0

Stênio Rezende prestigia carnaval de Balsas…

Rezende com o prefeito Erik e aliados em Balsas

O deputado estadual Stênio Rezende (DEM) esteve no fim de semana prestigiando o Carnaval em Balsas, na Região Centro Sul do Maranhão.

“O Carnaval de Balsas sempre foi uma oportunidade de encontro com os amigos e este em especial representa um momento de mudanças e estaremos juntos ajudando para que esses dias sejam de muitas alegrias”, destacou o parlamentar que tem apoiado a reconstrução da cidade.

Em companhia do prefeito de Balsas, Dr. Erik, do presidente da Câmara de Vereadores, Moisés Martins, dos vereadores Paulo Júnior e Pablo Coelho, Stênio Rezende destacou o Carnaval em Balsas.

1

Roberto Rocha e Flávio Dino; juntos e misturados…

Erra quem aposta todas as fichas em um rompimento total e irreversível entre o senador do PSB e o governador do PCdoB; ambos têm interesses em 2018, mas com olhos ainda mais abertos para 2022

 

Flávio Dino e Roberto Rocha são inimigos íntimos: se amam se odeiam na mesma medida…

Até agora único a se movimentar como contraponto ao projeto comunista nas eleições de 2018 – ainda que não assuma claramente este projeto – o senador Roberto Rocha (PSB) não está definitiva e irreversivelmente na oposição ao governador Flávio Dino (PCdoB).

Para além de uma disputa eleitoral em 2018, tanto Rocha quanto Dino têm projetos vinculados a 2022, quando estarão – provavelmente os dois, caso Dino se reeleja – no fim dos seus respectivos mandatos.

Este blog, inclusive, já tratou deste tema, ainda em 2014, no post “Roberto Rocha e Flávio Dino oito anos depois…”.

Mas do que uma disputa nas eleições de 2018, Roberto Rocha e Flávio Dino têm cenários para negociar quatro anos depois da eleição do ano que vem.

Até por que, ambos sabem que um potencial sucessor de Flávio Dino poderá sair exatamente da eleição de senador de 2018, seja governista ou oposicionista.

Leia também:

E agora Grupo Sarney?!?

Todos de olho no Senado…

Uma nova oposição no Maranhão…

Zé Reinaldo, Weverton Rocha, Sarney Filho e Roseana: desta lista sai o potencial governador de 2022

Na lista de candidatos ao Senado estão nomes como Weverton Rocha (PDT), Sarney Filho (PV), José Reinaldo Tavares (PSB) e Roseana Sarney (PMDB).

Os dois desta lista que se elegerem senador em 18 estarão automaticamente credenciados ao governo em 22.

Flávio Dino sabe disso, Roberto Rocha também.

E sabem também que podem trocar de lugar, naturalmente, na mesma eleição de 2022.

Desgastar-se em 2018 numa disputa ferrenha, portanto, não está nos planos de nenhum dois.

É simples assim…

1

Juscelino Filho quer isentar do IR portadores de doenças graves…

Deputado é autor de projeto de lei que inclui entre as categorias de cidadãos dispensadas de prestar contas com o leão os portadores de câncer em estágio avançado, Aids e esclerose, entre outras doenças

 

Jucelino: mais um projeto de peso social

O deputado federal Juscelino Filho (DEM), apresentou à Câmara dos Deputados Requerimento que pede rapidez na tramitação de um Projeto de Lei de sua autoria, que inclui entre os isentos no Imposto de Renda, pessoas que sofrem de alguns tipos de doenças graves, como esclerose múltipla e sistêmica, câncer em estágio avançado e Aids.

– Doenças graves geram altos custos com medicamentos, com equipamentos e para algumas pessoas, até com profissionais como enfermeiros, e isso é tanto para os aposentados como para os trabalhadores que estão na ativa. Acredito e defendo que todos sejam beneficiados com a isenção. Ao fazer com que as pessoas se aposentem para obtê-la, a lei atual prejudica o servidor e perde mão de obra para a inatividade, desnecessariamente – destacou o deputado Juscelino Filho, que também é médico.

A proposta modifica a Legislação Tributária Federal (Lei 7.713/1988), que só prevê a isenção para as pessoas que estejam aposentadas por causa dessas doenças ou por acidente em serviço.

A proposta de Juscelino foi apensada ao PL 4703/2012, que está pronto para ser votado…

3

A difícil situação de Neto Evangelista…

Rompido com a sogra que lhe deu a maior parte dos votos na eleição em 2014, o tucano apostava no apoio do vice-governador Carlos Brandão para chegar à Câmara Federal; mas o presidente tucano vai disputar o mesmo cargo que ele

 

Neto apostava suas fichas em Brandão, mas o vice será só mais um adversário

Atual secretário de Desenvolvimento Social, deputado estadual Neto Evangelista (PSDB) sonhava com uma vaga na Câmara Federal, em 2018, para salvar causa carreira política.

Desde que preferiu ficar ao lado do governador Flávio Dino (PCdoB) na briga do comunista com sua sogra, a ex-prefeita de Lago da Pedra, Maura Jorge (PTN), Evangelista ficou numa espécie de limbo político.

E apostava no vice-governador Carlos Brandão (PSDB) para viabilizar sua candidatura a deputado federal.

Ocorre que, em baixa no tucanato, Brandão já decidiu, ele próprio, concorrer a uma vaga de deputado federal, em dobradinha com José Reinaldo Tavares (PSB), que vai concorrer ao Senado.

E assim, Neto Evangelista tem praticamente inviabilizado o seu projeto.

A menos que sucumba de vez ao comunismo e decida mesmo entrar no PCdoB, para tentar a sorte em 2018.

Mas esta é uma outra história…

1

Aline Barros no encerramento da Semana de Retiros…

Maior estrela da música gospel nacional vai participar de show no Aterro do Bacanga, na quarta-feira de cinzas

 

 

Aline Barros fez sucesso no encontro dos retiros do ano pasado

Um dos maiores nomes da música evangélica brasileira, a cantora Aline Barros será uma das atrações do 11º ano de realização do encerramento da Semana Maranhense de Retiros Culturais.

O evento será realizado nesta quarta-feira, 1º, no Aterro do Bacanga, com a presença de grandes nomes da música gospel brasileira e internacional.

Aline Barros participou do evento no ano passado e volta a São Luís para dividir o palco com os cantores Marcos Nunes e Irmão Lázaro.

É grande também a expectativa da participação de Christafari, a maior banda de reggae cristão do mundo, com os cantores Avion Blackman e Solomon Jabby.

A internacional Christafari também faz sucesso no Aterro do Bacanga

Bandas e cantores maranhenses, além de grupos de teatro e dança participarão deste grande momento de louvor e adoração que será realizada a partir das 15 horas.

O cantor Jacymário, as cantoras Rubcleia Leal, Rute Aniba e Lidia Carrollini de apenas 11 anos também tem presença confirmada no evento.

A Semana Maranhense de Retiros Culturais foi idealizada pela deputada federal Eliziane Gama, que é também autora da Lei 8.904 que reconhece a arte evangélica como cultura.

0

PSDB vai definir em março o destino do partido no MA…

Alta cúpula dos tucanos já decidiu que o partido estará em faixa diferente do PCdoB nas eleições de 2018 e deve escolher o ex-prefeito Sebastião Madeira para substituir o vice-governador Carlos Brandão no comando da legenda

 

Com apoio apenas de Neto Evangelista, Carlos Brandão perdeu espaço para Sebastião Madeira na cúpula nacional

A cúpula nacional do PSDB deve se reunir em março para decidir o futuro do partido no Maranhão.

A articulação foi feita pelo ex-prefeito de Imperatriz, Sebastião Madeira, hoje o mais próximo maranhense entre os tucanos nacionais.

A cúpula da legenda queria empurrar a questão com a barriga até o início de 2017, mas foi alertada pelas lideranças locais do risco de fica sem representação.

E já decidiu: deve substituir logo agora, em 2017, o comando maranhense.

4

Articulado com deputados, Luciano já viabilizou quase R$ 15 milhões para Pinheiro…

Novo prefeito trabalha com parlamentares de todas as cores partidárias, sem preconceito, conseguindo atrair recursos que o município nunca sequer sonhou

 

Luciano Genésio com Júnior Marreca: parceria por Pinheiro

Ex-deputado estadual e filho de ex-parlamentar, o prefeito de Pinheiro, Luciano Genésio (PP), conhece bem o caminho das pedras.

E é com essa experiência que já viabilizou, em apenas dois meses de mandato no município, nada menos que R$ 14,2 milhões.

Com o deputado Waldir Maranhão (PP), foram R$ 10 milhões para as áreas da Saúde e de pavimentação.

Luciano Genésio também articulou outros R$ 2 milhões com os deputados federais André Fufuca (PP) e Luana Alves (PSB). (Releia aqui)

– Vamos continuar na busca incessante de captação de recurso, seja por meio dos nossos deputados federais, deputados estaduais, governos estadual e federal e projetos que tragam investimentos para nossa queria Princesa da Baixada – afirmou.

E na última quinta-feira, 23, o prefeito de Pinheiro articulou também com o deputado federal Júnior Marreca (PEN), que destinou R$2,2 milhões, divididos entre as áreas de Saúde e de construção de praças e quadras poliesportivas.

Para o prefeito, na falta de um deputado atuando especificamente em favor de Pinheiro, é preciso buscar de outros membros da bancada.

E os resultados estão aparecendo…

3

Cada vez mais distantes…

O senador Roberto Rocha e o governador Flávio Dino agem cada um em faixa própria por 2018; e são cada vez mais adversários no Maranhão

 

Aliados em 2014, Flávio Dino e Roberto Rocha serão adversários em 2018

O senador Roberto Rocha (PSB) deixou claro logo no início da campanha eleitoral de 2016 que sua aliança com o governador Flávio Dino (PCdoB) era apenas tática, pontual, para o pleito de 2014 – e não uma aliança estratégica com futuro para além daquele ano.

– Nós temos um mandato de senador, um mandato longo, de 8 anos. Quando terminar o mandato do Flávio e da Dilma, o meu estará no meio, correto? Então é normal, em qualquer canto, um senador, no meio do seu mandato, ser um potencial candidato. Isso aos olhos da classe política. (…) Sou da mesma idade do governador, de partido diferente, e nunca fui do Executivo. Todo mundo sabe que o meu desejo é esse. Tenho me preparado para bem servir meu estado também no Executivo um dia – disse Rocha ao jornal O EstadoMaranhão, em fevereiro de 2016.

De lá para cá, seus comentários foram ficando cada vez mais ferinos em relação ao governo Flávio Dino e, sobretudo, ao comunismo.  Esse debate ideológico se acirrou agora, em 2017.

– O Maranhão é o único lugar do mundo onde o comunismo defende a propriedade privada, só que dos próprios comunistas – provocou ele, já no início do ano, aproveitando-se da polêmica dos aluguéis camaradas, que desgastaram o governo nos primeiros dias de janeiro. (Releia aqui e aqui)

As críticas ácidas de Roberto Rocha às vezes passam dos limites, com ofensas ao comunismo. Mas serve para delimitar claramente a postura e ideológica dele em relação ao governador.

E à medida que o ano eleitoral de 2018 se aproxima, o senador do PSB vai se posicionando cada vez mais crítico em relação ao governo que ajudou a eleger em 2014.

E que, como ele próprio diz, era apenas uma aliança tática.

Nada mais…

0

Fábio Braga pede ao governador recuperação da MA-034…

Fábio Braga: cobrança ao governo

O deputado Fábio Braga (SD) subiu à tribuna da Assembleia Legislativa quinta feira, 23, para informar que tinha apresentado um requerimento à Mesa Diretora, pedindo que ela fizesse chegar às mãos do secretário de Infraestrutura do governo do Estado, Clayton Noleto, um pleito de recuperação da MA–034, em trechos considerados vitais que cobrem desde o distrito da Palestina, no município do Brejo, até o povoado do Descanso, na cidade de Caxias.

Lembrou tratar-se de um importante corredor de tráfego em razão de conectar o Leste do Estado ao Baixo Parnaíba “regiões com grande potencial econômico, onde o agronegócio vem tomando atitudes fortes para expandir-se”, pontuou.

Na sua argumentação, Fábio Braga disse entender as dificuldades orçamentárias que o Maranhão enfrenta por conta da crise financeira que a própria nação atravessa, mas destacou tratar-se de um desafio para o Governo do Estado a aceleração dessa obra, por conta não apenas da importância que a via representa para a região, mas, principalmente, pelo o estado de depreciação da massa asfáltica, da sinalização e dos acostamentos de alguns trechos, pelo perigo que já representavam à movimentação de pessoas, de máquinas e de veículos, sem contar o grande número reclamações dos pequenos comerciantes que viviam e trabalhavam na área, ou que por ela circulavam.

O parlamentar aproveitou para lembrar de outra rodovia estadual também importante, no caso a  MA–020, que liga Vargem Grande a Coroatá, e  estava numa situação de tráfego dificílimo, tendo sido totalmente recuperada, o que trouxe segurança para os usuários; novas oportunidades às comunidades que vivem à sua margem e esperanças aos negócios que já começam a surgir no trajeto, considerando que é cada vez maior o movimento em direção a Coroatá, Peritoró, Timbiras, Codó, e de resto à região dos Cocais maranhenses.

O deputado disse, ainda, que aproveitou sua estada com o governador Flávio Dino e sua Equipe de trabalho nessa terça feira, 22 em Coroatá, por ocasião da inauguração da sede do IEMA, e pediu seu empenho no atendimento de alguns pleitos por ele encaminhados ao governo, a exemplo da própria recuperação da MA–034; da construção urgente do IEMA de Vargem Grande, onde até o terreno para a instalação da unidade já está encaminhado; além da recuperação das escolas da cidade de Afonso Cunha, principalmente das escolas estaduais, como o centro de ensino Professor Paulo Freire, antigo CE Dr Carlos Magno Bacelar, uma reivindicação antiga daquela comunidade.

“Vou lutar pela pavimentação da MA–123, no trecho que interliga os municípios de Afonso Cunha e Chapadinha, pois essa rodovia será mais uma porta aberta capaz de possibilitar vários outros negócios entre o Leste Maranhense e o Baixo Parnaíba”, previu. 

4

Aliados de Flávio Dino começam a se afastar…

Lideranças como Roberto Rocha, Sebastião Madeira, Hilton Gonçalo, Eduardo Braide e Wellington do Curso forma hoje um grupo alternativo ao projeto do PCdoB

 

Roberto, Madeira, Hilton, Eduardo e Wellington vão seguir outro rumo

Todos eles estavam com o governador Flávio Dino (PCdoB) em 2014.

O socialista Roberto Rocha, por exemplo, foi eleito senador na própria chapa do comunista. Sebastião Madeira (PSDB) era prefeito de Imperatriz e declarou apoio oficial a Dino logo que o PMDB lançou o nome de Lobão Filho ao governo.

Além deles, o governador tinha o apoio do prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB), do deputado Eduardo Braide (PMN) e do então candidato a deputado Wellington do Curso (PP).

Nenhuma dessas lideranças deverá estar com Flávio Dino nas eleições de 2018.

Prestes a assumir o comando do PSDB no estado – em substituição a Carlos Brandão – o agora ex-prefeito Sebastião Madeira já deixou claro que seguirá a orientação nacional da legenda, que veta a repetição da aliança com o PCdoB.

– A orientação do PSDB é de não aliança com nenhum partido da chamada esquerda – diz Madeira.

Não se descarta no ninho tucano nem mesmo uma aliança com Roberto Rocha, que deve ser um dos principais adversários de Dino na disputa pelo Governo do Estado. Rocha, inclusive, deixa claro que será candidato a governador em qualquer circunstância.

Fora do comunismo

Outro que já praticamente definiu o seu caminho para 2018 é o atual prefeito de Santa Rita, Hilton Gonçalo (PCdoB). Para isso, já tem uma decisão tomada: deixar o partido do governador nos próximos meses.

Gonçalo tentou se viabilizar numa disputa majoritária ainda em 2014, mas não conseguiu viabilização no seu então partido, o PDT. Em 2016, além de disputar a prefeitura de Santa Rita, atuou fortemente em São Luís, sobretudo no segundo turno, quando foi um dos capitães da campanha do deputado Eduardo Braide (PMN).

Braide é hoje, inclusive, um dos maiores entusiastas de uma candidatura majoritária de Hilton Gonçalo. E os dois podem, inclusive, entrar juntos no mesmo partido.

Completa o time dos ex-dinistas que se prepararam para o enfrentamento em 2018 o deputado estadual Wellington do Curso, que também disputou a Prefeitura de São Luís em 2016.

– Estou pronto para aceitar os desafios que o PP tiver. Posso concorrer a qualquer cargo. Não tenho apego a mandatos e poderei entrar numa disputa – frisa Wellington, que não descarta nem mesmo a disputa pelo Governo do Estado.

Essa nova oposição a Flávio Dino forma uma espécie de terceira via, seguindo em faixa própria numa disputa que já tem também o chamado grupo Sarney, que aposta suas fichas numa candidatura da ex-governadora Roseana Sarney.

De O EstadoMaranhão