2

Aliado de Waldir Maranhão pode ter culpa no abandono do Mercado Central…

Desde que Alfredo Costa assumiu o IPHAN, aproximadamente R$ 150 milhões em projetos do PAC Cidades Históricas foram deixados para trás

 

indecido

Os problemas estruturais do Mercado Central – que resultaram em um incêndio esta semana – podem ter sido causado pelo abandono de projetos importantes, sob a responsabilidade do IPHAN.

É o IPHAN quem administra os recursos e deve executar as obras, dentre elas, a reforma da Largo do Carmo, Rua Grande, do Mercado Central, Praça Deodoro, Estação Ferroviária da Reffsa, todas as igrejas seculares e mais 30 casarões históricos.

Paralelo a isso, várias obras fruto de compensação, como o Antigo Sioge, que teve garantido recurso na ordem de R$ 12 milhões, além de outras praças como a Praça do Pescador, também foram completamente abandonadas pelo novo gestor.

Passado cinco meses da posse de Alfredo, o IPHAN do Maranhão travou todas as obras e o que se observa hoje ao andar pela cidade são placas com obras abandonadas.

O Palácio Cristo Rei, Palácio das Lágrimas, Palacete Gentil Braga, as obras foram iniciadas e paradas. Da mesma forma, paradas, estão as obras do prédio do Fórum Universitário, na Rua do Sol, e também a casa do tambor de Crioula.

A Rua Grande, Praça Deodoro e também o Largo do Carmo, cujo obras já deveriam ter sido iniciadas dia 4 de Janeiro de 2016, não se tem notícia.

Com Alfredo Costa no IPHAN, o órgão perdeu a força que tinha em captar recursos, e aqueles que foram captados encontram-se completamente abandonados pela inércia e inoperância do atual gestor.

Enquanto isso, o Centro da Cidade e a população sofrem com obras que não são  executadas…

Marco Aurélio D'Eça

2 Comments

  1. É fácil está falando besteira, o mercado central não é se quer um prédio tombado, então não é de responsabilidade do IPHAN. Só os predios com tombamento federal são de responsabilidade do IPHAN assim é em todo o Brasil. O prédio do mercado central é de responsabilidade do estado do Maranhão. O mercado central em acordo entre os poderes está fazendo parte do PAC cidades históricas, mais se vocês não sabem não tem dinheiro para o PAC devido à crise política do Brasil. Há não ser que a população e o senado federal mantenham presidente Dilma exercendo sua função que é de direito democrático, aí sim o recurso virá para o PAC ao contrário poderemos esquecer o programa. E o Alfredo em 5 meses à frente do IPHAN já tem feito muito mais que a Katia Borgeia fem em 18 anos.

  2. É fácil está falando besteira, o mercado central não é se quer um prédio tombado, então não é de responsabilidade do IPHAN. Só os predios com tombamento federal são de responsabilidade do IPHAN assim é em todo o Brasil. O prédio do mercado central é de responsabilidade do estado do Maranhão. O mercado central em acordo entre os poderes está fazendo parte do PAC cidades históricas, mais se vocês não sabem não tem dinheiro para o PAC devido à crise política do Brasil. Há não ser que a população e o senado federal mantenham presidente Dilma exercendo sua função que é de direito democrático, aí sim o recurso virá para o PAC ao contrário poderemos esquecer o programa. E o Alfredo em 5 meses à frente do IPHAN já tem feito muito mais que a Katia Borgeia fem em 18 anos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *