0

Gastão destaca os 40 anos dos Lençóis Maranhenses…

Em discurso na Câmara Federal, deputado ressalta suas ações em favor do parque quando foi ministro do Turismo e a criação do roteiro turístico chamado Rota das Emoções

Durante pronunciamento nesta quarta-feira (2), na Câmara, o deputado federal Gastão Vieira, destacou os 40 anos da criação do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, e das ações por ele implementadas, quando exercia o cargo de Ministro do Turismo, que fortaleceram o turismo na região.

Os 40 anos de criação do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses me remete a um passado não muito distante, quando estive à frente do Ministério do Turismo.
Na época realizamos um estudo que gerou um Plano Estratégico de Desenvolvimento do Turismo Regional incluindo Barreirinhas, portal de entrada do Parque, no roteiro turístico conhecido como Rota das Emoções, que abrange 14 cidades entre os estados do Maranhão, Piauí e Ceará.
Também conseguimos a homologação da Agência Nacional de Aviação (ANAC) do aeroporto de Barreirinhas, o que permitiria integrar Barreirinhas e os Lençóis Maranhenses aos principais destinos turísticos do país.
Como Ministro do Turismo também deixamos empenhados recursos de R$ 2,4 milhões para contratação e execução de obras para o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, em parceria com o Instituto Chico Mendes de Conservação da biodiversidade (ICMBio).
Vamos continuar lutando para garantir não só o incremento, mas também a sustentabilidade do turismo no nosso maior cartão postal. O Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses deve ser sempre um grande orgulho de todos nós brasileiros.
6

Eles preferem o por-do-sol nos lençóis…

Enquanto Flávio Dino e seu governo encaminham Duarte Júnior para uma derrota eleitoral, lideranças como o senador Weverton Rocha e o presidente da Assembleia, Othelino Neto, passam uns dias em Barreirinhas relaxando após o primeiro turno

 

Weverton e Othelino durante a campanha no interior; descanso em paraíso tropical após sucessos e insucessos no primeiro turno

Alinhados à candidatura do deputado estadual Neto Evangelista (DEM) no primeiro turno das eleições de São Luís, o senador Weverton Rocha (PDT) e o presidente da Assembleia Legislativa, Othelino Neto (PCdoB), fizeram postagens quase simultâneas nesta quinta-feira, 26.

Os dois passam uns dias em Barreirinhas e postaram em suas redes sociais imagens de aspectos dos Lençóis Maranhenses.

As imagens são simbólicas neste momento político-eleitoral que vive o Maranhão pré-2022.

Weverton posta imagens do rio preguiças com comentário sugestivo do momento político; enquanto isso, em São Luís…

Weverton mostrou-se correndo no rio preguiças em companhia de crianças; Othelino optou por um por-do-sol nos lençóis, imagem feita por ele próprio.

Neutros no segundo turno das eleições na capital – embora suas bases estejam em atividade, a maioria na campanha de Eduardo Braide – as duas lideranças têm o que comemorar.

Apesar de não chegar ao segundo turno em São Luís, Neto Evangelista se transformou em um baluarte da campanha de Braide; Já o PDT de Weverton fez a maioria dos prefeitos no interior maranhense.

Othelino fala da beleza do por-do-sol nos Lençóis Maranhenses e destaca que estava lá para fazer a fotografia

E Othelino Neto participou de campanhas vitoriosas em todo o estado, solidificando as bases de um projeto de candidatura majoritária.

Enquanto descansam ao sol dos paradisíacos Lençóis Maranhenses, Weverton e Othelino acompanham à distância a situação na capital maranhense.

E vêem Flávio Dino e Carlos Brandão (PRB) levarem Duarte Júnior (Republicanos) ao cadafalso.

– Eita Rio Preguiças bom do diacho – diria Weverton Rocha…

2

Edilázio participa de entrega de sistema de energia fotovoltaica nos Lençois

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD) participou no sábado da inauguração do Parque de Sistema Isolado de Geração Fotovoltaica (SIGF) que beneficiou a primeira casa com a energia elétrica no povoado Ponta do Mangue, em Barreirinhas.

A instalação do sistema ocorre após o parlamentar ter solicitado em 2019, e articulado junto ao ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, a viabilização de energia elétrica para povoados existentes dentro dos Lençóis Maranhenses que não dispõem de eletricidade.

Participaram da inauguração do sistema, representantes do ICMBio, da Equatorial (concessionária de energia elétrica no Maranhão), do Governo Federal, o prefeito de Barreirinhas, Albérico Filho e Edilázio Júnior. Aluisio Mendes também foi convidado para o evento.

O investimento global é de R$ 3 milhões e vai beneficiar os povoados Lavada, Baixa Grande, Queimada dos Britos, Vargem D’Água e Ponta Verde.

“Estou muito feliz. O prefeito Albérico estava ansioso por esse momento, todo dia ligando, indo atrás, é uma nova realidade e que vai melhorar a qualidade de vida de milhares de pessoas. Parabéns ao Governo Federal que teve muita sensibilidade e atendeu o nosso pedido, parabéns à Equatorial pelo trabalho e a José Jorge, e parabéns, dona Maria, que já tem em sua residência a energia fotovoltaica”, disse Edilázio.

Saiba Mais

Depois de sobrevoar e visitar municípios de Barreirinhas e Santo Amaro ao lado do deputado Edilázio Júnior, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, assegurou, em 2019, a instalação de um Parque de Sistema Isolado de Geração Fotovoltaica (SIGF) nos Lençóis Maranhenses.

No mês passado, ele informou o parlamentar que havia determinado ao Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama), uma análise técnica, que antecedeu a liberação por parte do ICMBio. Depois de todas as etapas cumpridas, o sistema começou a ser instalado.

A primeira casa a receber a energia fotovoltaica foi a da moradora Maria do Celso.

0

Investidores estrangeiros já de olho nos lençóis maranhenses…

Acompanhados do próprio ministro do Turismo, empresários internacionais passam a semana no Maranhão,  prospectando investimentos em áreas turísticas, na região de Barreirinha, Tutoia, Santo Amaro e Primeira Cruz

 

Exploradores do Turismo mundial estão de olho nas belezas naturais dos Lençóis Maranhenses em várias regiões do estado

Um grupo de investidores liderados pelo arquiteto dinamarquês Bjarke Ingels está na região dos Lençóis Maranhenses desde oi início da segunda-feria, 13, em busca de projetos para investimentos no Turismo.

Os investidores – que estão sendo acompanhados pelo próprio ministro do turismo, Marcelo Álvaro Antonio – pretendem investir na região de Barreirinhas, Tutóia, Primeira Cruz e Santo Amaro, compreendendo todo o complexo dos Lençóis Maranhenses.

Os Lençóis Maranhenses compõem o rol de áreas que o governo Jair Bolsonaro quer entregar para exploração da iniciativa privada.

A cessão da exploração vem sendo acompanhada pelo governo do Maranhão.

E gera polêmica nos debates sobre investimentos em Turismo…

0

Assinado convênio para a construção de ponte sobre o Rio Preguiças em Barreirinhas

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD), presidente da Frente Parlamentar em Prol dos Lençóis Maranhenses participou junto ao prefeito de Barreirinhas, Albérico Filho, da assinatura de um convênio na Caixa Econômica Federal, no valor de R$ 8 milhões, para a construção de uma ponte sobre o Rio Preguiças, que dará acesso aos Lençóis. 

Outro convênio, para calçamento de bloquetes que serão colocados na sede da cidade de Barreirinhas, no valor de R$ 3 milhões, também foi assinado na ocasião. Ao todo, o investimento do Governo Federal na cidade que integra um dos polos de maior potencial turístico do mundo, é de R$ 11 milhões.

A construção da ponte foi anunciada pelo ministro do Turismo, Marcelo Alvaro, durante a inauguração da obra de revitalização e qualificação urbana do Complexo Ferroviário de Rosário. 

Para Edilázio, a construção da ponte marcará uma nova Barreirinhas, ampliará a qualidade de vida da população dos povoados existentes na outra margem do rio e aumentará o potencial turístico dos Lençóis. 

“Essa é uma obra muito esperada, tão sonhada ponte sobre o Rio Preguiças. Hoje os moradores daquela região precisam gastar em média R$ 20,00 por dia para fazer a travessia de um transporte pequeno, como uma motocicleta. O socorro a uma pessoa que precisa de cuidados médicos também é complicado. Com a ponte, esse cenário muda”, disse.

“Existiu uma Barreirinhas antes e depois do governo Roseana, quando ela construiu a estrada que dá acesso ao município. Agora uma nova Barreirinhas surgirá com a construção dessa ponte. O potencial turístico vai melhorar bastante. Em época de alta temporada, por exemplo, a toytota [veículo mais utilizado nos lençóis leva em torno de 1h30 para conseguir atravessar com os turistas para conhecer os Lençóis. Agora o acesso se dará de forma imediata]”, completou. 

0

Decreto de privatização dos Lençóis Maranhenses preocupa Gastão Vieira

O deputado federal Gastão Vieira (Pros) comentou pelas redes sociais a publicação do decreto 10.147, de 2 de dezembro de 2019, que inclui o Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses (MA) no Plano Nacional de Desestatização do Ministério da Economia.

“Apesar de o decreto ser muito simples, tem duas coisas que podem preocupar: a primeira é a possibilidade do BNDES ser contratado para elaborar estudos posteriores, o que sinaliza a vontade do Governo em desenvolver ações diferentes das já colocadas até agora para apoio a visitação, e isso precisa ser discutido e entendido”, disse o deputado.

Segundo ele, a alteração dos limites do parque também “precisa ser estudada”.

“A segunda é o projeto de lei que tramita no Senado e pretende alterar os limites do parque. Esta é uma medida arriscada e que precisa ser estudada durante sua tramitação no Senado e na Câmara. No mais, nenhuma novidade“, completou.

0

Juscelino defende diálogo sobre concessão do Parque dos Lençóis…

O coordenador da bancada federal do Maranhão, deputado Juscelino Filho (DEM), classificou como “excelente” a reunião desta terça-feira (25) com o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, para discutir a possível concessão do Parque Nacional dos Lençóis Maranhenses, que está inserido em três municípios maranhenses: Barreirinhas, Primeira Cruz e Santo Amaro.

De acordo com o parlamentar, este primeiro diálogo serviu para que a bancada maranhense tomasse conhecimento dos detalhes relacionados à intenção do governo federal em conceder a exploração econômica do parque à iniciativa privada.

Juscelino Filho garantiu que ainda não existe nenhuma definição sobre o assunto. Segundo o coordenador da bancada, nem mesmo um modelo de como seria realizada essa possível concessão é definido pelo governo federal. Por isso, defendeu um diálogo mais profundo a respeito do tema.

“Segundo o ministro, ainda não existe um modelo pronto. O Ministério está iniciando com um primeiro lote de concessão que vai ser de quatro parques nacionais no Rio Grande do Sul e que, dependendo do diálogo com a bancada, com o Estado e com as comunidades, nosso Parque dos Lençóis pode vir ou não a entrar no segundo lote, junto com a Chapada das Mesas, Parque Nacional de Jericoacora, Chapada dos Veadeiros, Jalapão. O ministro nos garantiu que esse modelo ia ser construído e que ia ser feito todo o diálogo possível com as comunidades  visando sempre o melhor para todas as partes envolvidas no processo. Foi essa a linha de discussão. É preciso dialogar mais”, afirmou o deputado federal.

Ainda de acordo com Juscelino Filho, o momento é de acompanhar de perto os rumos dessa discussão junto ao governo federal, que já se posicionou favorável à concessão por estar sem condições orçamentárias de investir e cuidar melhor da área. O ministro Ricardo Salles disse à bancada do Maranhão ser importante aproveitar o ecoturismo para atrair investidores ao país.

“Vamos acompanhar de perto para saber como vai ser o desenrolar e o modelo que o governo federal vai adotar nesse primeiro lote de concessão, que vai ser com quatro parques nacionais no Sul do Brasil. O ministro nos disse hoje o setor público está sem condições orçamentárias de investir e cuidar melhor da área. Ele citou a situação do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), que é responsável em fiscalizar essas áreas, mas que tem um déficit de pessoal e orçamentário, o que impossibilita que ele possa fazer isso bem feito”, revelou.

Na reunião, o ministro do Meio Ambiente defendeu que a concessão possa atrair investidores para o Brasil por meio do ecoturismo. Ricardo Salles se comprometeu, ainda, a fazer uma visita oficial, no segundo semestre, ao Parque dos Lençóis e à Chapada das Mesas com a bancada maranhense.

1

Rafael Leitoa alerta para privatização do Parque Nacional dos Lençóis, proposta por Bolsonaro

Em tom de preocupação, o deputado Rafael Leitoa (PDT), direcionou seu pronunciamento na manhã desta quarta-feira (14), na Assembleia Legislativa do Maranhão, para alertar sobre o processo de privatização de vários parques nacionais em todo o Brasil, como proposta do governo de Bolsonaro.

No Maranhão, a decisão de Bolsonaro atinge diretamente o Parque Nacional dos Lençóis, um dos roteiros turísticos mais visitados do mundo.

Conforme Rafael Leitoa, o Ministério do Meio Ambiente, com o aval de Bolsonaro, pretende ainda em 2019 privatizar 20 unidades de conservação ambiental, com destaque para o Parque Nacional dos Lençóis, Chapada dos Guimarães e Jericoacoara.

Segundo afirmação do ministro Ricardo Salles, a proposta é ceder os espaços à iniciativa privada, com foco na exploração turística e o mínimo de ingerência do governo federal.

Rafael Leitoa lembrou o acordo de salvaguarda para uso da Centro de Lançamento de Alcântara como norte para as discussões em relação aos Lençóis, principalmente no que diz respeito ao deslocamento das comunidades que vivem no Parque.

“Nossa preocupação é com a defesa dessas famílias. Uma empresa visará o lucro, deixando, como de costume, o fator humano de lado. Assim como nossas discussões sobre Alcântara, faremos o mesmo em relação aos Lençóis. Juntamente com a bancada federal executaremos uma discussão ampla e plural, buscando ouvir todos os envolvidos, para proteger um dos nossos maiores bens, que é este parque, de belas piscinas naturais e dunas”, finalizou Rafael Leitoa.

0

Pedro Lucas cobra do governo Bolsonaro esclarecimentos sobre Lençóis Maranhenses…

Parlamentar maranhense diz que ainda não está claro que o governo pretende fazer com o parque nacional e alerta que uma eventual privatização precisa de regras muito bem definidas

 

O líder do PTB na Câmara Federal, deputado maranhense Pedro Lucas Fernandes, cobrou do governo Jair Bolsonaro (PTB), melhor esclarecimento sobre o que pretende fazer com o parque Lençóis Maranhenses.

No feriado de Páscoa, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, esteve por lá e escreveu em uma rede social que “se concedido ao setor privado”, o local se tornaria “um dos principais destinos de ecoturismo do mundo”.

– O ministro precisa deixar claro o que quis dizer exatamente com isso. A gente espera que o governo apresente sua proposta, para podermos qualificar o debate. As concessões não podem focar apenas no lucro, em ganhar dinheiro. É necessário centrar nos investimentos em infraestrutura – cobrou Pedro Lucas, em entrevista ao site O antagonista.

O parlamentar também defende que uma possível privatização de serviços do parque teria de “guardar um certo cuidado com os trabalhadores que usam o ecossistema de maneira responsável”.

0

Edilázio acompanha ministro do Meio Ambiente e constata degradação ambiental nos lençóis…

Lixões espalhados em Barreirinhas e em Paço do Lumiar foroam motivo de críticas de Ricardo Salles, que estuda a concessão dos lençóis à iniciativa privada

 

 

EDILÁZIO COM RICARDO E ALBÉRICO OBSERVANDO OS LENÇÓIS MARANHENSES em Barreirinhas, onde há constatação de problemas ambientais

O deputado federal Edilázio Júnior (PSD) recebeu no último fim de semana, durante o feriado da Semana Santa, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles e cumpriu extensa agenda de trabalho.

Ele acompanhou o ministro numa visita técnica aos Lençóis Maranhenses e percorreu os municípios de Santo Amaro e Barreirinhas. O Governo Federal estuda a concessão do Parque dos Lençóis Maranhenses à iniciativa privada.

Em Santo Amaro, o ministro visitou os povoados de Betânea – atingido por enchente -, e de Queimada dos Britos. Já em Barreirinhas, onde o ministro foi recebido pelo prefeito Albérico Filho. Lá, ele foi até a sede do ICMBio [Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade].

Em Barreirinhas ele também verificou a situação da construção do aeroporto, que apresenta obras inacabadas. Ele lembrou que o Governo Federal liberou recursos por meio de um convênio ao Governo do Estado há cerca de 4 anos. Apesar disso, o terminal aeroportuário jamais foi entregue. Para Edilázio, uma inoperância do Executivo Estadual.

O MINISTRO RECEBEU PACOTES COM A TRADICIONAL FARINHA MARANHENSE em sua passagem pelo estado

De acordo com Edilázio, o ministro retornou à Brasília com a melhor das impressões em relação às belezas naturais de toda a extensão dos Lençóis Maranhenses. Apesar disso, ele relatou frustração do ministro com relação aos lixões no estado.

Um dos lixões fica localizado na entrada de Santo Amaro e outro no município de Paço do Lumiar, próximo ao aeroporto de onde desembarcou para retornar a Brasília. O ministro fez referência aos lixões em seu perfil em rede social, disse tratar-se de uma vergonha e assegurou que o Programa Lixão Zero, do Governo Federal, vai solucionar o problema.

“Faremos de tudo para acabar com essa tristeza”, escreveu o ministro.