.

De temperamento forte, Adriano é pouco afeito a relações de compadrio e acordos pontuais tão comuns na convivência política.

E com este perfil acabou-se isolando na Assembleia já a partir do primeiro mandato, em 2015, afastando-se exatamente das novas gerações do sarneysismo – notadamente os deputados Roberto Costa (MDB) e Edilázio Júnior (PSD), que hoje dão as cartas em seus partidos.

Mas o gesto do deputado encaminha um debate que precisa ser iniciado nas hostes sarneysistas o mais breve possível: de que forma o grupo quer se posicionar no processo de 2020 como porta de entrada para 2022?

Neste aspecto, Adriano ganha ainda mais estatura quando se recusa a ver-se como opção inarredável, abrindo espaço para uma candidatura única na trinca partidária sarneysista – para ganhar ou para perder.

E esta aliança passa, inclusive, pela ex-governadora Roseana Sarney (MDB).

Mas esta é uma uma história…

0

Em Brasília, Roseana reúne-se com executiva do MDB para discutir nova direção…

Membro do atual comando nacional do partido, ex-governadora participa da entrega do Relatório de Gestão e inicia debates sobre a substituição do atual presidente, Romero Jucá

 

ROSEANA ENCABEÇA MESA DOS TRABALHOS NA EXECUTIVA NACIONAL DO MDB, em Brasília, onde se discute também o rumos do partido

A ex-governadora Roseana Sarney está em Brasília nesta quarta-feira, 18, onde participa da reunião da Executiva Nacional do MDB.

Membro da Executiva, Roseana participa da entrega de relatório da atual mesa diretora do partido, encabeçada pelo ex-senador Romero Jucá (RR).

Também é discutido no encontro a substituição do próprio Jucá.

A ex-governadora do Maranhão defende a oxigenação do partido, em busca, inclusive, de um realinhamento como força política de centro.

O partido não forma fileira na base do governo Jair Bolsonaro (PSL), mas também não se alinha ás forças de esquerda, sobretudo após a derrota nas eleições de 2018.

A formação do novo diretório nacional, a escolhas dos dirigentes nacionais e suas novas lideranças tem objetivo também de preparar o MDB para as eleições de 20209 e, sobretudo, de 2022.

0

Com Roseana, César Pires lembra os 40% que rejeitaram Flávio Dino

Deputado reuniu-se com a ex-governadora para avaliar no cenário político-econômico e social do Maranhão e reforçou a unidade dos oposicionistas do estado

 

CÉSAR PIRES E ROSEANA: UNIDADE DA OPOSIÇÃO MARANHENSE para representar os 40 da população que rejeitam Flávio Dino

O cenário político, social e econômico do Maranhão e do Brasil foi o assunto central do encontro que o deputado César Pires (PV) teve no final da semana com a ex-governadora Roseana Sarney. Eles também conversaram sobre a organização da oposição no Maranhão.

“Roseana ainda é a maior liderança de oposição ao atual governo, e também por toda a sua vivência política e administrativa, como parlamentar e gestora, é sempre importante trocar ideias com ela e saber suas impressões do atual contexto político e socioeconômico do Maranhão e do país”, declarou César Pires.

Segundo o parlamentar, a intenção é alinhar cada vez mais a atuação dos políticos de oposição, visando representar, com qualidade e da melhor forma possível, os cerca de 40% da população maranhense que rejeitaram nas urnas o atual governo do Maranhão.

“Cumprimos com muito empenho e seriedade a nossa obrigação de fiscalizar os atos do Executivo e de cobrar ações e investimentos demandados pela população”, finalizou ele.

0

Roseana lamenta morte de Celso Veras…

Economista atuou nas gestões da ex-governadora, tinha forte relação de amizade com ela e foi um dos principais ideólogos políticos da esquerda maranhense

 

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) manifestou, por nota, na manhã deste sábado, 3, em relação à morte do economista Celso Veras.

Veras foi auxiliar de Roseana em seus governos; e teve forte influência ideológica nas articulações políticas da emedebista.

– Professor e economista, Celso Veras foi o primeiro presidente da Sociedade Maranhense dos Direitos Humanos (SMDH). Fundou o Partido Socialista Brasileiro (PSB) no Maranhão. Foi superintendente do Projeto Nordeste e integrou o meu governo em 2000, quando exerceu o cargo de gerente de Desenvolvimento Regional de Codó. A sua morte é uma grande perda para o Maranhão – lembrou Roseana.

Socialista convicto, Veras foi um dos mais importantes ideólogos da esquerda maranhense. Ele morreu na manhã deste sábado.

Abaixo, a íntegra da nota de Roseana Sarney:

Recebi, com imensa tristeza, a informação sobre a morte do meu grande amigo José Celso Veras da Costa, ocorrida neste sábado (3).

Professor e economista, Celso Veras foi o primeiro presidente da Sociedade Maranhense dos Direitos Humanos (SMDH). Fundou o Partido Socialista Brasileiro (PSB) no Maranhão. Foi superintendente do Projeto Nordeste e integrou o meu governo em 2000, quando exerceu o cargo de gerente de Desenvolvimento Regional de Codó. A sua morte é uma grande perda para o Maranhão.

Portanto, os meus mais sentidos pêsames a familiares e amigos.

Roseana Sarney

3

[Sarney] não poderia deixar de atender pedido do governador, diz Roseana

Ex-governadora reagiu de forma elegante ao encontro entre o comunista Flávio Dino e o ex-presidente e mostrou-se tranquila quanto aos desdobramentos desta reunião, que repercutiu nos meios políticos locais e nacionais

 

ROSEANA MOSTROU-SE SUPERIOR DIANTE DO ENCONTRO ENTRE SARNEY E FLÁVIO DINO, mas fez questão de ressaltar de quem foi o pedido de reunião

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) reagiu de forma elegante ao encontro entre o governador Flávio Dino (PCdoB) e o ex-presidente José Sarney (MDB), anunciado pelo próprio comunista m suas redes sociais, anteontem.

Sem se alongar no comentário, Roseana mostrou-se tranquila ao falar, com exclusividade, ao blog Marco Aurélio D’Eça.

– Normal – frisou a ex-governadora, para completar:

– Sarney é o maior político que o Maranhão já teve e até hoje uma das maiores expressões do nosso país. Portanto, ele não poderia jamais deixar de atender a um pedido de visita do governador do seu estado.

RELAÇÃO DA PRÓPRIA ROSEANA COM FLÁVIO DINO sempre foi de encontros e desencontros, sobretudo pela disputa entre os dois pelo comando do estado

Roseana não quis fazer maiores comentários sobre os desdobramentos políticos do encontro, ocorrido na última quarta-feira, e até buscou outro assunto para mudar a prosa.

– Vi que você se filiou. Vai ser candidato?!? Seria um bom representante – comentou, diante do anúncio de filiação do titular do blog.

Mas esta é uma outra história…

25

Cassação de Flávio Dino: TRE começa a ouvir prefeitos…

Relator das ações, desembargador Tyrone José Silva, determinou aos juízes eleitorais que ouçam, inclusive, o prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior, além dos de Caxias, Fábio Gentil, e de Timon, Luciano Leitoa

 

FLÁVIO DINO É RÉU NA AÇÃO DE CASSAÇÃO DE MANDATO QUE TERÁ EDIVALDO JÚNIOR COMO TESTEMUNHA, e que implica também o secretário Clayton Noleto

Os juízes das zonas eleitorais de São Luís, Caxias, Timon, Brejo, Estreito e Grajaú terão 30 dias para colher o depoimento dos prefeitos Edivaldo Júnior (São Luís), Fábio Gentil (Caixas), Luciano Leitoa (Timon), Zé Farias (Brejo), Lahesio Rodrigues (São Pedro dos Crentes) e Mercial Arruda (Grajaú).

Todos eles são testemunhas na Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), que pede a cassação do governador Flávio Dino (PCdoB) e do seu vice, Carlos Brandão (PRB), por supostos crimes eleitorais em 2018.

A determinação das oitivas é do relator do processo no Tribunal Regional Eleitoral, desembargador Tyrone José Silva.

São três AIJEs movidas pela coligação “Maranhão Quer Mais”, que tinha como candidata a ex-governadora Roseana Sarney (MDB).

De acordo com o processo, Flávio Dino usou a estrutura administrativa do governo, bem como se utilizou de convênios e obras durante o período eleitoral para se beneficiar dos votos nesses municípios.

Em todas as ações, a coligação pede a cassação do diploma de Flávio Dino, do vice, Carlos Brandão, e a consequente anulação dos seus votos.

Nas oitivas de São Luís, além de Edivaldo Júnior, serão ouvidos o secretário de Saúde, Carlos Eduardo Lula e mais Renato Souza Leal, Erik Augusto Costa e Silva, Lídia Cunha Schramm e Maria Raimunda de Fátima Santos Oliveira.

Os juízes eleitorais têm até meados de maio para encaminhar os relatórios das das audiências.

A partir daí, Tyrone Silva marcará as novas etapas do processo…

0

Sobre macas e procissão de ambulâncias…

Situação desesperadora da mãe que levou o pai, empurrando a maca de um hospital para outro, expõe a falência do sistema de Saúde não apenas em São Luís, mas em todo Maranhão

 

Editorial

Houve um tempo, recente, em que o sistema de Saúde do Maranhão operava em situação de excelência em todo o estado, não apenas na capital. (Relembre aqui, aqui, aqui e aqui)

Hoje, o sucateamento é evidente não apenas na capital, mas em todos os municípios.

E a imagem que ganhou o mundo nesta quinta-feira, 24 – de uma mulher desesperada carregando seu pai agonizante pelas ruas do Centro, em uma maca, em busca de socorro – expõe essa falência em todos os níveis.

Não é de hoje que a Santa Casa pede clemência para sobreviver.

E o sucateamento de suas instalações se dá pela má gestão de seus condutores, mas também pelo desprezo dos gestores estaduais com a Saúde.

E o que dizer do fato de a mulher ter vindo de Urbano Santos, onde deveria haver, pelo menos, atendimento básico que evitasse a morte do seu pai por falta de atendimento em São Luís?!?

O fechamento dos hospitais macrorregionais e as unidades de 20 leitos em vários municípios contribuiu para isso. (Saiba mais aqui e aqui)

Mas contribui também o desinteresse dos prefeitos coma  coisa pública, gerando situações como esta.

Familiares acompanham a maca em verdadeira procissão no Centro de São Luís

Quando prefeito de São Luís, o ex-governador Jackson Lago (PDT) pregava seu sonho de, um dia, ver as procissões de ambulâncias no Estreito dos Mosquitos terem fim no Maranhão. (Entenda aqui)

Oito anos após sua morte, a procissão de ambulâncias voltaram a se intensificar em São Luís.

Espera-se não precisar ver também procissões de macas no Centro da capital…

8

Após debochar de projeto de Roseana, Flávio Dino começa a usá-lo em seu governo…

Secretaria de Comunicação vai substituir a frota de veículos por serviços de transportes tipo Uber e similares copiando ideia da ex-governadora apresentada durante a campanha eleitoral

 

Márcio Jerry será o primeiro auxiliar de Flávio Dino a usar projeto de Roseana apresentado durante a campanha eleitoral

Durante a campanha de 2018, a ex-governadora Roseana Sarney (MDB) apresentou entre suas propostas a de substituir a frota de veículos do Governo do Estado – própria ou alugada – por serviços de transportes por aplicativo, como Uber e outros.

A ideia nem era nova, e já havia sido implantada com sucesso pelo então governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), desde maio de 2017. (Relembre aqui)

Mas bastou sair da boca de Roseana para que a proposta fosse ridicularizada pela mídia alinhada ao Palácio dos Leões. (Reveja aqui)

Agora, em meio a uma crise financeira sem precedentes no Maranhão, o próprio Flávio Dino (PCdoB) anuncia projeto para substituir os carros do governo por serviços de transporte como Uber, 99 e Taxi.

A primeira pasta a implantar a ideia roseanista é a Secretaria de Comunicação e Assuntos Políticos, comanda por Márcio Jerry, ele próprio o controlador da mídia atrelada ao Palácio dos Leões. (Saiba mais aqui e aqui)

A decisão de Flávio Dino é mais uma confirmação de que os comunistas não sabiam o que fazer quando pegaram o Maranhão nas mãos.

Simples assim…