0

Enem/Sisu: Gastão Vieira defende auditoria da Polícia Federal

Nesta segunda-feira (27), o deputado federal Gastão Vieira, em entrevista na Rádio Mirante AM e nas redes sociais, defendeu uma auditoria da Polícia Federal após os problemas constatados no Enem (Exame Nacional de Ensino Médio), com a falha na correção de cerca de 30 mil provas e o adiamento na divulgação do resultado do Sisu (Sistema de Seleção Unificada).

“Vão ter que rever tudo, porque ninguém tem mais qualquer confiança no que o Ministério da Educação está fazendo. Acho que temos que colocar a Polícia Federal na investigação sobre o Enem e o Sisu. Eu defendo que somente uma auditoria da Polícia Federal possa esclarecer o que aconteceu no Enem e no Sisu”, disse em entrevista ao Ponto Final, na Rádio Mirante AM.

Nas redes sociais, Gastão voltou a afirmar que o Ministério Público Federal deveria acionar a Polícia Federal. O parlamentar lembrou ainda que o Enem mexe com o sonho de muitas famílias.

A presidente do Tribunal Regional Federal da 3ª Região (TRF-3), desembargadora Therezinha Cazerta, rejeitou na noite de domingo (26) pedido da Advocacia-Geral da União (AGU) para derrubar a decisão que suspende a divulgação do resultado do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) assim que as inscrições forem encerradas – às 23h59 deste domingo.
Com a decisão do TRF-3, segue em vigor a liminar (decisão provisória) concedida pela Justiça Federal de São Paulo – que impede que os resultados sejam divulgados na terça-feira (28), data estimada pelo governo. A AGU anunciou que recorrer ao Superior Tribunal de Justiça.

0

Iperatriz: após denúncia anônima prefeitura evita ocupação de área pública

Atendendo denuncia de populares a Prefeitura de Imperatriz, por meio da Secretaria de Planejamento Urbano, Seplu, e Superintendência da Defesa Civil, conseguiu evitar, domingo, 26, a ocupação irregular de uma área pública nas proximidades do Conjunto Habitacional Teotônio Vilela e das vilas Jackson Lago, Esperança, União e Residência Dom Affonso Felipe Gregory, região do Bom Jesus, formada por cerca de 5 mil famílias. Ação contou com apoio do 14º Batalhão da Polícia Militar, 14º BPM.

“Após averiguarmos a denuncia e constatarmos que se tratava de área pública, a Seplu e a Defesa Civil realizaram diligência no local evitando a ocupação”, informou o titular da Seplu, Fidélis Uchôa.

Por conta do crescimento desordenado são poucos os bairros da cidade que possuem espaços públicos destinados para construção de escolas, postos de saúde, creches e sistemas de lazer. Segundo Fidélis Uchôa, com objetivo de preservar essas áreas, o trabalho de fiscalização será intensificado.

“Vamos continuar com as ações para evitar que essas áreas sejam ocupadas irregularmente. Elas serão utilizadas no uso comum e harmônico, em respeito ao interesse coletivo da população de nossa cidade. Aproveitamos também, em nome do prefeito Assis Ramos, para agradecermos a comunidade pelas informações que nos foram repassadas e que continue nos informando sobre esse tipo de irregularidade”, enfatizou.

Com cerca de 160 bairros distribuídos em uma área de 1.367,90 quilômetros quadrados, na sua grande maioria, surgiram através de ocupações irregulares e por isso não possuem áreas públicas para construção de espaço de lazer, como é caso da Vila Lobão.

A Lei de Zoneamento, Uso e Ocupação do Solo, nº 003/04, estabelece em seu artigo 14, que todos os parcelamentos e loteamentos de área estão obrigatoriamente sujeitos aos percentuais determinados pelas zonas, e as destinações às áreas verdes, recreação e institucionais respeitarão os índices estabelecidos na tabela abaixo.

1

Neto Evangelista mais próximo de MDB e PSD…

Candidato do DEM vem conversando com os dirigentes das duas agremiações e pode formar uma das principais coligações para as eleições de São Luís

 

Roberto Costa mantém expectativa em torno de Roseana, mas fortalece conversas também com Neto Evangelista

Nome da base governista mais bem avaliado em São Luís – disputando a segunda colocação nas pesquisas – o deputado estadual Neto Evangelista  (DEM) é também o candidato que mais agrega partidos em seu projeto eleitoral.

Além de uma articulação com o PDT, do prefeito Edivaldo Júnior, Evangelista tem articulação forte com MDB e PSD, duas das legendas que formam a oposição no Maranhão.

O candidato do DEM tem engatado conversas com o deputado federal Edilázio Júnior, que comanda o PSD, e com o colega estadual Roberto Costa, presidente do MDB.

Os dois partidos têm estrutura, tempo na propaganda eleitoral e militância capaz de mobilizar-se pelo democrata.

O MDB ainda mantém o nome da ex-governadora Roseana Sarney – que dá cada vez mais sinais de que não entrará na disputa – mas mantém contato direto com Evangelista.

O PSD não tem candidato, mas também conversa com outros nomes na disputa – apesar de a conversa com o candidato do DEM estar bem mais adiantado.

As conversas sobre alianças devem durar até julho, quando começa o prazo para as convenções partidárias…

0

“Tem qualidades para ser o próximo prefeito”, diz advogada sobre Beto das Vilas

Sócia do escritório Corrêa Lima, Saad & Santos, Itamargarethe Corrêa Lima vai atuar no setor jurídico da campanha do candidato a prefeito de São José de Ribamar, que desponta com um dos favoritos ao pleito

 

Beto das Vilas com os advogados que vão atuar em sua campanha eleitoral em São José de Ribamar

O presidente da Câmara Municipal de São José de Ribamar, Manoel Albertin Dias dos Santos, o Beto das Vilas (PV), que é pré-candidato a prefeito na cidade balneária, esteve hoje no escritório Corrêa Lima, Saad & Santos Advogados Associados, formado pelos juristas Tufi Maluf Saad, Adriano Santos Araújo e Itamargarethe Corrêa Lima, com o objetivo de firmar uma parceria que possa reforçar o trabalho jurídico para a campanha eleitoral deste ano.

No encontro que fez aos causídicos, o chefe do legislativo ribamarense estava acompanhado do vereador Paulo Alencar (SD) e do líder comunitário Jamys Gualhardo, um dos mais fortes representantes da região do Parque Vitória. O parlamentar afirmou que a visita teve o objetivo de conversar com a banca sobre assuntos relacionados à politica e afirmou que recebeu as melhores referências.

“O encontro serviu para conversamos um pouco sobre política e perspectivas para 2020”, destacou o politico.

A advogada Itamargarethe, que também é jornalista por formação, avaliou o encontro e destacou que a força política e empatia popular de Beto das Vilas são atributos que podem contribuir para ele virar prefeito.

“Esse primeiro bate papo serviu para conhecer um pouco mais de um homem simples, mas com um grande capital político, em consequência da simplicidade, muito embora seja necessária a realização de outros encontros para que possamos concretizar essa parceria”, afirmou a advogada.

Alçado a uma posição de certo destaque por conta dos seis mandatos consecutivos ao cargo no legislativo, o parlamentar que tem uma brilhante popularidade na cidade, é visto por todos os analistas do lugar como um ‘outsider’, para a disputa do executivo ribamarense em 2020.

2

Eudes mostra absoluto conhecimento da estrutura de Ribamar…

Prefeito e candidato a reeleição conhece todos os problemas da cidade, apresenta as soluções adequadas e convive diariamente em cada comunidade, vivendo o dia dia do município

 

Eudes tem convívio diário nas comunidades de São José de Ribamar, o que lhe põem em condições de igualdade com os moradores

Durante rodada de entrevista com possíveis candidatos a prefeito de São José de Ribamar, na rádio Mais FM, o prefeito Eudes Sampaio (PTB) deu uma demonstração de total conhecimento da realidade administrativa, política e geográfica do município, ao contrário dos demais possíveis concorrentes.

Técnico com larga experiência, em 25 minutos de entrevista, Eudes citou nomes de ruas e avenidas com facilidade invejável, que só quem vive o município ribamarense poderia mencionar de forma tão natural. E, mais uma vez, ao contrário de seus supostos oponentes, que, quando de suas participações, não citaram nem mesmo o local onde estavam (Vila Kiola) como sendo Ribamar.

Apesar de estar há apenas dez meses no cargo, após a renúncia do então prefeito Luis Fernando, Eudes Sampaio não se escondeu de perguntas incisivas com relação às dificuldades que o município enfrenta, sobretudo nos aspectos da infraestrutura e escassez de recursos.

Sobre um empréstimo de R$ 30 milhões, aprovado pela Caixa Econômica Federal (CEF), destinado à pavimentação de mais de 120 ruas em todas as regiões do município, porém, rejeitado pela Câmara Municipal, Eudes Sampaio não só abordou o assunto com tranquilidade como anunciou que está buscando outros caminhos para conseguir os recursos e implementar ainda este ano esse desejado investimento por parte da população.

“Em 2018, tentamos adquirir um empréstimo para asfaltar 122 ruas, contemplando a mobilidade urbana, incluindo meio-fio, sarjeta, calçada parada de ônibus. Infelizmente este empréstimo foi rejeitado na Câmara, mas os projetos dessas obras foram feitos e logo que assumi, fui a Brasília várias vezes para tentar viabilizá-los por outros caminhos. Creio que ainda este ano vamos começar essas obras. Não sei se vamos conseguir implementar em sua totalidade, mas vamos fazer de tudo para melhorar a qualidade de vida das pessoas que moram nessas ruas não asfaltadas”, anunciou Eudes.

1

Coroado: as mesmas cenas ano após ano…

Ruas do bairro alagam nos mesmos locais a cada período de chuvas, sem que nenhuma ação seja feita pelo poder público; e após milhões e milhões serem gastos em uma drenagem nunca concluída

 

A Rua Carlos Macieira tem diversos trechos assim em toda a sua extensão; e nenhum metro de asfalto do início ao fim de seu trajeto, que liga a Avenida dos Africanos ao João Paulo

A foto acima é um trecho da Rua Dr. Carlos Macieira, no Coroado, no cruzamento com a Avenida Projetada, que dá acesso à Feira do joão Paulo.

A via está assim desde que começou a chover, simplesmente por que não tem canais de escoamento, nem galerias.

E ficou assim em 2019, 2018, 2017, 2016, 2015, 2014, 2013, 2012, 2011, 2010, 2009, 2008… enfim, está assim desde que se tem notícia.

O blog Marco Aurélio D’Eça mostra a situação – não apenas da Carlos Macieira, mas de todo o Coroado – desde que inciou suas atividades, em 2006; ou seja, cobrou das gestões de Tadeu Palácio (PDT), João Castelo (PSDB) e Edivaldo Júnior (PDT).

E nada foi feito.

Desde o início da gestão Castelo foram gastos quase R$ 100 milhões em uma especie de drenagem desnecessária do canal que corta o bairro, um verdadeiro escoadouro de dinheiro público, como se pode ver aqui, aqui, aqui também, aqui, mais aqui, também aqui e aqui…

O blog Marco Aurélio D’Eça também já mostrou que bastam apenas algo em torno de apenas R$ 20 mil para resolver o problema histórico.

Este é o custo aproximado da compra de apenas um terreno de 3 metros de frente, na mesma Rua Carlos Macieira,  na zona mais próxima da Avenida dos Africanos; este terreno seria transformado em uma espécie de bueiro para escoamento das águas da chuvas para o igarapé que margeia as matas do quartel do Exército, que já é um pântano.

Entenda no post “Solução para alagamento no Coroado custa menos de R$ 20 mil…”

Tudo isso já foi dito não uma, mas duas, cinco, dez vezes para os técnicos da Prefeitura de São Luís, que insistem em um imaginário projeto de drenagem profunda cortando todo o bairro – e que nunca é efetivado.

E o problema atinge a todos, indiscriminadamente.

Esta via mostrada no vídeo acima, por exemplo, é a quadra 42, onde fica o Pub Sarará Grill, atual símbolo da cultura e do lazer no bairro, que gera emprego e renda na região.

Mesmo assim, sofre com alagamentos de dia e de noite.

Sem a criação dos bueiros para escoamento da água, o Coroado sofre com os alagamentos constantes, mas também com a  falta de asfalto, que a prefeitura não faz exatamente por que alega que precisa fazer antes a drenagem.

E nunca faz nenhuma coisa nem outra.

Os anos vão passando e a comunidade do Coroado vai ficando esquecida pelo poder público, vivendo às margens da sociedade e recebendo toda a carga de preconceito oriundo exatamente da falta de infraestrutura.

E tudo bem ali, coladinho ao Centro de São Luís…

3

Jair Bolsonaro mostra-se refém de Sérgio Moro…

Presidente recuou da ideia de tirar a pasta da Segurança do Ministério da Justiça, após ameaça pública do ministro de que deixaria o governo se isso ocorresse; governo mostra-se incomodado com a força do ex-juiz

 

Bolsonaro perde a queda de braço com Sérgio Moro e recua na divisão do Ministério da Justiça; ministro ganha ainda mais força no governo

O presidente Jair Bolsonaro mostrou-se absolutamente refém da vontade do ministro da Justiça, Sérgio Moro, ao recuar na decisão de tirar a pasta da Segurança Pública do Ministério da Justiça.

No início da semana, Bolsonaro havia admitido a possibilidade de criar outro ministério para cuidar especificamente da Segurança Pública, quebrando a promessa dada a Moro de um superministério para as duas áreas.

Moro ameaçou publicam,ente deixar o governo se a separação ocorresse; nesta sexta-feira, Bolsonaro recuou e anunciou que não iria separar.

Há um incômodo claro no núcleo do governo mais próximo de Bolsonaro com a popularidade crescente de Sérgio moro na opinião pública.

Analistas apontaram que a divisão do ministério seria uma tentativa de Bolsonaro de esvaziar Moro, o que não deu certo.

Com o recuo, Bolsonaro acabou por tornar-se refém da vontade o ministro da Justiça.

Que ganha poderes quase absolutos no governo…

0

Paulo Marinho Jr. vai assumir mandato na Câmara Federal…

Vice-prefeito de Caxias assumirá no lugar de Josimar de Maranhãozinho, com a missão de fortalecer o PL na Casa; o suplente concorreu às eleições de 2018 pelo PP, mas deve trocar de partido para garantir espaços de poder

 

Josimar de Maranhãozinho dará comando do PL a Paulo Marinho e mandato temporário na Câmara Federal

O vice-prefeito de Caxias, Paulo Marinho Júnior, vai trocar o PP pelo PL nas próximas semanas.

A troca de legendas faz parte da aliança que firmou com o deputado Josimar de Maranhãozinho, a quem deve substituir no mandato nos próximos meses.

Marinho Jr. é também suplente de deputado federal, mandato que disputou pelo PP; para assumir na Câmara, ele trocará de legenda e garantirá o comando partidário em todo o Leste maranhense.

Mesmo assumindo mandato de deputado federal, o vice-prefeito de Caxias reforçou o compromisso de manter a chapa com o prefeito Fábio Gentil (PRB).

O suplente deve assumir o mandato na Câmara logo no início da próxima legislatura, em fevereiro…

Com informações do blog do Ludwig

0

Carta de anuência dificulta troca de partido de Duarte Jr. e Wellington

Deputados precisam deixar suas legendas se quiserem disputar as eleições de São Luís, mas só podem tomar esta decisão se tiverem a liberação oficial de PCdoB e PSDB, respectivamente, além da homologação na Justiça Eleitoral

 

Wellington do Curso e Duarte Jr. são igualmente rejeitados como candidatos em seus partidos, mas sofrem a mesma dificuldade de liberação para outras legendas

Os deputados estaduais Duarte Jr. (PCdoB) e Wellington do Curso (PSDB) têm uma barreira de dificuldades para conseguir trocar de partido e entrar na disputa pela sucessão do prefeito Edivaldo Júnior (PDT).

Essa barreira chama-se “Carta de Anuência”, a declaração oficial de seus partidos dando autorização para que eles se filiem em outra legenda.

E tanto o PCdoB quanto o PSDB não demonstram muita satisfação na liberação desta Carta de Anuência.

E quanto mais dificultam, menos tempo sobra para os dois deputados conseguirem garantir espaço nas eleições municipais.

Além de a Carta de Anuência precisar ser aprovada pela direção partidária, o documento ainda tem que ser homologado no Tribunal Regional Eleitoral, com votação do Pleno.

Mas o tempo hábil para que todas estas etapas estejam concluídas vai até o dia 4 de abril, seis meses antes do pleito – quando termina o prazo para filiação partidária de candidatos.

Ou seja, Duarte Júnior e Wellington do Curso têm apenas pouco mais de dois meses para convencer seus partidos, reunir a direção, aprovar a carta, dar entrada no pedido ao TRE e ver o pleno homologar a autorização de desfiliação.

E nesse meio tempo ainda precisam já ter garantido uma nova legenda.

Em outras palavras, tanto Duarte quanto Wellington estão praticamente fora da disputa em São Luís.

A menos que tenham uma espécie de articulação a jato…

0

“Braide é um nome de consenso”, diz pastor da Assembleia de Deus

Ex-coordenador político e pré-candidato oficial a vereador representando a denominação religiosa, Fábio Leite diz que a liderança não tem interesse de apoiar nome para contrapor o deputado, considerado “simpático à denominação”

Fábio Leite é, ao lado do pastor Coutinho, uma das lideranças da Assembleia de Deus em São Luís; e descarta candidato para contrapor Eduardo Braide

O pastor Fábio Leite, ex-coordenador político – e indicado oficialmente pela Assembleia de Deus como pré-candidato a vereador – descartou apoio da igreja a um candidato que venha ser lançado de última hora apenas para contrapor a força do deputado Eduardo Braide (Podemos) entre os evangélicos.

– Hoje o Braide é um nome simpático à liderança e à denominação. É um nome praticamente de consenso na Igreja, e isso vem crescendo de forma natural entre a membresia. Principalmente a juventude tem se identificado muito com o pré-candidato do Podemos à Prefeitura de São Luís – afirmou Leite, que já foi candidato a vice-prefeito de São Luís, nas eleições de 2008.

A posição do pastor assembleiano – hoje capelão da Polícia Militar – foi uma resposta à tentativa do Cidadania, partido da senadora Eliziane Gama, de lançar um candidato que possa tirar votos de Braide entre os evangélicos.

Este assunto foi tratado no blog Marco Aurélio D’Eça, no post “Partido de Eliziane Gama quer ter candidato próprio em São Luís…”

Dr. Yglésio, em foto recente com Eliziane Gama, seria, segundo a mídia, o nome usado para contrapor Braide no segmento evangélico

De acordo com a mídia, este candidato seria o d24eputado estadual Dr. Yglésio, que busca legenda para concorrer à prefeitura. (Veja aqui)

– Posso lhe assegurar que a denominação Assembleia de Deus não tem interesse de apresentar nenhum nome para candidatura majoritária. Será uma tarefa hercúlea extrair um nome e torná-lo competitivo, ainda por que a própria liderança, ratifico, não tem no momento projeto para o majoritário – afirmou pastor Fábio Leite.

A discussão sobre a candidatura a prefeito está sendo tratada ainda internamente no Cidadania, mas não há consenso entre as próprias lideranças da legenda – algumas da quais chama o projeto de “laranja”.

Ainda se recuperando de uma recente cirurgia, Eliziane Gama não se manifestou oficialmente sobre o assunto…