4

Prefeitura de Ribamar concede promoções para mais de 550 servidores…

Implantação do reposicionamento garantiu aos funcionários efetivos aumento salarial obtido já no mês de dezembro

 

Os servidores efetivos do município de São José de Ribamar iniciaram o ano de 2016 em festa e gilobtendo novas conquistas.

O prefeito Gil Cutrim (PDT), com base na Lei nº 922/11, que instituiu o Plano de Carreiras, Cargos e Remuneração do Funcionalismo, implantou reposicionamento para 581 funcionários de níveis superior, médio e fundamental.

A ação garantiu, já em dezembro, aumento salarial para os servidores, situação que ratificou o respeito que a administração municipal tem pelo corpo funcional que, diariamente, trabalha em favor da população ribamarense.

Mesmo diante da crise financeira que continua prejudicando as cidades maranhenses, principalmente devido a queda constante de recursos do Fundo de Participação dos Municípios (FPM), em São José de Ribamar, graças a um planejamento administrativo e orçamentário eficiente, os salários dos funcionários foram pagos em dia durante todo o ano de 2015. 

O governo municipal também antecipou o pagamento do 13º salário.

Desde 2011, várias outras ações de valorização dos servidores foram executadas, dentre elas implantação do calendário anual de pagamento do funcionalismo; concessão de três reajustes salariais para os profissionais do magistério (um de 15%, outro de 22% e o terceiro de 8%); implantação de reajuste salarial (ou reposicionamento) para os servidores efetivos, de acordo com o tempo de serviço prestado; concessão de promoções e progressões para professores; criação do novo Estatuto do Servidor Público de São José de Ribamar; instalação da Junta Médica dos servidores municipais; implantação do Portal do Servidor (www.saojosederibamar.ma.gov. br/servidor); dentre outras.

– Investir e valorizar o servidor é uma política pública constante da nossa administração. Em breve, iremos anunciar novas ações que, em muito, irão beneficiar o funcionalismo público –  afirmou Gil Cutrim.

0

Caixa rebate prefeitura de Santa Inês sobre salários…

Instituição financeira diz em nota que é da prefeitura a responsabilidade por informar valores, nomes e números de contas para recebimento da gratificação natalina

 

A Caixa Econômica Federal divulgou nota no início da tarde desta terça-feira, 29, rebatendo informações da Prefeitura de Santa Inês, que acusou a instituição de prejudicar o pagamento do 13º e do salário dos servidores daquele município.

Segundo o banco, só ontem, dia 28, dos dados corretos foram repassados.

– E o crédito na conta dos servidores já foi efetivado – garantiu.

Abaixo, a íntegra da nota da CEF:

“Com relação à matéria veiculada sobre o repasse de valores para o pagamento de salários e 13º salário de empregados da prefeitura de Santa Inês (MA), a Caixa Econômica Federal esclarece que é responsabilidade da prefeitura creditar o valor referente à folha de pagamento e informar necessariamente nome, número da conta e valor referente a cada servidor via sistema do banco, conforme rotina estabelecida em contrato firmado.

A prefeitura não realizou corretamente a indicação dos valores, nomes e número das contas dos servidores que deveriam receber a gratificação natalina. O não cumprimento dessa etapa por parte do poder público impossibilitou o crédito aos clientes.

Os dados corretos foram repassados ontem (28) pela prefeitura e o crédito nas contas dos servidores já foi efetuado.

Assessoria de Imprensa

CAIXA – REGIONAL MA”

0

Santa Inês: prefeitura esclarece falta de pagamento do servidores…

Em nota, prefeito diz que envidou esforços para pagar dentro do mês de dezembro , mas foi surpreendido pela Caixa Econômica, que não depositou os salários

Apesar de todo o esforço envidado pelo gestor Ribamar Alves para pagar o funcionalismo da Prefeitura de Santa Inês dentro do mês e antes do Natal, a Caixa Econômica Federal resolver melar essa intenção e não depositou o pagamento dos funcionários que recebem pela agência.

De acordo com nota emitida pela Prefeitura, até esta segunda-feira (28/12) o saldo da conta dos funcionários era ‘zero’. Resumindo: o Natal dessa turma foi ‘magro’ por culpa, segundo a nota, de uma instituição de reputação séria, mas que pisou na bola com dezenas de pais de família.

Para que não se repita essa situação, o prefeito Ribamar Alves determinou ao Departamento Jurídico da Prefeitura que entre com uma Ação Judicial contra a Caixa.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

A PREFEITURA DE SANTA INÊS VEM A PÚBLICO E PERANTE SEUS FUNCIONÁRIOS ESCLARECER O SEGUINTE:

– O PAGAMENTO DO FUNCIONALISMO QUE RECEBE PELA AGÊNCIA DA CAIXA ECONÔMICA FEDERAL FOI DEPOSITADO NA AGÊNCIA/SANTA INÊS ANTES DO FERIADO DO NATAL, ASSIM COMO OS PROVENTOS DOS FUNCIONÁRIOS QUE RECEBEM PELO BANCO DO BRASIL;

– INFORMA QUE O DÉCIMO TERCEIRO TAMBÉM FOI DEPOSITADO NA MESMA DATA;

– ESCLARECE, PORÉM, QUE ATÉ A PRESENTE DATA (28/12), A CAIXA NÃO DISPONIBILIZOU TAIS PAGAMENTOS NAS CONTAS DO FUNCIONALISMO, PREJUDICANDO, DE FORMA SUSPEITA, AS FINANÇAS DESSES FUNCIONÁRIOS;

– DIANTE DISSO, A PREFEITURA DE SANTA INÊS PEDE DESCULPAS A ESSES FUNCIONÁRIOS E ACIONOU SEU DEPARTAMENTO JURÍDICO PARA QUE TOME AS PROVIDÊNCIAS CABÍVEIS AO CASO, PARA QUE OS CULPADOS SEJAM RESPONSABILIZADOS.

JOSÉ DE RIBAMAR COSTA ALVES

Prefeito

0

Hildo Rocha garante apoio aos agentes de saúde maranhenses…

Parlamentar se comprometeu a votar pela aprovação da Proposta de Emenda Constitucional que aumenta os salários da categoria

 

Hildo Rocha com representantes dos agentes de endamias

Hildo Rocha com representantes dos agentes de endemias

O deputado federal Hildo Rocha recebeu em audiência Agentes Comunitários de Saúde maranhenses que lideram a luta em favor da aprovação da Proposta de Emenda à Constituição que estabelece aposentadoria especial e fixa a remuneração da categoria em dois salários mínimos mais adicional de insalubridade.

Segundo dados da Confederação Nacional dos Agentes Comunitários de Saúde (CONACS) mais de 300 mil profissionais exercem a atividade que consiste em orientar as famílias para a prevenção de doenças, promoção da saúde e controle de endemias.

Votarei pela aprovação da proposta porque entendo que essa é uma forma de se fazer justiça a uma categoria que exerce um trabalho relevante para a saúde pública, especialmente no que se refere à prevenção de doenças, nas comunidades rurais”, destacou.

O trabalho dos Agentes Comunitários de Saúde e Combate às Endemias contribui para a diminuição do índice de mortalidade infantil; ajuda a melhorar os índices de vacinação, especialmente nas zonas rurais; ajuda na expansão do atendimento pré-natal; auxilia na prevenção e tratamento de doenças como a malária, dengue e doença de Chagas; atuam na atenção aos portadores de doenças como a hanseníase, diabetes, hipertensão, tuberculose e Doenças Sexualmente Transmissíveis (DST).

11

Edivaldo vai cortar salário dele e de secretários…

Este blog vem mostrando, desde a semana passada, em série de posts, o risco financeiro que o Governo do Estado e as prefeituras correm com o agravamento da crise no país; hoje, Holandinha declarou que cortará 10% dos seus vencimentos e dos seus auxiliares

 

edivaldo-holanda-junior-940x540-e1421293721801O prefeito Edivaldo Júnior (PDT) anunciou o corte de 10% em seu próprio salário e do secretariado municipal. A decisão foi tomada tendo em vista ajustes orçamentários necessários diante do contexto econômico desfavorável vivido atualmente pelo Brasil, refletido diretamente nos estados e municípios.

– O planejamento que mantemos desde o início da gestão, com mais disciplina e organização, são elementos fundamentais para que os impactos do momento de instabilidade sejam os mínimos possíveis – comenta o prefeito.

O cenário já havia sido apontado anteriormente pelo gestor municipal em artigo semanal publicado no Jornal Pequeno, em que antecipa que em São Luís, como na maior parte dos municípios brasileiros, as transferências federais representam mais de 60% de todos os recursos.

Do blog de John Cutrim
2

Manter as obras ou pagar salários?!?

Governador Flávio Dino tem sido pressionado pelo Legislativo, pelo Judiciário e até por prefeituras em busca de recursos; muitas já veem iminente o risco de atraso nos salários, o que geraria o caos no ano eleitoral de 2016

 

Flávio Dino não sabe o que fzer para garantir folha de todo os poderes até dezembro

Flávio Dino não sabe o que fzer para garantir folha de todo os poderes até dezembro

O governador Flávio Dino (PCdoB) tenta fazer malabarismos para manter o mínimo dos serviços do governo estadual e ainda garantir a manutenção da folha de pagamento.

Mas ele é pressionado também pela Assembleia Legislativa e pelo Poder Judiciário, que corem riscos de atrasar salários a partir de dezembro.

Só o Tribunal e Justiça pede quase R$ 200 milhões para manter as atividades. (Leia aqui)

Governo e prefeituras terão que optar: manter as obras ou pagar salários

Governo e prefeituras terão que optar: manter as obras ou pagar salários

Para fazer caixa, o governador tomou uma decisão kamikaze: encerrou ou reduziu drasticamente o volume de obras das parcerias com os municípios – incluindo a capital, São Luís.

Ocorre que a maioria dos prefeitos aliados é candidata à reeleição é está com a corda no pescoço: se não mantiver as obras, corre o risco de desgaste eleitoral; se optar pelas obras, pode atrasar salários, um desgaste eleitoral ainda maior.

O problema é iminente e deve estourar até o final do ano.

Ou no início do próximo, o que é ainda pior…

3

Mirinzal: prefeitura mantém pagamento dentro do mês trabalhado…

Amaury: compromissos com o servidor

Amaury: compromissos com o servidor

O pagamento dos funcionários da prefeitura de Mirinzal vem sendo efetuado sempre dentro do mês desde o inicio da Gestão do Prefeito Amaury Almeida.

Pagamento em dia para os fornecedores também tem sido uma prioridade na sua administração, mesmo diante de todas as dificuldades enfrentadas.

A Prefeitura entende que honrar com os pagamentos é deixar a cidade economicamente ativa e o comercio local em funcionamento.

De acordo com o o prefeito Amaury esse e outros feitos para o bem público, é resultado de um planejamento sério que vem sendo desenvolvido por todas as secretarias da Administração Municipal.

Os pagamentos foram realizados na ultima sexta-feira, 28.

E assim como os salários, já antecipou, desde o mês de julho, o pagamento da 1º parcela do décimo terceiro.

Da Ascom/Mirinzal
0

Governo foge de reunião com policiais na AL…

Sousa Neto e Júnior Verde ouvem oficiais da PM; governistas ignoraram o encontro

Nenhum dos representantes do governo Flávio Dino (PCdoB) compareceu hoje à reunião da Frente Parlamentar da Segurança Pública que discutiu o reajuste salarial dado aos policiais civis e militares.

Esses membros do Governo não vieram para que pudéssemos iniciar as discussões, mas foram convidados. Vamos esgotar as discussões para que possamos chegar a uma solução em torno dessa solicitação – Sousa Neto, deputado estadual.

De acordo com o deputado Sousa Neto (PTN), tanto o secretário de Segurança, Jeferson Portela, quanto o chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, foram convidados para a reunião.

Nem mesmo o deputado Cabo Campos, que representa a categoria, esteve presente no encontro.

Ficou acertado que Sousa Neto e o colega Júnior Verde (PRB) vão apresentar emendas à Medida Provisória que estabeleceu o reajuste.

0

Atrasos de salários marcam final de ano em várias prefeituras…

HPipocam nas mensagens eletrônicas encaminhadas ao blog diversas denúncias de prefeituras que não pagaram o 13º dos servidores municipais.

Algumas, como a Prefeitura de Itapecuru-Mirim, não pagaram sequer o salário de novembro.

O atraso no salário dos servidores é um praxe perniciosa, que vem se tornando comum no fechamento dos balanços anuais das prefeituras.

com a palavra, o Ministério Público…

2

Deputados continuarão com 16,5 salários em 2012…

Do blog de Gilberto Léda

Não foi de todo ruim para os deputados a aprovação, ontem (11), do Projeto de Decreto Legislativo nº 003/2012, que alterou a redação do artigo 4º do Decreto Legislativo nº 405/2010, e cortou de 18 para 15 o número dos salários deles.

Ocorre o seguinte: o decreto antigo dizia que era devido ao parlamentar, a título de ajuda de custo, no início e no fim de cada sessão legislativa (período de um ano), o equivalente a duas vezes e meia o valor do subsídio.

Esses 2,5 salários eles já receberam em janeiro.

Com a mudança do texto do decreto, eles passarão a receber, a partir de agora, o equivalente a um salário, em janeiro e dezembro. Continue lendo aqui…