16

Holandinha abriu mão de arrecadar, foi alertado por Fábio Câmara e, agora, admite não ter dinheiro em São Luís…

Prefeito deixou de cobrar multas de trânsito e ainda impediu seus fiscais fazendários de autuarem empresas. O líder da oposição denunciou a incompetência arrecadatória do prefeito, mas só agora ele admite que sua gestão não tem dinheiro sequer para o custeio. E as obras, já inexistentes, nem têm como chegar em São Luís

 

https://marcoaureliodeca.com.br/wp-content/uploads/2013/02/choro.jpg

Holandinha vai, aos poucos, percebendo que gestão não é brincadeira de criança

O noticiário político maranhense recebeu no fim de semana uma espécie de confissão de culpa do prefeito Edivaldo Júnior (PTC).

Por vias transversas, sua assessoria encaminhou release em que ele admite, com todas as letras, uma queda de arrecadação na Prefeitura de São Luís.

Queda esta denunciada pelo líder do a oposição na Câmara Municipal, vereador Fábio Câmara (PMDB), e que a equipe do próprio Holandinha tentou esconder. (Relembre aqui)

Passado os dias, e não tendo mais como mentir em relação à arrecadação de sua gestão, o prefeito foi obrigado a dizer que não tem dinheiro nem para o custeio.

http://www.luispablo.com.br/wp-content/uploads/2013/06/FabioCamara.jpg

Há meses, Fábio Câmara já havia alertado o prefeito

Mas a culpa da falta de dinheiro é do próprio prefeito.

A prefeitura não tem dinheiro por que abriu mão da arrecadação, tanto na esfera fazendária quanto em outros setores de administração.

Só a incompetência explicaria o fato de Holandinha abrir mão da cobrança de multas por velocidade durante praticamente toda a sua gestão.

Mas o fato é que o prefeito destruiu as finanças da prefeitura e agora quer punir a própria equipe com cortes para poder garantir, pelo menos, o dia-dia da máquina.

E nem pensar em obras de peso nos próximos períodos…

Marco Aurélio D'Eça

16 Comments

  1. O prefeito tinha q constatar se de fato a denúncia do Fábio Câmara tinha embasamento. E está tomando uma atitude e eu concordo com ele, tem mais é q cortar gastos mesmo.

  2. Alguém avisa a Fábio Câmera que Mãe Dinah morreu e que a vaga está disponível pra ele! Do jeito que ele gosta de prever tudo, vai ter muito sucesso nesse trabalho!

  3. O prefeito Edivaldo Holanda Junior tá pagando pelo erro de não acreditar nos funcionários de carreira da Semfaz, colocou no cargo para ser secretária adjunta da Semfaz uma pessoa sem qualquer habilidade para comandar a gestão tributária da secretaria de fazenda que é responsável pela arrecadação de uma cidade de mais de um milhão de habitantes.
    Diante da falta de conhecimento no assunto, a ex – secretária adjunta de fazenda, ficava refém do entendimento de meia dúzia de funcionários de carreira e da empresa “DSF – Desenvolvimento de Sistema Fiscal), que possui todo o sigilo fiscal dos contribuintes da cidade de São Luís, e o prefeito Edivaldo Holanda foi alertado por varias vezes pelo vereador (Fábio Câmara) com documentos comprobatórios sobre as irregularidades que aconteciam na semfaz.
    Agora quem vai pagar pela falta de recurso para investimento nas áreas da Saúde, Educação, Transporte e outros setores, vai ser o povo que acreditou na mudança do novo.
    AGORA Edivaldo, chupa a manga azeda que as tuas secretárias te deram de presente.

  4. O problema é que o Sr. Holanda é mal orientado e não procura buscar conhecimento para criar meios para arrecadar. Software é importante, mas nunca como fim, e sim como meio, ferramenta para tomada de decisoes. Existe varios bons profissionais, serios, comprometidos, aqui no Maranhão, que com certeza o ajudaria nesta situação,no entanto, sem quaisquer oportunidade, porque aquela ideia mesquinha de que bom é de fora, contratam, alquimistas a peso de ouro! E o resultado é este desastre anunciado. E antes de qualquer mimimimi, conheco municipios, que nao tem o potencial de São Luis, e em 3 anos, quadruplicou sua receita.

  5. É MUITO SIMPLES ONDE ESTÁ O DINHEIRO, BOA PARTE DESVIADA PELA EQUIPE DE PILANTRAS DO PARÁ QUE OPERAVA MILHÕES DENTRO DA SEMUS, O EX´S -SECRETÁRIOS CESAR FELIX E ISRAEL CORREA, AINDA ESTÃO FATURANDO (NÃO SEI COMO!) DENTRO DA PREFEITURA NA SEGOV, ALÉM DISSO TEM A MADRINHA DA SEMUS, WILMA (PROTEGIDA ATÉ O DENTE PELO PREFEITO) , MÁRCIO( FATURANDO COM EMPRESA FANTASMA DE ENGENHARIA DENTRO DA SEMUS), ALÉM DAS EMPRESAS PATROCINADORAS, ENTRE ELAS LOGOS ENGENHARIA, MARCIO PRIMO DO PREFEITO (FORNECEDOR DE ALIMENTOS),ETC. ALÉM DISSO, UMA TAL DE MARGARETH QUE TEM NAS MÃOS O FUNDO MUNICIPAL DE SAÚDE- FMS, ONDE A MESMA COLOCA ATÉ NA FOLHA DO SUS , O MARIDO,COMPANHEIRO, SEI LÁ O QUE O TAL SENHOR É PRA ELA! ACHO QUE ATÉ O CACHORRO DELA RECEBE O SUS, É UMA SALADA DE SUS , FORA OS QUE SÓ ASSINAM E NÃO COMPARECEM NA SEMUS, TUDO COM A CONIVÊNCIA, DA SUPDAM, RH( CRISTINA-EX CASTELISTA DE CARTEIRINHA), BOM QUER MAIS? INVESTIGUEM ONDE OS CARROS DA SEMUS ESTÃO RODANDO E PRA QUEM???

  6. Minha gente, agora é que eu vi loucura, meu caro Armando Pinto este prefeitinho de meia tigela não se elege mais nem para presidente de Associação.

  7. Fábio Câmara tem lugar vago na vidência, Mãe Dinah bateu as botas.

  8. Não é nenhuma atitude alarmante o que prefeito tá fazendo, achei até acertiva pois evita males maior. É simples, da mesma forma que fazemos em casa com o orçamento doméstico, e todos passam por situação assim. Pelo menos o prefeito não está dispensando funcionários e nem comprometendo a folha de pagamento.

  9. No dia em que Fábio Camara entender mais de administração do que o próprio prefeito eu compro uma passagem pra marte e vou morar lá. Alias, no dia que Camara entender de qualquer assunto.

  10. A omissão no cumprimento de um ato vinculado é caracterizado por ato de improbidade. Assim como, como da disposição dos impostos em serviços públicos de qualidade. É só acionar o MP.

  11. A arrecadação vem caindo em razão da portaria 275/2013 e do engodo pronunciado pela DSF (empresa responsável pelo sistema de arrecadação do município) ao afirmar que o sistema de arrecadação atual dispensa a atividade dos auditores fiscais, posição que teve a anuência da ex-secretária da fazenda Sueli Bedê e da ex-secretária tributária Karina Cordeiro, ambas perseguidoras dos auditores fiscais do município.
    Para constatar tal fato, basta verificar os artigos 1º e 4º da portaria mencionada, os quais determinam, respectivamente, que os créditos tributários deverão ser realizados exclusivamente por meio eletrônico, independentemente da realização do procedimento fiscal externo; e a proibição de qualquer realização de ação fiscal relacionada ao ISSQn, sob pena de nulidade e responsabilização do agente fiscal.
    Como se vê, verdadeiro absurdo que, além de inibir a atividade profissional dos auditores fiscais, reflete diretamente na queda da arrecadação do município de são luís.

  12. O governo de Edivaldo Junior é transparente e não esconde fatos da população, não se entende a citação desse vereador pau mandado na questão da queda na arrecadação. Matéria tendenciosa, coisa de gente desesperada com o fim eminente das mamatas. É bom aprenderem a respeitara o “Holandinha”, porque depois de Flávio Dino o mandatário do estado será ele.

  13. Os fatos andam na contramão da crise financeira instalada na Prefeitura. Precisando arrecadar, a Prefeitura decreta seguidamente (Semana Santa e 1º de Maio) ponto facultativo estabelecendo-se feriados prolongados, o que acaba comprometendo a arrecadação. Espero que não se repita na Gestão do atual Prefeito, o que ocorreu na Gestão de Saturnino Braga, no Rio de Janeiro, quando o Município faliu.

  14. Tu não sabe ler ou finge que não sabe???? Essa situação ta acontecendo em todo o pais em função da queda de arrecadação que reflete a queda do PIB brasileiro que era previsto pra 4,5% e só foi 2%…. Total responsabilidade dessa tua presidenta incompetente que só quer saber de política desde o início do ano passado…

  15. O fato da própria prefeitura alertar que o orçamento oriundo de arredação municipal está em baixa, não é bicho de sete cabeças, ruim seria esconder. Acho íntegro da parte do prefeito fazer isso e buscar soluçẽs para resolver o problema. Boa parte das prefeituras enfrentam esse mesmo problema e não fazem nada a respeito só esperando a bancarrota. Claro que tem que trazer a sociedade para a discussão e dar transparencia ao orçamento do município, a cidade não é do prefeito é da população.

    Resp.; Mas o problema é este, minha filha. Tentaram esconder. E é exatamente isso que o post mostra. Só não conseguiram por que tiveram que justificar a fatla de trabalho em São Luís.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *