3

Mais um juiz fecha gabinete para comemorar fim de ano…

Quem precisou de atendimento no início da tarde desta sexta-feira, na 3ª Vara Cível da capital, também encontrou as portas fechadas por causa da confraternização dos servidores

 

O juiz Douglas Amorim; folga para confraternizar

Faltando menos de quatro dias para o recesso do Judiciário, que deve durar até fevereiro, cidadãos que necessitaram de atendimento na 3ª Vara Cível de São Luís, no início da tarde desta sexta-feira, 16, encontraram as portas fechadas por causa de uma festa de fim de ano.

O juiz titular Douglas Airton Amorim baixou Portaria determinando a suspensão do atendimento ao público, das 13h às 15h, para a confraternização dos funcionários da Vara.

Desta vez, a “folga” foi pelo menos menor do que a da 10ª Vara Cível, cujo responsável, juiz auxiliar Ernesto Guimarães Alves, simplesmente cancelou o expediente de toda a quinta-feira, 15. (Releia aqui)

A atitude dos juízes têm chamado a atenção de advogados e de membros do próprio Judiciário por dois motivos:

1 -nenhum cidadão pode ser prejudicado – e sem aviso prévio – por que juízes e seus funcionários querem fazer festa de fim de ano;

2 – o recesso parlamentar já está batendo às portas, período que juízes e serventuários da Justiça terão exatamente para comemorar o seu fim de ano.

No caso da 10ª Vara Cível, a Corregedoria-Geral de Justiça já anunciou que vai apurar o caso.

Sobre a decisão do titular da 3ª Vara Cível não houve manifestação, ainda, da cúpula do Judiciário…

Abaixo, a portaria assinada pelo juiz Douglas Amorim:

Marco Aurélio D'Eça

3 Comments

  1. O judiciário é uma casta de intocáveis acima do bem e do mal.
    Recebem 13 salários e trabalham 10 meses, absurdo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *