1

A importância de Valdêmio para as investigações…

Valdêmio: morto em queima-de-arquivo

Assassinado ontem, o quadrilheiro Valdêmio José Silva, passou informações preciosas à polícia sobre o assassinato do jornalista Décio Sá.

Embora tenha negado participação efetiva na trama para matar Décio, o criminoso forneceu dados que, cruzados, levaram á linha-mestra de investigação.

Foi a partir de Valdêmio que os investigadores restringiram o lastro da caça ao executor ao estado do Pará.

E a partir dele foram feitas as ligações entre o assassinato de Fábio Brasil e o de Décio Sá.

A execução de Valdêmio mostra que a quadrilha responsável pelo assasinato de Décio Sá tem tentáculos em todos os setores da sociedade.

Como, provavelmente, recebiam informações da sua delação, os mandantes o eliminaram em uma tentativa de queima de arquivo.

Mas já era tarde. O executor já estava capturado desde a semana passada – e não teve como negar a trama para matar Décio Sá.

Agora, todos estão atrás das grades…

14

Chiquinho Escórcio em defesa de Aluísio Mendes…

Escórcio: para ele, Aluísio deveficar

Diante da sistemática especulação dando conta da queda do secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, o deputado federal Chiquinho Escórcio (PMDB) decidiu sair em sua defesa .

– Aluísio é um homem leal ao nosso grupo político e um servidor correto do govero Roseana Sarney (PMDB). Demonstra confiança, competência e capacidade para comandar a pasta – afirmou o parlamentar.

O secretário Aluísio Mendes

Para Escórcio, a pressão pela saída do secretário atende a interesses contrariado dentro da Segup, e não ajuda nem a pasta nem o próprio governo.

– É claro que Aluísio incomodou ao assumir o posto. E tem atrapalahdo interesses pessoais dentro da secretaria. Mas tem sido correto até mesmo com os que o perseguem – desabafou Escórcio.

O deputado federal afirmou que, nas conversas que tem com a goernadora Roseana Sarney (PMDB) não vê nela a menor disposição em afastar Aluísio Mendes.

– A governadora sente-se satisfeita com  a integridade e competência do secretário. Quem aposta em sua queda, vai perder – concluiu.

É isso aí…

17

Cutrim volta a criticar política de Segurança de Roseana…

Cutrim: críticas duras à Segup

O deputado estadual Raimundo Cutrim (DEM) voltou hoje a criticar a política de Segurança implementada pelo governo Roseana Sarney (PMDB).

– O fato é que carece de gestão na Segurança Pública – afirmou o parlamentar, em entreveista à rádio Mirante AM.

Cutrim tem estatura para dizer o qeu diz. Foi secretáriod e Segurança por mais de dez anos, período em que o Maranhão experimentou os melhroes índices na Segurança Pública.

Hoje, há reclamação generalizada. Delegados estão em greve, policiais insatisfeitos e, até na PM, há focos de cisão quase em todas as patentes.

Nem o argumento de que Cutrim poderia estarcom “dor de cotovelo” por não ter voltado ao posto justifica.

A Segurança do Maranhão está gravíssima, há uma greve que se arrasta por mais de 70 dias, e o Governo ainda não solucionou esta situação. O Maranhão hoje vive uma guerra civil de morte de pessoas. Só aqui em São Luís, houve mais de 68 homicídios – declarou o parlamentar, em entrevista ao blog de Jorge Aragão.

E o endereço das críticas é claro: o atual secretário Aluísio Mendes.

Vir aqui e querer dizer que essa situação é por problema de falta de efetivo e falta de recursos, não é verdade, pois não é apenas isso. Nós sabemos que o sistema de Segurança não se faz só com efetivo e com dinheiro, se faz com força de vontade e com gestão. Então, nós precisamos ter gestão no sistema de Segurança – atacou.

Na última vez que esteve na Assembléia, Mendes apontou exatamente a falta de efetivo para os problemas da Segurança.

Cutrim, portanto, sabe exatamente em quem quer atirar…

6

Segup acata opinião do blog e afasta delegado-agressor…

Por atitudes como esta, esta equipe de policiais foi retirada das ruas

O bom senso prevaleceu na Secretaria de Segurança Pública e o delegado Alberto Castelo Branco foi afastado de suas funções na Delegacia de Costumes.

Oito dias depois de ter agredido e mandado prender, sem motivos, um funcionário da Caema, Castelo Branco está fora das ruas – ele e seu grupo de policiais.

Exatamente como este blog opinou em dois post’s sobre o assunto, publicados nos últimos dois dias. (Releia aqui e aqui)

Para o blog, não fazia sentido que o delegado e os policiais continuassem atuando na Delegacia de Costumes mesm respondendo a acusações de truculência e abuso de autoridade.

A Delegacia de Costumes lida com donos de bares, empresários do ramo de festas e diversões e com frequentadores da noite. Nestes ambientes, é preciso equilíbrio para tratar com eventuais alcoolizados ou tumultos resultantes de fins de festa.

Se ele a equipe de policiais não teve equilibrio para encarar uma situação do cotidiano de São Luís, poderia criar mais problemas ainda na noite da cidade.

Tanto Alberto Castelo Branco quanto os seus policiais ficarão à disposição da Corregedoria de Polícia até o fim do inquérito administrativo aberto para apurar o caso envolvendo o trabalhador da Caema.

Eles são acusados de abuso de autoridade, constrangimento ilegal e agressão à mão armada…

35

Segurança Pública: objetivo é a queda de Aluísio Mendes

As ações dos presos são cada vez mais violentas, como que orquestradas de fora

Está mais que claro.

Os estranhos acontecimentos vividos no setor da Segurança Pública nos últimos meses têm apenas um objetivo: derrubar o atual titular da pasta, Aluísio Mendes.

São ações obscuras, ao que tudo indica comandadas por setores igualmente obscuros da própria Segup.

A rotina da segurança é cada vez mais chocante

Embora não assumam, delegados detestam receber ordens de um agente de polícia – ainda que seja um agente da Polícia Federal.

Ontem, mais dois fatos: o assassinato de um preso na CCPJ do Anil e o furto de R$ 30 mil do cofre do Fundo Penitenciário.

Se o secretário não se impuser, se a governadora não se impuser, a situação tende a se agravar.

Este tipo de gente não tem limites…