0

Grande São Luís terá mais ônibus circulando segunda-feira

Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) publicou a Portaria nº 284/2020 determinando a circulação de 100% da frota do sistema de transporte coletivo semiurbano

 

Os ônibus do sistema metropolitano pretendem reduzir o número de aglomerações no transporte da Grande São Luís

Os municípios de  São Luís, São José de Ribamar, Raposa e Paço do Lumiar, vão ter mais ônibus circulando entre suas regiões a partir da segunda-feira, 8,.

A Agência Estadual de Mobilidade Urbana e Serviços Públicos (MOB) publicou a Portaria nº 284/2020 determinando a circulação de 100% da frota.

A portaria estabelece ainda que os passageiros devem utilizar máscaras de proteção e que as viagens sigam somente com passageiros sentados.

Assim têm andado a maior parte dos ônibus do sistema urbano da capital desde a reabertura das atividades comerciais

Na manhã desta sexta-feira, 8, o blog Marco Aurélio D’Eça divulgou imagens de aglomerações nos pontos de ônibus, além de coletivos circulando lotados em São Luís, focos para transmissão de coVID-19. (Relembre aqui) 

A MOB entende que a circulação dos ônibus dos seu sistema vai diminuir as aglomerações…  

0

Como viver em um país assim…

Com ministro do Meio Ambiente que prega a destruição do Meio Ambiente, ignorante no comando da Educação e auxiliar negro que odeia negro o clima no Brasil é cada vez mais beligerante; e o afastamento da oposição pelo medo abre espaço para o absolutismo

 

Os generais estão diariamente no pé-de-ouvido de Bolsonaro, embora mantenham um discurso diferente no trato com a opinião pública

Editorial

O país vive o pior momento cultural de sua história, com retrocessos a passos rápidos em todos os setores da sociedade.

É ministro do Meio Ambiente que prega a destruição do meio ambiente, um ignorante no comando da Educação e negro que odeia negro.

Diante deste paradoxo institucional, o Brasil virou uma praça de guerra ideológica e a redes sociais se transformaram em um campo de lutas intelectuais sobre costumes, religião, sociedade…

Mas pelo que se vê da reação de líderes da oposição e de pensadores da esquerda – de pregar o afastamento da oposição das ruas – o bolsonarismo parece ter vencido a batalha.

Gerar medo na oposição, fazendo-a recuar, e impondo o açoite aos que insistissem em gritar contra os desmandos e absurdos, foi o primeiro passo da ditadura militar para se implantar no país.

Sem contraponto nas ruas, os militares venderam a ideia de que tinham o apoio das massas, passo fundamental para a cassação do Congresso e extinção do Judiciário, que, para não sucumbir, acabou também apoiando o golpe.

Os boçais nomeados por Bolsonaro têm o objetivo de gerar raiva na população, criando o clima de divisão desejado pelo governo

Nomear boçais escolhidos a dedo em seu ministério foi a forma que Bolsonaro encontrou para provocar reações, que gerariam, mais ações absurdas, até criar o clima de guerra civil nas ruas.

Como viver em um país assim? Impossível.

E o recuo da oposição, por medo, resultará em um país pior ainda…

0

Medicina da Ufma é campeã de suspeitas de fraude nas cotas

Levantamento do Blog Marco Aurélio D’Eça na lista de acusados já publicada pelo perfil “Fraudadores de Cotas -Maranhão” encontrou 19 “autodeclarados pretos ou pardos” no curso; em Odontologia há dois casos de “autodeclarados indígenas”

 

Imagens publicadas pelo perfil @fraudadoresecotasMA de quatro jovens considerados “pretos ou pardos” pelos critérios de seleção de cotas da Ufma

O perfil “Fraudadores de Cotas – Maranhão”, na rede social Twitter, já publicou cerca de 35 perfis de alunos de cursos da Universidade Federal do Maranhão (Ufma) suspeitos de terem fraudado as cotas raciais.

E o campeão de suspeitos é o curso de Medicina, que aparece com 19 acusados de fraude.

Outros sete denunciados são do curso de Direito.

O perfil dispõe de tutoriais para denúncias e encaminha os casos à Ouvidoria da Ufma; A página publica o perfil do aluno,com fotos e alguns dados, além de revelar a forma como entrou na universidade.

O blog Marco Aurélio D’Eça preservou o rosto e o nome dos estudantes até que a Ufma conclua a investigação.

Entre os estudantes de Medicina denunciados, a maioria entrou como “autodeclarado preto ou pardo” ou “candidatos pretos ou pardos”.

Pelas fotos, pode-se constatar que a maioria é branca, bem nascida; e boa parte é de fora do Maranhão.

Estes estudantes de Odontologia estão cursando a UFMA por que se declararam indígenas antes de prestar o vestibular, segundo denunciou o perfil @fraudadoresdecotasMA

Chamou atenção do blog Marco Aurélio D’Eça a condição de dois estudantes de Odontologia que entraram no curso como “candidatos autodeclarados indígenas”. (Veja fotos)

A página @fraudadoresdecotasMaranhão ganhou rápida repercussão na internet e já tem mais de 10 mil seguidores.

Alguns dos denunciados apagaram seus perfis nas redes sociais logo que surgiram as denúncias.

A Ufma diz que está investigando os casos…

1

Pressão dos números da coVID-19 faz Dino desistir de volta às aulas

Governador anunciou em suas redes sociais que não mais autorizará a reabertura das escolas no próximo dia 15; ele fará nova previsão na semana que vem, quando deve ser analisado também o impacto do libera geral no comércio da Grande São Luís

 

Flávio Dino decidiu esperar um pouco mais para a reabertura das aulas, prevista e forma condicional para o dia 15

Os últimos números da coVID-19 e o avanço da doença no interior – combinado com o forte crescimento de aglomerações na Grande São Luís – levou o governador Flávio Dino (PCdoB) a recuar da reabertura das aulas.

Ele anunciou em suas redes sociais, na manhã desta sexta-feira, 5, que a data prevista, de 15 de junho, será revista e outra data será fruto de avaliação na semana que vem.

Na coletiva em que anunciou o “libera geral” do comércio, há uma semana, Dino havia estabelecido uma previsão para reabertura das aulas no dia 15, mas condicionou isso à situação vigente na época da decisão.

Como os números da coVID-19 só aumentam no interior – o que levou a Justiça a determinar fechamento geral em alguns municípios – ele decidiu recuar e rediscutir as datas.

A situação em São Luís é perigosa por conta de aglomerações em ônibus e em centros comerciais e de lazer da cidade

Na manhã de hoje, o secretário de Saúde Carlos Eduardo Lula admitiu também que a flexibilização do comércio pode ser revista, diante do aumento dos números.

A situação da pandemia de coronavírus parece estabilizada na Grande São Luís, mas o grande número de aglomerações na Rua Grande, na Avenida Litorânea, incluindo festas em bares – somado ao aumento do casos no interior – pode gerar uma segunda onda de contaminação.

A partir de segunda-feira, 8, o governo deve começar a analisar a situação em cada região…

0

“Somos todos Alcione”, prega Ivaldo em resposta a racista…

Vereador manifestou solidariedade à cantora maranhense após ela ter sido destratada pelo presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo, alvo de denúncia por ataques sistemáticos aos próprios negros

 

Ivaldo com Alcione: ícone da cultura maranhense destratada por auxiliar de Bolsonaro que ataca negros sistematicamente

O vereador Ivaldo Rodrigues (PDT) lançou nesta quinta-feira, 4, a campanha “Somos Todos Alcione”, uma espécie de campanha solidária em defesa da cantora maranhense, destratada pelo presidente da Fundação Palmares, Sérgio Camargo.

– Toda minha solidariedade a Alcione Nazaré! Repúdio total ao senhor Sérgio Camargo que destratou a nossa Marrom que é símbolo da nossa cultura e da música popular brasileira! Somos todos Alcione! – escreveu Ivaldo Rodrigues em seu Twitter.

Camargo tem sido alvo de críticas e denúncias do movimento negro por desqualificar a própria raça à rente de uma fundação que deveria preservar a memória do negro no Brasil.

Alcione foi uma das críticas da postura de Camargo, que respondeu grosseiramente, desqualificando sua música e a atacando pessoalmente.  

Amigo pessoal de Alcione, Ivaldo Rodrigues é um dos maiores incentivadores da cultura maranhense.

O movimento #Somos todos Alcione pode ser acessado nas redes sociais do parlamentar…

3

“Se for preciso, volta-se atrás”, admite Carlos Lula, sobre flexibilização

Com mais de dois mil casos registrados no Maranhão em 24 horas – um recorde – secretário de Saúde revelou que pretende avaliar os dados pós-abertura das atividades para decidir se mantém ou não a flexibilidade do comércio

 

Carlos Lula vai avaliar semana que vem a situação avaliou a situação da coVID-19, mas mostra preocupação com aglomerações em São Luís, cuja pasta da Saúde é gerenciada por seu xará Lula Fylho

O secretário estadual de Saúde, Carlos Eduardo Lula, informou ao blog Marco Aurélio D’Eça, nesta quinta-feira, 4, que vai aguardar até semana que vem – quando terá as primeiras análises da reabertura das atividades – para decidir que posição tomar em relação ao avanço da coVID-19 no Maranhão.

No interior, a Justiça está determinando a volta do fechamento total em vários municípios; em outros, o Ministério Público pede comprovação científicas às prefeituras que justifiquem a abertura de todo o comércio.

Por volta das 9h de ontem, Lula contestou informações sobre aumento de casos na capital, e disse ser preciso avaliar mais à frente.

– Vamos ver o que vai acontecer semana que vem, que deve ter um possível aumento. Se for preciso, volta-se atrás. Por hora, ainda não sentimos aumento – disse o secretário.

À noite, o boletim da Secretaria de Saúde revelou mais 2.684 casos de coVID-19, com 33 óbitos em apenas 24 horas.

Do total de casos, 33 foram na Região Metropolitana e os demais 2.651 no interior.

O boletim da Secretaria de Saúde mostrou ontem novo recorde da coVID-19 no interior e uma estabilidade nos números da Grande São Luís

Durante a conversa com o titular do blog, o secretário admitiu, porém, que há focos de aglomeração, que podem resultar em aumento da coVID-19 também na capital.

– Com a Rua Grande desse jeito [lotada] é improvável não ter aumento [no casos de coVID-19]. Temos de tatear dia a dia – analisou o secretário.

Desde segunda-feira, 1º, diversas atividades não-essenciais puderam reabrir as portas, o que causou forte movimentação popular nos centros comerciais e no transporte.

Além disso, outros setores econômicos também pressionam pela reabertura.

Mas o governo só deve decidir se fecha, se abre ou se mantém como está a partir da próxima segunda-feira, 8…

0

“Nosso sonho se tornando realidade”, diz Osmar Filho sobre Mercado do S. Francisco

Presidente da Câmara MUnicipal visitou as obras da eira e constatou o avanço das obras, reivin dicadas pelos comerciantes, com apoio do próprio vereador

Dando continuidade ao trabalho itinerante de visita às comunidades, o presidente da Câmara Municipal de São Luís, vereador Osmar Filho (PDT) esteve, nesta quinta-feira (04), no bairro do São Francisco.

Na caminhada pelas ruas, o parlamentou conversou com moradores, respeitando as medidas de segurança sanitária e as recomendações de distanciamento social.

O presidente aproveitou também para constatar o avanço das obras do novo Mercado do São Francisco. Vale destacar que a construção da nova feira é uma reivindicação dos comerciantes e moradores desta região da cidade e que vinha sendo defendida por Osmar Filho no Parlamento Municipal, desde o ano passado, e que durante anos – como político, cidadão e morador – lutou para que a tão sonhada obra se transformasse em realidade.

“Ouvi as solicitações e demandas dos moradores sobre assuntos do bairro. Sabemos das carências que existem nesta comunidade, por isso, estamos retornando ao bairro para saber das dificuldades enfrentadas; além de constatar o avanço na execução da obra realizada na feira, que vai trazer benefícios aos moradores, aos feirantes e as diversas famílias da comunidade”, ressaltou Filho.

Atualmente, a obra está em andamento, com partes da estrutura de paredes levantadas.

Também já foram concluídos os alicerces de concreto armado das paredes de alvenaria dos boxes e estão sendo iniciados os demais serviços necessários para a edificação do novo prédio.

A luta do vereador não é de hoje. Osmar reuniu-se por diversas vezes com os feirantes, tendo visitado o espaço em várias oportunidades.

Ano passado, por exemplo, ele acompanhou representantes da Associação dos Feirantes em reunião na sede da Prefeitura. Lá, além de terem acesso ao projeto arquitetônico do novo espaço público, receberam do prefeito Edivaldo a garantia da execução dos serviços.

“Trata-se da realização de um sonho que, graças ao prefeito Edivaldo e ao vereador Osmar Filho, se tornará realidade”, disse, à época, o feirante José Humberto.

Sobre a obra – Orçada em pouco mais de R$ 3,4 milhões, a obra de construção do novo Mercado está sendo executada com recursos próprios do município. O prédio antigo está dando lugar a um novo espaço com instalações elétricas e hidráulicas renovadas.

O equipamento público ganhará novo sistema hidráulico, boxes padronizados, iluminação moderna, sistema de câmara de vídeo, área de estacionamento, sistema de drenagem, dentre outras benfeitorias. Além disso, toda a sua área terá acessos para pessoas com mobilidade reduzida.

Os serviços beneficiarão mais de 250 feirantes que, hoje, estão trabalhando em uma área provisória.

 

0

Zé Inácio ganha manifesto em defesa de candidatura pelo PT

Lideranças do partido, de movimentos de esquerda e sindicatos declaram apoio à pré-candidatura do deputado estadual a prefeito de São Luís

 

Zé Inácio ganhou apoio de lideranças do PT e de segmentos da esquerda maranhense á sua candidatura, que tem apoio também de Lula

Lideranças do PT maranhense lançaram manifesto defendendo candidatura própria a prefeito de São Luís.

No documento, dirigentes municipais e estaduais, membros da executiva do partido, representantes dos movimentos sociais e sindical e demais lideranças políticas afirmam que o melhor caminho para o PT é ter um nome próprio para disputar a prefeitura da capital maranhense.

– É nesse contexto que o PT em São Luís deve ter candidatura própria, que represente o legado do partido e o modo petista de governar, com participação popular, democracia e competência, apresentando-se como alternativa viável para os ludovicenses que sonham com uma cidade mais justa e melhor, com emprego, renda e oportunidades – diz o manifesto.

As lideranças políticas afirmam ainda que o melhor nome para representar o PT na disputa para a prefeitura de São Luís é o do deputado estadual Zé Inácio.

– Apresentamos o nome do companheiro Zé Inácio, deputado estadual, como pré-candidato a prefeito de São Luís, para representar o PT nestas eleições, parlamentar atuante e comprometido com as lutas do Partido dos Trabalhadores, que tem ampla relação com os movimentos sociais e faz um mandato participativo na Assembleia Legislativa, voltado para a classe trabalhadora, para a juventude, mulheres, negros e negras, pessoas que sonham e lutam incansavelmente por um projeto democrático e popular de desenvolvimento da nossa capital, com justiça social e oportunidade para todos e todas – afirma o documento.

Zé Inácio também destacou o lançamento do manifesto e a importância da candidatura própria do PT em São Luís:

– Sou pré-candidato do Lula e da militância de esquerda e democrática de São Luís. Ele tem defendido que o PT tenha candidato nas capitais, sobretudo do Nordeste, e nas principais cidades do país. É o Lula que vai definir sobre a nossa candidatura, pois é ele quem tem estimulado candidaturas próprias do PT, como a nossa, em todo o Brasil – diz o parlamentar e dirigente nacional da legenda.

O PT, em São Luís, está em processo de definição de tática eleitoral, e o diretório nacional já publicou Resolução definindo o lançamento de candidatura própria em todas as capitais do Nordeste, o que inclui também São Luís, uma estratégia que pretende fortalecer politicamente o partido de Lula para as eleições presidenciais de 2022.

3

Justiça volta a fechar tudo no interior maranhense…

Alguns municípios, como Codó, tiveram forte aumento nos casos de coronavírus desde a abertura das atividades comerciais, o que levou a novo fechamento das atividades; em outras cidades, a Justiça e o Ministério Público estão cobrando explicações das prefeituras

 

Diante do número do aumento dos casos de coVID-19, as autoridades de Codó decidiram acordar pela volta do fechamento radical do comércio (imagem: blog o Acélio Trindade)

O Município de Codó determinou nesta quinta-feira, 4, pela terceira vez, o fechamento total das atividades na cidade por causa do aumento dos casos de coronavírus.

Um acordo do Ministério Público com a prefeitura foi homologado pelo juiz Marco André Teixeira Tavares, determinando a volta da validade do decreto anterior, mais radical, que fecha tudo, desta quarta até a terça-feira, 9.

Já a partir da quarta-feira, 10, ficarão proibidos os serviços não-essenciais e qualquer forma de comercialização de  bebidas. (Entenda aqui)

Codó tem hoje 1.254 casos confirmados de CoVID-19, com 38 mortes, registrando aumento significativo desde a reabertura do comércio.

Além de Codó, a Justiça de vários municípios está determinando o fechamento ou cobrando informações das prefeituras por causa do aumento de casos de coVID-19 após abertura geral das atividades.

Em São Luís, as autoridades vão aguardar as análises da semana que vem para decidir se mantém ou revogam a reabertura.

Mas esta é uma outra história…

4

Fechamento de bares gera efeito dominó na noite de São Luís

Segmento é ignorado nas discussões sobre retomada das atividades econômicas pós-pandemia, o que acaba prejudicando também profissionais como garçons e artistas da noite, sem perspectivas de receitas

 

Os bares continuam sem perspectiva de voltar a abrir em São Luís, o que gera uma reação em cadeia, prejudicando garçons, atendentes e artistas da noite

Editorial

Um dos segmentos mais ignorados no debate sobre a retomada econômica pós-pandemia no Maranhão é, especificamente, o de bares.

Empreendimento que depende exclusivamente de sua rede física – já que não tem característica de drive thru ou de delivery – um bar precisa também de garçons e de animação para garantir o lazer à noite.

Mas fechados – e com altos alugueis para honrar – acabam por prejudicar também os profissionais de atendimento e os artistas da noite, ambos dispensáveis no atendimento virtual.

O pior é que os bares devem ser os últimos a voltar a funcionar, já que não se enquadram em nenhum tipo de serviço essencial.

Os restaurantes podem fazer entregas em casa ou funcionar para retirada na loja; os depósitos e lojas de conveniências seguem abertos para compra de bebidas e afins, que podem ser consumidas em casa.

Mas quem vai pedir petisco e cerveja em seu bar preferido para receber em casa? 

Os bares funcionam como um atrativo físico por si só. Seu ambiente, sua luz, sua música e sua bebida é que levam as pessoas a frequentá-lo.

E essa experiência não pode ser virtual. 

Milhares de artistas que vivem exclusivamente de suas apresentações em bares estão em dificuldades financeiras desde o fechamento das atividades.

Milhares de garçons estão esperando o retorno das atividades para poder trabalhar em ambientes físicos.

Mas não há nenhuma discussão conhecida sobre a reabertura deste segmento, que movimenta milhões por ano apenas em São Luís.

São três setores interdependentes, que se juntam nesta pandemia numa espécie de abraço de afogados.

E muitos, sequer, terão condições de voltar ao final da crise…