3

Lembra alguma coisa?!?

Ataques do presidente Donald Trump à imprensa americana – e a desqualificação de qualquer notícia que não o agrade – são a expressão máxima de um fenômeno que domina o mundo: o surgimento de imperadores políticos acostumados a ter tudo aos seus pés, sem aceitar opinião contrária

 

LEMBRA ALGO? Donald Trump: personalidade autoritária, incapaz de conviver com as diferenças…

Editorial

O editoriais de mais de 100 jornais contra o presidente norte-americano Donald Trump expressam algo tão familiar quanto nojento na política; ditadores radicais com ódio da liberdade de expressão são fenômenos cada vez mais mundiais e sem ideologia definida.

Trump odeia a imprensa simplesmente porque a imprensa não segue sua cartilha; Trump chama de fake news toda e qualquer notícia que não o agrade.

É a forma de desqualificar a mensagem atacando ou ferindo de morte o mensageiro, como bem definiram os jornais americanos.

Mas a postura do presidente dos Estados Unidos é muito mais familiar do que se imagina.

Tiranos acostumados a ter tudo aos seus pés, tendentes a querer impor suas vontades, assolam todas as regiões do espectro político.

Seja na esquerda, seja na direita.

A imprensa – no mundo, no Brasil ou no Maranhão – é formada por seres humanos sujeitos a erros e equívocos. Mas, ainda assim, é o maior instrumento de manutenção da liberdade.

Atacá-la é a única forma que os ditadores têm de se impor.

EM TODO LUGAR. Jornal New York Times, um dos mais atacados pelo tirano norte-americano

Assim como qualquer tirano – de esquerda e de direita – Donald Trump classifica a imprensa de “inimiga do povo” porque a imprensa mostra que ele, na verdade, é um inimigo do país.

E os conceitos de vida em sociedade, de Justiça, de mercado e de família, para esses tiranos, são sempre os mesmos, sejam eles oriundos de qualquer ideologia.

O radicalismo de um “coronel” da direita é o mesmo de um radical comunista, como o ditador da Coreia do Norte, por exemplo.

Por isso é que os radicais de direita e de esquerda se odeiam tanto: os iguais se repelem, naturalmente.

Uma imprensa amordaçada, humilhada, desqualificada e desacreditada só interessa aos ridículos tiranos, estejam eles na América católica ou no império ianque.

E são estes, e não a imprensa, os verdadeiros inimigos do povo.

Simples assim…

1

STF deve por fim à censura de Flávio Dino à imprensa…

Reclamações Diretas serão analisadas por ministros da Suprema Corte, que têm se posicionado pela liberdade de expressão e contra a tirania dos que detestam ser criticados

 

Uma série de Reclamações Diretas, com pedido de Liminar, encaminhadas ao Supremo Tribunal Federal – inclusive algumas deste blog – devem começar a ser analisadas pelos ministros esta semana.

E é uma pancada nas pretensões ditatoriais do comunista Flávio Dino, que tenta impor censura a qualquer um que ouse discordar de seus conceitos.

As ações deste blog pedem o retorno de dois postas censurados pelo TRE a pedido de Flávio Dino.

Mas há também Reclamações de prefeitos, da ex-governadora Roseana Sarney (MDB) e de outros jornalistas amordaçados pelas decisões de censura.

Na semana passada, o STF decidiu, por unanimidade, liberar o deboche, a ironia e a sátira dos sites e páginas de humor contra candidatos.

Também liberou a crítica a políticos, deixando claro que apenas os tiranos são a favor da mordaça.

E agora o Supremo analisa diretamente o caso do Maranhão.

Onde a tirania tem imperado nos últimos anos…

5

Hildo Rocha compara Flávio Dino a Diocleciano, o perseguidor…

Deputado sai em defesa do secretário João Abreu e diz que o governador que se elegeu prometendo mudanças tem se dedicado apenas a perseguir adversários

Hildo Roha: Dino, um perseguidor

Hildo Roha: Dino, um perseguidor

Em pronunciamento na tribuna da Câmara, nesta quinta-feira, 1º, o deputado federal Hildo Rocha (PMDB) disse que o governador Flávio Dino implantou no Maranhão a política do medo e do terror para pressionar lideranças políticas ligadas à governadora Roseana Sarney.

Rocha pôs em dúvida a impessoalidade do juiz que decretou a prisão do empresário e ex-chefe da Casa Civil João Abreu.

– O juiz Osmar Gomes é pai de Bianca Rodrigues dos Santos, assessora do governador Flávio Dino – destacou o parlamentar. O deputado ressaltou que casos semelhantes culminaram em punição por parte do CNJ – Conselho Nacional de Justiça.

– O governador se elegeu prometendo mudanças para melhor. Mas, desde que assumiu tem se preocupado apenas em perseguir amigos e correligionários da líder política Roseana Sarney – declarou.

O parlamentar com parou Dino a Diocleciano, imperador romano que ficou conhecido pelo uso da truculência e da perseguição aos adversários.

– Flávio Dino usa os mesmos métodos do Diocleciano. Para mostrar que tem o poder mandou prender uma das maiores lideranças empresariais do Maranhão. Então nós podemos chama-lo de Flávio Diocleciano, o perseguidor – alegou. 

Saiba quem foi Diocleciano, o Perseguidor

3

O perfil de um tirano…

tirano1Todos eles se parecem. Vindos em trajes civis ou saindo das casernas, os tiranos latino-americanos formam uma confraria de espécie singular. O que primeiramente os identifica, além da personalidade autoritária, é o profundo desprezo pela normalidade constitucional. Gostam, porém, de fazer aprovar em parlamentos dóceis, magnas cartas com altissonantes boas intenções e as mais variadas proteções aos direitos das gentes, os quais eles são os primeiros a infringir. É a homenagem que a hipocrisia deles se vê obrigada a prestar às virtudes legais. Essa ausência de respeito constitucional tem por sua vez um sentido que é deixar todos inseguros. Assim, as coisas, homens ou bestas, e porque não dizer, até o clima dependem da veneta de Sua Excelência”

Do site Atualidade – História, com Voltaire Schilling

DitadoresÉ nessa altura que surge a figura do “protetor do povo”. Um líder suficientemente inescrupuloso para conduzir a massa, fazendo-se passar por seu benfeitor. Platão assim o descreve: “… nos primeiros tempos ele anda cheio de sorrisos, saudando a todos que encontra e negando que seja um tirano; promete muitas coisas em público e em privado, perdoa dívidas, distribui terras entre o povo e os de sua comitiva”. Nossos partidos de esquerda são povoados de protetores em potencial, sempre prontos a distribuir favores (e propaganda) com o bem alheio. Todavia, o tirano está sempre pronto a ver inimigos tanto internos quanto externos, que não permitem ao povo dispensar seu condutor, seu ” führer “. São esses inimigos que permitem-lhe cobrar impostos onerosos. Dessa forma também garante que qualquer descontentamento interno pode ser apontado como uma traição ao Estado. Dessa forma o tirano se vê obcecado em perseguir seus inimigos e ‘segue por esse caminho até não deixar com vida uma só pessoa de valor, quer entre amigos, quer entre inimigos‘”

tirania_abusoUm governante que usa sua condição temporária de poder para humilhar, denegrir, perseguir e fazer diferença entre aqueles que o elegeram e aqueles que escolheram democraticamente votar em outro candidato, não ficará muito tempo na posição que ocupa, pois a forma com que trata as pessoas, os cidadãos para quem tem a obrigação de governar com igualdade e respeito, além de demonstrar sua mesquinhez e total falta de valores morais como educação, independente do grau de instrução que tenha, demonstra seu real interesse na posição a que concorreu e mais dia, menos dia, a justiça dos homens, e de Deus, se faz”
Portal Jornalismo é atitude, com Tatiana Vasco
Não entendeu? Entenda aqui…