11

Roseana cobra de Palocci suspensão da taxa de embarque no aeroporto Cunha Machado

Luis Fernando ouve explicações dos diretores da Infraero

O chefe da Casa Civil do governo Roseana Sarney (PMDB), Luís Fernando Silva, reuniu hoje pela manhã o comando da Infraero no Maranhão e cobrou respostas rápidas para a situação de caos em que se encontra o aeroporto Hugo da Cunha Machado.

– A Infraero é uma estatal federal, que não está sujeita ao governo do Maranhão. Mas são 4 mil pessoas prejudicadas, diariamente, o que sensibilizou a governadora Roseana Sarney a exigir respostas. Por isso decidimos cobrar estas respostas – disse Luís Fernando.

Após a reunião, Luís Fernando encontrou-se com a governadora Roseana Sarney. Numa ligação para o chefe da Casa Civil do governo Dilma Rousseff (PT), Roseana cobrou que fosse suspensa a taxa de embarque no Cunha Machado até a conclusão das obras.

– Pelo menos ameniza o desconforto gerado pela falta de estrutura das novas instalações – avaliou Luís Fernando Silva.

Membros de poutras pastas também ouvem os técnicos da Infraero

Na reunião com os técnicos da Casa Civil, os técnicos da empresa reconheceram a gravidade da situação e admitiram, pela primeira vez, que o prazo de 150 dias para solução do problema deverá ser insuficiente. Até agora, a empresa apenas diminuiu o valor da taxa. Mas para o governo maranhense, o ideal é que seja suspensa.

Caos
O saguão principal do Aeroporto Cunha Machado foi desativado quando uma empresa que estava instalando a central de ar-condicionado percebeu o risco de desabamento do teto.

Todos os serviços foram transferidos para o antigo saguão, sem a infra-estrutura necessária a embarque e desembarque.

– O desconforto é geral. Hoje mesmo a governadora estará assinando um Expediente ao ministro da Defesa, Nelson Jobim, pedindo a suspensão da taxa de embarque no período em que durarem as obras de recuperação – contou Luís Fernando.

Além do chefe da Casa Civil, participaram da reunião os adjuntos da Infra-estrutura, José Henrique Murad e Aparício Bandeira, além do secretário de Comunciação, Sérgio Macêdo.

Marco Aurélio D'Eça

11 Comments

  1. Enquanto o aeroporto Hugo da Cunha Machado está mobilizando dezenas de políticos, empresários e afortunados do nosso Estado, as paradas de ônibus da nossa capital estão jogadas ao relento onde usuários do transporte coletivo da grande São Luís esperam na chuva e no sol escaldante para ir ao trabalho e voltar para casa. Cadê os nossos “queridos” vereadores e deputados para agir de igual forma para as classes sociais mais inferiores? No mínimo um ato discriminatório numa sociedade hipócrita e injusta!

  2. “Bendito”mesmo mesmo,caro Martins.Pois foi o pessoal do ar condicionado que,quando foi colocar a tubulação,notaram a situação comprometida da estrutura.Ninguém viu!! isso porque não é forrado.Só no Maranhão.O cara vem de fora e aqui pinta e borda…

  3. É fato de que a responsabilidade pelo caos do nosso aeroporto é culpa da Infraero que é orgão federal.Mas se a nossa governadora se utlizasse do saguão do nosso acanhado aeroporto para os seus deslocamentos pelo Brasil, certamente com a força que ela possui junto ao governo federal, essa situação poderia não acontecer. O dinheiro para a instalação do ar-condicionado já existe há anos. Tanto é que o advogado Pedro Leonel ajuizou uma ação popular para obrigar a União a instalar o bendito ar-condicionado.

  4. caro. Por falar em cobranças quando é que vão entregar mesmo os restantes dos 72 hospitas? Só vejo o Sr. Ricardo Murad falar que fez um grande pagamento ao municipio de São Luis referente a farmacia basica, atendimento e nada dele tocar no assunto dos 72 hospitais. O Sr. Ricardo Murad esta dando certinho com o secretario de saude do municipio o Sr. Gutemberg estão dando atenção só para a dengue e estão esquecendo de outras doenças ou ate mesmo que o cidadão de msis cuidado assim como eles precisão de voto quando chega epoca de eleição.

  5. José Henrique Murad/Aparício Bandeira.Se houvesse prova no CREA,nenhum conseguiria passar..eta Maranhão.São essses que os “técnicos” que vão resolver o problema do aeroporto?Gente:Governo é coisa séria.Tae,no que deu colocar amigos incompetentes na construção do mesmo.P.S.O aeroporto tem recursos federais,o o José Henrique Murad,não pode nem chegar perto.Que o diga a Justiça Federal.

  6. só para refrescar a memória: quem construiu este aeroporto foi a Governadora Roseana em seu segundo mandato, inclusive ela inaugurou com o então presidente FHC. para refrescar a memória novamente: todas as obras da Governadora Roseana dão nisso: no verdadeiro fracasso. agora vir com essa de cobrar a INFRAERO! ME COMPRE UM BODE!

  7. Mr. Marco, o novo blogue não envia mais os post’s por e-mail?

    resp.: Nem sabia que tinha este sistema, meu caro. Tinha? Vou reclamar com o Robert.

  8. E esse cara aí do boné ? Rapaz o cara ficar de boné em uma reunião séria como essa ! Ou ele é sindicalista ou tirou sarro do Luis Fernando. Ou é só um careca burrinho mesmo.

  9. ESTÃO FAZENDO MUITA ZUADA POR CAUSA DE UM PEQUENO DESCONCONFORTO, QUE VAI DURAR APENAS 15 DIAS – PESSOAL , OCORRERÁ MELHORIAS NO AEROPORTO DE SÃO LUÍS E VOCÊS ESTÃO CAUSANDO UMA VERDADEIRA GUERRA CONTRA A ADMINISTRAÇÃO AEROPORTUÁRIA. SERÁ QUE ESTÃO QUERENDO A CABEÇA DESSE DIRIGENTE DO AEROPORTO DO TIRIRICAL? AÍ TEM COISA!!!….
    NÓS DEVEMOS BRIGAR É PELA NÃO COBRANÇA DE ESTACIONAMENTO NA ÁREA DO AEROPORTO, E MAIS POLICIAMENTO NA ÁREA. TAMBÉM OS PREÇOS ABUSIVOS COBRADOS POR TAXISTAS INESCRUPULOSOS.

    resp.: !5 dias??? Meu caro, nem os cinco meses dado pelos técnicos da Infraero já não são mais garantidos…

  10. Agiu corretamente o secretário Luis Fernando e a governadora Roseana Sarney ao cobrar uma postura da Infraero com relação a esse caos no aeroporto. Tem que bater duro mesmo. Esse pessoal do governo federal acha que pode fazer o que bem entender com o Estado. Alguem que chega em São Luís pelo aeroporto do jeito que está não quer nem saber se isso é só uma questão temporária. Nunca mais vai querer voltar para a Ilha.

  11. Décio deu essa notícia antes de você. Praticamente ao final da reunião.

    Resp.: E…???

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *