4

Flávio Dino entrega a Edivaldo coordenação da campanha em São Luís

Prefeito – que vinha tentando focar apenas a gestão neste término de mandato – vai assumir as articulações para definir aquele, ou aqueles, que representarão o grupo político nas eleições de outubro

 

Flávio Dino já repassou a Edivaldo Júnior a responsabilidade pela definição do candidato – ou candidatos – que representarão o grupo nas eleições de outubro

O governador Flávio Dino (PCdoB) revelou na entrevista ao Jornal Pequeno que caberá ao prefeito Edivaldo Júnior (PDT) a coordenação da campanha do candidato – ou candidatos – do seu grupo político nas eleições de outubro.

Além de assumir uma importante responsabilidade neste fim de mandato – em que pretendia focar na entrega de obras e serviços – Edivaldo ganhará ares de liderança de peso no grupo do governador.

E o seu sucesso nas urnas catapultará também seu cacife para além de 2020.

– Ele é quem vai conduzir [Edivaldo Júnior]. Eu já acertei isso com ele. Ele é que vai conduzir as reuniões, assim como em 2018 fui eu que conduzi, no caso de 2020 será ele que vai conduzir: chamar os partidos, os presidentes municipais, e tentar ir construindo uma união, a mais ampla quanto possível for – revelou Dino. (Leia aqui a íntegra da entrevista)

Segundo revelou o governador na entrevista, Edivaldo já até marcou com ele uma reunião para após o carnaval, quando se dará a definição de como será o comando das articulações.

Flávio Dino disse que pretende acompanhar a campanha de seus aliados no interior, mas não se envolverá diretamente em cidades onde houver mais de um candidato da base, o que deve ser o caso de São Luís.

Se Edivaldo Júnior conseguir concluir o mandato com a ênfase nas obras e serviços que vem apresentando na capital e, ainda assim, conseguir fazer o seu sucessor, assumindo a campanha, estará definitivamente cacifado para 2022.

Quando se dará a sucessão do próprio Flávio Dino…

Marco Aurélio D'Eça

4 Comments

  1. Espero que o próximo prefeito faça uma auditoria nas secretárias,principalmente a de Saúde e obras para tomar conhecimento do tamanho do rombo que esses gestores deixarão para o futuro comandante,antes da posse. Devo lembrar aos gatunos que por lei eles são responsáveis por desvio ou pagamentos suspeitos,mesmo depois de deixarem os seus cargos. Cuidado!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *