0

Troca do número é risco para Eduardo Braide, diz pesquisa…

Candidato que disputou as eleições de 2016 pelo PMN, com numeração 33, agora concorre pelo Podemos, que tem o número 19 e passou a intensificar essa mudança, uma vez que metade do seu eleitor não sabe quais dígitos apertar na urna

 

É assim, com o 19 em destaque, que Braide passou a intensificar sua campanha nesta reta final do primeiro turno

Favorito para vencer as eleições em São Luís, o deputado federal Eduardo Braide (Podemos) apssou a intensificar a divulgação do seu número de campanha nesta reta final do primeiro turno.

– Eduardo Braide agora é 19 – diz a propaganda do candidato no rádio e na TV.

A tentativa de massificação do número tem uma explicação científica: a pesquisa Ibope mostrou que 49% dos eleitores do candidato do Podemos não sabe o seu número.

Braide disputou a eleição de 2016 pelo PMN, que tinha número 33; mudou em 2020 pára o Podemos, que usa o 19; ocorre que muita gente ainda o vê como 33.

Essa dificuldade do eleitor em saber o número do candidato foi crucial na derrota do então deputado José Raimundo Rodrigues (PTB) em sua tentativa de reeleição á Assembleia, em 2002.

Rodrigues havia disputado a prefeitura de São Luís em 2000 e massificou o número com o jargão “Zé Raimundo é o 14; 14 é o Zé Raimundo”.

Ele não se elegeu prefeito, mas o número ficou na cabeça do eleitor, que votou em massa para deputado. Resultado: ele nãos e reelegeu, mas a legenda do PTB teve recorde histórico de votação.

Como mostra a história, é, portanto, uma preocupação pertinente de Eduardo Braide de divulgar seu número.

0

Com guerra a adversários, Duarte inviabiliza a própria campanha

Mesmo à frente nas pesquisas e com chances reais de chegar ao segundo turno, candidato do Republicano parece perder o equilíbrio na reta final do primeiro turno e passa a atacar não apenas Neto Evangelista, mas Rubens Júnior e até o prefeito Edivaldo

 

Último a ser atacado por Duarte, Rubens reagiu coim elegância, o que acentuou o desequilíbrio do candidato republicano

Opinião

A resposta agressiva do deputado estadual Duarte Júnior ao colega de base governista Rubens Pereira Júnior (PCdoB) reforçam a ideia de que o candidato republicano a prefeito de São Luís perdeu o equilíbrio na campanha.

A forma dura do ataque ao adversário que disputa com ele a chance de ir ao segundo turno mereceu resposta não apenas do próprio Rubens – que, claro, provocou primeiro – mas de todos os seus aliados e até de membros da base governista.

Duarte já havia iniciado bombardeio contra Neto Evangelista (DEM), que também rebateu em seus programas.

O candidato do PRB, que tem o apoio do vice-governador Carlos Brandão, acaba por inviabilizar seu próprio projeto com a provocação ou respostas atravsessadas aos adversários.

Sua fama de desagregador e exclusivista começou desde que ele chegou à Assembléia. (Relembre aqui e aqui)

A postura anti-política pode ser boa para encantar o público, mas criará problemas no momento em que ele precisar do apoio e da estrutura necessárias para um segundo turno.

Sobretudo pelo fato de que ataca, inclusive, o prefeito Edivaldo Júnior (PDT), que hoje goza de inquestionável aprovação popular e terá papel fundamental no segundo turno.

Chamado de bandido pelo colega de base, Rubens reagiu com elegância, mas deu a resposta a Duarte

Há duas explicações para o desequilíbrio de Duarte Júnior na reta final do primeiro turno:

1 – Ele tem convicção de que seu patamar de votos é irreversível e que já está no segundo turno, onde não precisará de alianças, ou;

2 – ele já sentiu que poderá ser ultrapassado por um dos dois adversários da base – Neto ou Rubens – e tenta desesperadamente manter-se em condições de competitividade.

Nos dois casos, a postura do candidato está equivocada, e pode levá-lo ao isolamento.

E muito provavelmente à derrota política e eleitoral.

É simples assim…

0

MP investiga supostas irregularidades em contratos de Márcio Dias em São Félix de Balsas

O Ministério Público do Maranhão (MP-MA) está apurando, por meio de investigação, supostas irregularidades nos contratos selados entre a prefeitura de São Felix de Balsas e a empresa TCC Transportes Eireli, sob a gestão do atual prefeito, Márcio Dias Pontes. 

O Inquérito (nº 06/2020, aberto por meio da Portaria de nº 15/2020) assinado por Nilceu Celso Garbim Jr., Promotor de Justiça titular da Comarca de Loreto,  relata que as investigações tiveram início após uma representação formulada à Promotoria de Justiça quanto às contratações da empresa  de CNPJ nº 27.272.055/00001-07 durante a gestão do atual prefeito Márcio Dias. 

O Promotor solicita ainda cópias de todos os procedimentos licitatórios da empresa com a prefeitura, que ao todo são sete: dois em 2017, três em 2018 e dois em 2019, que juntos somam R$ 4.715.361,25 (quatro milhões, setecentos e quinze mil, trezentos e sessenta e um reais e vinte e cinco centavos) em contratos entre as partes.

O MP pede ainda que seja elaborado e entregue um relatório acerca da estrutura física e de pessoal da empresa TCC Transportes Eireli, a fim de que seja verificada sua real capacidade técnica e financeira para participação em procedimentos licitatórios.

Registrada na Travessa Chico Batateiras, 20, Centro de São Felix de Balsas e está em nome de Juacy Ananias Pinheiro, com capital social de R$104.500,00 (cento e quatro mil e quinhentos reais).

Nilceu Jr também quer saber da Receita Federal e da Secretaria do Estado da Fazenda, se a empresa TCC pagou os devidos tributos federais e estaduais resultantes dos contratos de R$ 4,7 milhões para a prestação dos serviços de (1) locação de veículos leves; (2) locação de veículos para transporte escolar; (3) contratação de serviço de limpeza urbana; (4) locação horas máquina e equipamentos pesados; (5) fornecimento de materiais de construção e (6) construção de quadra poliesportiva.

O MP também solicitou as notas fiscais emitidas pela empresa e que os dois responsáveis pelas assinaturas dos contratos, no caso, Taís Cardoso Carneiro (primeira dona da TCC) e Juacy Ananias Pinheiro (atual dono da empresa). Ambos devem prestar depoimento acerca dos fatos em investigação para a Promotoria de Justiça. 

0

Liderança de Assis Ramos desespeera oposição…

Incomodados com a pesquisa Escutec que mostrou o prefeito de Imperatriz à frente da disputa, adversários contratam blogs de São Luís para fazer acusações falsas sobre gastos com transporte-escolar

 

Líder nas pesquisas de intenção de votos, Assis Ramos passou a sofrer ataques dos adversários

Com o resultado das pesquisas eleitorais em Imperatriz, bateu o desespero no consórcio de candidatos da oposição ao prefeito Assis Ramos (DEM). Como se fosse pouco a saraivada de ataques que o líder das pesquisas vem sofrendo nas redes sociais e até no Horário Eleitoral gratuito por parte de seus concorrentes, agora contrataram blogs de São Luís para criar factoides com uma denúncia sem pé nem cabeça de que o município teria gasto recursos irregularmente com transporte escolar durante a pandemia.

Num texto em que inclusive cita erroneamente a empresa Rio Anil Transportes, afirmando que esta recebeu valores pagos em transporte escolar blogueiros  cometem barrigada. Antes mesmo da Prefeitura se pronunciar a empresa lançou uma nota informando que presta serviço de transporte coletivo de passageiros, e não transporte escolar.

“O contrato exposto é referente à compra de vale-transporte dos servidores públicos do município da área da educação e também de créditos eletrônicos dos alunos da rede pública, assim como de servidores da Saúde e dos demais setores do município. Este valor (créditos estudantis) não foram adquiridos desde abril de 2020, justamente pelo fato das aulas estarem suspensas”, informa a empresa.

Esclarece a empresa e a Prefeitura que contratos como este existem nos principais municípios brasileiros que possuem transporte regular de passageiros, incluindo-se Brasília, todas as 26 capitais estaduais e outros municípios que possuam sistema regular de transporte público de passageiros.

“O benefício do vale-transporte existe desde 1985 (Lei 7.418) e é um dos alicerces que mantém em funcionamento o transporte público (que é de natureza essencial) no Brasil desde então”, diz a RATRANS.

Sobre o fato tão estranho para oposição e explorado por blogueiros de que os contratos com Transporte Escolar permanecem durante a pandemia, mesmo os alunos não tendo que serem transportados às escolas, a Prefeitura, através da Secretaria de Educação, SEMED, esclarece os seguintes pontos:

1 – O plenário do STF em análise da medida provisória 927/2020, julgou procedente medidas econômicas adotadas pelos entes públicos no sentido da manutenção da saúde financeira dos empregados e das micro e pequenas empresas, de forma a auxiliar que mitigue os efeitos da grave crise e o caos econômico e social;

2 – Em nível de estado e município, a cada 15 dias o governo revisa a possibilidade do retorno inclusive com consulta pública junto à comunidade educacional (Pais, professores e alunos);

3 – MEC e FNDE em nenhum momento sinalizaram com orientação no sentido do cancelamento do ano letivo 2020;

4 – O FNDE até o presente momento mantém o envio mensal regular dos recursos para manutenção da merenda escolar, transporte e toda manutenção normal do sistema de ensino;

5 – Os contratos públicos para manutenção do sistema de ensino do município, tais como prédios, professores contratados, vigilância, manutenção em geral, sempre estiveram a postos para retornar as atividades a qualquer momento, tendo em vista as suspensões serem a cada 15 dias por parte do estado e município.

Finalmente, a Secretaria de Educação de Imperatriz possui uma frota de 38 veículos (locados e próprio) entre ônibus, vans, caminhões, camionetas e veículos de pequeno porte;

– são 11 ônibus para transporte de alunos, sendo 8 alugados com motoristas e 3 de propriedade do município

– são utilizados 16 monitores para acompanhamento desses alunos.

Durante a pandemia, a secretaria vem utilizando toda a frota, exceto ônibus, para assistência às 147 escolas e creches, para: distribuição de merenda escolar, distribuição de material didático para os alunos, distribuição de material de expediente e limpeza as escolas, distribuição de mobiliário, acompanhamento e fiscalização das escolas e creches reformadas com recurso do FUNDEF, como também, assistência aos Conselhos ligados ao Sistema Municipal de Ensino (FUNDEB, Conselho de Alimentação Escolar; e outros Conselhos de apoio ao aluno).

E mais: a fonte de recursos para pagamento dos transportes são: a) Programa Nacional de Transporte Escolar – PNATE; b) Salário Educação; c) MDE; d) FUNDEB.

“No Brasil inteiro, inclusive nas capitais, como São Luís os contratos com transporte escolar permanecem, assim como os benefícios dos servidores. como é o caso do Vale-Transporte, salários, gratificações e verbas trabalhistas, tudo em razão da política de mitigação dos efeitos econômicos da pandemia e, também, porque não se sabe ainda quando voltaremos as aulas presencias nas escolas da rede municipal”, informou o secretário de Educação José Antônio Pereira.

0

Lula, Dino e Edivaldo são trunfos de Rubens em eventual segundo turno

Embalado na ligação com a dupla Lula e Dino, candidato do PCdoB apresenta crescimento sistemático em todas as pesquisas e já aparece embolado com Duarte Júnior e Neto Evangelista; mas o comunista é o único que tem relativa proximidade com o prefeito Edivaldo Júnior

 

Rubens Júnior tem autorização expressa de Lula e de Dino para usar suas imagens no primeiro turno de São Luís…

Opinião

Embalado pelo crescimento em sucessivas pesquisas, o comunista Rubens Pereira Júnior já está embolado com os adversários Duarte Júnior (PRB) e Neto Evangelista (DEM) na disputa por uma vaga num eventual segundo turno contra Eduardo Braide (Podemos).

E de todos os adversários, ele é o mais temido pelo candidato do Podemos.

Além de ser o único a ter ligações reais e oficiais com o ex-presidente Lula (PT) e o governador Flávio Dino (PCdoB), Rubens tem um trunfo adicional, que assusta Braide: ele é o único que pode fazer o prefeito Edivaldo Júnior (PDT) entrar na campanha.

Único a defender o legado e Edivaldo neste primeiro turno, o comunista pode também ser o único a levar o prefeito a entrar na campanha

Na última pesquisa DataIlha, divulgada nesta quarta-feira, 28, Rubens aparece em quatro lugar, com 10%, empatado tecnicamente com Neto, que tem 13,1%, e no limite do empate técnico com Duarte, que registra 16%.

A Escutec mostrou o comunista um pouco mais distante do primeiro pelotão, mas também em linha de crescimento.

Caso consiga superar os dois adversários da base governista com uma arrancada em 15 dias de campanha, Rubens Júnior pode chegar ao segundo turno em condições claras de brigar pela prefeitura.

E com apoio aberto de Lula, Flávio Dino e Edivaldo Júnior…

0

O dilema de Braide: forçar pela vitória em 1º Turno ou aguardar o segundo?

Faltando 15 dias para o pleito, o favorito nas pesquisas de intenção de votos reduz o clima de já ganhou entre os aliados e usa tom mais discreto nos releases, já se preparando para eventual confronto direto com um dos adversários

 

Braide acena para eleitor, ao lado da vice, em carreata: vitória no primeiro ou nova disputa no segundo turno?

Quem acompanha a disputa eleitoral em São Luís percebeu nos últimos dias uma mudança na divulgação da propaganda do favorito nas pesquisas, Eduardo Braide (Podemos).

Antes, as informações da campanha e dos aliados de Braide eram de euforia em relação a uma vitória em primeiro turno.

Isso mudou a partir dos novos números de pesquisas, que reduziram seus índices e já encaminham o pleito para um segundo turno.

Faltando 15 dias para o pleito, o deputado está no dilema entre forçar a campanha para liquidar logo a fatura em 15 de novembro ou segurar e se preparar para um duríssimo segundo turno.

Entre os aliados, o senador Roberto Rocha (PSDB) é que o mais defende a intensificação da campanha para liquidar a disputa logo no primeiro round; mas há outros aliados que entendem o risco de criar uma frustração no eleitor, caso se consolide o segundo turno.

Agora com 40% das intenções de votos, segundo a  última Escutec, Braide tem confortável dianteira sobre os adversários.

E sabe que só depende de si mesmo para chegar a vitória nas eleições de São Luís.

Em primeiro ou segundo turno…

0

Sprint final definirá adversário de Braide no segundo turno…

Pesquisa divulgada nesta quinta-feira pelo jornal O EstadoMaranhão mostra que a disputa entre Duarte Júnior e  Neto Evangelista segue acirrada; e a decisão se dará pelo volume de campanha e estrutura de cada candidato

 

A briga entre Duarte Júnior e Neto Evangelista está cada vez mais acirrada; e cada um depende de uma arrancada final para se consolidar em segundo turno

O Instituto Escutec praticamente selou nesta quinta-feira, 29, a certeza de que haver´pa segundo turno em São Luís, entre o favorito Eduardo Braide (Podemos) e um dos adversários da base do governo Flávio Dino (PCdoB).

Só não há como ter certeza de quem será esse adversa´rio de Braide.

De acordo com a pesquisa, o candidato do Podemos tem 40% das intenções de voto; Duarte Júnior aparece com 19% e Neto Evangelista com 15%. Com a margem de erro de três pontos, afirma-se que Duarte e Neto estão tecnicamente empatados.

O que definirá o adversário de Braide é o poder que cada candidato tem para o sprint final – aquela arrancada que o atleta dá no fim das corridas.

Embora ainda distante do pelotão da frente, o candidato comunista Rubens Pereira Júnior (pCdoB) demonstra fôlego para esta arrancada.

Pesquisa confirma blog Marco Aurélio D’Eça

Quem lê este blog sabe que, ainda em setembro, foi estabelecido aqui que Duarte e Neto polarizariam a disputa em São Luís, com poder de achatar os índices, tanto de Braide quanto o dos adversários de baixo.

O blog Marco Aurélio D’Eça disse, inclusive, que os dois iriam brigar cabeça-a-cabeça no patamar entre 15% e 20%, o que consolidaria o segundo turno.

Todas as pesquisas confirmam exatamente este prognóstico do blog.

O candidato que for para o segundo turno em segundo lugar ficará na casa dos 20% de votos, mas o terceiro brigará até o último voto.

E será essa a disputa principal do primeiro turno, que poderá influenciar diretamente no segundo turno.

É aguardar e conferir…

1

Ivaldo Rodrigues garante a reestruturação de 14 Mercados Públicos Municipais

O vereador Ivaldo Rodrigues (PDT) foi a peça fundamental no executivo de São Luís para que a Prefeitura destinasse verba e executasse o pacote de revitalização e modernização de 14 mercados públicos municipais, na capital.

No Mercado das Tulhas, ou Mercado da Praia Grande, como também é conhecido, o equipamento foi entregue modernizado, respeitando as características originais. Com isso ganha a cidade, que passa a ter mais um mercado reformado, esse, no coração do Centro Histórico; os feirantes passam a ter condições dignas de trabalho, podendo aumentar seus lucros, os frequentadores ganham um espaço confortável, limpo e organizado, os turistas sentem-se mais atraídos a entrar no local, e a cidade tem seu patrimônio preservado.

Esta é a maior intervenção da história de São Luís já feita em mercados públicos. Agora, feirantes e consumidores podem contar com ambientes com toda infraestrutura adequada à compra e venda de produtos comercializados no local, graças à articulação política de Ivaldo Rodrigues, que lutou junto aos feirantes por essa demanda, e perseverou para conquistar essas verdadeiras batalhas em benefício de todos.

E foi assim no Mercado do Anil, Macaúba, Vicente Fialho, Liberdade, Jardim América, e Coroadinho. Além destas obras, Ivaldo Rodrigues também esteve à frente das reformas e reconstruções de outros mercados, enquanto esteve secretário de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), como nos bairros São Francisco, Cohab, Bom Jesus, Monte Castelo, Santo Antônio, Vila Bacanga, e Santa Cruz, que em breve estarão prontos para melhor atender à demanda da população.

São obras gratificantes de ver o resultado concluído em tão pouco tempo, e com tanta qualidade em detalhes, bem estar, conforto e modernidade.

Os novos espaços trazem dignidade, e maior segurança alimentar para quem trabalha e principalmente para quem consome os produtos agropecuários comercializados no local. Todas as reformas receberam novos sistemas elétricos, hidráulicos, sanitários, piso, telhado, os boxes, área administrativa e os banheiros.

0

Engenheiro revela que verba da gestão de Valmira Miranda foi usada irregular em Colinas

Em declaração prestada à Justiça Federal, o engenheiro Felix Bispo da Silva revelou que verba da educação foi usada em obras de terceiros durante a gestão de Valmira Miranda, em Colinas.

O documento faz parte de um processo que julga a denúncia de desvio de verbas na construção de 3 creches entre os anos de 2009 e 2012, primeiro mandato da atual prefeita.

Segundo o profissional, que representa a Construtora Sertão, as obras da unidades escolares foram abandonadas porque parte dos recursos foram desviados para outras construções públicas e de terceiros.

“Não tivemos condições de tocar as obras das creches em virtude de havermos aplicado, embora de maneira errada, parte do dinheiro oriundo das creches em outras obras públicas e de terceiros”, disse o engenheiro à Justiça Federal durante a tramitação do processo.

Félix Bispo disse ainda que chegou a procurar o então prefeito à época Antônio Carlos Oliveira e solicitou que o pagamento do serviço fosse feito, no entanto, diante da irregularidade da situação, a empresa se viu obrigada a informar à Justiça o erro cometido.

Em 2015, a Polícia Federal instaurou um inquérito policial para apurar a responsabilidade criminal da ex-prefeita Valmira Miranda por fraude na aplicação dos recursos destinados à construção de três creches/escolas nos bairros Piquete, Chapadinha e Liberdade.

A PF queria saber por que as obras estão paradas e longe de serem concluídas, já que pelo menos R$ 1.700.000,00, de um total de R$ 2.302.155,75 milhões repassados pelo FNDE/MEC, foram pagos às construtoras responsáveis e aquilo que seriam três creches para atenderem crianças carentes do município não passam de esqueletos.

7

Duarte Júnior mente ao dizer que guardas municipais pagam fardamento

Duarte tem feito duras críticas ao prefeito Edivaldo Júnior; mas mentiu sobre pagamento de fardamento por guardas municipais

O candidato a prefeito de São Luís pelo Republicanos, Duarte Júnior, tem mentido de forma sistemática ao dizer que os guardas municipais pagam pelo fardamento.

Segundo apurou o blog Marco Aurélio D’Eça, o prefeito Edivaldo Júnior (PDT), que vem recebendo críticas do ex-chefe do Procon-MA, viu de forma atravessada mais essa exploração do deputado.

A “narrativa” de Duarte, tem sido usada sistematicamente em várias emissoras.

No JMTV 2, da TV Mirante, no dia 19 de outubro, ele disse: “Hoje os guardas municipais têm de pagar o seu próprio fardamento…”.

Na sabatina da TV Difusora, do dia 27 de outubro, o candidato do Republicanos voltou a mentir sobre o mesmo tema: “Hoje, os nossos guardas municipais, por incrível que pareça, com seu pouco salário compram o seu fardamento…”.

Mas o deputado tem faltado com a verdade.

A Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (SEMUSC), realizou a entrega do fardamento integral dos guardas municipais, cuja peças foram pagas com recursos próprios do município de São Luís, como mostra o texto veiculado em 15 de agosto deste ano. 

Detalhe:: os termos de uso foram assinados pelos próprios agentes, no ato da entrega do fardamento integral dos guardas municipais, o que prova que eles receberam o fardamento.

E que este é oriundo de investimento da gestão municipal.