3

Um imbróglio para Flávio Dino resolver na JUCEMA…

jucemapossePor Jorge Aragão

Ao anunciar o nome do novo presidente da JUCEMA (Junta Comercial do Maranhão), o empresário Sérgio Sombra, o governador eleito Flávio Dino (PCdoB) acabou criando um imbróglio que precisará ser resolvido urgentemente.

Talvez por desconhecimento, Dino não saiba que a atual diretoria da JUCEMA foi eleita em janeiro para um mandato de quatro anos. Além disso, de acordo com a atual legislação o presidente da JUCEMA é eleito pelo Colégio de Vogais, e obrigatoriamente o nome precisa sair exatamente desse colégio, uma espécie de conselho.

O Colégio de Vogais da JUCEMA é composto por 28 membros, 14 titulares e 14 suplentes, representantes da União, Governo do Estado, Federação das Indústrias do Maranhão, Federação do Comércio do Maranhão, Federação da Agricultura e Pecuária do Maranhão, Federação das Associações Empresariais do Maranhão, Federação das Câmaras de Dirigentes Lojistas, Associação Comercial do Maranhão, Sindicato e Organização das Cooperativas do Maranhão, Ordem dos Advogados do Brasil, secção do Maranhão (OAB/MA), Conselho Regional de Administração, Conselho Regional de Economia e Conselho Regional de Contabilidade.

Na eleição realizada em janeiro deste ano, a atual presidente da JUCEMA e servidora concursada de carreira do órgão, Sueline Fernandes, foi reconduzida para um segundo mandato de mais quatro anos, que durará até janeiro de 2017 (reveja aqui).

O Blog também teve a informação que pelo Decreto 1.800, artigo 19, o Vogal pode ser substituído a qualquer momento. O que poderia facilitar as coisas para o governador eleito, mas o problema é que houve a eleição e a substituição não seria tão simples.

Agora com a indicação do empresário Sérgio Sombra, Dino acabou criando um imbróglio e um clima de instabilidade dentro da JUCEMA, mas caberá ao próprio governador eleito resolver o mais rápido possível.

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Pior,é que a Sueline,além de competente,vem realizando um ótimo trabalho à frente da JUCEMA.Esse é só mais um escorregão e feio desses pseudocomunistas do capeta.

  2. Não existe imbróglio. O Presidente da JUCEMA é indicado pelo Governador do Estado, sendo assim naturalmente será o novo vogal, que também é indicado pelo Governador/SEDINC. E conforme o regimento interno da JUCEMA (DECRETO N° 25.368, art. 7º, §4º) com a perda do cargo, automaticamente a atual Presidente perde a função de vogal.

  3. Que pisada de bola senhor governador, cadê seus assessores que não o alertaram para as peculiaridades deste órgão de governo. Qual vai ser a próxima??? Meu deus

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *