1

Rubens Júnior usa padrinho em foto de campanha e despreza vice

Ao contrário dos demais candidatos, que prestigiam o companheiro de chapa em suas peças de propaganda, candidato comunista usa imagens do governador Flávio Dino, ignorando o petista Honorato Fernandes

 

É Flávio Dino quem figura nos adesivos de Rubens Pereira Júnior, não o vice do PT, Honorato Fernandes

Na busca desmedida de tentar figurar entre os principais candidatos a prefeito de São Luís, o comunista Rubens Pereira Júnior comete equívocos que acabam repercutindo contra sua própria candidatura.

No primeiro dia de propaganda de rua, Pereira Júnior comandou adesivaço de carros, mas usando foto sua ao lado do governador Flávio Dino (PCdoB), e não do vice Honorato Fernandes (PT).

A imagem chamou atenção nas redes sociais pelo inusitado do uso de uma figura que sequer é candidato nestas eleições.

– Eu achei Honorato a cara do Flávio Dino – provocou a internauta Poliana Gatinho.

A peça de campanha de Rubens Júnior não agradou petistas, que se viram desprestigiados mais uma vez, e o próprio Flávio Dino, que tenta se desvencilhar de apoios no primeiro turno.

Mas para Rubens Júnior é que assim que ser em sua tentativa deslanchar a candidatura…

0

As sete chapas puras em São Luís…

Por opção ou por não ter conseguido alianças Carlos Madeira, Adriano Sarney, Yglésio Moyses, Bira do Pindaré, Jeisael Marx, Franklin Douglas e Hetz Dias vão concorrer às eleições de outubro com companheiros de chapa indicados pelo mesmo partido do titular

 

Bira do Pindaré e Carlos Madeira se movimentaram muito em busca de alianças, mas têm cacife para chapa pura

Sete dos 11 candidatos a prefeito de São Luís vão disputar as eleições de outubro em chapa pura, com o candidato a vice indicada pela própria legenda do titular.

Alguns, como Carlos Madeira, Adriano Sarney, Yglésio  Moyses e Bira do Pindaré até tentaram, mas não conseguiram viabilizar alianças com nenhum,a outra legenda.

Jeisal Marx (REDE), Franklin Douglas (PSOL) e Hertz Dias (PSTU) optaram por candidatura isolada por ideologia ou razões práticas.

 

Adriano Sarney e Yglésio Moyses também tiveram que optar por um companheiro de chapa do próprio partido

Apenas Eduardo Braide (Podemos), Duarte Júnior (Republicanos), Neto Evangelista (DEM) e Rubens Pereira Júnior (PCdoB) conseguiram formar coligação e1225 vão dividir mais de 2/3 do tempo na propaganda eleitoral.

Do ponto de vista político-eleitoral, as coligações dão sustentação na estrutura e na militância para um candidato, além de somar ao tempo do candidato na propaganda eleitoral.

E essa sustentação reflete, obviamente, na obtenção dos votos.

Assim, sabe-se claramente quem, de fato, está disputando as eleições pra valer…

1

Grupos já insinuam vices para Eduardo Braide…

Nomes dos vereadores Marcial Lima e Aldir Júnior já foram ventilados como possíveis companheiros de chapa do favorito na disputa pela Prefeitura de São Luís

 

MARCIAL JÁ TEVE ALGUNS ENCONTROS PÚBLICOS COM BRAIDE; e agora passou a ser cotado como possível vice…

Enquanto o grupo do governador Flávio Dino (PCdoB) ainda discute a escolha de candidato – ou candidatos – a prefeito de São Luís, faltando pouco mais de um ano para a eleição,  o favorito na disputa, Eduardo Braide (PMN), segue em céu de brigadeiro.

E já há grupos discutindo a indicação de vices para o deputado.

O blog Marco Aurélio D’Eça apurou que pelo menos dois vereadores já foram ventilados como possíveis companheiro de faixa do candidato do PMN: Aldir Júnior (PL) e Marcial Lima (PRTB).

Aldir Júnior é a indicação do deputado federal Josimar de Maranhãozinho (PL), que busca fortalecimento estadual nas eleições de 2020 para concorrer ao governo ou ao Senado em 2022.

…AS CONVERSAS COM ALDIR JÚNIOR PASSAM POR SEU TIO, JOSIMAR DE MARANHÃOZINHO, DONO DO PL, mas ocorrem apenas nos bastidores, sem imagens públicas

Já o vereador Marcial Lima, ainda segundo apurou este blog, passaria pelo vice-governador Carlos Brandão (PRB), aliado histórico do prefeito de Grajaú, Mercial Arruda, irmão do vereador de São Luís.

A propósito de Brandão, a articulação com Braide – indicando ou não seu companheiro de chapa – seria uma forma de manter-se no jogo eleitoral de 2022, garantindo uma espécie de neutralidade de Flávio Dino em 2020.

Mas esta é uma outra história…

0

Vice ainda é complicação para candidatos…

Falta de opções entre aliados e até riscos de inelegibilidade fazem candidatos a governador esperar até o último momento para confirmar seus companheiros de chapa

 

Brandão ficou inelegível porque assumiu mandato de Flávio Dino depois do dia 7 de abril

O companheiro de chapa do governador Flávio Dino (PCdoB) é o atual vice-governador, Carlos Brandão (PRB), que pode levar o próprio Flávio Dino à cassação por estar inelegível.

Por isso, há ainda a expectativa de o comunista mudar o nome do seu vice até a convenção, marcada para o dia 28.

No mesmo dia, a ex-deputada Maura Jorge (PSL) também fará convenção, mas sua chamada pública para o ato inclui apenas um candidato a senador – Samuel de Itapecuru – e sem opções de vice, que devem ser anunciadas apenas no local.

Roseana recebeu em sua casa o pastor Pedro Lindoso

A ex-governadora Roseana Sarney (MDB) espera uma definição do PSC para escolher entre o empresário Ribinha Cunha e o pastor Pedro Lindoso o seu companheiro de chapa, o que só deverá ocorrer no dia da convenção, em 29 de julho.

Já o senador Roberto Rocha (PSDB) deve ter que optar por uma solução caseira, já que não consegue atrair partidos para sua coligação, mesmo com a articulação nacional em torno de Geraldo Alckmin (SP).

Roberto Rocha tem Waldir Maranhão como mais próximo para compor vice. Ou, quem sabe, incluir José Genésio na chapa…

A opção mais provável para Rocha, já especulada nos bastidores, é ter o próprio Waldir Maranhão como companheiro de chapa.

mas esta é uma outra história…

4

Os vices de cada um…

No final das contas, Eliziane Gama e Fábio Câmara conseguem os companheiros de chapa mais expressivos. Ela tem José Joaquim, com forte penetração social e nos movimentos católicos; Câmara encontrou Flávio de Jesus, coronel PM com expertise em Segurança Pública. Os demais vices pouco ou nada agregarão aos seus candidatos

 

Eliziane com seu vice: respeitabilidader e confiança à chapa

Eliziane com seu vice: respeitabilidade e confiança à chapa

Basta ver a repercussão nas redes sociais.

A escolha dos companheiros de chapa dos principais candidatos a prefeito de São Luís tiveram repercussão negativa por agregarem pouco ou nenhum valor ao seus parceiros.

Alguns até ampliam o desgaste do próprio candidato, exceção feita aos candidatos do PPS, Eliziane Gama, e do PMDB, Fábio Câmara.

O vide de Eliziane será o vereador José Joaquim Ramos (PSDB), um dos mais respeitados parlamentares da Câmara Municipal, com forte penetração nos movimentos sociais e de influência no segmento católico de São Luís. (Releia aqui)

Cel. Flávio, entre Hildo Rocha e Fábio Câmara: garantia de segurança pública

Cel. Flávio, entre Hildo Rocha e Fábio Câmara: garantia de segurança pública

Fábio Câmara,por sua vez, escolheu o coronel Flávio de Jesus, também do PMDB.

Expert em segurança pública, Flávio vai atuar não apenas como vice, mas como o chefe de um sistema de segurança municipal que pretende fortalecer as ações no setor na capital maranhense. (Saiba mais aqui)

Os demais vices são figurativos; e alguns até ampliam o desgaste dos candidatos a prefeito.

Um, exemplo é o vice de Edivaldo Júnior (PDT).

O vice de Edivaldo, imposto pelo PCdoB: soma de desgastes no setor da Educação

O vice de Edivaldo, imposto pelo PCdoB: soma de desgastes no setor da Educação

O professor Júlio Pinheiro (PCdoB) ganhou notoriedade nas redes sociais após submeter o Sindicato dos Professores da Rede Estadual (Simproessema) ao domínio do governo Flávio Dino (PCdoB), que o indicou para compor com o pedetista.

Se já enfrentava desgaste próprio por causa das suas ações no setor da Educação, Edivaldo já começou a sofrer ainda mais críticas pela participação de Pinheiro em sua chapa.

O vice de Wellington do Curso é o vereador Roberto Júnior, cujo pai, senador Roberto Rocha, controla o PSB no estado.

A presença do parlamentar na chapa de Wellington vale mais pela soma do tempo socialista à propaganda do candidato do PP, já que ele não tem penetração social ou política alguma.

Os demais candidatos escolheram vices na própria burocracia partidária.

E Eduardo Braide é o único que ainda aguarda a definição das convenções para anunciar seu companheiro de chapa.

Tem até este sábado, as 18 horas, para apresenta-lo à Justiça Eleitoral…

1

E os vices?!?

viceFaltando pouco mais de seis meses para as eleições de outubro, e ainda quatro meses para as convenções, os partidos que pretendem disputar as eleições de São Luís parecem ainda alheios à composição da chapa dos seus candidatos a prefeito.

Um vice, além de atrair votos e garantir adesão de partidos importantes, deve também agregar valor à chapa, chamando atenção de segmentos sociais e, principalmente, dos formadores de opinião.

O prefeito Edivaldo Júnior (PDT) tinha o projeto mais adiantado para composição da chapa. A secretária de saúde Helena Duailibe chegou a ser vista como consolidada para o posto, mas, sem a garantia do partido, o PMDB, preferiu optar por permanecer na pasta, de onde pretende pilotar a campanha do marido, o ex-deputado Afonso Manoel, à Câmara Municipal.

Para a deputada Eliziane Gama (Rede) já foram apresentados diversos vices, entre eles os vereadores Fábio Câmara (PMDB) e Rose Sales (PV). Mas ambos, hoje, são também adversários da própria Eliziane, como opção dos seus partidos.

E há os que ainda nem garantiram a própria candidatura a prefeito – que dirá a de vice – como o deputado federal João Castelo (PSDB) e o estadual Bira do Pindaré (PSB).

Apesar de contar com simpatizantes em várias legendas, os dois pré-candidatos terão, primeiro, que garantir o próprio futuro para, só então, começar a procurar companheiros de chapa.

Se estiverem disponíveis até lá…

Da coluna Estado Maior, de O EstadoMaranhão, com ilustração do blog

13

Nan Souza também disputa a vice de Washington…

Nan Souza quer ser vice de Washington

O ex-deputado federal Nan Souza também está na disputa pela composição da chapa do candidato do PT a prefeito, Washington Luiz.

O ex-parlamentar é um dos nomes postos pelo Partido Verde, que se reúne terça-feira para oficializar o apoio ao petista e escolher o indicado a vice.

Além de Nan, disputam a indicação o presidente regional da legenda, Washington Rio Branco e o deputado estadual Edilázio Júnior.

Caso seja escolhido no PV, Nan Souza ainda terá que ser submetido à análise da cúpula de campanha de Washington, juntamente com indicados por outras legendas.

O PMDB tem como pretendentes o o deputado estadual Afonso Manoel e a ex-prefeita Conceição Andrade.

Já o PTB indica o jornalista Roberto Fernandes.

A escolha do vice de Washington Luiz deve ser homologada só na convenção dos partidos que compõem a chapa, no final de junho.

8

A experiência política de Conceição Andrade…

Do blog de Robert Lobato

O blog do colega Caio Hostílio, em postagem recente, lembrou do nome da ex-prefeita de São Luis e atual secretária do Desenvolvimento Agrário, Conceição Andrade, como uma boa opção para compor a chapa na condição de vice numa eventual candidatura do petista Washington Oliveira à Prefeitura da capital.

Entretanto, a experiente Conceição tem afirmado que é gratificante ter o seu nome lembrado por correlegionários, aliados políticos e mesmo pela imprensa, mas acredita que o grupo deve procurar ampliar ao máximo essa aliança com o PT, inclusive não descartando a possibilidade do PMDB abrir a vaga de vice para forças políticas não necessariamente do grupo. Continue lendo aqui…

2

Os vices do PMDB…

Fialho: técnico respeitado entre formadores de opinião

Apenas dois nomes no PMDB estão aptos a compor a eventual chapa do vice-governador Washington Oliveira (PT) à Prefeitura de São Luís.

São eles: Fernando Fialho e Helena Duailibe.

É claro que há outros nomes na seara peemedebista, mas com outros compromissos políticos e eleitorais.

Fernando Fialho é um técnico preparado e respeitado, sobretudo na classe média, apesar de não ter densidade eleitoral já testada.

Helena: nome forte em qualquer circunstância

Helena Duailibe dispensa comentários.

Vice-prefeita de São Luís, é ex-secretária estadual e municipal de Saúde e um dos nomes mais promissores da nova safra de políticos surgida nos últimos anos.

Tem apoio, sobretudo, na Igreja Católica, onde atua fortemente.

 Se couber ao PMDB a indicação do vice – o que é muito provável – será um destes dois nomes.

Mas há outros partidos interessados no posto, como PTB e PV…

14

Os nomes do PDT para Castelo…

O PDT tem quatro nomes para serem apresentados ao prefeito João Castelo (PSDB) na composição de sua chapa para as eleições de 2012.

Gardeninha prefere o amigo Júlio

Da preferência do próprio prefeito é o casal de secretários Graça Paz (Articulação Política) e Clodomir Paz (Trânsito e Transporte), com quem Castelo tem relação de confiança pessoal.

Mas o prefeito enfrenta resistência familiar.

A filha, Gardeninha Castelo (PSDB), prefere o secretário de Abastecimento, Júlio França, que tem apoio também do vereador pedetista Ivaldo Rodrigues, vice-líder do governo Castelo.

O secretário é aquele que se convenciona chamar  de “da cozinha” de Gardeninhha, com quem se reúne quase que diariamente.

Clay Lago é o nome do consenso

O quarto nome seria o coringa do PDT – a ex-primeira-dama Clay Lago, que funcionaria como uma senha para que os demais abrissem mão da indicação.

Unanimidade no PDT, Clay, no entanto, carece de simpatia do próprio Castelo e da filha deputada. Sua articulação interna se dá como espécie de homenagem ao ex-governador Jackson Lago.

Nem ela própria parece disposta a aceitar a indicação.

João Castelo deixou a decisão para o próprio arraial pedetista.

Embora possa influenciar nos bastidores…