11

O quarto centenário…

Por Marcos Galvão

Algumas pessoas se assustam com o vertiginoso crescimento da nossa cidade, principalmente no setor imobiliário; pena que a prestação dos serviços públicos não acompanhou tal crescimento e a qualidade de vida na nossa ilha caiu e muito nos últimos dez anos…

Hospitais superlotados e com péssimo atendimento (inclusive os particulares), trânsito caótico, buracos mil, sistema de segurança público falido, rede de ensino pública carente de vagas, rodoviária e aeroporto obsoletos, sistema de saneamento básico praticamente inexistente (fora a falta d’água quando rompe a adutora), desmatamento, falta de preservação e investimento nas poucas áreas de proteção ambiental, feiras que parecem chiqueiros, estradas que não oferecem segurança e não suportam um simples feriadão, praias poluídas, centro histórico que fede a mijo e cocô …

Nem vou falar dos municípios do interior porque senão…

Esse é o retrato da nossa cidade às vésperas dos seus tão alardeados 400 anos.

Ah! que saudade da nossa São Luís dos anos 80.

Marco Aurélio D'Eça

11 Comments

  1. Bem, ei de concordar com a nota Marcos, a mim como militante do PSDB tenho a me envergonhar com o descaso do prefeito frete aos problemas da nossa cidade. Mas sei que os ludovicense são maiores que esses últimos anos de administrações turbulentas, de um senhor incapaz e de assessores irresponsáveis.
    Frente a uma justiça inexistente aguardo o fim de um ciclo político que tem um desfecho infeliz. E de uma revitalização da nossa cidade.

  2. Ia esquecendio, a culpa é de São Pedro….kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk João Castelo Palhaço!

  3. João Castelo foi a pior desgraça que poderia ter acontecido para São Luis nos últimos anos…Bem ou mal o pouco que ainda se tem foi Roseana que fez, imaginem só se os vaidutos que estão aí não tivessem sido construídos por ela?? Imaginem só se Ricardão Murad não tiverse determinado a construção e padronização das barracas da litorânea….Castelo, Gardeninha, aaaafffffffffff, que os buracos e engarrafamentos dessa vida impecam vocês de continuar na prefeitura…Hipócritas safados…

  4. As fotos por si só corroboram o texto sucinto, com uma grandeza em verdades aos olhos da população, e dor no coração dos ludovicense. Como diz a frase do grande escritor Umberco Eco: “Nem todas as verdades são para todos os ouvidos”. Parabéns Marcos Galvão

  5. Caro Marco Aurélio D’eça! ( Desculpas pelo equívoco )
    (…)

    Resp.: Mas como só corrigiu depois de se confundir, mostra que não foi espontâneo. Acho que os locais pára onde você já mandou os comentários são suficientes, não?!

  6. Caro Decio!
    (…)

    Resp.: Como você mandou o comentário para o endereço errado, não preciso0 publicá-lo.

  7. Pow rapaz até que enfim alguém que vive em São Luís, porque essa turma do poder parece que vive noutra cidade, noutro estado. Com cordo com você com todos os pingos nos is. Pena que você não seja o prefeito, governador. Eles e os seus colaboradores precisam ver esta cidade com um olhar diferente, de responsabilidade, e vontade de trabalhar por ela e sua gente. É revoltante andar hoje pelas ruas e deparar com essa calamidade urbana, lixo doméstico, lixo visual, lixo lixo de administração.

  8. Caro Luís!
    (…)

    Resp.: Mais um comentário com destinatário errado. Portanto, não preciso publicar.

  9. A saida do Rio anil shopping, sentido cohab, esta parecendo crateras da lua. Sugiro a reportagem ir filmar ali.

  10. Nem precisa ter saudades dos anos 80. Tenho saudades de 10 anos atrás. Esse João Castelo é o pior prefeito qe se têm notícia na história das pólis. Marco, que é o prefeito de fato ? ele ou Gardeninha ? AFF… Seja qual for, é um grande INCOMPETENTE! E nem adianta cupixas virem até aqui para defendê-los, pois sabemos ser post´s parciais de beneficiários de empregos fantasmas.
    ps: Cada povo tem o governante que merece.

  11. Caro jornalista,
    Na bela/feia/triste cidade de São Luís todas as suas áreas – nobres, intermediárias ou periféricas, assim consideradas do ponto de vista fundiário-imobiliária – revelam precárias e deletérias condições de infra-estrutura e de vida urbana. Eu, como você, também sinto saudade da São Luís dos anos 1980. Nunca tinha visto os serviços e equipamentos públicos urbanos tão degradados.
    Atenciosamente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *