3

Imagens do dia: Timon Junino vira referência na região…

timonO Timon Junino, festa de São João organizada pelo deputado Alexandre Almeida, foi o mais forte evento de época realizado no interior maranhense. Nada menos que 50 mil pessoas participaram do evento, nos três dias de festa, com atrações de todos os tipos.

unnamedAté a secretária de Cultura, Ester Marques, impressionou-se com na festa, que ela não conseguiu realizar na capital maranhense. É o terceiro ano que Alexandre Almeida promove o Timon Junino, com cada vez mais forte participação popular.

5

Imagem do dia: cri, cri, cri…

junino

A foto acima foi encaminhada pela própria Secretaria de Comunicação do governo Flávio Dino (PCdoB). Mostra o arraial do Parque da Vila Palmeira, ontem, no dia da inauguração.  A mesma situação foi registrada no Ipem, no Arraial Donato Alves – que teve o nome trocado para “Nonato Alves”. O fracasso do São João patrocinado pelo governo salta aos olhos. Enquanto isso no Arraial da Cidade…

3

Astro de Ogum em estado de graça…

Enquanto o governo Flávio Dino – que lhe tomou o parque da Vila Palmeira – amarga o fracasso do São João ofi9cial – vereador comanda um dos mais agitados arraiais de São Luís, na Cohama

A população lota a área de shows para ver as atrações

A população lota a área de shows para ver as atrações

Se pensou em atingir o presidente da Câmara, Astro de Ogum (PMN), tomando-lhe o Parque da Vila Palmeira, o governador Flávio Dino (PCdoB) e sua turma fizeram um grande bem.

Astro é hoje o mais festejado produtor cultural do período junino, com o arraial mais festejado da cidade, no bairro da Cohama.

Barracas com comida de qualidade e bem frequentadas

Barracas com comida de qualidade e bem frequentadas

Lotado todas as noites, com barracas arrumadas, comida boa e gente bonita, o Arraial da Cidade tem todas as atrações tradicionais do São João e ainda abre espaço para cantores consagradíssimos, como Alcione, que faz show neste sábado.

O Arraial da Cidade é sucesso de público e de crítica, e Astro de Ogum agradece.

Principalmente a Flávio Dino e sua turma…

8

Imagem do dia: mas, afinal, quem é “Nonato Alves”?!?

A placa homeageando "Nonato" no lugar de "Donato". O vazio do terreiro é uma outra história...

A placa homeageando “Nonato” no lugar de “Donato”; o vazio do terreiro será uma outra história…

O governo Flávio Dino (PCdoB) dá mostras cada vez maior de que seus integrantes vivem esmo em um mundo só deles.

A placa acima é do antigo Arraial do Ipem, que deveria ser rebatizado de Arraial Donato Alves, em homenagem amo do Boi de Axixá.

Mas saiu este “Nonato Alves”.

E onde estavam os técnicos da Secretaria de Cultura? Por onde anda Ester Marques, a titular da pasta, pesquisadora da área?

São fatos que só ocorrem com quem vive em outra sintonia.

Fora da realidade…

16

São João da depressão..

Em pleno junho, as barracasa da Prça Maria Aragão ainda estão sendo montadas

Em pleno junho, as barracasa da Prça Maria Aragão ainda estão sendo montadas

Por Yglésio Moyses*

O Maranhão não é um estado rico. Aceitem…

Aqui não tem ouro, não tem pedras preciosas, não tem nenhuma fonte extraordinária de petróleo e gás sendo explorada, não tem água em abundância, não tem gado de qualidade, não tem agricultura organizada.

Não tem núcleos de inteligência, não tem economia relacionada a inovação, enfim, nada gera riqueza aqui.

O que poderia gerar riqueza seria o turismo: ecoturismo e/ou o turismo relacionado às festividades, mas assassinaram esta atividade no Maranhão de uns anos pra cá.

Agendas negativas no quesito violência, passagens caras e voos com péssima capilaridade, serviços caríssimos e de má qualidade, falta de treinamento dos funcionários, enfim, trazer alguém pra passar uns dias aqui hoje é passar vergonha.

Eu já convidei antes muitos amigos de fora pra virem pra cá. Hoje eu não faço mais. Sinto vergonha…não acho que o arroz de cuxá com camarão ou a carne de sol do sertão vão salvar a imagem do forasteiro sobre o Maranhão.

Lamento muito ser dia 8 de junho e não ter visto uma placa, outdoor, bandeira na ponte, adesivo de carro,moto, nenhuma menção nos portais governamentais da internet, nada disso. O que eu vejo nesses portais é apenas personalismo, culto à personalidade dos dirigentes e bem pouco investimento midiático em turismo.

Os hotéis estão fechando, os restaurantes começam a fazer promoções para poderem vender.

Parece que o “milagre cearense” aqui aconteceu ao contrário: vivemos a derrocada do turismo no Estado e nem as matracas troando e os pandeirões batucando fazem as pessoas acordarem para a morte do São João a sangue frio, em praça pública, menos de 4 meses depois do assassinato do Carnaval.

Até quando tanta negligência com o turismo daqui?

Em breve, assim como no nosso defunto Carnaval, os maranhenses que guardam as economias e vão pro Rio e Salvador irão guardar seus vinténs pra viajar pra passar o São João na Paraíba.

Quem achar um visitante de fora, por favor poste as fotos na minha linha do tempo. Nunca mais vi um forasteiro por estas bandas. Seria legal ver alguém de fora (pelo menos aqui no Facebook) injetando dinheiro na nossa economia a cada dia mais capenga.

Com essa gestão nanica da cultura e do turismo locais, nem uma panela de camarão frito salva.

*Médico, estudante de Direito e suplente de deputado estadual
9

É São João!!!

Na Paraíba é assim…

 

campinaSite da prefeitura de Campina Grande com destaque para as festas juninas, tradicional no estado da paraíba tanto quanto é no Maranhão. O site faz a festa, mostrando atrações e eventos relacionados ao período.

Em São Luís é assim…

 

Os sirtes do governo exibem o culto à personalidade de Flávio Dino. E só..

Os sirtes do governo exibem o culto à personalidade de Flávio Dino. E só..

Site do governo maranhense, Nenhuma referência ao São João do Maranhão, que tem no Bumba-Meu-Boi um dos principais destaques. Até sexta-feira, o site não fazia qualquer referência ás festas juninas.

1

Festival de toadas em Santa Inês…

As vozes femininas marcaram o encontro

As vozes femininas marcaram o encontro

Única voz feminina entre as 12 concorrentes, a cantadora de boiadas Maria Cordeiro foi a grande campeã do primeiro Festival de Toadas de Santa Inês. Ela venceu com a toada “Terra Querida”, composta e interpretada pela própria Maria Cordeiro.

Na segunda colocação ficou a toada “Minha Santa Inês”, cantada por Ribamar Cabelo Fino.

Em terceiro lugar ficou a toada “Santa Inês”, do Boi Rei das Ondas. O prefeito de Santa Inês, Ribamar Alves, garante que o evento entrará para o calendário cultural do Estado.

A população participou da festa em meio aos grupos

A população participou da festa em meio aos grupos

O festival aconteceu nos dias 29 e 30 do mês passado, na Praça Viva Lobato, em Santa Inês, reunindo um grande público do Vale do Pindaré, uma mostra que a cultura do bumba-meu-boi permanece viva na região.

“No próximo ano, ampliaremos a divulgação e tornaremos o Festival de Toadas de Santa Inês em um evento do calendário maranhense, engrandecendo ainda mais a cultura da nossa região, pois o Governo da Gente valoriza as ações que elevam o nome do nosso município”, Ribamar Alves, prefeito de Santa Inês.

A mesa julgadora foi composta por Raimundo André (presidente), Jojoh Fersan, Luís Silva, Paulinho do Samba e Celso Aires. Os jurados julgaram os quesitos interpretação; letra e melodia; performance no palco; tempo de execução (não superior  a cinco minutos) e originalidade.

O colorido dos grupo de bumba-boi marcaram o evento

O colorido dos grupo de bumba-boi marcaram o evento

Concorreram na final do dia 30/05 as toadas Terra Querida (cantada por Maria Cordeiro); O Tempo Mudou (Mestre Chiquinho); Santa Inês, Terra Amada (Nonatinho da Rita); Minha Santa Inês (Cabelo Fino); Agonia do Povo (Alberto da Conceição); Santa Inês (Boi Rei das Ondas); É Forte Meu Rojão (João Evangelista); Menino Sonhador (Aldemir Nunes); A Cultura de Santa Inês (João do Boi); Orgulho do Maranhão (Nonatinho da Água Preta) e Linda Princesa (de Anthony Augusto). A toada Santa Inês, que seria interpretada por Zequinha do Açúcar, não foi apresentada.

De acordo com a organização do Festival, ao todo foram inscritas 19 toadas, sendo que as 12 classificadas para a final farão parte de um CD que a Secretaria de Cultura da Prefeitura de Santa Inês mandará produzir.

 

3

Imagem do dia: Astro repassa o parque a Dino…

Dino e Astro no parque folclórico

Dino e Astro no parque folclórico

O presidente da Câmara Municipal, vereador Astro de Ogum (PMN), entregou hoje, oficialmente, o Parque Folclórico da Vila Palmeira ao governo Flávio Dino (PCdoB). Astro é ligado à Federação das Entidades Folclóricas e Culturais do Maranhão (Fefcema), que administra o parque desde o final dos anos 90. Cedido pelo governo Roseana Sarney, o parque permaneceu sob comando da entidade também nos governos Zé Reinaldo, Jackson Lago, e novamente sob Roseana – com eventos culturais e ações sociais em suas dependências. Só agora, por decisão da secretária Ester Sá Marques, Flávio Dino decidiu reaver a gestão. Ele garante que o local estará funcionando no São João. Há quem duvide…