9

TRE mantém Caxias fora do horário eleitoral…

A corte do Tribunal Regional Eleitoral decidiu manter o município de Caxias sem propaganda eleitoral no rádio e na TV.

Em sessão hoje à tarde, os juízes eleitorais decidiram acatar o entendimento do juiz Clésio Coelho, que determinou, em junho, a não realização de propaganda eleitoral no município.

Para definir a propaganda em vários municípios, os magistrados adotaram um critério que inclui uma tal “Amazônia Legal” no sitema de transimssão de rádio e TV.

Como Caxias não se encontra neste setor, o Meridiano 44 – e não tem geradora de programação de TV – ficará fora da propaganda.

O eleitor contará apenas com a campanha de rua para definir o futuro prefeito caxiense…

Marco Aurélio D'Eça

9 Comments

  1. Não precisamos de horario eleitoral é só votar 99 para prefeito e 99999 para verador e pronto isso na cidade de Caxias.

  2. Achos q esses juízes querem que nós caxienses adivinhamos qual o melhor candidato para nossa sofrida cidade.

  3. MARCOS CONCORDO COM O PAULO MARINHO. NÃO FAZ SENTIDO IMPEDIR OS ELEITORES DE CAXIAS DE OUVIREM AS PROPOSTAS DOS SEUS CANDIDATOS A PREFEITO E VEREADOR. DEPOIS, SEMPRE HOUVE A PROPAGANDA ELEITORAL EM TODAS AS ELEIÇÕES ANTERIORES PORQUE AGORA NAO HAVERIA SE A AMAZONIA NAO SAIU DO LUGAR? PARECE, ME DESCULPE QUE HÁ INTERESSE DE PESSOAS QUE NÃO RESSISTIRÃO UMA EXPOSIÇÃO NO PROGRAMA ELEITORAL E POR ISSO AGORA TENTAM DE TODAS AS FORMAS EVITA-LO. IMAGINA MOSTRAR O ENVOLVIMENTO DO HUMBERTO COUTINHO COM O GLAUCIO, BOLINHA, E OUTROS MENORES? A TV SERIA UM INSTRUMENTO PODEROSO NESSE PROCESSO E PERMITIRA AOS ELEITORES CAXIENSES SABEREM O BACKGROUND DOS CANDIDATOS. AGORA PRIVAR CAXIAS DA PROPAGANDA ELEITORAL E VE JUIZES DO TRE DEFENDENDO ISSO PARECEU COISA DA ÉPOCA DA DITADURA.

  4. Marco, O TRE poderá consultar o IBGE e verificar que Caxias fica exatamente no limiar entre os meridianos 43 e 44 , tendo parte do seu municipio no meridiano 43, exatamente por isso foi incluida na Amazonia Legal razão pela qual dispõe inclusive de agencia do BANCO DA AMAZONIA. A decisão do TRE contudo não exclui Caxias da propaganda eleitoral na TV mas sim confirma que os municipios que estão na Amazonia Legal podem gerar propaganda eleitoral na TV, logo Caxias tá incluida dentre eles pois pertence a Amazonia Legal. Os votos contrários a propaganda eleitoral em Caxias foram dos juizes Belchior e Sergio. esses foram vencidos no julgamento que confirmou o voto do relator no sentido de que haverá propaganda eleitoral nos municipios da Amazonia legal onde ha RTV como é o caso de Caxias. Agora, me parece estranho essa polemica em não se querer a propaganda eleitoral na TV, e, de uns ainda fazerem disso bandeira de campanha. A propaganda eleitoral na TV nivela os candidatos e permite que a sociedade conheça suas propostas e ideias. Impedir que ela ocorra alem de ferir um preceito constitucional que ampara a igualdade e a liberdade de expressão contamina o regime democrático porque privilegia os que tem o maior poder economico.

  5. A decisão do Dr. Clésio está correta, a queixa maior é de um cadidato amigo da famia sarney, que quer usar os meios de comunicação deles….

  6. Marco, o meridiano 44 só regula o uso de retransmissoras de TV, não atingindo as rádios sejam elas AM ou FM.
    Não sei se foi proibida a propaganda em rádios, se o foi está errada a decisão. Se assim o fosse todos os municípios localizados a leste do meridiano 44, sofreiam a mesma vedação, tais como Timon e Teresina, o que me parece não ocorreu.
    Seria bom esclarecer melhor esse caso.

  7. Com essa decisão do TRE, ficou comprovada a correção da decisão do juiz Clésio Coelho, mantida pelo juiz Silvio Suzart, ou estou enganada?
    O blog não pode pretender que o judiciário deixe de cumprir a Lei para atender interesses paroquiais. Estou certa?

    Resp.; O juiz Sílvio não manteve decisão alguma. O texto do blog se refere a um posicionamento seu no Facebook. A decisão foi do juiz Clésio, agora ratificada pelo TRE. Mas pode haver reviravolta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *