1

Rumor sobre nova candidatura comunista é tiro de misericórdia em Rubem Jr.

Blogs e jornais alinhados ao Palácio dos Leões especulam que as lideranças ligadas ao governador Flávio Dino querem pacificar o PCdoB, o que evidencia a incapacidade de viabilização do secretário de Cidades

 

NEM O APADRINHAMENTO DE FLÁVIO DINO CONSEGUIU ALAVANCAR A CANDIDATURA DE RUBEM JÚNIOR, que já começa a ser descartada pelo próprio PCdoB

O PCdoB jogou a toalha em relação à pretensa candidatura do secretário de Cidades Rubens Pereira Júnior antes mesmo de eu desempenho chegar a 1% nas pesquisas.

O PCdoB também já deu mostras de que não quer o deputado Duarte Júnior como candidato, mesmo ele tendo desempenho superior a todos os outros pré-candidatos da base.

Por isso, os boatos que vêm sendo divulgados em blogs e jornais alinhados ao Palácio dos Leões é uma espécie de tiro de misericórdia na candidatura de Pereira Júnior. (Entenda aqui)

E por que não na de Duarte Jr.? perguntariam alguns.

Por que Duarte tem a opção de deixar o PCdoB para ser candidato em qualquer outro partido, o que não ocorre com o secretário-afilhado de Flávio Dino.

Desde que foi lançado – com aporte de R$ 100 milhões em sua pasta – Pereira Júnior faz de tudo para crescer nas pesquisas, mas seu desempenho é sofrível, próximo ao traço.

Buscar nova opção no PCdoB às vésperas da pesquisa Escutec mostra que é natimorta a candidatura do comunista afilhado do governador.

0

César Pires defende uso de recursos de Fundo na assistência a pacientes com câncer

O repasse de recursos do Fundo Estadual de Combate ao Câncer para o Hospital Aldenora Bello voltou a ser cobrado pelo deputado César Pires, em discurso na tribuna da Assembleia Legislativa nesta segunda-feira (14).

“Enquanto o governo fica inventando justificativas para não liberar os recursos do Fundo, tem pessoas morrendo por falta de tratamento, por falta de ação, por falta de humanidade do Governo do Estado. O único projeto que a eles interessa agora é eleger o governador presidente da República, mesmo que seja com a dor de tantos maranhenses”, enfatizou Pires.

Ao tratar novamente da situação do Hospital Aldenora Bello, que suspendeu parte do atendimento aos pacientes com câncer por falta de recursos, César Pires mostrou da tribuna artigo publicado no Jornal Pequeno, em abril de 2018, em que o secretário estadual de Saúde anunciava que iria apresentar a experiência exitosa do Fundo Estadual de Combate ao Câncer, ao mesmo tempo em que revelava que havia participado da elaboração da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que criou o fundo.

No artigo, Carlos Lula declarou que “foi aprovada, em agosto de 2017, a Lei Complementar 191, corrigindo as imprecisões da lei anterior. Isso permitiu que a partir de 2018 o Fundo efetivamente tivesse receitas para executar no combate ao câncer”. E ele acrescentou: “Esperamos que, ao compartilhar soluções criativas, como Fundo Estadual de Combate ao Câncer – que agora vigora em nosso estado – possamos servir de inspiração para novas fontes de financiamento dos sistemas de saúde em outras localidades do mundo”.

“Nesse artigo, o próprio secretário disse que, como consultor da Assembleia, ajudou a redigir a PEC e depois a corrigir o que elas chamam de incorreções, para que, a partir de 2018, o Fundo efetivamente tivesse receita para executar o combate a câncer. Como é que agora eles alegam que não podem repassar recursos ao Aldenora Bello? Onde estão os recursos do Fundo Estadual de Combate ao Câncer, que só no primeiro mês recebeu R$ 650 mil, segundo informou o próprio Carlos Lula?”, questionou César Pires.

Para o deputado, é desumano  apontarem ilegalidades no Fundo que, ano passado, o secretário apresentou na Dinamarca como uma grande iniciativa.

“O deputado Eduardo Braide, autor do Fundo, é de oposição, mas a necessidade é do povo do Maranhão, é dos que necessitam, que não têm condições de fazer tratamento de câncer. O governo não pode agir com ódio de seus opositores e deixar de repassar os recursos ao Fundo Estadual de Combate ao Câncer. É preciso deixar as divergências políticas de lado e cuidar das pessoas”, finalizou ele.

3

Processo de cassação de Flávio Dino volta a tramitar no TRE…

Governador foi declarado inelegível pela juíza Anelise Nogueira Reginato, recorreu ao tribunal e tentou conseguir a suspeição da magistrada; agora, o processo será analisado pela Corte Eleitoral, o que pode levar à perda do mandato

 

O processo de cassação do governador Flávio Dino (PCdoB) – que já tem uma decisão de primeiro grau pela inelegibilidade do comunista – voltará a tramitar no tribunal Regional Eleitoral.

O TRE decidiu rejeitar, por unanimidade, um pedido de suspeição  da juíza Anelise Reginato, da 8ª Zona Eleitoral de Coroatá, que cassou o mandato de Dino por corrupção eleitoral e o declarou inelegível por oito anos. (Entenda aqui)

A decisão da juíza foi tomada em setembro de 2018; desde então, Dino tenta protelar o processo, com uma série de petições.

A decisão do TRE libera o processo para apresentação do relatório de segundo grau.

De qualquer forma, no entanto, o caso chegará fatalmente ao TSE, em Brasília…

1

Polícia Militar deve encolher em mais de mil homens até o final do ano…

Documento da Corporação estima que o número de aposentadorias a serem efetivadas até dezembro chegará a 1.133 homens, o que reduzirá para pouco mais de 10 mil o efetivo que a propaganda do governo Flávio Dino diz ser de 15 mil

 

Nada menos que 1.133 homens da Polícia Militar do Maranhão devem estar fora das ruas até dezembro, quando serão efetivadas suas aposentadorias.

A estimativa é do próprio comando da PMMA.

Documento foi encaminhado à Assembleia Legislativa ainda em fevereiro; e veio à tona pelas mãos do deputado Wellington do Curso (PSDB), em discurso questionando a afirmação da propaganda do governo Flávio Dino (PCdoB), que diz ter 15 mil homens na PM.

De acordo com o documento, havia na PMMA em fevereiro exatos 11.199 homens, pouco mais de 2,8 mil a mais do que tinha em 2015, segundo a própria Secretaria de Segurança. (Relembre aqui)

Em abril Flávio Dino nomeou outros 133 novos policiais. (Saiba mais aqui)

Na última segunda-feira, 7, outros 180 foram formados pelo Cefap. (Veja aqui)

Somando as nomeações de 2019 – e cruzando-as com as aposentadorias informadas pela própria PM – o Maranhão terá ao final do ano um efetivo policial de 10.392 homens.

Apenas 2.790 a mais do que havia em 2015.

Neste caso, perguntar não ofende: onde estão os 15 mil homens que Flávio Dino diz estar em operação desde 2017???

Veja abaixo o documento da PMMA:

4

Certezas da pesquisa Prever: Braide absoluto e Duarte melhor opção da base

Mais novo levantamento da disputa em São Luís confirma favoritismo consolidado do deputado federal e a força popular do deputado estadual, mesmo bombardeado pela sua própria base comunista

 

DUARTE JÚNIOR MANTÉM POSIÇÃO FIRME NAS PESQUISAS, MESMO HOSTILIZADO NO PRÓPRIO GRUPO, e é o único que pode contrapor o absoluto favoritismo de Eduardo Braide

A pesquisa do Instituto Prever divulgada em blogs nesta sexta-feira, 4, consolidou duas verdades da pré-campanha pela Prefeitura de São Luís.

1 – o deputado federal Eduardo Braide (PMN) tem absoluto favoritismo, restando aos adversários a esperança de que haja um segundo turno;

2 – nenhum outro candidato da base do grupo Flávio Dino (PCdoB)/Edivaldo Júnior (PDT) tem mais apelo popular que o deputado estadual Duarte Júnior (PCdoB), único em condições de garantir o segundo turno.

Muito mais dos que os números absolutos do cenário estimulado, o que confirma a força de Braide e Duarte são os números da pesquisa espontânea, aquela em que o eleitor cita o nome do seu preferido mesmo sem ver nenhuma lista.

Neste quesito, Braide tem impressionantes 23,3% das intenções de votos; isso significa que praticamente 1 em cada quatro eleitores cita seu nome quando perguntado sobre a eleição em São Luís.

E quem é o segundo colocado na pesquisa espontânea? Exatamente Duarte Júnior, mesmo com distantes 4,6%.

Aliás, essa polarização entre Braide e Duarte já havia sido abordada neste blog, em posts do tipo: “De como o grupo Flávio Dino caminha para entregar eleição para Braide…”, “Eleitor já tem na cabeça disputa entre Braide e Duarte Jr….” e “Pesquisa confirma prognóstico do blog sobre duelo Braide X Duarte Jr….”.

Nenhum outro pré-candidato do governo registra pelo menos metade dos votos de Duarte Jr. no quesito espontâneo.

A tradução óbvia desta pesquisa é: o grupo holandinista tem um candidato com potencial para polarizar a disputa com o favorito, mas pode entregar o jogo ao insistir em tirá-lo da disputa.

Simples assim…

1

Prefeito relata a Bolsonaro dificuldades de ser oposição a Flávio Dino…

Acompanhado do vereador Chico Carvalho, Lahesio Rodrigues esteve no gabinete do presidente, em Brasília, representando São Pedro dos Crentes, única cidade maranhense a dar vitória ao candidato do PSL em 2018

 

LAHESIO RODRIGUES COM BOLSONARO: orgulho da vitória em São Pedro dos Crentes e relatos de perseguição em sua cidade

O prefeito de São Pedro dos Crentes, Lahesio Rodrigues (PSL), esteve nesta quinta-feira, 3, no gabinete do presidente Jair Bolsonaro.

Ele foi chamado a Brasília por ser prefeito do único município maranhense que deu vitória a Jair Bolsonaro nas eleições de 2018.

Lahesio Rodrigues estava acompanhado do presidente estadual do PSL, vereador Chico Carvalho.

Na reunião com Bolsonaro, mostrou dados do município e as melhorias implementadas em sua gestão em São Pedro dos Crentes.

E revelou a dificuldade de ser oposição ao governo Flávio Dino (PCdoB). (Entenda aqui e aqui)

1

Ambev explica entrega de ambulâncias para o Governo do Estado…

Cervejaria diz que os veículos nada tem a ver com benefícios fiscais dados à cerveja Magnífica e foram entregues como “quitação de obrigações contraídas pela empresa no âmbito de um programa de incentivo à indústria no Maranhão”

 

AS AMBULÂNCIAS “DOADAS” PELA AMBEV, AINDA COM A INSCRIÇÃO DA EMPRESA durante entrega pelo governador Flávio Dino

A Cervejaria Ambev detalhou ao blog Marco Aurélio D’Eça a contrapartida de 10 ambulâncias ao Governo do Estado, que as distribuiu há várias prefeituras maranhenses.

Segundo a empresa, as ambulâncias nada têm a ver com a cerveja Magnífica, que recebe benefícios fiscais por ser produzida com mandioca extraída no Maranhão.

– As ambulâncias foram entregues pela Ambev como quitação de obrigações contraídas pela empresa no âmbito de um programa de incentivo a indústria do Maranhão – explicou a assessoria de Comunicação da Ambev nacional, em nota encaminhada ao blog. (Saiba mais aqui)

Essas contrapartidas, segundo a nota, foram dadas por outras empresas, seja por meio de entrega de ambulância ou pinturas de escolas e prédios públicos.

A Nota da Ambev também explica a retirada da logo da empresas das ambulâncias. (Entenda aqui)

 – A logo foi colocada apenas para a cerimônia de entrega pela organização do evento – disse o documento.

5

Flávio Dino tem prazo para Rubens Júnior “deslanchar”…

Governador comunista só dará chancela ao aliado se o seu desempenho aproximar-se dos dois dígitos até dezembro; caso contrário, orientará a base a buscar outras opções de candidatura entre os pré-candidatos governistas

 

DINO NÃO VAI CONTRARIAR RUBENS JÚNIOR, mas nem ele acredita que o afilhado possa deslanchar até dezembro

O governador Flávio Dino (PCdoB), até aceita disponibilizar a estrutura do governo para o secretário de Cidades Rubens Pereira Júnior (PCdoB) viabilizar sua candidatura a prefeito.

Mas esta chancela não é incondicional.

Segundo apurou o blog Marco Aurélio D’Eça, Dino deu até dezembro para que Pereira Júnior alcance ou pelo menos se aproxime dos dois dígitos nas intenções de votos – por enquanto ele não passa de 1% e é o mais fácil adversário para Eduardo Braide (PMN) num eventual segundo turno.

Mas nem o próprio Dino acredita no deslanchar do afilhado, ainda segundo apurou o blog.

Tanto que mantém o estímulo aos demais candidatos da base – Neto Evangelista (DEM), Bira do Pindaré (PSB), Osmar Filho (PDT) e Duarte Júnior (PCdoB) – mesmo os que não têm apoio da base ou estrutura a seu favor.

Para convencer o governador, tanto Rubem Júnior quanto o seu pai – o ex-deputado Rubens Pereira – têm usado como argumento a história do próprio comunista, que saiu de 4% para o segundo turno, em 2008.

Outro argumento dos Pereira – pai  filho – é a história do atual prefeito Edivaldo Júnior (PDT) que, segundo eles, não era o preferido em 2012 e, mesmo assim, foi o candidato e venceu a eleição.

E assim eles vão levando o padrinho e continuando a aventura de virar candidato a prefeito.

Pelo menos até dezembro…

2

“Muito mais será revelado”, diz Flávio Dino, sobre esquemas da Lava Jato…

Governador comunista comentou no Twitter sobre a decisão do Supremo Tribunal Federal de anular sentenças de Sérgio Moro que desrespeitaram o direito de defesa, no mesmo dia que vem à tona escândalo com o ex-procurador Rodrigo Janot

 

O governador Flávio Dino (PCdoB) comentou nesta sexta-feira, 27, em seu perfil no Twitter, a decisão do Supremo Tribunal Federal, que anulou sentença proferida pelo ex-juiz Sérgio Moro, por desrespeito ao direito de defesa.

Para Dino, ao agir assim, o STF reafirma que, no Brasil, ainda está preservado o Estado Democrático de Direito.

– Supremo declarou hoje (ontem) que o artigo 5º, inciso LV, da Constituição continua a valer, ao determinar o respeito ao princípio do contraditório e da AMPLA defesa. Nenhum processo judicial deve ser conduzido como uma mera filigrana, como se ao réu só coubesse a condenação inexorável – comentou o governador maranhense.

No mesmo dia em que o Supremo mostrou que pode corrigir os abusos praticados pela Lava Jato, o ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, revelou em entrevista à revista Veja que chegou a entrar armado no Supremo para matar o ministro Gilmar Mendes – e depois se matar.

Motivo do ato tresloucado: a imprensa revelou que a filha de Janot atuava como advogada das empreiteiras OAS e Odebrecht, o que o colocava sob suspeição para atuar na Lava jato.

Sem fazer referência se se referia ao estado de coisas envolvendo Sérgio Moro e Rodrigo Janot, Flávio Dino comentou não haver mais nada para se concluir que se vive no período mais esdrúxulo da história do Direito no Brasil. Mas adiantou:

– Muito mais será revelado nos próximos anos.

 

1

Eles não desistem de Flávio Dino, mas são ignorados por Weverton Rocha…

Pré-candidatos mais bem posicionados na base do governo comunista, Neto Evangelista e Duarte Jr. disputam espaços na agenda do governador em busca de apoio para o projeto eleitoral em São Luís; mas estão distantes do principal ator no processo

 

NETO DE UM LADO, DUARTE JR. DE OUTRO: candidatos da base governista não desistem do aval de Flávio Dino, mas o caminho a seguir é outro

A imagem acima foi capturada nesta terça-feira, 17, durante inauguração de um dos centros de hemodiálise inaugurados pelo governador Flávio Dino (PCdoB).

Nela, aparecem em destaque os deputados estaduais Neto Evangelista (DEM) e Duarte Jr. (PCdoB) em sugestiva pose atrás do comunista.

Pré-candidatos da base do governo mais bem posicionados nas pesquisas de intenção de votos para as eleições de 2020, Evangelista e Duarte tentam convencer o governador – e as lideranças do grupo – a apostar em seus projetos.

Eles não têm conseguido chamar a atenção de Dino, que dá mostras de preferência pelo secretário de Cidades, Rubens Pereira Jr. (PCdoB); e mesmo se conseguissem, ainda estariam distante de outra liderança, esta o principal ator em relação a 2020.

O senador Weverton Rocha (PDT) tem sido o principal condutor do debate sobre a opção do grupo para São Luís; e deixou claro que quer o presidente da Câmara Osmar Filho (PDT) como candidato.

Quem acompanhou a coletiva de imprensa de Weverton semana passada – quando praticamente desdenhou das intenções de votos de Evangelista, Duarte, Rubens & Cia – entendeu que será o senador o fiador da escolha do oponente de Eduardo Braide (PMN), até agora o favorito na disputa.

Seu objetivo é levar Osmar Filho ao segundo turno, na confiança de que o elegerá contra Braide.

COM A FORÇA DO GRUPO QUE CONSTRUIU, WEVERTON NÃO APENAS AVALIZOU OSMAR FILHO como também descartou Yglésio Moyses e minimizou as chances de Duarte, Evangelista e Rubens Jr

O comandante pedetista não apenas ratificou a candidatura do vereador como desautorizou o deputado Yglésio Moyses a tratar do tema no PDT, assim como descartou Neto Evangelista, Duarte Júnior e Rubens Júnior.

Diante deste quadro, os dois deputados governistas podem até continuar a buscar aval de Flávio Dino para 2020.

Mas precisam compreender uma situação: assim como foi em 2016, Weverton é quem será o comandante do processo em 2020 na capital maranhense.

E sem ele e seu grupo, será difícil chegar a algum lugar…

Leia também:

O articulador Weverton Rocha…

De como Weverton constrói seu time para 2022…

Sem imposições, Weverton consolida grupo político…

Com apoio de Weverton, Osmar Filho avança projeto 2020…