6

O processo eleitoral e a importância de Roseana…

A governadora Roseana Sarney (PMDB) não parece mais a mesma.

Fundamental para o seu grupo político desde que se elegeu pela primeira vez, em 1994, ela liderou todas as eleições seguintes, influenciando diretamente o resultado de cada pleito.

Roseanasorri

Roseana: de bem com a vida pessoal, desinteressada do poder

– Se reelegeu, no 1º turno, em 1998;

– Elegeu o vice José Reinaldo Tavares (hoje no PSB), também no 1º Turno, em 2002;

– Enfrentou, e venceu, um consórcio de candidatos, em 2006;

– E reelegeu-se novamente no 1º Turno, em 2010.

Mas hoje, Roseana parece desinteressada da condição de líder carismática e fenômeno eleitoral que venceu eleições – ou ajudou a vencer – até em São Luís.

Ela tem abdicado do debate político e das lides eleitorais, recolhendo-se ao Palácio dos Leões e evitando articulações mais intensas para o processo eleitoral que se avizinha.

A governadora que se transformou na “melhor” prefeita de São Luís em todos os tempos parece não mais se importar com o reconhecimento do eleitor.

E tem perdido a chance de mostrar à população quem é que realmente faz pelo estado e pelo município.

Leia também:

Depende de Roseana entrar na disputa

Quem fez o quê por São Luís…

Só os governadores fizeram…

O distanciamento da governadora também influencia diretamente no processo.

Roseana precisa recuperar o prazer político para viver um dos embates eleitorais mais eloquentes desde que se tornou a principal líder do seu grupo.

Nenhum candidato dos que receberam a chancela roseanista mostrou-se tão empolgante, tão destemido e tão determinado quanto o senador Lobão Filho (PMDB), que concorre ao governo nestas eleições.

Um nome capaz de, junto com Roseana, magnetizar eleitores no Maranhão inteiro, ao ponto de mais uma vitória em 1º Turno.

Lobão Filho faz a sua parte, saindo do zero para alcançar patamares eleitorais inimagináveis, nas atuais circunstâncias.

E Roseana precisa recuperar a alegria do embate eleitoral.

Para que todos possam sentir seu entusiasmo…

Marco Aurélio D'Eça

6 Comments

  1. Marcos,
    Roseana elegeu Zé Reinaldo? Pelo que me consta na ocasião ela e o marido torciam pela derrota de Zé Reinaldo. Quem elegeu Zé Reinaldo foi ele mesmo que cooptou os prefeitos com o municipalismo que ele pregou, assinando muitos convênios e recebendo os prefeitos, coisa que ela e Jorginho não faziam. Dizer que ela elegei Zé Reinaldo é no mínimo um equivoco.
    Mario

  2. Qualquer Projeto de Vida envolve três esferas:

    A Esfera Individual, Coletiva e Divina

    Sobre as duas primeiras, temos amplo poder de influência:

    Na Esfera Individual o Lobão Filho vem fazendo a parte dele. Já a Governadora, até pelo Posto qe ocupa, deveria estar comandando o Coletivo, pra que estes fizessem a parte deles…

    Sobre a terceira, a esfera Divina, cabe-nos a sintonia.

  3. ESSA POLITICAZINHA SUJA DO MMARANHÃO DECEPCIONA QUALQUER UM. ROSEANA NÃO PRECISA MAIS DESSA VIDA QUE OS POLÍTICOS SUJOS GOSTAM. ROSEANA JÁ FEZ MUITO PELO MARANHÃO.

  4. Também concordo Ribamar! muita traição, esse é o mundo dos falsos! OPS, da politica …

  5. marco,
    Depois das traições dos deputados aliados qualquer POLÍTICO perde o entusiasmo
    Um abraço

  6. Marco, para Roseana, não faz nenhuma diferença se o vencedor da disputa for Lobão ou Dino, aliás, no íntimo ela torce para Flávio Dino.
    Independente de quem vença o pleito, teremos um desastre, pois tanto lobinho quanto Flávio Dino, são absolutamente incompetentes e, num prazo máximo de dois anos o povo maranhense vai sentir saudades de Roseana que, daqui á 4 anos influenciará diretamente na eleição do novo governador.
    Até hoje Roseana diz que o grupo Sarney DEVERIA ter ajudado Dino contra Castelo nas eleições municipais pois, se Dino tivesse sido prefeito de São Luís, e com a “competência” que tem,Flávio Dino hoje não teria mais votos que Marcos Silva.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *