3

Eles querem vencer no cansaço…

Expulsos de um terreno da Prefeitura de São Luís, na região da Nova Cohama, invasores insistem em tentar levantar casebres na área pública – muitos deles já moradores da área

 

terreno

Policiais foram ontem de manhã e recolheram material usado na invasão…

Um grupo de invasores tenta, há uma  semana, se apropriar de um terreno na região da Nova Cohama – entre os conjuntos Pinheiros, Esperança e Manoel Bequimão.

A área pertence à Prefeitura de São Luís, que já expulsou por duas vezes os invasores. Nas duas, eles voltaram.

A última vez, a Secretaria Municipal de Urbanismo contou com o apoio da Blitz Urbana para tirar os ocupantes do local e levar o material usado na construção dos casebres, ontem pela manhã.

Mas na tarde do mesmo dia, eles já estavam reconstruindo os casebres.

terreno2

…Mas, à tarde, os invasores reiniciaram a ocupação

Há dois problemas na questão.

A primeira: a Prefeitura precisa dar uma destinação ao terreno, que vive largado e sem muros há pelo menos duas décadas.

A segunda: muitos dos invasores já têm casa na própria região.

Mas o fato é que os ocupantes usam uma estratégia conhecidíssima na indústria das invasões urbanas no Maranhão, aproveitando-se de dois fatos:

1 – aproveitam-se do ano eleitoral apostando que algum político irá se envovler na causa, em troca de votos.

2 – tentam vencer no cansaço, voltando ao local quantas vezes a política os retira de lá.

Resta saber se vão conseguir ficar…

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. Não entendo isso. Se vc tem uma casa, para quê invadir terreno meu Pai ??? idependente do terrenos estar lá largado, ou servidno de lixão, acho que isso não me dá direito de invadir uma cez que tenho residência. isoo é procurar sarna pra se coçar.

    resp.: ?!?

  2. Acho engraçados essas pessoas que querem se apropriar do não é seu, cada uma mesmo, esses bonitos invadem terrenos e depois logo em seguida querem está reinvidicando infraestrutura isto e aquilo, sem nunca terem pago nada. Trabalhar e dimunir o número de filhos é uma solução melhor para ter sua casa própria.

  3. Essa prática de invasão de terrenos que se tornou um negócio lucrativo é antiga. Quando surgiu aquela invasão Vila Conceição, no Altos do Calhau, muitos moradores do São Francisco e outros bairros, que já possuiam casa, se instalaeam lá, e com o tempo venderam ou alugaram as casas. Uma pequenina parcela são de pessoas que realmente precisam por não ter onde morar. Sem falar que isso aumenta o êxodo rural, a desigualdade social e a criminalidade, pois o primeiro comércio a instalar-se nesses locais é uma “boca de fumo”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *