4

Quem mentiu?!?

De O EstadoMaranhão

A reportagem da revista de entretenimento Caras gerou polêmica neste fim de semana no Maranhão. Com visibilidade apontada por alguns em redes sociais como comprada pelo governo estadual, o semanário faz dos Lençóis Maranhenses, em Barreirinhas, cenário para uma entrevista com a atriz Leona Cavalli.

Até aí nenhum problema não fosse a declaração da atriz de que o governo do Maranhão, por meio da Secretaria Estadual de Turismo, tivesse concedido a Leona Cavalli a honra de ter uma das lagoas do Parque dos Lençóis batizada com seu nome.

A declaração causou polêmica nas redes sociais e a cobrança de seguidores do governador Flávio Dino foi automática. Vale lembrar que, ao assumir o governo, Dino baixou decreto proibindo nomes de pessoas vivas em prédios públicos. Tudo bem que uma lagoa no meio dos Lençóis Maranhenses não é um prédio público, mas nas redes sociais ninguém quis saber disso.

Diante de tantas reclamações, a secretária de Turismo, Delma Andrade, usou as mesmas redes sociais para rebater a revista Caras, dizendo que a atriz não recebeu qualquer homenagem e o que houve foi somente um desejo expressado por Cavalli.

Com isso, parecia que toda a polêmica se encerraria se não fosse uma postagem de Leona Cavalli no Instagram em que ela confirma o recebimento da honraria dada pelo governo estadual.

– Matéria da @carasbrasil da viagem ao Maranhão, nos Lençóis Maranhenses, onde a Secretaria Estadual de Turismo deu meu nome a uma das belíssimas Lagoas de água da chuva – escreveu a atriz Leona Cavalli.

Sendo assim, quem mentiu nessa história toda?

Publicado em Estado Maior, de 04/05/2015, com ilustração do blog

Marco Aurélio D'Eça

4 Comments

  1. Isso tá tipo aquela estória do sujeito que botou banca na entrada do puteiro por ser irmão da amante do sargento de polícia. Desde quando um funcionário tem essa autoridade ? Vocês estão é ficando sem ter o que dizer. Sinceramente !!!

  2. Marco,
    Essa imerecida homenagem ainda é mais simplória do que aquela que a AL, se não me falha a memória, quis dar, há uns tempos, à apresentadora Ana Maria Braga, que nunca sequer em tempo algum pisou solo maranhense, e jamais fez alguma coisa em benefício do seu povo…

    Pelas barbas do profeta! Essas homenagens descabidas são mesmo coisas típicas de terceiro-mundistas, de países subdesenvolvidos, querendo agradar a europeus e americanos. É um besteirol de tamanho ciclópico!
    È muito nonsense mesmo!

    Se o Maranhão quer desenvolver pra valer o turismo deve replicar a ação do governo do Ceará que, graças à novela Tropicaliente (claro!, com o apoio do governo), colocou o Estado na pauta dos grandes emissores nacionais e internacionais.
    O Ceará é hoje, com toda certeza, o maior receptor do turismo doméstico de toda a Região Nordeste. A Praia de Iracema, em toda sua extensão, é a maior agência de turismo a céu aberto que conheço neste país. Ganha até mesmo de Pernambuco e Bahia.

    Agora, dar o nome de uma atriz global, ou não, a uma lagoa da região dos Lençóis, é o mesmo que colocar o Estado no anedotário da internet… e isso, infelizmente, já está acontecendo.

    Chá de simancol não faz mal a ninguém.

    Raphael Vilhena

  3. Realmente é triste. O Sistemão busca de todas as formas atingir o Dino. Usa até uma tolice dessas. Nada que vem dessa revista Caras pode ser relevante. São só futilidades. Quem dá alguma credibilidade no que ali vai escrito não passa de um tolo. Vejo como são muitos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *