12

A falta que o bilhete único faz…

Por Aline Alencar

Como todos já devem saber, Roberto Rocha, vice-prefeito (PSB) de Edivaldo Holanda Júnior (PTC), declarou esta semana que há impossibilidades na implantação da tarifa única no transporte público de São Luís.

E que falta esta proposta irá fazer? Nenhuma!

Se comparado ao verdadeiro caos que sobrevive a mobilidade urbana de São Luís, o bilhete único é uma das propostas mais pífias mostradas durante a campanha de 2012 para prefeito.

Ao lado da proposta do GPS, conseguiu ser mais sem sal do que o VLT.

Alguém realmente acha que, diante de um trânsito extremamente mal planejado, transporte de péssima qualidade e terminais em péssimas condições de higiene e com super lotação, o bilhete único era uma proposta, no contexto atual, de máxima importância (tudo isto pagando uma das passagens mais caras do Brasil)?

Fundamentalistas dirão que sim.

Portanto, aos que se entristeceram com esta notícia, não há motivos para lamentos. Lamentem sim uma escala de prioridades de propostas um tanto quanto invertida, que valoriza remendos ao invés da mudança de alguns alicerces.

Sinceramente, Bilhete Único, você nem veio e já vai tarde…

Marco Aurélio D'Eça

12 Comments

  1. CARO DEÇA ESSE PROBLEMAS NOS TERMINAIS VEM DESDE O GOVERNO DE EX PREFEITO ENAGANADOR, AFINAL OS MESMO FORAM PROJETADOS EM ESPAÇO FIÍCO INSUFICIENTE PARA A DEMANDA

  2. Os jornais da família Sarney e as pedradas nos telhados de vidros…
    10 assassinatos no final de semana, praias poluídas e um empréstimo bilionário para o trabalhador pagar. Alguma novidade? Sim, as passagens de ônibus poderão aumentar.

    Os jornais da família Sarney já começam mostrar como pretendem agir em São Luís, a partir do dia 01 janeiro de 2013.

    Ainda no momento da transição, já começaram a operar nas mínimas coisas, atentos nos passos e nas palavras, conseguiram pegar as declarações feitas pelo vice-prefeito eleito, Roberto Rocha, que está liderando o processo de transição da prefeitura de São Luís.

    Rocha teria discorrido sobre o preço das tarifas de São Luís, que em comparação aos outros estados do Brasil é baixa, o que justificaria as precárias condições dos ônibus que rodam na cidade.

    Não deu outra, as declarações do vice, viraram duas vezes matéria de capa do jornal da governadora, com a clara intenção de jogar o prefeito contra o vice, para demonstrar que existe uma “crise”, que poderá culminar em “racha”.A importância dessa força tarefa apontada para o novo prefeito e sua equipe, seria plantar a discórdia entre os partidos que unidos, venceram as eleições municipais e que pretendem lançar uma candidatura para 2014.

    Por outro lado, os jornais da família Sarney não deram uma linha sequer, de como a governadora pretende despoluir as praias da Grande São Luís, da explosão de violência, que neste final de semana culminou com 10 assassinatos, e também sobre a aplicação dos 3,8 bilhões de empréstimos aos cofres do estado…

  3. Eu ando de ônibus e esta proposta é sim viável e necessária. Não fechemos os olhos para a realidade. Quanto ao GPS funciona em outras cidades, por que tens medo do novo? Prefere ver São Luís com o mesmo coronelismo atrasado, vulgo Sarney, de sempre.

    resp.: escala de prioridades: cada um tem a sua né

  4. MARCO:

    A SUA NOVA JORNALISTA ASSESSORA/COLABORADORA ESCREVE NA MESMA LINHA AGRESSIVA E FEROZ QUE VOCÊ.

    ESCOLHIDA A DEDO.

  5. Eu gostaria de ouvir o prefeito eleito falar alguma coisa, pois só quem aparece são seus assessores, será que ele está se poupando para o início de seu mandato, ou teremos um prefeito só de fachada ?

    Resp.; Tudo indica que será um fantoche. E eu já dizia isso desde a campanha.

  6. Piauí e Maranhão são estados em níveis de desenvolvimento semelhante, e suas capitais distam de apenas 435 Km. Por isso é interessante fazer uma comparação entre as duas capitais. O ludovicense que visita Teresina se sente humilhado tamanha é a superioridade daquela cidade. Muito mais urbanizada, organizada, limpa, bem cuidada, pessoas mais cultas e educadas, parques, áreas de lazer, transporte, etc. Por que toda essa diferença? Pelo que dizem por aí, a diferença é que lá não tem família Sarney. Mas cabe uma análise mais apurada…

  7. A questão, meu caro Marco, não é a importancia da proposta. A questão é q o candidato, com sua cúpula de “entendidos” em administração pública, prometeram essas duas coisas como solução para resolver o problrma do trânsito, até fez teatrinho na TV mostrando como a vida do usuário iria mudar. E o eleitor, idiota, acreditou e achou até lindo. Cabe agora ao eleitor, não idiota, cobrar esses compromissos assumidos de forma tão incisiva a ponto de humilhar o velhinho João Castelo por não cumprir algumas de suas promessas de campanha também. Que conversa é essa de dizer q não vai resolver o problema? Ele não disse q era a solução. Agora vai ter q ser. E mais: Hilandinha prometeu licitação para o transporte público de São Luís. Vau ter q cumprir! Vamos cobrar!

  8. muito bem, você esta falando mal da atual gestão, deixe primeiro a outra gestão assumir ai sim comece com as suas materiais nada imparciais.

  9. Perfeito o artigo Marco. Ninguem consegue andar nesta cidade para lugar nenhum a nao ser de madrugada. É uma matematica muito simples, de que adianta vc comprar o bilhete unico, ter direito a 2 horas e gasta entre 3 e 3,5 ate seu destino!! Com todos esses problemas que temos aqui e que vc tao bem citou, nada feito!!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *