1

O “berço esplêndido” de Luis Fernando Silva…

Escondido em um posto obscuro do Palácio dos Leões, ex-prefeito que renunciou ao mandato em Ribamar pela segunda vez, curte aposentadoria de luxo, enquanto o Sebrae exalta sua já finada gestão

 

LUIZ FERNANDO SILVA E O SEU EX-VICE, EUDES SAMPAIO: prêmio por gestão que nem é mais dele e esconderijo político no Palácio dos Leões

Desde que aceitou renunciar ao cargo de prefeito de São José de Ribamar – pela segunda vez em 10 anos – Luiz Fernando Silva vaga em um posto de secretário obscuro do governo Flávio Dino (PCdoB).

Entrou em uma espécie de aposentadoria de luxo, em uma “assessoria de coisa nenhuma” no Palácio dos Leões.

Luiz Fernando saiu de cena em março, para retornar ao que era antes de ser catapultado pela ex-governadora Roseana Sarney ao posto de celebridade política – em mais um equívoco daquela que foi a mais popular governante maranhense.

Mesmo assim, o Sebrae acaba de destinar ao ex-gestor recluso o título de “prefeito  empreendedor”, numa decisão que põe o prêmio de uma das mais respeitáveis instituições brasileiras ao nível das “homenagens caça-níquel” que se espalham pelo país.

Ainda que estivesse no comando de Ribamar, a atual gestão do ex-prefeito não justificaria a concessão de título de “campeão nacional” dado pelo Sebrae.

E sem ele no comando da gestão, o “prêmio” vira mera chacota…

2

O sumiço de Luis Fernando Silva…

Um mês após assumir espécie de Aspone no governo Flávio Dino, ex-prefeito mantém-se incógnito no novo emprego, sem qualquer ação que justifique sua renúncia em São José de Ribamar

 

LUIS FERNANDO SILVA NA POSSE COM FLÁVIO DINO: emprego no palácio e fuga das responsabilidades em Ribamar

Trinta dias se passaram desde que o ex-prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB, decidiu abandonar a cidade para assumir cargo no governo Flávio Dino (PCdoB). (Relembre aqui e aqui)

Passado este período, não há qualquer ação na pasta assumida por ele – uma espécie de Aspone intitulada Secretaria de Projetos Estratégicos – que justifique sua renúncia do comando do município.

Blogs e jornais chegaram a  especular fortalecimento político de Luis Fernando – incluindo o blog Marco Aurélio D’Eça –  com a renúncia, algo que não se confirma na prática nestes 30 dias iniciais.

O ex-prefeito está em lugar incerto e não sabido, incógnito, sem qualquer ação estratégica do governo comunista.

À medida que o tempo passa, fica mais evidente que o emprego dado por Flávio Dino a Luis Fernando é uma espécie de tábua de salvação, para que ele pudesse fugir das responsabilidades na cidade que tanto quis administrar –  da qual renunciou por duas  vezes.

O ex-prefeito está gora guardadinho sob as asas do comunismo, protegido de pressões e, mesmo assim, ainda dando as cartas em Ribamar.

Só que, desta vez, escondido da pressão popular…

0

São José de Ribamar: estrada da Boa Viagem virou lamaçal…

Rodovia que leva a várias comunidades e a uma das mais belas praias da ilha foi abandonada pela prefeitura e se transformou nisso que é mostrado nas fotos e no vídeo abaixo

 

O vídeo e as fotos que ilustram este post mostram o resultado do abandono da Estrada da Boa Viagem, em São José de Ribamar, rodovia que deveria levar ás comunidades carentes do município e a uma das mais belas praias da região.

É possível ver um ônibus escolar atolado em meio ao lamaçal em que se transformou a estrada, que um dia foi asfaltada.

FOI PRECISO USAR UM CAMINHÃO DE LIXO para ajudar a desatolar o ônibus escolar

A fracassada gestão de Luis Fernando Silva (PSDB) simplesmente abandonou a rodovia, que se transformou neste lamaçal.

Os vídeos não mostram, mas os próprios estudantes foram obrigados a empurrar o ônibus na lama para tirá-lo do atoleiro.

Triste fim para um gestão cujo titular preferiu fugir a enfrentar os problemas da cidade…

3

Luis Fernando já prepara providências para renúncia em Ribamar…

Prefeito se reúne com secretários e vereadores para definir os rumos do municípios após deixar o cargo para assumir um posto de secretário no governo Flávio

 

Luis Fernando com seus auxiliares: renúncia deve estar a caminho

O prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB) reúne secretários e vereadores do município na tarde desta quarta-feira, 13, quando deve comunicar sua decisão de deixar a prefeitura.

Segundo apurou o blog Marco Aurélio D’Eça, ele deve definir as providências com o aliados para que a gestão do município siga seu rumo, mesmo após sua saída.

Luis Fernando acertou com o governador Flávio Dino (PCdoB) a ida para uma secretaria do governo comunista – provavelmente a pasta dos assuntos especiais.

Sua renúncia – e consequente anúncio da posse na secretaria – ocorreria após o lava pratos, evento que aconteceu no último final de semana em Ribamar.

Mas diante do comportamento psicológico um tanto errático do prefeito, ainda não se tem convicção de que ele renuncia ou não ao cargo.

A reunião com os aliados pode ser uma indicação de que o fato está consumado…

2

Pasta de Luis Fernando terá controle da Agência Metropolitana…

Prefeito de Ribamar aceitou o convite do governador Flávio Dino para chefiar a área de projetos estratégicos, o que inclui grande influência nas políticas públicas de São Luís e aponta para as eleições de 2020

 

MISSÃO 2020? Com o controle da Agência Metropolitana, Luis Fernando terá forte influência nas eleições em São Luís

O prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB), deve anunciar sua renúncia logo após a realização do Lava Pratos, tradicional carnaval-fora-de-época do município.

Ele acertou os últimos detalhes da sua posse na Secretaria de Programas Estratégicos, criada a partir da transformação da pasta de Programas Especiais – que era extraordinária – em secretária ordinária.

A pasta foi turbinada para que o prefeito possa exercer grande influência em vários setores do governo Flávio Dino (PCdoB) – mesmo sem participar das ações executivas.

Ganhará, por exemplo, o controle do Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e Cartográficos (Imesc), além de parte do planejamento do governo.

Mas o que chama atenção é o controle que o novo secretário terá da Agência Metropolitana, uma espécie de “prefeitura da Grande São Luís”.  

O controle dessa área – com forte influência nas políticas públicas da capital – indica interesse do governo na participação de Luís Fernando no processo eleitoral de 2020, na capital maranhense.

Mas esta é uma outra história…

1

Proposta de renúncia em Ribamar partiu do próprio Luis Fernando…

Diante do desgaste por que passa sua gestão desde o início deste mandato prefeito cogitou cargo no governo Flávio Dino, o que, a princípio, foi visto com bons olhos pelos principais auxiliares do comunista

 

O LUÍS FERNANDO DE HOJE está desgastado em Ribamar e cogita ser salvo pelo neo-aliado Flávio Dino

Embora o governador Flávio Dino tenha dado posse aos seus novos secretários desde segunda-feira, 25, ainda não está de todo descartado a ida do prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB) para a gestão estadual.

Essa possibilidade “ainda está sendo cogitada”, segundo afirmaram ao blog Marco Aurélio D’Eça tanto aliados do prefeito quanto do próprio governador.

A ideia chegou a ser bem vista por importantes auxiliares de Flávio Dino, como o vice-governador Carlos Brandão (PRB) e o chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares (PSB).

O problema é que o prefeito quer a Secretaria de Infraestrutura, o que irritou o deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), aliado do atual titular da pasta, Clayton Noleto.

O LUÍS FERNANDO DE ONTEM estava de vento em popa em Ribamar, mas também renunciou para virar candidato de Roseana

A este blog também foi esclarecido que a cogitação da ida do tucano para o governo foi cogitada pelo próprio prefeito.

Luis Fernando vem enfrentando forte desgaste no comando da prefeitura de Ribamar e, para revertê-lo, carece da mesma abundância de recursos que experimentou nos primeiros mandatos.

A ida para o governo Flávio Dino seria, assim, uma saída honrosa.

E ela ainda não está completamente descartada.

É aguardar e conferir…

Leia também:

Luis Fernando Silva para além de São José de Ribamar…

Luis Fernando Silva e o grupo Sarney…

O triste ocaso de Luis Fernando Silva…

3

Luis Fernando só quer a Sinfra; e fecha portas no governo Flávio Dino…

Prefeito de Ribamar quer deixar o posto por causa do desgaste, mas a pasta pretendida dificulta sua renúncia

 

O prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB), enfrenta extrema dificuldade em sua segunda passagem pelo comando da cidade.

E quer deixar o posto, pela segunda vez, para salvar a carreira política.

O problema é que o prefeito quer, nada menos, que a Secretaria de Infraestrutura do governo Flávio Dino (PCdoB).

O titular do posto, Clayton Noleto, até que nem tem estatura tamanha para barrar o prefeito, mas o seu tutor, deputado federal Márcio Jerry (PCdoB), é um dos principais aliados de Dino.

E veta a troca, sobretudo, por saber que o articulador de Luís Fernando é ninguém menos que o chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares (PSB).

Luis Fernando, portanto, vai ter que encontrar nova saída…

4

O fator Luis Fernando e suas implicações no projeto Flávio Dino…

Há diversas causas e consequências que podem influenciar a saída do prefeito para ocupar um posto no governo comunista, mesmo em desavença com aliados de peso, como Weverton Rocha e Edimar Cutrim

 

Flávio Dino e Luis Fernando Silva: de ex-adversários a aliados com projetos comuns

Não é fácil a resolução da equação que o governador Flávio Dino (PCdoB) tenta montar para tirar o prefeito Luís Fernando Silva (PSDB) de São José de Ribamar e levá-lo para o seu governo,

Silva é desafeto de pesos-pesados da aliança que elegeu e reelegeu Flávio Dino – o que inclui a família do conselheiro do TCE, Edimar Cutrim, e o senador Weverton Rocha (PDT).

Por outro lado, tem relações próximas com o vice-governador Carlos Brandão (PRB) e com o chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares (PSB).

Estaria Flávio Dino, neste caso, preparando terreno para 2022 e buscando a blindagem da candidatura do seu vice Carlos Brandão?!?

Para responder a esta pergunta, é preciso avaliar, primeiro, a movimentação pelas eleições de 2020, sobretudo na Grande São Luís.

Embora ainda não declaradamente candidato a governador, o senador Weverton Rocha vem trabalhando a construção de uma base sólida, que garanta aliados nas principais prefeituras da Ilha, sobretudo as de São Luís e a de Ribamar.

Para isso, Weverton e seu PDT estão dispostos, inclusive, a abrir mão da cabeça de chapa na capital maranhense; por isso a aproximação com o deputado Neto Evangelista (DEM), que tem potencial para polarizar a disputa com Eduardo Braide (PMN).

Mas este movimento faz também o DEM ser rechaçado no governo Dino – tanto que Evangelista sequer foi cogitado a voltar à Secretaria de Desenvolvimento Social.

Família Cutrm: poder político e alianças pontuais com Weverton Rocha

Com Luis Fernando no comando de uma pasta de peso, Dino constrói a trinca que necessita para fazer frente a um eventual poderio pedetista contra a candidatura de Brandão.

Sobretudo pelo fato de que, nas eleições de 2020 – pelo que se desenha no horizonte – São Luís só terá dois caminhos: a eleição de um aliado de Weverton ou a vitória do oposicionista Eduardo Braide.

Neste caso, não se descarta sequer o apoio de setores do governo – mais ligados a Brandão – ao próprio Braide.

Por isso, quem quiser compreender o xadrez de 2022 tem que entender também o xadrez de 2020.

É simples assim…

0

Marcelo Tavares confirma conversas com Luis Fernando sobre cargo no governo…

Chefe da Casa Civil – e responsável pelas articulações para formação do novo governo Flávio Dino – diz que o assunto ainda está na fase de sondagens, “pelo menos por enquanto”

 

Luis Fernando com Marcelo Tavares, em foto divulgada nas redes sociais pelo próprio chefe da Casa Civil

O chefe da Casa Civil, deputado estadual Marcelo Tavares (PSB), confirmou a este blog “sondagens” ao prefeito de São José de Ribamar, Luis Fernando Silva (PSDB), sobre cargos no governo Flávio Dino (PCdoB).

A informação foi dada ontem, pelo blog do jornalista Gilberto Léda. (Leia aqui)

Ao blog Marco Aurélio D’Eça, Tavares confirmou as possibilidades, mas as classificou como “sondagens apenas”.

E completou: “pelo menos por enquanto”.

Luis Fernando Silva era prefeito de Ribamar, em 2009, quando renunciou na metade do segundo mandato para se tornar o principal auxiliar da então governadora Roseana Sarney (MDB).

No posto de homem forte do governo, transformou-se no principal adversário de Flávio Dino nas eleições de 2014, mas desistiu da disputa em cima da hora, insatisfeito com os rumos de sua candidatura no então governo Roseana Sarney (MDB).

Na época, a candidatura do agora prefeito foi substituída pelo empresário Edinho Lobão (MDB); e Luis Fernando passou a se aproximar de Dino, chegando a ser cogitado como secretário no início do governo comunista.

Uma nova renúncia de Luis Fernando no meio de outro mandato garantiria também melhor articulação do governo Flávio Dino nas eleições municipais de São José de Ribamar.

Que pode ter o conselheiro Edimar Cutrim como principal candidato, história, inclusive, já contada neste blog. (Relembre aqui)

É aguardar e conferir…

1

União de vereadores em torno de Nonato Lima incomoda Luís Fernando

Do blog Maramais

Completamente enfraquecido, com alta rejeição popular enfrentando protestos quase que diariamente, e sem contar com o apoio da maioria dos vereadores, a notícia da união dos vereadores que lançou o nome de Nonato Lima com pré-candidato a prefeito, incomodou o prefeito Luís Fernando.

Rapidamente, a assessoria do prefeito preparou e espalhou mais um fakenews nas redes sociais. Passaram vergonha de novo.

O próprio pré-candidato a prefeito, vereador Nonato Lima, tratou logo de desmontar a mentira.

Em nota, Nonato rechaçou a atitude da assessoria do prefeito e informou que tomará todas as medidas judiciais para por fim a esse tipo de ação criminosa que tem sito comum na gestão do prefeito.

“A população foi alvo de mais uma infundada investida do jornalismo obscuro e antiprofissional que infelizmente, se utiliza do anonimato para veicular falsas informações”, disse o pré-candidato, se referindo ao fakeblog SeuRiba, que tem como editor, um assessor do prefeito, que também é um dos principais compartilhadores da informação em grupos do App WhatsApp.

Nonato Lima, além de desmontar a mentira espalhada pela assessoria do prefeito, tratou logo de explicar o que realmente incomoda o governo municipal. “A minha pré-candidatura é alicerçada na união absoluta dos vereadores da Câmara Municipal, os quais comungam do mesmo entendimento, alinhamento e objetivo defendido por mim: Devolver Ribamar aos Ribamarenses.” Disse o pré-candidato a prefeito. Continue lendo aqui…