29

A maldição dos 400 anos…

Com seres bizarros, carnaval dos 400 anos não agradou

Faltando quatro meses para o aniversário de 400 anos de São Luís, parece que a festa recebeu uma maldição.

Nada que se relacione ao quarto centenário da capital maranhense consegue funcionar direito ou trazer destaque para São Luís.

Exemplo 1: o carnaval da Escola de Samba Beija-Flor, patrocinado pelo governo, foi um fracasso de crítica no Maranhão, um fracasso de público no Rio de Janeiro e um fracasso de execução na Marquês de Sapucaí.

O fracasso foi tão grande, que o tema recebeu críticas até dos próprios agraciados, como o sambista Neguinho da Beija-Flor, que resolveu falar só após receber os milhões do povo maranhense.

O MOA foi outra decepção dos 400 anos...

Exemplo 2: O Metal Open Air, patrocinado pela Prefeitura de São Luís, prometia ser “o maior festival de música da América Latina”. Foi o maior fracasso cultural já registrado em São Luís.

Desorganizado e sem estrutura, o MOA não cumpriu o que prometeu e levou São Luís, mais uma vez, às páginas negativas da imprensa nacional.

Outros eventos estão programados para a capital quatrocentona, como a SBPC e uma das mais importantes feiras de Turismo do mundo.

Com o aeroporto do jeito que está e a infraestrutura do jeito que está, são fracassos anunciados.

Via Expressa: o mapa será terá só metade inaugurada até setembro

Obras intermináveis
A questão da infra-estrutura, aliás, é um capitulo à parte.

Nenhuma das obras prometidas pelo governo ou pela prefeitura sairão do papel antes de setembro.

A prefeitura tenta concluir a recuperação da avenida Mário Andreazza, no Turu, mas parece fazer um arremedo de recuperação.

O governo luta para entregar um terço do que prometeu da Via Expressa. A princípio, a etapa a ser entregue iria até o Ipase. Agora, o governo admite entregar, no máximo, uma parte até o Cohafuma.

Buraqueira continua em São Luís

Sem falar no jogo de abertura do Estádio Castelão, entre Brasil e França.

O governo chegou a anunciar o espetáculo para o dia 8 de setembro – exatamente daqui a quatro meses -, mas depois se calou.

A CBF já tem datas para amistosos da seleção definidos até outubro, mas não inclui a de São Luís.

E hoje, nem  o Castelão tem garantias de que ficará pronto antes do aniversário.

Como se vê, se depender das administrações públicas, os 400 anos de São Luís será algo para esquecer.

Pelos próximos 400…

Marco Aurélio D'Eça

29 Comments

  1. São luis não tem nada o que comemorar..é muita cara de pau apresentarem propagandas enganosas na tv,iludindo pessoas quem não vive por aqui e não conhec,pensando então que toda aquela montagem apresentada é verdade.São Luis nunca esteve tão desprezada,por trás do Mateus do Alfa,nenhum carro consegue passar,só se consegue andar se for montado em jumento,tem-se a impresão de estar no solo lunar.Em Nova Trento,Canela e Gramado os políticos dão um show de aplicação do dinheiro público.Nenhum buraco,nenhuma pichação,nada de menios de ruas(estão em escolas de aprendizagem) nenhum cahorro pirento nas ruas,nenhuma…mas nenhuma mesmo ponta de cigarros no chão.Fiquei encantado porque 99% das casas não tem muros,moradores assistindo tv tranquilo,com as portas abertas.E os orgão responsáveis pela sinalização de lá,trabalham de verdade,os siais e faixas de pedestres são 100% A polícia de lá usa corsa sedam 1.0 porque nem precisam de carros porsantes.Por volta de 23:00h olhei la do 11º andar,e vi mulheres andando tranquilamente nas ruas,com suas bolsas à tiracolo sem se preocupar.Se fosse aqui,não chegavam nem com a fivela da bolsa em casa.

  2. A nossa capital e o nosso estado deveriam estar num nível de desenvolvimento elevadíssimo se não fosse a visão rasteira e limitada dos governantes. Se o povo maranhense fosse crítico e não meros expectadores os resultados eleitorais seriam diferentes e agradáveis.
    É necessário deixarmos de ser apenas alfabetizados e passarmos a ser indivíduos conscientes e com uma postura crítica-participativa diante do que é oferecido!
    – Já passou da hora de acordar!

  3. FALAR O QUE SE VCS CONSEGUIRAM ACABAR COM A ILHA DO AMOR, DOIS GOVERNOS MISERAVEIS E DEPLOIRAVEIS, UMA PREGIUIÇOSA QUE SÓ SABER FICAR VIAJANDO SE ESCONDENDO DO TRABALHO E UM VELHO BROCO, QUE QUEM MANDA NA PREFEITURA É A FILHA DELE AQUELA SAPATAO DE UMA FIGA VADIA QUE NEM A VAGABUNDA DA TUA CHEFA MAIOR SUA GOVERNADORA, ESPERO QUE VCS DESTRUAM MAIS SAO LUIS, 400 ANOS DE ATRASO MISERIA E OUTRAS MAZELAS QUE ESSES PESSIMOS GESTORES QUE SE PASSARAM POR AI SÃO. BELO ANIVERSARIO, PARABENS… SO TEM AS MESMAS COISASDE SEMPRE, MAS A $UA $INECURA É BOA, E VC COLOCA ESSE TEXTO PRA TENTAR ENGANAR ALGUM BE$STA, VAI PENSANDO… PENSA A HORA DA TUA CHEFA TA CHEGANDO, O FOICE VEM SERINHO, OLHA A FOICE DO TRIBUNAL… AJA LEXOTAN E ESSES REMEDIOS PESADOS PRA TUA CHEFA E PRA VXCS, PENA QUE O VEADINHO Ñ TA AQUI PRA VER A DERROTA DA CHEFA MOR DELE, JA QUE ELE ERA O MAIOR BABAO DELA MAIOR BABAOOOOO, BABAO, BABAO, BABAO, BABAO, BABAO, BABAO. OLHA O QUE DERAM PRA ELE, TA QUEIMANDO A ROSCA NO INFERNO AGORA, BAITOLA VEADOOOOOO.

  4. a pouco li comentarios dizendo que a rede globo só mente em relaçao ao MA, reportagem onde mostra as rodoviarias do MA. Agora ja estao pensando diferente… só quem nao conhece para pensar diferente. Ontem ouvi falar que Sao luis será a capital do turismo… primeiro sao luis tera que ser capital, um lugar limpo, com praias que possam ser usadas, com um centro histórico decente … que será que eles irao mostrar… nem hotel tem direito… mas ficam irritadaos e achando ruim qdo falam desta terra que só vive bem que vive nasTETAS da politica… me poupem!!!!

  5. Parabéns pela matéria, apesar de não concordar com muita coisa que você diz, dessa vez você acertou!

  6. Apesar da calamidade que está a nossa cidade Castelo ainda contará com vários eleitores que por viverem em situação de pobreza se deixarão influenciar pelo leite distribuído nas escolas… sou professora da rede municipal e várias vezes presenciei alguns pais procurarem a escola para saberem quando o leite vai ser distribuído enquanto os seus próprios filhos estão sem estudar até agora (em pleno mês de maio!!!)…Cadê essa reforma prometida pelo atual governo q não chegou até a escola em que trabalho!
    É triste! percebemos o quanto vale a educação em nossa cidade… um pacote de leite!

  7. É por isso que milhares de maranhenses cantam:
    “Já vou embora
    Mas sei que vou voltar
    Amor não chora
    Se eu volto é pra ficar
    Amor não chora
    Que a hora é de deixar
    O amor agora
    Pra sempre ele ficar
    Eu quis ficar aqui
    Mas não podia
    O meu caminho a ti
    Não conduzia
    Um rei maucoroado
    Não queria
    O amor em seu reinado
    Pois sabia, não ia ser amado
    Amor não chora
    Eu volto um dia
    O rei velho e cansado
    Já morria
    Perdido em seu reinado
    Sem Maria
    Quando eu me despedia
    No meu canto lhe dizia”.

  8. como é que a festa dos 400 anos vai dar certo se a secretaris de cultura do estado esta sem secretario (a) a FUNC não faz nada a não ser acaba com o que ja temos de cultura como exemplo a (Morada Historica de São Luis) localizada na rua Afonso Pena Nº 213 Centro historico de São luis outro exemplo de Patrimonio abandonado pela FUNC é a fonte do ribeirão que fica enfrente a FUNC e os andarinos toma banho polui a fonte com sabão e ate come os peixinhos e nada o Sr. Euclides Moreira Neto faz para preservar a fonte.

  9. Parabens Marcos! Ilha bela só nas canções de Geraldo Azevedo, Carlinhos Veloz e César Nascimento, entre outros cantores Maranhense, com excessão de Geraldo Azevedo que é Pernambucano. A nossa ilha magnética está sem comando na educação, infra-estrutura, segurança e saúde. Os 400 anos de muitos fracassos e decepções estão vindo por aí, aguardem. Infelizmente São Luís completa 400 anos em ano de eleição, onde os nossos governistas só estão pensando neles, em si eleger, encher seus bolsos de dinheiro e nós Ludovicenses sofrendo com a falta de respeito de todos.

  10. Marco você toda razão, é isso mesmo. Se Castelo e Roseana estivessem trabalhando em conjunto e deixado essas picuinhas de lado com certeza não estávamos passando por tantos vexames. Os político devem entender que o foco é o povo.

  11. Caro Marco,
    Acho que não li até agora, uma nota tão sintética da situação vexatória pela qual nos encontramos. Tou fazendo um artigo sobre o mesmo tema, e admito; você se superou.
    abraços,
    Cordeiro
    ex-vereador/cartunista

  12. Parabéns pelo texto lúcido e verdadeiro. Eu acho que a maldição começou quando alguem disse:”Prometo fazer o melhor governo da minha vida” e depois quando outro disse:” Agora vai” Cruz em credo, pe-de-pato, mangalô três vezes……

  13. Estou começando a gostar das suas matérias. Finalmente você começar a mostrar as mazelas da administração de Roseana Sarney…

  14. O Pedro tem toda razão.
    Só defende este lugar horrível que é o Maranhão quem não viaja ou é muito alienado.
    Isso aqui é uma mistura de África com Haiti com Cuba.

  15. Meu caro jornalista é inacreditavel mais muito lovavel sua analise, eu vejo tudo isso acontecer por pura vaidade da politica partidaria, poia aqui só sabem fazer politica partidaria e não politica publica, se não vejamos, se os governos tivessem interesse estariam unidos em prol de termos uma comemoração dos 400 anos pelo menos satisfatoria.

    Parabens pela postagem.

  16. O pior é que, quando se critica esse Estado, os maranhenses reclamam. Ora, uma população que adora viver na mediocridade e o que importa aqui é se vai ter São João. Um povo que não gosta de pegar no batente, odeia os estudos só pode dar nisso. Estou morando atualmente em Cuiabá/MT faz pouco mais de 1 ano em virtude de ter passado em concurso lá. Estou aqui de férias e visitar meus pais. Olha, quanta diferença!!! Até nos bairros mais periféricos você ver organização, asfalto novo, sem buraqueira, esgoto jorrando. São Luís é uma verdadeira esculhambação, gente. Quem tiver a oportunidade de sair daqui, que saia e só volte em férias e olhe lá. Não entendo como tem turista que vem visitar São Luís, até por que não tem nada pra se visitar, tirando o Centro Histórico que é uma verdadeira bagunça a céu aberto. Faço um apelo à população do Maranhão: somente o povo pode mudar esse estado de coisas. Está vergonhoso. Uma calamidade pura. É o aeroporto, são os políticos que nos envergonham, é a pobreza extrema que assola o Estado. Basta você viajar de carro pelo Maranhão e você verá o que se fala. Agora, nessa viagem, entre em outro Estado, como Goiás, quanta diferença. Parece que você saiu da África e entrou em uma zona mais civilizada. Estou de partida no final do mês e, sinceramente, não vou sentir um pingo de saudades da cidade de São Luís, somente dos meus pais. Está triste essa cidade.

  17. Uma ilha que já foi considerada a Atenas Brasileira, realmente está passando por maus bocados pela falta de compromisso e planejamento dos governos estadual e municipal, além da iniciativa privada. Porque não investiram apenas em um desfile local (como o que Joãosinho Trinta planejava) ao invés de dar dinheiro aos bicheiros? Porque não fizeram o MOA em apenas 1 dia, em um local mais apropriado (no estacionamento do multicenter ou passarela do samba), sem aréa de camping e com, no maximo 10 bandas inernacinais e 10 nacionais? Será que o São João também está fadado ao fracasso, pois até o momento não vi nenhuma propaganda ??? Esse jogo do Brasil x França já sabia que não iria acontecer por falta de estrutra e planejamento. Será que nem o básico os governantes não irão conseguir fazer, como reabrir essa aerotenda?? E a rodofeira ou rodofeia(rodoviária)? Infelizmente só tenho a lamentar tamanho descaso…e o turista, como vai avaliar nossa cidade??

  18. Nossa como vc conseguiu escrever o q estou pensando há muito tempo. parabéns rpz. realmente esses 400 anos é de lascar. tudo abandonado. É A MALDIÇÃO DA BRUXARIA Q A BEIJA FLOR DEIXOU NA NOSSA ILHA ENCANTADA.

  19. Gostei muito da sua racionalidade e imparcialidade neste poste. de fato tudo que eaqui esta escrito faz sentido. Os 400 anos vai ser um fiasco…

  20. Você disse tudo meu Caro!!!
    Quando a Roseana venceu as eleições e disse que o governo da sua vida, eu não acreditei. Mas, também, não poderia imaginar que seria tão ruim (péssimo) assim.
    Quando o Castelo venceu a eleição fiquei triste, mas també nunca imaginei que seria tão ruim (péssimo + desastre) assim. Só nos resta agora é rezar para o tempo passar logo pra mudar esses dois desgovernos…

  21. Essa matéria foi d+,excelente … é pena os 400 anos de São Luis acontecer no estado deplorável em que nossa querida ilha do amor está atualmente.Nada funciona na cidade,tudo estragado,esculhambado e entregue ao descaso.A única coisa que funciona a todo vapor,como dizia a menina da propaganda de caostelo,é a robalheira institucionalizada em todas as esferas do poder.O que de bom resta é o valor do nosso povo,sua criatividade e a beleza natural de nossa querida cidade,apesar de está sendo maltratada….mas esses facínoras pagarão pelas suas safadezas !

  22. Absolutamente tudo no Maranhão é um fracasso, mal feito, improvisado, sem recursos, sem planejamento.
    São Luis é a Havana Brasileira, abandonada, em ruínas, suja, sucateada.
    Só oque é bom aqui é a culinária, mais nada.

  23. Caro amigo Deça,

    Parabéns pelo post, você acertou em cheio o que esta pensando o cidadão ludovicense, erros e mazelas tanto da parte do Governo Estadual e Municipal, tudo indica que vai ser um fiasco total, resumindo toda a festa em no maximo 03 palcos montados na avenida Litoranea, com boi barrica, bicho terra, e outros artistas que só cantam aqui na capital.
    Uma festa que tinha tudo pra ser sucesso, talvez resumida
    em nada.
    Simples assim…..

  24. Aonde chegou a cultura em nosso Estado

    Infelizmente, há muito pouco para se falar das políticas públicas culturais no Maranhão em virtude da opção política por nada fazer. Nos últimos 6 anos o Maranhão sequer conseguiu manter funcionando o Conselho Estadual de Cultura, o Fundo Estadual de Cultura nunca fora implementado pela SECMA por falta de pessoas competentes e capacitadas para tal e a Lei Estadual de Incentivo a Cultura, que embora tenha maior apelo comercial, ficou apenas na letra morta do papel e não funciona porque os atuais conselheiros de cultura do Maranhão que foram eleitos no mês de dezembro de 2011, até o momento não tomaram posse. Embora o Ministério da Cultura tenha oferecido todas as condições para a implantação e implementação do Sistema Estadual de Cultura, o Estado do Maranhão é um dos poucos que ainda não aderiram a tal enquanto temos hoje cerca de 90 municípios maranhenses que já fazem parte do referido sistema. Esse descaso com a cultura demonstra a falta de visão estratégica dos governantes, além de comprometer os direitos culturais e a cidadania dos Maranhenses. Se no cenário nacional, o Sistema Nacional de Cultura vem invertendo as distorções do setor no que tange a ampliação do investimento em políticas culturais, no cenário estadual falta muito a ser feito.
    No Maranhão, portanto, mesmo quando o governo apoia a cultura (só festas), incorre em problemas, pois ela não faz parte da agenda pública dos políticos e governantes. Faltam critérios objetivos, uma política cultural ampla que inclua os fazedores culturais dos pequenos municípios, assim como acaba-se institucionalizando filtros arbitrários na hora de distribuir os recursos públicos.
    Por último com a saída do secretário Luís Bulcão para concorrer a uma vaga na câmara de São Luís (coisa que acho difícil acontecer), a SECMA ficou acéfala (sem rumo sem direção) assumindo interinamente a sua adjunta Marlildes Mendonça, que apesar de ter boas intenções, não consegui dar ritmo a secretaria devido a termos ainda ali pessoas viciadas e que pensam que por serem “amigos pessoais” da governadora (como os próprios falam), deixam a incompetência e inoperância reinar naquela secretaria a exemplo do Mais Cultura que caio no descredito até mesmo do MINC. E agora me a pior notícia que poderia ser me dada nos últimos tempos, Olga Simão assumirá a SECMA. Nunca pensei que a cultura do meu estado fosse chegar a tal ponto e ai deixo algumas perguntas (inquietações) para a Governadora Roseana Sarney (a qual eu votei) possa tentar responder para os fazedores de cultura do Maranhão:
    Quais as perspectivas de futuro para a Cultura do Maranhão? É possível superar a instabilidade política da gestão pública da cultura? Como se relacionar com as instâncias federal, estadual e municipal da cultura? Bom, o futuro é desafiador (e promissor!) mas precisamos nos reposicionar frente a nova conjuntura cultural. Vale constatar que somos instados constantemente a buscar parcerias na iniciativa privada, bem como flexibilizar o conteúdo apresentado, ainda que o principal apoiador dessas ações culturais siga sendo o Estado. Mais estratégico, talvez, nesse momento, seja diversificar as fontes de financiamento e ampliar as parcerias com os demais coletivos em prol da consolidação de um conselho gestor horizontal, bem como profissionalizar sua produção para seguir criando alternativas reais para o circuito da cultura local no Maranhão.

    Ivan da Cultura

  25. Resumo é que o foco não é planejamento, mas sim oba-oba para inglês ver e muita má fé. Olha o que esse Governo está fazendo com as escolas de ensino fundamental, devolvendo-as aos munícipios sem nenhuma condição, no meio do ano, sem planejamento e tal. O único objetivo é desviar dinheiro para campanhas eleitoreiras. Deça tô gostando de sua análise menos imparcial, parece que tá caindo a ficha para você. É isso aí

  26. Bom dia Marco!!

    Concordo com você em gênero, numero e grau neste post. Além da violência que toma conta do Estado e da cidade. Estamos sem Poder de Polícia. E as praias todas impróprias para banho, o que dirá o turista caso arisque-se em vir até aqui?
    Estado e Município em dacadência total.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *