2

Alexandre Almeida no centro do debate político…

http://www.netoferreira.com.br/wp-content/uploads/2012/10/alexandre1.jpg

Almeida: incansável na articulação

O deputado Alexandre Almeida (PTN) é hoje o principal membro da bancada governista na Assembleia Legislativa.

Diante de deputados apáticos – e alguns com clara tendência adesista ao futuro governo – o parlamentar tem crescido como liderança na Casa, ao articular opções de jogo capazes  de modificar o xadrez político a curto, médio e longo prazos no Maranhão.

Reeleito para o segundo mandato na Assembleia, o deputado da região de Timon parece consolidado como liderança.

E ao contrário de algumas raposas carcomidas, inseguras e temerosas do próprio futuro, ele age como um verdadeiro líder, buscando opções ao invés de se entregar de qualquer jeito, apesar de manter o bom relacionamento com membros do atual e do futuro governo.

– A Assembleia precisa ter uma postura independente. E é por isso que luto. Tento dar alternativas para que o jogo de poder não fique desequilibrado – explica o deputado.

É de Almeida, por exemplo, o projeto que garante ao presidente da Assembleia Legislativa a ascensão imediata – sem necessidade de eleição indireta – ao cargo de governador, numa eventual renúncia do titular em um prazo inferior a 30 dias do fim do mandato.

A simples reação da ainda oposição, contrária ao projeto, mostra que Alexandre Almeida conseguiu, no mínimo, abrir um debate para alegar o plenário neste fim de ano.

E o leva diretamente para o centro deste debate…

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. Acredito que agora, com essa proposta descomplicada e simples, os senhores deputados descobriram uma forma de fugir da inconstitucionalidade dessa matéria polemica!
    Como não há o prazo constitucional minimo para realização de uma eleição indireta, não é necessário que ela seja realizada, a sucessão se dá de forma natural, como se o presidente da Assembleia fosse substituir o governador em caso de licença para uma viagem ou por doença. Essa solução atende perfeitamente aos preceitos constitucionais e é inatacável.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *