1

Socorrão II exibirá fluxo de atendimento em tempo real…

Sistema implantado pela gestão do prefeito Edivaldo Júnior possibilitará às equipes tomar decisões mais rápidas sobre o atendimento em diversos setores

 

A Prefeitura de São Luís está trabalhando na implantação de um novo dispositivo de alerta luminoso que indicará o real fluxo de pacientes do Hospital Municipal Dr. Clementino Moura (Socorrão II) .

A ação reforça a política de saúde da gestão do prefeito Edivaldo Holanda Júnior e é coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde (Semus). A medida visa orientar os profissionais de cada setor na tomada de decisões imediatas visando à agilização do atendimento aos pacientes e à fluidez dos serviços no hospital que tem diminuído drasticamente a permanência de pacientes nos corredores.

– Nesse plano identificamos alguns gatilhos que vão mostrar em que nível de capacidade o hospital está. Em cada nível vai acender uma luz específica. A de cor branca, por exemplo, mostra que a lotação está em nível 1, o que indica que há pacientes entubados no pronto-socorro aguardando leito de UTI. O trabalho é feito de forma integrada e cada setor ou profissional saberá agir em cada situação em sua área, para melhorar o fluxo ao ser alertado da lotação da unidade. Todas estas medidas integram o plano de ação da gestão do prefeito Edivaldo para a área da saúde – explicou o secretário de Saúde, Lula Fylho.

O dispositivo é mais uma ação que integra um conjunto de melhorias concretas executadas pelo município para a otimização do fluxo de atendimento no Socorrão II resultado da implementação do projeto Lean nas Emergências, instituído pelo Ministério da Saúde com consultoria do Hospital Sírio-Libanês para dinamizar o atendimento em emergência de hospitais que atendem pelo Sistema Único de Saúde (SUS).

0

Vereador Gutemberg Araújo promove homenagem pelos 20 anos do Socorrão II

O parlamentar Gutemberg Araujo (PRTB) promoveu , na manhã desta segunda-feira, dia 24, uma solenidade no salão vip da Câmara Municipal de São Luís para comemorar os 20 anos do Hospital Clementino Moura, o conhecido Socorrão 2.

O evento foi muito concorrido e teve início com a oração dos capelães que atuam no hospital. A seguir, o parlamentar fez uma breve exposição da importância daquela casa de saúde para a comunidade maranhense. “Temos naquele espaço um lugar de acolhimento, de recuperação, de conforto e de alivio. Sem dúvida, o Maranhão não pode prescindir do Socorrão 2 e dos seus abnegados trabalhadores, homens e mulheres que marcaram seus nomes na história”, afirmou o vereador.

Estiveram presentes à solenidade  – e foram homenageados – a médica Clay Lago, viúva do ex-governador Jackson Lago; Dr. Francisco Gomes, primeiro diretor do Socorrão 2; Dra Joana Ramos da Rocha, Dra.  Cláudia Regina Nunes (viúva do médico Jonas Elói); Manuela Veiga, coordenadora do NAQH; Antonio Augusto (representando o médico Clementino Moura), Maria Elizabeth da Silva (Secretária da Direção), Zélia Maria Melo (enfermeira), Maria da Graça, Olindina Alves (nutricionista) e Dra Dorinei (atual diretora do Socorrão 2), além de representantes da Secretaria Municipal de Saúde, médicos, enfermeiros e demais convidados.

A solenidade foi marcada por momentos emocionantes, com os homenageados contando episódios de superação e alegria. Ao final, o parlamentar exibiu uma surpresa aos convidados: o registro das fotos feito à época da inauguração do hospital.

1

Médico filma o caos no Socorrão II após chuvas…

O vídeo acima foi gravado por um médico do Hospital Clementino Moura, o Socorrão II, após as chuvas desta segunda-feira, 9. Sem nenhuma estrutura garantida pela gestão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT), a unidade de saúde fica completamente vulnerável a qualquer situação. É a triste realidade da reeleição de Holandinha em São Luís

 

5

Mais um custo da reeleição de Holandinha: Socorrão II vira piscina após chuvas..

Hospital alagou completamente depois do temporal que caiu na manhã desta segunda-feira. A água invadiu praticamente todos os setores da unidade de Saúde, que demonstra falta de estrutura, mesmo após quatro anos de denúncias contra a gestão do prefeito

 

Na área de estabilização, pacientes e acompanhantes ficaram no meio do alagado

Bastaram as primeiras chuvas desta segunda-feira, 9, para que a população tivesse mais um exemplo do custo que foi para São Luís a reeleição – na marra – do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

O Hospital Clementino Moura, o Socorrão II, na região da Maiobinha – alvo de diversas denúncias ao longo dos quatro anos de gestão do prefeito – simplesmente inundou com as chuvas desta manhã.

A estrada entregue por Flávio Dino e Edivaldo, para ajudar na reeleição, não durou um ano

A água alagou todos o setores do hospital, dando provas de que, mesmo diante das denúncias de médicos, pacientes e visitantes, Edivaldo não tomou nenhuma providência para evitar que o período de chuvas viesse prejudicar novamente a unidade de Saúde.

Muitas imagens foram feitas pelos próprios médicos, aterrorizados pela situação.

Junto com a água, cestos de lixo dividem espaço com pacientes

Assim como na Saúde, em vários exemplos mostrados neste blog, São Luís sofre com a reeleição de Holandinha em vários outros setores.

Mas, agora, é ter que esperar mais quatro anos…

2

Com Flávio Dino, Gil Cutrim inaugura nova estrada do Socorrão II…

Estrada vai facilitar a chegada ao Socorrão II

Estrada vai facilitar a chegada ao Socorrão II

O governador Flávio Dino (PCdoB) e o prefeito Gil Cutrim (PDT) inauguraram neste sábado (06), durante uma grande festa popular, a nova Avenida Tancredo Neves, popularmente conhecida como Estrada do Socorrão II.

A solenidade contou com as presenças de várias lideranças políticas e comunitárias de São José de Ribamar, dentre elas o deputado Glalbert Cutrim (PDT); o ex-prefeito Luis Fernando; deputados federais; e vereadores.

Gil Cutrim agradece a ação do governador Flávio Dino

Gil Cutrim agradece a ação do governador Flávio Dino

A execução das obras de drenagem profunda e pavimentação, em um trecho de cerca de um quilômetro localizado no território do município de São José de Ribamar, foram solicitações feitas por Cutrim ao governador ainda no ano passado e figuravam como uma das principais reivindicações dos moradores desta região do município.

“Hoje, a Estrada do Socorrão II está maravilhosa. Com a obra de drenagem, não mais teremos que conviver com os constantes alagamentos e buracos. Queremos agradecer o prefeito Gil Cutrim e o governador Flávio, que uniram forças e executaram este importante trabalho”, afirmou o comerciante José Feitosa Lima, morador da Vila Cafeteira e que utiliza a Tancredo Neves diariamente.

Projeto vai modernizar e valorizar a região da Maiobinha

Projeto vai modernizar e valorizar a região da Maiobinha

Gil Cutrim agradeceu o apoio do Governo do Estado. De acordo com o prefeito, ao atender um importante pleito da população e da classe política ribamarense, o governador mostrou, mais uma vez, que tem compromisso com a cidade.

“Muito em breve, tenho certeza, estaremos juntos, eu e o governador, anunciando mais ações no setor da mobilidade urbana que, em muito, irão contribuir com o desenvolvimento de São José de Ribamar e melhoria da qualidade de vida do povo”, disse Cutrim.

A afirmação do prefeito foi ratificada pelo próprio Flávio Dino. Segundo o governador, a administração estadual sempre estará de mãos dadas com as Prefeituras da Grande Ilha objetivando implementar novas políticas públicas que promovam o desenvolvimento das cidades e de suas populações.

10

Menina com hidrocefalia é expulsa do Socorrão II, após 11 dias jogada na enfermaria…

Criança com hidrocefalia (imagem ilustrativa)

Mais um caso envolvendo a sucateada saúde do município de São Luís.

Gilson Nunes de Lima, natural de Chapadinha, foi obrigado a retirar sua filha, vítima de hidrocefalia, da enfermaria do hospital Socorrão II, após ser expulso do hospital.

Gilson conta que chegou há 11 dias no hospital, vindo de Chapadinha. A menina foi recebida e ficou jogada na enfermaria, sem nenhuma medicação.

Como o estado de saúde dela se agravava, sem atendimento, ele foi cobrar ação dos médicos, ocasião em que foi botado pra rua e proibido de continuar acompanhando a menina.

Sem saída, o trabalhador teve que tirar a filha do hospital, já que ela não podia ficar sem acompanhante – sobretudo pelo abandono médico que experimentava.

O caso foi denunciado à própria ouvidora do hospital, Maria Joaquina Lima Costa, que já produziu relatório.

Gilson ainda procurou a direção do Socorrão II, mas foi novamente destratado.

O caso foi registrado na Delegacia da Cidade Operária…