0

Preço da corrida de mototáxi será padronizada em Imperatriz…

Proposta foi definida em reunião realizada com o setor responsável na Secretaria de Transportes do município

 

A falta de padronização no valor cobrado nas corridas do serviço de mototáxi em Imperatriz, agora poderá ser fiscalizada pelos usuários e denunciada à Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes – Setran. As reclamações serão recepcionadas pelo disque-trânsito (99) 99198-6082.

O coordenador de Transportes da Setran, Alcione Bueno, explicou que o Sindicato dos Mototaxistas procurou o órgão de trânsito para ajudá-los na padronização das tarifas pagas pelos usuários do serviço de mototáxi em Imperatriz.

“Em reunião com o Sindicato, a Setran decidiu que irá cobrar dos permissionários que seja feita a cobrança da taxa, de acordo com o Decreto Municipal”, disse.

Ele orienta os usuários que, em caso de reclamações, deverá anotar o número de identificação do mototaxista e, posteriormente, acionar o disque-trânsito para que providências sejam adotadas junto ao permissionário. A penalidade pode ser a suspensão ou até a exclusão da pessoa de prestar o serviço à sociedade. 

“A padronização do preço da corrida é muito importante para os usuários, será por meio dela que a pessoa irá chamar o serviço e já saberá quando será cobrado ao destinado solicitado”, detalha.

Edinaldo Carvalho, diretor do Sindicato dos Mototaxistas de Imperatriz, observa que “há muito tempo essa padronização das corridas tem sido reivindicada pelos usuários em Imperatriz”.

“Temos uma lei municipal votada, em 2012, na Câmara de Vereadores, que regulamenta essa cobrança, porém nunca foi colocada em prática”, cita. “O Sindicato resolveu procurar o prefeito Assis Ramos para viabilizar o cumprimento desta tabela. Sabemos que nosso gestor municipal por meio de Decreto já publicou a tabela no Diário Oficial, regulamentando a padronização da tabela das corridas do serviço de mototáxi”, disse.

Segundo ele, a tabela prevê a cobrança de quatro valores, sendo que, a mais barata será R$ 6,00, linha que abrange da Avenida Bernardo Sayão a Rua Henrique Dias, e da Rua Sergipe a XV de Novembro, setor Beira Rio.

Do Centro aos bairros da Caema, São José do Egito, Bacuri, Parque Anhanguera, Parque do Buriti, Cinco Irmãos, Vereda Tropical, Jardim Cristo Rei e Nova Imperatriz pagarão R$ 7,00.

Já do Centro para os bairros Vila Redenção I, Vila Lobão, Santa Inês, Santa Rita, Boca da Mata, Novo Horizonte, Jardim São Luís, Vila Nova, Jardim Oriental e Vilinha, o usuário pagará R$ 8,00.

Edinaldo Carvalho explica ainda que a linha de R$ 10,00 sairá do Centro para os bairros Jardim Tropical, Vila Redenção II, Parque das Estrelas, Parque das Palmeiras, Parque Alvorada I e II, Conjunto Vitória, Habitar Brasil, Vila Fiquene, Airton Senna, Santa Lúcia, IFMA, Planalto, São José, Imigrantes, Vila Macedo, Ouro Verde, Bom Sucesso, Santo Amaro, Vila Ipiranga, Vila Cafeteira, João Castelo, Parque Amazonas, Mutirão, Brasil Novo e Expoimp.

0

“Moro foi evasivo ao responder sobre sua parcialidade”, diz Weverton

O senador Weverton Rocha (PDT) avaliou que, durante audiência na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ), nesta quarta-feira (19), o ministro Sérgio Moro foi evasivo e deixou de responder questionamentos importantes sobre a troca de mensagens com o procurador da República, Deltan Dallagnol, publicadas pelo site de notícias The Intercept Brasil.

“Ele não enfrentou a maior questão posta que é o fato de um juiz que condenou o principal líder de esquerda ter aceitado um convite para compor o governo do principal beneficiado por essa decisão”, afirmou Weverton, que abriu a sessão de perguntas ao ex-juiz.

“Todos nós defendemos a luta contra a corrupção. Nós sabemos da importância da Operação Lava Jato e sempre a defendi. Mas o que estamos discutindo aqui de forma objetiva é a conduta de um ex-juiz e a imparcialidade do magistrado. Um cidadão quando vai procurar a justiça espera o máximo de imparcialidade”, disse Weverton.

“O senhor nunca teve um sentimento de parcialidade em relação aos processos da Lava Jato? O senhor condenou o ex-presidente Lula, querendo ou não, isso interferiu no processo eleitoral. Logo depois aceitou fazer parte do governo Bolsonaro. O senhor ainda deve explicações a sociedade”, perguntou Weverton.

Ao responder, o ministro da Justiça reforçou que não lembra de mensagens enviadas nem há “um mês atrás”.

“Querem que eu lembre de mensagens que mandei há dois anos”, disse.

Mesmo sem ter negado o conteúdo, Moro afirmou que as mensagens foram obtidas por hackers e que podem ter sido parcial ou totalmente adulteradas. O ex-juiz não respondeu, no entanto, ao questionamento feito pelo senador sobre suas posições anteriores, de defesa do uso de provas obtidas ilicitamente.

Weverton também questionou se Moro está mantendo a mesma atuação de combate à corrupção como ministro da Justiça.

“O senhor como ministro da Justiça já tomou providências para as questões internas dentro do governo, as denúncias seríssimas envolvendo questões de milícia, de laranjas e tantas outras denúncias? Qual a sua posição como ministro da Justiça, combatente da corrupção, nesse governo que o senhor faz parte?”, perguntou.

Moro veio ao Senado prestar esclarecimentos sobre o vazamento de supostas mensagens trocadas com integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato enquanto ainda era juiz. A reunião começou às 9h18. O ministro tinha 30 minutos para sua exposição inicial, mas usou pouco mais de 20 minutos em sua explanação.

Durante sua fala, ele ressaltou que não pode confirmar a autenticidade pois não tem mais acesso às mensagens.

0

Homenagem de Zé Inácio a jornalista que desmascarou Sérgio Moro gera debate na internet

Bolsonarista, médico Allan Garcês tenta desqualificar as credenciais de Gleen Greenward para receber a medalha do mérito na Assembleia Legislativa, mas é rebatido por intelectuais, diante do histórico de premiações do homenageado

 

ALLAN GARCÊS INCOMODOU-SE COM A HOMENAGEM AO JORNALISTA QUE DESMASCAROU SÉRGIO MORO, mas foi rebatido nas redes sociais

A homenagem que o deputado estadual Zé Inácio (PT) propôs ao jornalista Gleen Greenwald – autor das revelações que desmascaram a imparcialidade do ex-juiz da Lava Jato, Sérgio Moro – incomodou os aliados do governo Jair Bolsonaro (PSL).

Inácio propôs que a Assembleia maranhense desse a Greenwald a Medalha do Mérito Legislativo de Manoel Beckman, pelo conjunto de sua obra, que inclui vários dos mais importantes prêmios do jornalismo mundial.

Nas redes sociais, o médico Allan Garcês, bolsonarista de primeira hora – e hoje membro do governo Bolsonaro – tentou desqualificar a homenagem, criticando Zé Inácio.

– Gleen Greenwald será homenageado no Maranhão. Pasmem, mas alguns políticos do Maranhão, incluindo este deputado estadual, continuam envergonhar o nosso povo. Porém, não se esperaria nada de diferente deste povo – disse Garcês.

Zé Inácio nem precisou rebater o bolsonarista.

A resposta à crítica foi dada por intelectuais de esquerda e membros da universidade federal do Maranhão.

A professora do Instituto Federam do Maranhão (Ifma)Zeila Albuquerque ressaltou que o jornalista Grrenwald merece todas as honrarias “por ter revelado as relações promíscuas de um ex-juiz intelectualmente limitado que se beneficiou com a prisão de Lula”.

E provocou diretamente Allan Garcês:

– Quem tem medo de Greenwald, o Senhor do tempo? O cara fica indignado com a homenagem a um jornalsita vencedor do prêmio Pulitzer, mas não se indigna com a homenagem dos eu chefe (Bozonaro) fez a um torturador, o coronel Carlos Brilhante Ustra (sic).

A REAÇÃO A GARCÊS FOI PROVOCATIVA nas redes sociais, tanto na academia quanto na política

Mas a crítica do médico também teve reações políticas.

O coordenador da Juventude do PT,  Carlos Augusto Gugu, lembrou que o jornalista já foi homenageado nos maiores palcos do mundo, também citou o Pulitzer  destacou sua ação no desmantelamento da espionagem americana.

A homenagem de Zé Inácio a Gleen Greenwald deve ser analisada semana que vem na Assembleia Legislativa.

Só depois, deve ser marcada a data da entrega da medalha…

0

Fiel da balança em São Luís, Wellington não tem legenda para 2020…

Filiado ao PSDB, do senador Roberto Rocha – que já deixou claro sua preferência pela candidatura da ex-prefeita Maura Jorge – deputado terá dificuldade para viabilizar seu nome à sucessão de Edivaldo Júnior

 

WELLINGTON DO CURSO HONROU ROBERTO ROCHA EM 2018, mas não deve ter o apoio recíproco do senador tucano em 2020

O deputado estadual Wellington do Curso (PSDB) mantém segunda posição consolidada na disputa pela Prefeitura de São Luís, ora empatado com o colega Duarte Júnior (PCdoB), ora à frente do comunista.

Mesmo assim, é cada vez mais improvável que Wellington receba o apoio dos eu partido para concorrer à sucessão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Presidente do PSDB maranhense, o senador Roberto Rocha já deixou claro que prefere viabilizar em São Luís a candidatura da ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PSL)

Embora distantes do pleito, as pesquisas já realizadas sobre a disputa em São Luís mostram que, pela primeira vez, dois oposicionistas têm chances de ir para o segundo turno, deixando governistas de fora.

mas um destes oposicionistas, Wellington do Curso, corre o risco de sequer entrar na disputa…

0

Parcialidade de Moro na Lava Jato beirou a canalhice pura e simples..

Ao mostrar irritação do ex-juiz com investigação de FCH, site The Intercept reforça a ideia de que ele só estaria interessado em um objetivo: tirar Lula do caminho presidencial de 2018

 

SÉRGIO MORO TENTOU POUPAR FHC DAS INVESTIGAÇÕES DA LAVA JATO apenas para ter o apoio do ex-presidente às suas investidas contra outros políticos

Não há mais nenhuma dúvida de que o ex-juiz e atual ministro da Justiça, Sérgio Moro, manipulou documentos, pessoas e processos para chegar ao seu objetivo de tirar o ex-presidente Lula da disputa presidencial de 2018.

O que já foi revelado pelo site The Intercept mostra isso claramente.

Mas cada revelação das conversas entre Moro e os procuradores da Lava Jato mostra que a parcialidade do ex-juiz beirou a canalhice pura e simples.

A mais nova revelação – segundo a qual, Moro irritou-se com investigações contra Fernando Henrique Cardoso porque tinha interesse no apoio do ex-presidente à Lava Jato – é a prova mais cabal de manipulação do processo contra Lula.

Em qualquer país sério do mundo, Sérgio Moro não apenas já estaria demitido do Ministério da Justiça, como seus julgamentos já estariam anulados de ofício.

E não apenas ele, mas seu colega Deltan Dallagnol, já estariam atrás das grades.

Como o blog Marco Aurélio D’Eça acredita que, apesar de tudo, o Brasil é, sim, um país sério, também acredita que tudo isso ocorrerá, mais cedo ou mais tarde.

É aguardar e conferir…

1

Os senadores maranhenses, as armas e a sensatez…

Senado derrubou vontade bolsonarista de armar o Brasil por 47 votos a 28 impondo flagorosa derrota ao presidente armamentista; apensas o tucano Roberto Rocha votou a favor do Decreto que flexibiliza o porte de armas no Brasil

 

ELIZIANE GAMA DISCURSA CONTRA LIBERAÇÃO DO PORTE DE ARMAS; ao seu lado, Roberto Rocha seguiu orientação do governo Bolsonaro

Apenas um dos três senadores que compõem a bancada do Maranhão no Senado votou a favor do decreto do presidente Jair Bolsonaro (PSL) que flexibiliza o porte de armas no Brasil.

O tucano Roberto Rocha – hoje um dos mais próximos do presidente entre os maranhenses, com várias indicações ao governo – apoiou a proposta bolsonarista de armar cada vez mais o cidadão.

os doutros dois maranhenses – Weverton Rocha (PDT) e Eliziane Gama (Cidadania) – decidiram ajudar a derrubar o decreto bolsonarista.

– A sensatez venceu e o decreto das armas foi derrotado pelo Senado. O Congresso deu o seu recado ao presidente. A função do governo é conter a violência, apaziguar o país e não estimular o ódio. A Segurança pública é dever do estado – definiu Eliziane Gama, após a votação.

Ela é autora do projeto que susta o decreto de Bolsonaro.

O projeto segue agora para apreciação da Câmara Federal…

1

Fufuca se reúne com Luciano Genésio e garante emendas para Pinheiro…

O deputado federal André Fufuca (PP) garantiu que irá destinar parte de sua emenda parlamentar para o município de Pinheiro. O anuncio foi feito nesta segunda-feira,17, durante encontro com o prefeito Luciano Genésio   na sede do partido, em São Luís.

Segundo o prefeito Luciano, o recurso destinado pelo parlamentar será aplicado na saúde do município.

“O objetivo é garantir a continuidade de um atendimento de qualidade para os pinheirenses e região, que busca constantemente nosso atendimento”.

Pelo terceiro ano consecutivo o deputado Fufuca destina emendas para Pinheiro, o que tem garantido benefícios ao município.

Para Luciano, destinar recursos para Pinheiro pelo terceiro ano mostra o comprometimento do deputado Fufuca, não só com seus eleitores, mas um compromisso com a baixada e com o Maranhão.

Apedido do líder político de Turiaçu Adson Manuel, que também participou do encontro,  o deputado também destinará emendas para o município de Turiaçu.

“Esse recurso servirá para a compra de uma ambulância para a cidade”, disse Adson.

André Fufuca disse que este é o seu compromisso com Maranhão; levar recursos que possam ser aplicados  nas diversas áreas dos municípios e assim gerar desenvolvimento e prestação de serviço de qualidade para melhorar a vida dos maranhenses.

0

Dr. Gutemberg lança livro sobre os “Desafios na Gestão do SUS”…

Médico cirurgião, professor universitário e vereador de São Luís, Dr. Gutemberg Araújo, reuniu amigos, famílias e gestores públicos do Estado do Maranhão para o lançamento do seu terceiro livro com o tema: ‘Os Desafios na Gestão do Sistema Único de Saúde – SUS’. O evento foi realizado na última segunda-feira (17), na Associação Maranhense dos Escritores Independentes – AMEI, no São Luís Shopping.

O livro é um estudo sobre a saúde pública do país, abordando as dificuldades e propondo alternativas para a gestão do SUS. Ele é fruto da conclusão de um MBA em Administração em Saúde feito pelo médico e escritor, na Fundação Getúlio Vargas (FGV-RJ). A apresentação do livro foi feita pela Professora Dra. Tânia Furtado da FGV – RJ. 

“Esse livro é um trabalho qualitativo, realizado por meio de entrevistas feitas com gestores estaduais e municipais. Você também tem uma noção completa do sistema de saúde de São Luís: as facilidades, dificuldades e possíveis soluções para o sistema. É um livro que não tem intenção de ser terminal. Espero que desta obra, possam nascer outros estudos para beneficiar a saúde pública do Maranhão”, explica.

Entre os gestores públicos presentes marcaram presença: o Prefeito Edivaldo Holanda; o secretário estadual de saúde, Carlos Lula; o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, o secretário municipal de planejamento José Cursino Raposo;  o presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho, acompanhado do seu pai, o juiz Dr. Osmar Gomes; o vereador Sá Marques, o ex- deputado Jota Pinto. 

O presidente da Câmara Municipal de São Luís, Osmar Filho, destacou a entrega do médico e vereador Dr. Gutemberg a saúde pública de São Luís. “Sinto muito orgulho em presidir uma casa que tem uma pessoa como o Dr. Gutemberg, um amigo que sempre lutou pela melhoria da saúde pública e buscou encontrar soluções para essa área. Admiro seu trabalho e sua dedicação”, destaca Osmar Filho.

O secretário estadual de Saúde, Carlos Lula, afirmou que o livro engradece a saúde pública do país. “Dr. Gutemberg, além de ser vereador, é um médico com muita experiência. É um grande cirurgião que faz parte da rede pública de saúde do Maranhão. As reflexões do Dr. Gutemberg servem para engrandecer o Estado do Maranhão e a saúde pública do Brasil. Os conhecimentos que ele traz nesse livro serão utilizados por todos, inclusive por mim, que vou levar esses ensinamentos para o cotidiano da nossa saúde”, disse o secretário Carlos Lula.

Para o secretário municipal de Saúde, Lula Fylho, falar sobre o livro é fazer dois recortes. “O primeiro é da vivência, experiência e entrega do Dr. Gutemberg a saúde pública, seja como profissional médico e como ex-secretário de saúde. Tudo que ele produz de conhecimento ajuda a todos nós e os próximos gestores. E o outro recorte é o mundo do SUS, repleto de boas práticas e problemáticas que merecem ser discutidas, como o Dr. Gutemberg fez nesse livro”, afirma o secretário Lula Fylho.

Dr. Gutemberg Araújo é Mestre em Cirurgia do Aparelho Digestivo pela Universidade Federal Fluminense, Doutor em Cirurgia pela UNIFESP, Professor da UFMA, Membro da Academia Maranhense de Medicina e Membro da Sociedade Brasileira de Médicos Escritores.

0

Pane deixa Fórum de São Luís na pré-história da tecnologia…

Sistema de informática não funcionou na manhã desta terça-feira causando tumulto no acesso às varas e cancelando audiências; até certidões tiveram que ser feitas a mão para justificar cancelamentos

 

Praticamente nenhuma audiência foi realizada nesta terça-feira, 18, no Fórum desembargador Sarney Costa, no Calhau.

Um pane no sistema informado como “problema técnico na fibra ótica” deixou todas as máquinas sem funcionamento.

O acesso foi feito sem o controle de cadastro e as audiências não puderam ser registradas.

Presente em mais uma das inúmeras audiências que participa a cada ano – por processos do governo Flávio Dino (PCdoB), que nunca dão em nada – o titular do blog Marco Aurélio D’Eça recebeu a certidão acima, feita à mão, para registrar o cancelamento.

Ninguém informou a previsão para retomada do serviço de informática no prédio…

1

Prefeitura vai recorrer de liminar dos 15 minutos em estacionamentos…

Decisão do ministro Ricardo Lewandowski, do Supremo Tribunal Federal, pôs fim ao limite mínimo de 30 minutos de gratuidade em estacionamentos de shoppings centers em São Luís

 

OS SHOPPINGS JÁ VOLTARAM A COBRAR DIFERENTE, logo após a decisão liminar de Ricardo Lewandowski, do STF

A Prefeitura de São Luís já decidiu que recorrerá da liminar do ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski, que acabou com o tempo mínimo de 30 minutos de gratuidade em estacionamentos privados em São Luís.

A Procuradoria-Geral do Município entende haver mais de um entendimento no STF sobre a questão, o que abre possibilidades de recursos.

Enquanto isso, os shopings já voltaram a cobrar a partir dos 15 minutos de permanência…