4

Após crítica do blog, Canindé anuncia troca de parada no Calhau…

O ponto reconhecidamente inadequado; será mudado após notícia do blog

O ponto reconhecidamente inadequado; será mudado após notícia do blog

O secretário de Trânsito e Transportes, Canindé Barros, conversou com o titular deste blog ainda na tarde de sábado, após post sobre uma parada de ônibus colocada em ponto no Calhau que impede o fluxo normal do trânsito. (Relembre)

Ao lembrar que a alça que dá acesso ao sentido Barramar da Avenida dos Holandeses foi feita na gestão de Ricardo Murad na extinta Gerência Metropololitana, Canindé lembra que o ponto foi colocado logo em seguida à inauguração da alça.

– Na gestão de Tadeu Palácio, eu retirei aquele ponto dali, mas ele foi recolocado na gestão de João Castelo (PSDB) – lembrou o chefe da SMTT, chamando atenção para o fato de o abrigo ser na cor verde, característica da gestão anterior.

Mas ele garantiu que vai tirá-lo novamente.

– De fato, aquele não é o ponto mais adequado. A parada poderia ficar na Holandeses, no sentido Olho D’Água,  e do outro lado, nas alças que vão para o Renascença e para a Ponta D’Areia – disse.

O problema é que muitos trabalhadores da região – inclusive militares da PM – não querem se dar ao trabalho e andar um pouco mais.

Mas, pelo menos, quem precisa saber reconhece que o ponto está em lugar inadequado.s uma prestação de serviço do blog…

10

Que inteligência teve esta ideia?!?

oniubs

Observe o ônibus acima.

Trata-se da rotatória do Calhau, ao lado do QG da PM.

O veículo faz uma tentativa de desvio à esquerda para o meio da pista, com o intuito de seguir para o Renascença, Ponta d’Areia ou para a praia do Calhau, por que só entrando na rotatória é possível seguir para um destes destinos.

Mas como fazer isso saindo do acostamento em uma via de trânsito intenso, como se vê na imagem?

O problema todo ocorre por causa desta parada, grifada em azul.

Algum inteligente da Secretaria de Trânsito e Transporte resolveu por um ponto de parada para ônibus exatamente ali, ao lado da caixa d’água – e exatamente no meio da via alternativa para quem pretende seguir no sentido Calhau/Olho D’água.

E o resultado é este visto na imagem: um veículo pesado tentando sair do acostamento, impedido pelos demais carros que seguem seu curso, e fechando a via de escape para quem segue seu curso.

Perguntar não ofende: o ponto de ônibus tinha que estar exatamente ali?!?

6

Holandinha aposta no asfaltamento…

Equipes realizam operações de asfaltamento na Arthur Carvalho

Equipes realizam operações de asfaltamento na Arthur Carvalho

O prefeito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior (PTC) tenta agora uma nova ação para reverter o desgaste na opinião pública.

Ele iniciou uma série de obras de recapeamento asfáltico em algumas das principais avenidas da capital maranhense.

Holandinha realiza obras de asfaltamento na Avenida General Arthur Carvalho, que liga o Turu à Maioba,  e também na Rua do Aririzal, que liga a Cohama ao Turu.

O recurso usado na obras vieram da Caixa Econômica Federal.

O prefeito ainda aguada liberação das parcelas dos R$ 20 milhões da parceria com o Governo do Estado para implementar novas ações.

Resta saber se ainda há tempo para reverter o desgaste na imagem…

4

Após denúncia do blog, prefeitura limpa matagal do Barramar…

Prefeitura iniciou agora pela manhã a limpeza da avenida

Dois dias depois de este blog denunciar que a avenida Santo Antonio do Calhau, no Barramar, estava tomada pelo mato, a Prefeitura de São Luís iniciou a limpeza da área.

Equipes do Instituto de Paisagismo iniciaram na manhã desta segunda-feira, 04, a limpeza do canteiro e dos meios-fios da avenida, desde o antigo Barramar até o limite do Altos do Calhau – que aliás, é a área onde o matagal está mas denso.

A alta de limpeza da área estava trazendo transtornos para motoristas e pedestres. Além de dificultar a visão de quem trafega na área, o mato aumentava os riscos de assalto na região.

A avenida Santo Antonio foi construída no final da gestão do prefeito João Castelo (PSDB), como alternativa de acesso do Calhau à Cohama e ao Vinhais.

7

A Via Expressa avança…

Numa das visitas iniciais às obras de construção da Via Expressa, o secretário de infra-estrutura, Max Barros (PMDB) disse que era importante a conclusão da parte asfáltica da avenida antes do período de chuvas.

Pela sua projeção, isso daria mais tranquilidade à construção das pontes necessárias quando as chuvas tivesse se abatendo sobre São Luís, já que as estruturas de concreto podem ser feitas no período.

Ao lado dos colegas Victor Mendes e Roberto Costa, Max acompanha colocação de piche

Ontem, Max Barros acompanhou o início da colocação da camada de piche – necessária para recebimento do asfalto – em um trecho de cerca de 300 metros, na entrada da via, na região do Jaracaty.

Com Costa e Rodrigo Comerciário no canteiro de obras

A avenida já chegou na altura da direção do Morais Center, no Cohafuma, com trechos de terraplanagem – próximo da área do Vinhais Velho, onde as casas desapropriadas já estão sendo demolidas.

Exatamente como previu Max Barros.

É assim que a Via Expressa avança

Mudando a paisagem na região composta por Jaracaty, Cohafuma, Vinhais, Ipase e Alemanha…

Imagens: D. Jesus (O Estado do Maranhão)
11

O quarto centenário…

Por Marcos Galvão

Algumas pessoas se assustam com o vertiginoso crescimento da nossa cidade, principalmente no setor imobiliário; pena que a prestação dos serviços públicos não acompanhou tal crescimento e a qualidade de vida na nossa ilha caiu e muito nos últimos dez anos…

Hospitais superlotados e com péssimo atendimento (inclusive os particulares), trânsito caótico, buracos mil, sistema de segurança público falido, rede de ensino pública carente de vagas, rodoviária e aeroporto obsoletos, sistema de saneamento básico praticamente inexistente (fora a falta d’água quando rompe a adutora), desmatamento, falta de preservação e investimento nas poucas áreas de proteção ambiental, feiras que parecem chiqueiros, estradas que não oferecem segurança e não suportam um simples feriadão, praias poluídas, centro histórico que fede a mijo e cocô …

Nem vou falar dos municípios do interior porque senão…

Esse é o retrato da nossa cidade às vésperas dos seus tão alardeados 400 anos.

Ah! que saudade da nossa São Luís dos anos 80.

12

Por que tanta força na periferia? Os quiosques da área nobre também não são pontos de crimes?

Com apoio do Ministério Público e da polícia, a Secretaria de Urbanismo tem agido com força na periferia de São Luís para acabar com o que chama de comércio irregular.

A justificativa é que estes pontos podem ser também pontos de outros crimes, como poluição sonora, tráfico de drogas e prostituição.

Pelo que se viu até agora nas imagens, os donos dos pontos são simples trabalhadores em busca da sobrevivência por conta própria, desiludidos que estão da esperança no amparo do poder público.

Mas por que a força bruta só na perfiferia?

Por acaso as barracas da Avenida Daniel de La Touche – Caprichos Pizzas, XanxanDuix e outras aberrações – também não estão irregulares?

Que dizer do mercado-persa em que se tranformou a área em frente ao Barramar, no Calhau?

Nada difere de uma invasão urbana a  área em frente ao Bom Preço do São Francisco, com barracas sujas e de higiene duvidosa.

Mas ninguém diz nada por que frequentadas pela classe média local. 

Tanto quanto os do Anjo da Guarda, todos são pontos comerciais irregulares, alguns com mais de 20 anos de existência.

E muitos dos agentes públicos que agem com rigor na periferia passam nestes “inferninhos” para o happy hour após o dia de trabalho – provavelmente orgulhoso por ter destruído o ganha-pão do proletário, enquanto se diverte no ambiente igualmente irregular do burguês.

Mas ninguém mexe, por causa das relações destes “empresários”. Geralmente são amigos ou parentes do deputado, do juíz, do secretário, do vereador…

E vão levando a vida, enriquecendo sob a benevolência do poder público.

Enquanto a periferia é tratada com um rigor insensivel e covarde…

As imagens são meramente ilustrativas
41

Two Towers perde o glamour…granfinos frustrados com a chegada de novos moradores

Lançado como o que de mais luxuoso e moderno São Luís teria em matéria de moradia, o Edifício Two Towers, na Península da Ponta D’Areia perdeu o glamour, menos de um ano após sua inauguração.

Pelo menos é o que pensam os seus primeiros e abastados moradores – com cacife para pagar até R$ 4 milhões por um apartamento.

Moradores abastados começaram a se decepcionar com a chegada do polêmico Alessandro Martins, dono (ou ex-dono) da Euromar, concessionária da Volkswagen, recentemente preso por crimes contra a ordem tributária.

A gota d’água, no entanto, foi a chegada de ninguém menos que José Gerardo Abreu, ex-deputado, que passou uma temporada na Penitenciária de Pedrinhas. Ele é o mais novo morador do 3º andar do Edifício – e foi um dos poucos a pagar à vista pelo imóvel.

Recém-beneficiado com a condicional, Gerardo ganhou recentemente R$ 18 milhões de uma ação contra a CEF – e tem outra ação de R$ 40 milhões contra a Volks.

Comprou o apartamento à vista e contratou ninguém menos que a arquiteta Fernanda Andrade para decorá-lo.

Para o abastados e novos ricos que compraram apartamentos no local, acabou-se o requinte do prédio.

E como diria Lady Kate, dinheiro José Gerardo tem, “só lhe falta-lhe o glamour”.

Mas ele tá pagaaandooo!!!…