17

O cacife de Tadeu Palácio…

Tadeu Palácio aind atenta convencer Flávio Dino a apoiá-lo

Sem a presença do ex-deputado federal Flávio Dino (PCdoB) na sucessão municipal de São Luís, o ex-prefeito Tadeu Palácio (PP) surge como o principal oponente do atual prefeito João Castelo (PSDB).

Pelo menos no grupo que gravita em torno do comunista, formado ainda pelo PTC, PPS e PSB.

E não apenas por já ter ocupado o cargo, mas por ter em sua base eleitoral algumas das principais bases da capital.

Palácio tem força entre os membros do Programa Saúde na Família, no Sindicato dos Professores – com ênfase nos contratados – e, principalmente, entre os funcionários do Programa de Combate a Endemias.

Além disso, mantém viva uma militância pedetista que o apoia nos Conselhos Tutelares e nas comunidades.

O ex-prefeito tem que se viabilizar, primeiro, no grupo que circunda Flávio Dino, é verdade.

Mas seu cacife eleitoral próprio já começa a ser levado em conta por este grupo.

E pode fazer diferença na disputa…

 

27

A ingratidão de Neguinho da Beija-Flor…

 

Neguinho da Beija Flor: comeu e cuspiu no prato

Do blog de Jorge Aragão

É impressionante como algumas pessoas conseguem mudar de opinião da noite para o dia ou simplesmente se acovardar e deixar de dizer o que pensam no momento apropriado em troca de benesses.

Além de infeliz na declaração, o puxador de samba Neguinho da Beija-Flor foi injusto quando afirmou: “Nada contra o Maranhão, mas quando se mistura samba com política, ninguém gosta”.

A declaração é extemporânea e sem sentido nenhum.

Extemporânea porque não era o momento; se Neguinho da Beija-Flor pensasse assim, ele como uma das pessoas influentes dentro da escola de samba deveria ter emitido sua opinião anteriormente.

No entanto, preferiu se calar e gozar de algumas benesses como por exemplo, cantar no Baile de Gala do Maranhão. Continue lendo aqui…

38

Beija-Flor pode ganhar, mas…

Supervalorização da história do negro na Beija-Flor

A Escola de Samba Beija-Flor explorou mal o enredo sobre a história de São Luís.

Enfatizou demais a história da raça-negra – que é apenas um dos diversos componentes da formação cultural da capital maranhense.

Deixou de fora aspectos culturais, arquitertônicos e culinários tão relevantes quanto.

O casario colonial de São Luís foi retratado apenas no último carro, exatamente o que homenageava Joãosinho Trinta – e, mesmo assim, misturado ao Cristo Redentor, numa alusão a outro enredo do carnavalesco maranhense.

Justamente pelo colorido, carro Bumba-boi chamou mais atenção na avenida

O desfile pareceu mais uma festa de exaltação à “mãe África”, com carros sombri0s, contando o calvário dos negros na colonização – e esculturas de seres místicos e mostruosos, que muita gente ficou entender.

Não era esta a proposta.

Seres como este ficaram sem propósito no enredo

O que deveria ser exaltado era a própria cidade, seus casarões, as expressões culturais, seu folclore, suas festas e sua tradição hospitaleira.

Nada disso se viu na Marquês de Sapucaí.

Além disso, com membros demais, a escola passou como um raio pela avenida, dificultando a visualização das alegorias e adereços.

A homenagem a Joãosinho se sobrepôs à proposta do enredo

A Beija-Flor está no páreo do carnaval carioca, até por conta da tradição de campeã.

Mas há outras pedreiras na disputa.

Inclusive a Mangueira, que emociona em qualquer situação…

8

Enredo da Beija-Flor sobre o Maranhão é destaque internacional…

 

Portal internacional destaca Beija-Flor

Correspondentes internacionais vêm exaltando o enredo de 2012 da Escola de Samba Beija-Flor de Nilópolis como um dos melhores do Rio de Janeiro – mesmo antes da apresentação da escola.

A escola homenageia os 400 anos de São Luís, capital do Maranhão.

No sábado, o portal “The Rio Times”, distribuído em 90 países de língua inglesa, discorre sobre a escolha do tema e reforça que a Beija-Flor tem sido vitoriosa por não temer debater temas controversos.

Casal dá show em apresentação

E afirma: “este ano não é diferente, com a história de São Luís, uma ilha fundada por Franceses, invadida por holandeses e, mais tarde, assumida por portugueses”.

O portal dá destaque também a vários aspectos da cultura maranhense e ouve opinião de turistas e cariocas sobre sua história.

A Beija-Flor foi a penúltima escola a desfilar na Marquês de Sapucaí, já nadrugada desta segunda-feira.

E mais uma vez, levantou o público, desta vez, cantando os encantos de São Luís.

Para o mundo inteiro ouvir…

2

PDT entre Castelo, Edivaldo e até Washington…

Castelo é a opção prioritária do PDT, mas pode não levar

Ainda envolto nas questões internas que lhe tiram o brilho histórico em São Luís, o PDT já trabalha com três hipóteses nas eleições da capital maranhense.

O apoio ao prefeito João Castelo (PSDB) é hegemônico, mas já começa a dividir espaços com a tese de aliança com o deputado federal Edivaldo Júnior (PTC) e até coligação com o PT,de Washington Oliveira.

Pelas relações históricas, Oliveira também entra no páreo

Mesmo com seu presidente nacional, Carlos Lupi, afastado do Ministério do Trabalho, o PDT mantém-se na base da presidente Dilma Rousseff (PT). E como tal, não se vê à vontade para dobradinha com tucanos no Maranhão.

Júnior: opção mais pragmática

Por isso, existe a hipótese de apoio a Washington Oliveira, ainda incipiencte nos bastidores do partido.

A articulação com Edivaldo Júnior tem fins mais pragmáticos.

O deputado, que se elegeu na coligação com o PSDB e com o PDT em 2010, tem como suplente ninguém menos que Weverton Rocha (PDT), hoje a principal figura pedetista no Maranhão.

Definida a crise interna, com a provável confirmação de Julião Amin para o comando regional, o PDT vai começar a discutir as eleições de 2012.

E o que parecia encaminhado poderá não ser tão simples assim…

8

Castelo recebe produtores de Festival Internacional de Rock…

 

João Casteloi, com produtores e secretários

O prefeito de São Luís, João Castelo (PSDB), recebeu, em seu gabinete, os organizadores do mega festival de rock Metal Open Air, Marcelo Caio de Andrade e Natanael Júnior.

Os dois produtores deram detalhes sobre o evento, que acontecerá nos dias 20, 21 e 22 de abril, no Parque Independência, com a participação de mais de 40 bandas bandas internacionais e nacionais. 

O evento já está sendo considerado como um dos maiores do gênero das Américas. 

Para se ter uma ideia, dos Estados Unidos estarão presentes, em São Luís, as bandas Anthrax, Exodus, Fear Factory, Megadeth, Obituary, OTEP, Synphony X, além de bandas da Alemanhã, Canadá e Inglaterra.

Juntamente com alguns secretário, Castelo ouviu sobre a importância de um evento de porte internacional, realizado no ano do centenário de São Luís. No período, a capital maranhense vai receber visitantes das cinco regiões do país e até de outros países.

Para o secretário de Turismo, Liviomar Macatrão, não há dúvidas de que o festival  de rock será importante para a cidade.

– É um evento grandioso que impulsionará o trade turístico de São Luís. E daremos as condições para recepcionar todos os participantes do evento, dos artistas ao público em geral – afirmou.

 

A logomarca do evento

Eventos como este costumam ocorrer apenas  em cidades do Sul e do Sudeste. Segundo os organizadores, São Luís foi escolhida justamente pela simbologia do Quarto Centenário.

Dezenove bandas nacionais estão no calendário do Metal Open Air para se apresentarem nos palcos do Parque Independência. São elas: Almah, Andre Matos, Attomica, Dark Avenger, Drowned, Expose Your Hate, Hangar, Headhunter D.C., Korzus, Matanza, Motorocker, Obskure e outras.

Maiores detalhes para os interessados no festival Metal Open Air podem ser consultados no site www.metalopenair.com

4

Reação a Edivaldo Júnior no grupo de Flávio Dino…

 

Ausente do debate, Holanda Jr. aposta no apoio de Flávio Dino (Charge: blog do Décio)

Aliados do deputado federal Edivaldo Holanda Júnior (PTC) andaram espalhando, semana passada, que ele já havia sido escolhido como candidato de Flávio Dino (PCdoB) a prefeito de São Luís.

Não é verdade!

Este blog conversou com todos os interessados na disputa – Tadeu Palácio (PP), Eliziane Gama (PPS), Rubens Pereira Júnior (PCdoB), Marcelo Tavares (PSB) e Márcio Jerry (PCdoB).

Nenhum deles confirma a decisão de Flávio Dino. Mais: acham estranho uma decisão tomada depois da reunião do dia 27 de janeiro.

Já lançado pré-candidato pelo PP, Palácio declarou-se surpreso com a notícia da decisão de Dino. “Ninguém nunca me procurou para tratar do assunto”, afirmou.

Eliziane Gama , que também pretende ser candidata pelo PPS, argumenta que o grupo se reúne desde setembro, e Edivaldo nunca participou das reuniões. “Todos são bem vindos, mas não faz sentido chegar agora já impondo o nome“, ponderou.

O mais perto daquilo que Edivaldo Júnior plantou na blogosfera foi dito por Marcelo Tavares (PSB).

Acontece que Edivaldo Júnior decidiu vir a São luís. Me procurou e me comunicou que seria pré-candidato. O aconselhei a dizer isso a todos os pré-candidatos – afirmou Marcelo.

O problema é que Holanda Júnior ainda não procurou ninguém, provalvemete acreditando nas garantias que podem ter sido dadas por Flávio Dino.

Diante da reação dos aliados, no entanto, ele não terá vida fácil no grupo…

1

Edivaldos ainda não descartaram apoio a Castelo…

Holandas: agora com trunfos para Castelo

Os Edivaldo Holanda, pai suplente de deputado estadual e filho deputado federal, não foram ao encontro da oposição em São Luís, sexta-feira, simplesmente por que não quiseram.

Eles ainda não descartaram o apoio ao prefeito João Castelo (PSDB). Aliás, Castelo ainda é o candidato mais forte para receber o apoio do PTC.

Por isso Edvaldo Júnior não foi ao encontro patrocinado pelo PCdoB, manando apenas representante para dizer as coisas da praxe política.

E nem vai a outros. E nem vai falar sobre eleições de São Luís.

Desde que assumiu a vaga na Câmara, Holandinha nunca deu entrevistas políticas à imprensa de São Luís, e nunca participou de eventos públicos em São Luís, exatamente para não se queimar em relação à eleição.

Seu pai agiu da mesma forma. Entrou mudo e saiu calado da Assembléia.

Mas agora, tem um trunfo para renegociar o apoio a Castelo. Ficando no cargo, não teria cacife para tratar com o prefeito. Agora tem.

Até março, os Holanda – pai e filho – dirão de que lado estão.

E não é o de Flávio Dino & Cia…

8

Edivaldo Júnior não participará de encontro do PCdoB…

Edivaldo Júnior mantém distância do debate

Apesar de constar na relação de convidados do PCdoB, divulgada há duas semanas – e de ter sido apontado como preferido do ex-deputado Flávio Dino para substituí-lo na sucessão municipal – o deputado federal Edivaldo Holanda (PTC) não participará do encontro desta sexta-feira, promovido pelo comunista.

Holanda Júnior será representado pelo dirigente partidário Milton Callado.

O próprio PCdoB teve que admitir a ausência do parlamentar na nota-convite sobre o encontro, distribuída hoje. Não há informações sobre os motivos que levaram Holanda a ignorar o encontro.

Edivaldo Holanda Júnior era apontado como um dos principais nomes na disputa pela Prefietura de São Luís até o início do mês, quando veio a público supostas negociações suas com vários grupos políticos.

A revelação causou o imediato afastamento do seu pai, homônimo, da Assembléia Legislativa – ele ocupava a vaga de Graça Paz (PDT), aliada do prefeito João Castelo (PSDB).

Mesmo assim, esta semana o blog de Jonh Cutrim revelou ser Edivaldo Júnior o preferido de Flávio Dino para ser o seu candidato a prefeito, precedendo Bira do Pindaré (PT), Eliziane Gama (PPS), Roberto Rocha (PSB) e Tadeu Palácio (PP), exatamente nesta ordem.

A preferência parece não ter convencido “Holandinha”, que vai se manter distante do debate público sobre a sucessão.

Aliás, como vem fazendo desde que assumiu mandato federal…

14

Com Washington, São Luís tem a chance de ver governo e prefeitura trabalhando juntos, diz Ricardo Murad…

Governador cumpriu hoje, com Murad, mais uma etapa de inaugurações

O secretário de Saúde, Ricardo Murad, defendeu hoje, durante inauguração de mais uma unidade de saúde em São Luís, a relação mais próxima entre o Governo do Estado e a Prefeitura dsa capital maranhense.

Para Murad, com a candidatura do vice-governador Washington Oliveira (PT) a prefeito, esta sintonia tem maiores chances de se consolidar a partir de 2013, já que a postura personalista do prefeito João Castelo (PSDB) impede a aproximação com o governo Roseana Sarney (PMDB).

O Maranhão tem tido uma parceria muito boa com a presidente Dilma Roussef (PT). Agora, imaginem vocês se nós tivermos o Governo Federal, o Governo do Estado e a Prefeitura de São Luís nessa linha, todo mundo trabalhando junto para fazer aquilo que a gente precisa fazer pela nossa capital – defendeu o secretário.

Acompanhado do próprio Washington Oliveira, Ricardo Murad dsestacou que a parceria entre o governo Roseana e um prefeito alinhado ao projeto nacional garantirá à população resultados mais rápidos não só no setor da Saúde, mas na infra-estrutura, educação, turismo e até na segurança pública.

Usuário do Nina Rodrigues fazem apresentação para Washington (fotos: Handson Chagas)

Washington Oliveira disputa a indicação de candidato do PT a prefeito, e busca apoio de todas as correntes petistas.

Como trunfo para a disputa, ele tem exatamente o argumento de que é próximo da presidente Dilma Rousseff (PT), de quem foi assessor, e da governadora Roseana Sarney (PMDB), de quem é vice.

Na avaliação de Ricardo Murad, a população ludovicense não pode perder mais esta oportunidade de ter os governos Federal, Estadual e Municipal trabalhando em sintonia.