2

Os senadores de 2022…

Em meio ao debate sobre presença do governador Flávio Dino na sucessão do presidente Jair Bolsonaro, vaga hoje ocupada pelo tucano Roberto Rocha começa a ser cobiçada por um sem número de pretendentes

 

A VAGA ATUAL É DE ROBERTO ROCHA, E PODERIA SER DE FLÁVIO DINO; mas outros personagens podem surgir na disputa

O senador Roberto Rocha (PSDB) encerra o seu mandato no Senado em 2022; e tinha no atual governador Flávio Dino (PCdoB) o mais provável adversário pela vaga. (Entenda aqui)

Mas com a cada vez mais consolidada candidatura de Dino à presidência, a vaga de Rocha passa a ser cobiçada por um grupo cada vez maior de interessados.

É claro que, com a saída do governador do páreo, o próprio atual detentor do mandato ganha cacife ainda maior para tentar a renovação da vaga.

Mas há nomes de peso interessados em ser senador em 2022.

Entre os deputados federais, o pedetista Gil Cutrim e o republicano Josimar e Maranhãozinho já falam abertamente do interesse entre os colegas.

Outro que se cacifa à medida que se consolida como presidente da Assembleia Legislativa é o deputado Othelino Neto (PCdoB).

Fala-se também do atual prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PDT) e no secretário-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares (PSB).

SE ESTIVER FORTE NA DISPUTA PRESIDENCIAL, Flávio Dino tem cacife para bancar Brandão ou Tavares

Caso seja mesmo candidato a presidente, a vaga de senador poderia ser usada por Dino como moeda de negociação para garantir um candidato do seu grupo a governador.

Neste caso, o atual vice-governador Carlos Brandão (PRB) passaria a ser opção senatorial.

E até mesmo o prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (ainda no PSDB) – prestes a deixar o cargo para assumir vaga no governo – seria cotado para o posto.

Ainda faltam mais de três anos para as eleições gerais de 2022.

Até lá, no entanto, muitos nomes surgirão – e outros passarão a ser esquecidos – na disputa da única vaga ao Senado.

Mas é pouco provável que o posto seja ocupado por alguém de fora deste grupo…

0

Eliziane Gama destaca chegada de Simone Tebet na CCJ do Senado…

Senadora maranhense faz análise sobre o aumento da participação feminina nas instâncias de poder em Brasília, destaca a atuação do PPS e reafirma compromisso

 

A senadora Eliziane Gama (PPS) participou da posse da colega Simone Tebet (MDB-MS) na Comissão e Constituição e Justiça do Senado Federal.

– É a primeira vez que temos uma mulher presidindo a mais importante comissão dessa Casa, a CCJ, por onde passam todas as matérias desta Casa. a presença da Simone nesta comissão é muito simbólica e muito importante. Por isso fiz questão de participar – afirmou Eliziane.

Destacando a participação feminina nas instâncias de poder do Congresso Nacional, Eliziane ressaltou o avanço da participação feminina na Câmara. E destaca que, apesar da redução da bancada feminina no Senado, no conjunto, o ganho foi grande.

Eliziane destacou também a vice-presidência do PPS na Comissão de Relações Exteriores.

– É a comissão que trata da soberania nacional. Portanto, é um momento importante de participação do PPS nesta comissão – destacou.

Como líder da bancada do PPS, Eliziane pretende atuar de forma mais efetiva no Senado levantando uma de suas principais bandeiras, a defesa da mulher.

A parlamentar pretende discutir todos os temas ligados à agenda feminista…

0

Emendas de Weverton protegem aposentados na reforma da previdência…

Senador quer ampliar de 10 para 20 dias o prazo para defesa do segurado investigado por irregularidade; e quer evitar também o corte do benefício já após a primeira defesa

 

O senador Weverton Rocha (PDT) apresentou cinco emendas à Medida Provisória 871, que vem sendo batizada de mini reforma da Previdência.

A MP institui um programa para analisar possíveis irregularidades no recebimento de benefícios e é vista como um teste da aceitação da reforma da Previdência, que deve ser enviada ao parlamento nos próximos dias.

“O combate às irregularidades é importante para manter a Previdência equilibrada, mas não posso concordar que isso seja feito limitando o direito à defesa do trabalhador ou dificultando o acesso ao benefício”, afirmou Weverton ao protocolar as emendas na segunda-feira (11).

Em suas emendas, o senador amplia o prazo para que os segurados aposentados possam entregar sua defesa ao órgão de seguridade social em caso de investigação de irregularidades. O prazo determinado pela MP é de apenas 10 dias. Weverton propõe que seja de 20 dias para trabalhadores urbanos e de 30 dias no caso de trabalhadores rurais.

O senador também propõe que seja estabelecido um prazo de 20 dias para que o INSS dê resposta ao processo de defesa do segurado.

“Já que administração pública estabelece prazos para o aposentado, nada mais justo, que ter um prazo também para a resposta ao segurado. Existem casos em que o segurado fica meses sem receber informação do INSS e em alguns casos até com o benefício cortado”, explica.

Weverton também fez emenda para evitar que o benefício seja cortado logo ao fim da primeira defesa, dando ao segurando uma segunda chance de apresentar novas documentações caso os inicialmente entregues sejam insuficientes.

Ele também pede a supressão do artigo que prevê a obrigação de o empregado comprovar o recolhimento feito pelo patrão. Segundo Weverton, isso seria inverter o papel do trabalhador, que passaria a ser também fiscal do trabalho, quando há servidores que já cumprem essa função.

0

Roberto Rocha assina CPI para investigar barragem em Brumadinho…

Foi protocolado nesta quinta-feira (7), o requerimento que cria a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) para investigar as causas do rompimento da barragem da Vale em Brumadinho. O objetivo é identificar responsáveis pela catástrofe, possíveis falhas nos processos de licenciamentos dos órgãos competentes, os autores dos laudos técnicos, além das providências cabíveis para evitar novos acidentes.

Dos 81 congressistas, 44 assinaram o requerimento.

O senador Roberto Rocha, novo líder do PSDB no Senado assinou o documento.

“O Brasil quer respostas e providências. Há três anos foi a barragem de Mariana e hoje acontece novamente, mas e amanhã? É preciso investigar os fatos e o legislativo tem um papel relevante no aperfeiçoamento da legislação que trata do tema”, disse.

Ainda de acordo com o senador maranhense, todas as barragens brasileiras precisam passar por um processo de fiscalização mais rigoroso.

“Será necessário um esforço conjunto entre os governos estaduais e o governo central para averiguar a situação de cada uma delas”, disse.

A CPI tem prazo de 180 dias de funcionamento e será composta por 11 senadores.

A comissão prevê visitas in loco que podem ajudar na investigação das causas do rompimento da barragem.

0

Pela primeira vez, Maranhão tem senadores líderes de suas bancadas…

Com a confirmação de Roberto Rocha para a liderança do PSDB, estado terá os seus três representantes com assento no colégio de lideranças que decide os rumos da Casa

 

Roberto Rocha ao lado do presidnete do Senado, Davi Alcolumbre; liderança do PSDB e espaço nas instâncias de poder

A confirmação do senador Roberto Rocha como líder do PSDB garantiu ao Maranhão, pela primeira vez, assento integral no colégio de líderes do Senado Federal.

O colégio de líderes é a instância responsável pelos rumos da Casa – indicação de membros da Mesa e das comissões – e pela interlocução com a presidência da República.

Eliziane Gama e seus companheiros de PPS no Senado: liderança maranhense

Na semana passada, os senadores Weverton Rocha e Eliziane Gama já haviam sido escolhidos, respectivamente, líderes do PDT e do PPS.

Os senadores do PDT e o seu novo líder, o maranhense Weverton Rocha

É a primeira vez que o Maranhão tem todos os seus representantes como líderes de bancada no Senado.

Um avanço e tanto para o estado…

0

Weverton Rocha fala da formação da Mesa do Senado…

Líder do PDT na Casa, senador maranhense participa das discussões para compor o comando da Casa, que tem o amapaense Davi Alcolumbre como presidente

 

O senador Weverton Rocha (PDT) foi o porta-voz do Colégio de Líderes do Senado Federal, após a reunião desta terça-feira, 5, para definição dos cargos na Mesa da Casa.

– Estamos trabalhando para definição dos nomes de forma consensuada – explicou o parlamentar, para quem o PSDB deve ficar com a vice-presidência e o PSD com a primeira-secretaria. (Veja o vídeo acima)

A escolha dos membros da mesa será feita na tarde desta quarta-feira, 6.

Para Weverton, mesmo os partidos de oposição, como MDB e PT, deverão participar da Mesa do Senado, de forma proporcional.

Ele informou ainda que, semana que vem, serão definidas as comissões técnicas da Casa, com a indicação dos partidos ao colégio de líderes.

Da mesma forma que a Mesa, Weverton espera que as comissões sejam escolhidas de forma acordada com os partidos…

0

Eliziane de braços dados com São Luís e o Maranhão…

Senadora recebeu o prefeito da capital, Edivaldo Júnior, além do vice-governador Carlos Brandão e do prefeito de São Mateus, Miltinho Aragão

 

Eliziane Gama com Carlos Brandão, Edivaldo Júnior e Miltinho Aragão

Com o alinhamento que se reforçou durante toda a campanha de 2018, a Senadora Eliziane Gama (PPS), recebeu prefeito de São Luís, Edivaldo Júnior (PDT), em Brasília, nesta terça-feira (5).

– Recebi com muita alegria a visita do prefeito da capital maranhense, Edivaldo Júnior, quando renovamos nosso compromisso com melhorias para a cidade e para todo o Maranhão, por meio da minha defesa dentro do parlamento federal – destacou Eliziane.

A senadora recebeu também diversas outras lideranças maranhenses

Além do prefeito Edivaldo, participaram também do encontro o vice-governador Carlos Brandão (PRB) e o prefeito de São Mateus, Miltinho Aragão (PSB).

Eles estenderam seus votos de boa sorte e apoio à Senadora.

“Com esta forte e nova representação no Senado, temos certeza de que, não somente São Luís, mas todo o Maranhão terá grande apoio e benefícios no que diz respeito à continuidade da melhoria da qualidade de vida da população”, afirmou Edivaldo.

1

Eliziane ganha força com nova composição do Senado…

Antes mesmo de Davi Alcolumbre lançar-se candidato ao Senado, gabinete da parlamentar maranhense já comentava a força do senador amapaense na disputa contra Renan Calheiros

 

Eliziane ao lado de Alcolumbre e seus parceiros de bancada, após a eleição da Mesa do Senado

A senadora Eliziane Gama (PPS) esteve sábado, após a eleição no Senado, com o novo presidente da Casa, Davi Alcolumbre (DEM-AP).

Para muita gente, a eleição de Alcolumbre foi uma surpresa, mas no gabinete de Eliziane Gama já se falava sobre suas chances de se eleger, muito antes até de ele surgir como candidato.

A relação do presidente com a maranhense se deu, sobretudo, nos dias derradeiros antes da eleição, quando Renan Calheiros parecia surgir como opção.

A senadora e o marido, Inácio Melo, com o novo presidente, na festa de comemoração

Assim como o colega maranhense Weverton Rocha (PDT), Eliziane não abriu seu voto no Senado.

Mas sua relação com Davi Alcolumbre – e a condição de líder do PPS na Casa – garante forte prestígio na nova mesa.

0

Weverton e Eliziane vão comandar suas bancadas no Senado…

Nova geração de senadores maranhenses chegou com prestígio entre seus pares e ganharam postos de liderança, o que dá importantes espaços de poder na mais importante Casa Política do Brasil

 

Os senadores do PDT e o seu novo líder, o maranhense Weverton Rocha

Os senadores maranhenses Weverton Rocha e Eliziane Gama foram eleitos, nesta véspera da posse, líderes de suas bancadas no Senado.Rocha foi escolhido pelos senadores Cid Gomes (CE), Kátia Abreu (TO) Acir Gurgakz (DF) para liderar o PDT.

Eliziane, por sua vez, vai liderar a bancada do PPS,  formada pelos senadores Alessandro Vieira (SE) e Marcos do Val (ES).

É a primeira vez que dois senadores maranhenses estreantes na Casa garantem espaços de liderança.

Eliziane Gama e seus companheiros de PPS no Senado: liderança maranhense

O colégio de líderes é uma das mais importantes instâncias de poder do Senado, e tem interlocução direta com o presidente da República.

Weverton Rocha e Eliziane Gama também compõem o chamado Bloco Independente, formado por 13 senadores, de vários partidos.

Os dois maranhenses tomam posse nesta sexta-feira…

0

O fim de uma era; o começo de outra…

Quando o Maranhão amanhecer nesta sexta-feira, 1º, consolidará o encerramento de um ciclo de quase 40 anos no Senado; e começará outro, com novas perspectivas, novas visões e novos caminhos

 

Weverton Rocha e Eliziane Gama consolidarão a mudança de perspectivas na política maranhense

O blog Marco Aurélio D’Eça publicou ainda em 30 de janeiro de 2018 o post “Confronto de Gerações nas eleições maranhenses…”

Àquela época, já apontava como se daria o pleito que se iria ver no ano passado, entre um grupo das chamadas raposas políticas e jovens em busca de ocupar espaços de poder.

– Mas é no Senado e na vice que o confronto de gerações se estabelece mais claramente. As duas vagas em disputa são ocupadas hoje pelos senadores peemedebistas Edison Lobão e João Alberto 9ambos do MDB), cada um com mais de 40 anos de vida pública. (…) Mas as vagas de Senado e de vice também são cogitadas por jovens lideranças em plena ascensão política, como os deputados federais Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (PPS), o deputado estadual Alexandre Almeida (PSD) e o chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares (PSB), todos com idades entre 35 e 45 anos – lembrava o post.

Como se soube, a disputa pelo Senado se deu entre os decanos Lobão e Sarney Filho – que acabou substituindo João Alberto – e os jovens deputados Weverton Rocha (PDT), Eliziane Gama (PPS) e Alexandre Almeida (PSDB).

Weverton e Eliziane saíram das ruas eleitos e com um caminho aberto para o poder nos próximos oito anos; Lobão e João Alberto encerram na noite desta quinta-feira, 31, um ciclo de mais de 40 anos como protagonistas da cena política.

Lobão e João Alberto encerram um ciclo de quatro décadas, que começou a ser mudado ainda em 2018

A troca de guarda maranhense no Senado é a consolidação do encerramento do ciclo político que se viveu no estado nos últimos 50 anos.

Os novos donos do poder chegam agora com novos hábitos, nos projetos e novos caminhos.

Ainda dividem os espaços políticos, é claro, com representantes da velha guarda.

Mas a tendência que a renovação continue a partir das próximas eleições, com gente cada vez mais diferente a exercer o poder no Maranhão.

É aguardar e conferir…